1. Spirit Fanfics >
  2. Paths of Love >
  3. Segunda Festa

História Paths of Love - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oi amores! Tudo bem com vocês? Espero que sim.
Bom, no dia de hoje, depois de um tempo, estou trazendo o terceiro capítulo de Paths Of Love.

. Banner de capítulo feita pela KrystellWright do blog Fuck Designs.

Espero que gostem!

Boa leitura.

Capítulo 3 - Segunda Festa


Fanfic / Fanfiction Paths of Love - Capítulo 3 - Segunda Festa

Observo detalhadamente sua feição. Cada detalhe em seu belo rosto me encanta, principalmente seus olhos verdes que parecem esmeraldas reluzentes. Enquanto continua a conversar com sua irmã, seu olhar me vaga atentamente, me deixando envergonhada. As vezes ele abria um sorriso malicioso, deixando meu corpo febril e completamente perdida em meus pensamentos. Sorrio novamente enquanto enrolo em meus dedos o cordão do meu colar. Eles se despedem com um beijo na bochecha, o que me fez voltar a realidade, antes de ir embora o irmão de Gabriella pisca em minha direção e desaparece entre os corredores. Me deixando desconcertada e sem fôlego. Eu não tinha sentido isso antes, nunca. Todos esses sentimentos e sensações são completamente novas. Acho que com esse garoto meu coração está conhecendo os sintomas da paixão e do amor.

— Não. Não. Não. — sou desperta do meu mundo imaginário com a voz de Gabriella me fazendo palavras em negação.

— O que?. — pergunto confusa.

— Você estar apaixonada pelo meu irmão. — essas palavras soaran em uma claridade que chegou a esquentar meu coração.

— Não. Está em enganada. Não estou apaixonada por ele, mal o conheço. — de fato era verdade, eu mal o conhecia, mas isso não impediu de minhas emoções dizerem o oposto, mas eu precisava negar. Ele era irmão de minha amiga, da pessoa que se aproximou de mim depois de te toda minha vida ter desmoronado. E também o Paulo está com a Dahlia.

— Acho bom mesmo. Paulo não é para você. Ele é um maldito pegador, que cada dia está com uma garota diferente, seja ela comprometida ou solteira. E agora parece estar com Dahlia, a menina mais fútil que já vi em toda minha vida. Vai por mim, Jenna, você merece uma pessoa melhor.

Não consegui falar mais nenhuma palavra, sua fala rodeava minha mente. Sempre achei que a pessoa certa aparecia para me amar um dia ou outro, e quando acho que ela aparece, tudo cai por água baixo. Pois a pessoa é um garoto que não se dá o valor e destrata as garotas.

Sou tirada de meus pensamentos quando o professor entra na sala. Me ajeito na carreira e arrumo meu material essencial sobre ele. Passo a mão em meus cabelos, ajeitando os fios, enquanto espero de um jeito impaciente e ansioso a aula começar.

 

***********************************

Após o término da terceira aula saio da sala de filosofia indo para o local onde aconteceria o intervalo. Passo pelos corredores e chego ao refeitório, compro na cantina meu lanche e me sento na mesa de Gabriella. Mesa que quase gritei de felicidade ao achar, estava bem escondida.

— Oi. — a comprimento enquanto deixo minha mochila em um canto ao meu lado da mesa.

— Oi. Como foram suas aulas? — pergunte desconfortável enquanto mexia no canudo do seu copo de suco.

— Foram bem. — respondo dando um meio sorriso, mas Gabriella não sorriou de volta. — O que aconteceu? Você está bem? — pergunto preocupada.

— Jenna. Seja sincera comigo. — concordo balançando positivamente a cabeça. — Eu te deixei triste com o que falei do Paulo?

— Não. Só fiquei surpresa por ele ser um cafajeste, não aparentava ser isso. — digo um pouco baixo, admito que isso assunto novamente me deixou melancólica.

— Olha, desculpa. Mas você precisava saber como ele, não quero ver outra amiga machucada por causa dele. — ouvir ela me chamando de amiga mesmo estando nós conhecido ontem fez meu coração se derreter.

— Não precisa se desculpar. Você só me disse a verdade. — digo sorrindo fraco.

— Bom, mudando de assunto. — balançou a cabeça tentando esquecer esse outro assunto e me focar no novo. — Irá ter um teste no time de futebol feminino, vamos participar? — pergunta animada e devo dizer que até um pouco esperançosa para saber minha resposta.

