História Past, present and future - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, EXO
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Rosé
Visualizações 3
Palavras 1.542
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieee
Demorei mas voltei, tavo com mts problemas mas aqui estou eu heheheh

Espero que gostem
Boa leitura

Capítulo 5 - Dualidades



_______ P.O.V.'S 



Os batimentos estão caindo, oxigênio com a bomba, façam pressão,  nós não podemos perder-la,  o bebê está fora de perigo mas ela ainda não  "


O que é isso? 

As últimas palavras que eu ouvi uma semana atrás antes do maldito aparelho fazer o horrível "PIIIIIIÍIIIÍIII"

Omma...

Eu estou simplesmente desvastada,  a mulher da minha vida se foi no parto da minha irmã... Ela nem vai ter uma mãe,  ela não vaí ter uma família completa. Isso me alegra em partes. Omma já havia perdido um filho e o médico falou que se ela engravidasse ela poderia morrer no parto... Por que?  

A vida parece a folha de uma árvore,  ela nasce, cresce, envelhece, cai e morre. É o ciclo da vida? Porque tem que ser tão duro deixar alguem? Ou alguem te deixar? Agente deveria sofrer menos mas é simplesmente impossível,  eu estava ali... Eu estava do seu lado quando vi a vida dela sair pela boca, foi algo tão incomum e estranho, eu pude jurar ver uma mão puxar algo nela e então ela se ir... Ela está no céu?  No inferno?  Ela está ciente do que ouve? Ela sabe quem somos? Ela pode me levar com ela? Mundo, porque você é assim? Porque faz agente sofrer? Eu simplismente odeio viver, odeio cada parte do meu corpo, odeio cada parte daquele hospital,  as pessoas doentes la dentro não me importam, eu não me importo com mais nada, eu sinto raiva do mundo, eu sinto raiva daquele feto que tenho que chamar de irmã 

Estou sendo egoísta?  Eu confesso que estou, sei que não estou certa mas a mulher da minha vida se foi por apenas uma criança entrusa que não deveria respirar e existir 

Eu sei que isso é maldade e a criança não tem culpa mas eu não me importo, eu estou com raiva no momento e tenho que neutralizar em algo e ela parece justamente a causa da minha dor

A causa da minha dor, da minha tristeza, da minha raíva,  dos meus sentimentos perdidos. Mas o que posso fazer? Appa está falando pra eu ser compreensível, mas eu estou nem aí pra ele também,  eu já fui muito compreensível na época que ele batia nela, ele acha que eu não via, coitado... Eu já vi as piores senas da minha vida, já vi ele bater nela nua no banheiro por não ter feito um simples embrulho de presente que ele queria dar a um amigo, é eu vi tudo, ela ficavai desesperada e tentavá fugir, eu vi ele abusando dela a força,  nunca entendi isso de abusar se já são casados, mas agora eu entendo, ele não a respeitou, ele fez aquilo sem a conscientização dela, ela estava chorando e ele não parou, ele bateu nela até ela desmaiar... Por isso nunca dei muito ouvido a ele,  eu preferia ficar na minha, resolvi dar uma chance a ele e não me prender aquilo por mais que me perseguia, agora entendem ? Eu já fui muito compreensível na minha vida,  ela apanhava pra me defender, ela se arriscava por mim,  e agora vocês ve minha indignação? 

Eu não tenho raiva da minha "irmã" por ela ter sido a causa da morte de omma, tenho raiva porque ela veio dele,  ele sabia que omma não podia engravidar, eu lembro, ele abusou dela pela última vez a sete meses atrás,  por isso a criança,  ela não morreria se não fosse aquele asqueroso 

Vocês podem não estar entendendo, vocês viram ele calmo, mas isso é uma máscara,  uma grande máscara, eu tentei tratar ele das melhores formas possíveis,  por isso que vocês viram a dias atrás ele meigo, ele sabia que a hora dela iria chegar, eu apenas fiquei quieta e estou até agora, sofrendo sozinha...


[...]


- ______, abra a porta - uma voz se faz presente  

Ignoro. Não estou afim de conversar...

- _______? Eu sei que você tá aí,  já faz uma semana ou mais  que você não come, não sai desse quarto, nem na escola você vai, não deixa ninguém te vê,  faz uma semana que ninguém entra no seu quarto, como eles vão limpar? Você vai ficar mais doente do que já está, estão todos tão preocupados, você tranco o quarto e agente não sabe como entrar pra te ajudar, me deixe entrar,  por favor - ele fala firme 

Ele ? É conheço essa voz. Jeon Jungkook

Suspiro 

- Eu deixaria, mas não tenho força de levantar, não tô sentindo meu corpo ... - falo praticamente sem voz mas ele foi capaz de ouvir 

- Sua voz... Ela tá fraca _____ - ele fala baixo 

- Em baixo do tapete - falo simplis

- O que? 