— Ah, não sei não. — digo em dúvida, não era uma boa hora para eu me envolver com projetos novos.

— Por favor, vamos. Será divertido. E será uma ótima oportunidade para você se adaptar ainda mais com a escola. — diz fazendo cara de abandonada.

— Tudo bem. Eu aceito. — de fato ela tinha razão, poderia ser uma ótima oportunidade para minha adaptação na nova escola. E também eu amo jogar futebol, quero enganada quem. Só precisava voltar a treinar, perdi o ritmo com tudo isso que tem acontecido na minha vida.

— Oba! Como vai ter outras garotas no teste, acho melhor nos treinarmos.

— Também acho. — concordo.

— Pode ser sexta depois da aula? — perguntou.

— Pode sim. A onde? — devolvo a pergunta em dúvida da onde poderia ser. Pois na casa de Kayla acho que não.

— Na minha casa. Depois te passo o endereço por mensagem. — balanço a cabeça confirmando.

 

************************************

Estávamos conversando sobre assuntos aleatórios quando somos interrompidas por Dahlia acompanhada de outras duas garotas paradas em frente a nossa mesa. Olho de relance para Gabi e vejo sua expressão se fechar em raiva e desgosto, seguro sua mão direita em uma tentativa de acalma-lá. Ela aceita e fecha sua mão em torno da minha, vejo sua pose de desfazer um pouco. Ótimo, está funcionando.

— O que está fazendo aqui? — a morena pergunta ríspida olhando com nojo para Dahlia.

— Bom, Gabriella, primeiro lugar: não precisa ser grossa. — Gabriella revira os olhos com a fala da loira. — E em segundo lugar: Eu errei com você, Jenna, eu não sou assim. Passei uma imagem errada sobre mim. Eu estava irritada e não me controlei. E como forma de pedir desculpas quero te convidar para ir na minha festa de aniversário. Se preferir pode levar sua amiguinha.— pronuncia sorrindo, parecia de fato arrependida.

— Olha, garota! Se acha que a gente vai na sua festa, você só pode estar drogada. A gente não vai na sua merda de festa, sua filha da puta. — Gabriella se levanta, ficando de pé com as mãos apoiadas na mesa, sua voz transmitia um ódio inexplicável.

Porque ela está assim? Dahlia já pediu desculpas, está arrependida.

— Quem decidi isso é a Jenna e não você. — Dahlia responde ferozmente para a Dybala, depois vira seu olhar para mim suspira fundo. — Se quiser ir me fale pelo pv do instagram. Vou adorar ter sua presença.— sorri de um jeito fofo e depois se vira para ir embora.

— Diz para mim que você não está pensando em ir? — Gabriella pergunta em incrédula.

— Acho que sim. Ela pediu desculpas e a festa é para mostrar isso, então porque eu não iria? —

— Ah não, amiga. Diz que você não acreditou? Com certeza é mentira. Essa garota é muito falsa. — Gabi se recusa a acreditar. Ela era muito desconfiada. Precisava aprender a confiar mais nos outros.

— Não acho que seja. Ela pareceu ser bem sincera. E não posso fazer desfeita. Eu vou sim. — falo decidida. — Vem comigo? — perguntou fazendo biquinho.

— Não. — diz cruzando os braços e fechando os olhos.

Faço cara fofa com os olhos grandes e cheios de lágrimas, chego perto dela. Olho e sorrio ao ver seus olhos abrirem.

— Tá bom. — diz rendida. — Nunca mais faça essa expressão para mim, okay? — pergunta sorrindo.

— Nunca mais vou fazer. Prometo. —retribou seu sorriso com uma risada fraca.

 

************************************

POV Dahlia Campbell On.

— Ainda não acredito que você convidou a puritana da Jenna e a baranga da Gabriella para ir na sua festa, amiga. Você bateu a cabeça? — pergunta Julieta, minha segunda amiga preferida do minha dupla. Segunda pois ela é muito burra, preferio a Carla. Ela é mil vezes mais inteligente.

— Julieta, você uma estúpida. Eu não a convidei porque quis e sim porque faz parte de um plano. — digo grossa. Viramos o corredor e adentramos o vestiário feminino, sorte não ter ninguém.— Que plano seria esse, rainha? — pergunta Carla. Aí, ela me ama, sempre me trata assim. Pena que nunca será correspondida, sou hetero e se eu fosse lésbica, Carla seria a última pessoa da lista de mulheres que sinto atração.