- A chave...

Ele não fala mais nada. Acho que ele capitou

Ouço um som de tranca e então a porta se abre aos poucos revelando uma luz até que clara aos meus olhos e então vejo ele 

- Meus Deus... Seu quarto tá um breu, tá fedendo - ele tenta olhar o quarto mas só a luz do corredor não é o suficiente pra ele ver - vou acender a luz - ele caminha aos poucos se afastando até a porta e a luz que tanto me incomoda fica acesa 

Ele me olha imediatamente e faz uma cara de espanto

Eu tô horrível, simplesmente horrível,  eu tenho certeza que perdi quilos aqui,  meus olhos estão fundos, eu tô mais magra que o normal, eu não me movo, minha cama está suja de xixi,  eu estou fedendo 

- Eu n-não acredito que você mesma fez isso - ele fala baixo e eu posso ver a tristeza em seus olhos 

Tristeza?  Acho que é dó.... 

Nossa relação não é uma das melhores, agente não conversava tanto e agora piorou, não tenho muito coisa contra ele, na verdade acho que nada porque já perdoei aquilo que ele fez quando agente chegou aqui na casa dele, só por ele ter levado minha mãe e eu até o hospital de carro já compensou tudo

- Você t-tá com fome? Dor? Eu posso trazer comida e chamo alguém pra te dar banho e também tem a cadeira de rodas pra te ajudar mas acho que também tem que limpar o quarto e acho que umas duas já consegue lim... - ele começa falar indisparado e eu o interrompo

- Fica calmo... P-poderia chamar alguém pra me dar banho enquanto limpam o quarto? Eu não queria na verdade mas uma hora eu tenho que me render... - ele me olha ainda meio perdido e concorda com a cabeça saindo daqui 


[...]


- Porque?! MAS QUE DROGA ______, VOCÊ NÃO PENSA ? - ele grita novamente 

Não teve como evitar, meu pai não parava de gritar...

Eu estava sentada na cadeira de rodas na sala, eu já tinha tomado banho, já comi; contra minha vontade, já arrumaram meu quarto e agora eu tô aqui ouvindo meu "pai" gritar comigo e me chamar de burra

- Será que dá pra parar de ser fútil uma vez na sua vida ?! - acabo gritando e todos ali me olham assustados 

Eu não sei da onde saio essa força mas eu não estava mais aguentando ficar calada 

- Você me chamou de fútil?  Você não lembra de quantas vezes eu te defendi menina? Só porque aquela mulher  não tá aquĺ você acha que pode falar assim comigo ? 

"Aquela mulher" 

- Você ouviu o que falou? "Aquela mulher", a mulher que me pariu e cuidou de mim sempre,  acho que eu tô assim porque?  Porque a minha minha mãe se foi, minha heroína, ela dá de dez a zero em você - falo com raiva 

Acho que eu tenho que me controlar, ele não merece minha ira,  não merece nada na verdade, ele não é digno de nada vindo de mim 

- Chega por aqui, já deu, melhor você ir por seu quarto Jyoung, enquanto a _____ fica aqui pra tomar um ar, Jungkook pode dar uma volta com ela lá fora filho? 

Jungkook? Sério?  Por algum motivo eu me sinto estranha do lado dele, não acho que seja um sentimento de paixão ou nada, não gosto dele como outra coisa, acho que ele é apenas um conhecido, mas eu me sinto estranha, o mais esquisito é que é um estranho bom... Afeto?  Acho que é isso 

Eu mesma fico me convencendo das coisas, acho que é a melhor forma de eu evitar problemas e mais problemas...

- Mas e-eu ia sair agora pai - ele fala perdido 

- Desmarque, você vai dar uma volta com ela agora, sem reclamar - ele pega a chave da porta e joga pro filho - eu também vou sair e vou trancar a casa, todos os empregados ficaram de folga hoje então a chave da casa fica com você quando voltarem, eu e Jyoung vamos demorar então tomem cuidado - ele fala e ajuda aquele homem imundo a se levantar saindo pela porta principal 

Já falei como essa casa é grande? 


- Acho que não tenho opção...

- Você sabe que não precisa ir né? - falo e ele me olha de baixo 


- Vamos logo, menina porca 


"Menina porca?" 

Ele me chamou de porca mesmo? E obedeceu o pai tão fácil assim ? 









Ele é estranho mesmo



Notas Finais


Meninos Jeon e suas dualidades kkjjjkj
Desculpem os erros, não vai dar pra eu revisar
Comentem pfvvvvvvv pra eu saber o que tão achando gente
Bayyy


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...