— Bom. Eu reparei em uma das aulas que Jenna se interessou pelo Paulo e quero mostrar para ela que ele é meu e está comigo, o beijarei na festa e Jenna verá. Assim seus sentimentos irão quebrar, e a sem sal tirara seus olhos do meu Dybala. — digo sorrindo maldosa enquanto tirava minha blusa, ficando só de sutiã, para colocar minha blusa do uniforme de líder de torcida.

— Plano maravilhoso. Você é perfeita, tem os melhores planos. — Carla fala com total adoração. Reviro os olhos, essa toda adoração acaba sendo meloso s irritante. Embora eu amava que pessoas abaixo de mim me idolatrem, e sinto inveja de mim. Isso me deixa muito mais superior.

 

***********************************

POV Jenna Allen On.

Já era a noite, eu me encontrava em meu quarto me arrumando para a festa. A tarde mandei confirmação para Dahlia ela me mandou a data, vulgo hoje, e o endereço. Ficava longe de minha casa, sorte que Gabriella aceitou me dar carona. Estou muito animada para essa festa, será a segunda festa que irei estando aqui em Turim. Ou melhor a segunda festa que irei na vida, não gosto muito de festas e quase não ia. Então isso faz que essa seja ainda minha segunda festa. Gabriella está o contrário de mim, a morena não está animada e sim desconfiada. Falei para ela relaxar, e confiar mas ela não acredita na palavra de Dahlia e é muito teimosa.

Calço minhas sapatilhas branca com preto e me levanto da cama. Sento em frente ao espelho da penteadeira penteio meus cabelos, tirando um pouco dos nós que haviam nos fio, puxo minha franja para trás e coloco uma faixa preta em cima do cabelo,imitando uma tiara. Faço uma maquiagem básica, apenas para não ir de cara limpa, base, corretivo, pó compacto e batom rosa a constituem.

Levanto da cadeira e vou para a frente do espelho, me olho e gosto do que o reflexo mostra. Acertei na roupa. Estou vestida com uma calça jeans preta de cintura alta e um cropped branco brilhoso com alças grossas.

Pego minha bolsa e coloco meu celular dentro, ouço a campainha tocar, deduzo ser Gabriella, me apresso para sair do quarto e passar para a sala.

Saio trancando a porta. Espero que a festa seja rápida, preciso voltar antes de minha mãe e Kayla chegarem do trabalho. Não pedi permissão para minha mãe e se ela descobrir irá ficar decepcionada. Não posso dar mais um desgosto em sua vida depois de tudo o que ela passou com meu pai.

Guardo a chave na bolsa e me viro encontrando minha amiga toda deslumbrante encostada em seu carro. E que carro devo dizer, era uma BMW branca com faixa preta.

— Que demora, loirinha. — diz Gabriella sorrindo.

— Eu precisa ficar bonita. — digo me aproximando de sua pessoa, parando em sua frente perto do carro. — Aliás, para quem não quis ir na festa você está uma lindeza. — a morena trajava uma saia preta de pregas, uma blusa de manga comprida justa em seu corpo com gola alta na cor roxa e uma bota de salto de cano baixo preta. Seus cabelos pretos estavam caindo em cascatas em seus ombros com leves ondulações nas pontas, e sua pele morena destacada por uma maquiagem forte e marcada acompanhada de um batom vermelho sangue.

— Obrigada. — responde envergonhada. — Você também está linda! — exclama sorrindo de orelha a orelha.

— Valeu. — respondo retribuindo o sorriso. — Vamos? — pergunto de um modo inocente.

— Vamos. — afirma dando a volta no carro e parando na porta do motorista. — Entra, garota. Não temos a noite inteira. — gargalha e entra no carro.

Sorrio e adentro o banco do carona de seu carro. Colocamos nosso cinto e aceno positivamente para Gabriella, ela liga o carro e da a partida.

 

************************************

Chegamos no lugar falado por Dahlia. A música já tocava em um som estridente, me pergunto como os vizinhos ainda não chamaram a polícia.

Paramos em uma vaga vazia e saímos do carro, rumo a entrada da casa. Na porta já dava para reparar nas travessuras feita pelos convidados.Espero que essa minha segunda festa seja muito melhor que a primeira.


Notas Finais


Gostaram? Comentem o que acharam.

Beijos. Até breve.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...