História Patience - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Magcon, Shawn Mendes
Personagens Cameron Dallas, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Visualizações 151
Palavras 1.358
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Jurei que tinha postado ontem, mas esqueci de clicar em enviar. Leiam as notas finais.
Música: All of the stars- Ed Sherran

Capítulo 31 - All of the stars


Pov’s Narradora.

 

Matthew andava nervoso de um lado para o outro, parecia que não tinha se acostumado a ir naquele aeroporto em momento algum naqueles quase quatro anos, ele sempre vinha buscar Charlie nas férias e nos feriados, e por quê seria diferente num momento desses? Nessa data especial, Charlotte perderia alguns dias de aula apenas para ver sua amiga se casando, eles seriam pais em seis meses e mesmo com todos dizendo que eles poderiam primeiro se formar e depois casar, que não tinha o porquê da pressa, o casal insistia em um casamento as pressas.

 

Logo o som dos saltos batendo contra o piso ecoaram pelo aeroporto praticamente vazio, afinal, era tarde da noite e não havia nenhuma data que fizesse com que aquele local ficasse lotado a uma hora dessas. Ele parou e se virou para onde vinha o som vendo a figura de sua amiga que agora tinha um ar diferente, mais madura, não só na aparência, mas em tudo que lhe fosse possível citar. Espinosa também não estava diferente, agora não tinha mais traços da aparência de um adolescente.

-Qual é? Você tá agindo como se isso fosse algo fora da realidade!- ela comentou assim que estava perto o suficiente, Charlie sabia que o amigo fazia questão de busca-la, não importava a hora.

-Sua sorte, é que hoje eu venho buscar mais uma pessoa.

-Achei que ele iria vir de carro.- ela comentou já imaginando de quem deveria se tratar, já faziam anos que ela ainda achava ridículo a tentativa dos amigos. Não demorou muito até que Matthew abrisse um sorriso ao ver seu melhor amigo chegando, diferente dela, Shawn não vinha para cá com tanta frequência.

 

Mas vamos ao assunto que todos estão ansiosos para saber, o que aconteceu com Charlie Hunt e Shawn Mendes?

Bom, Charlotte estava estudando direito num dos campos mais renomados de Cambridge, agora ela tinha uma irmãzinha que nasceu pouco antes dela voltar para Inglaterra para o segundo semestre, dividia o quarto com mais duas garotas de cursos diferentes. Trocou os longos cabelos pela praticidade de um corte curto, tinha dias que nem mesmo se preocupava em passar delineador ou vestir algo melhor do que um moletom que acabou levando por engano do ex namorado.

Shawn dividiu a casa com o pai durante todo o primeiro semestre, apesar da família estar meio dividida eles conseguiam conciliar tudo muito bem, seu curso de arquitetura já chegava ao fim e em seu corpo agora tinha pequenos rabiscos espalhados, junto as tatuagens veio também o cabelo mais comprido, o trabalho de assistente numa boa companhia de arquitetura fizeram suas visitas aos amigos e família diminuírem, mas ele se esforçava para estar presente quando pudesse.

 

Depois daquele dia, as coisas seguiram como se nunca tivesse tido algum mau entendido entre eles, até mesmo pensaram em ficar juntos de novo, mas não era possível, pelo menos não por enquanto, eles tinham foco em outras coisas e sua experiência juntos não era tão perfeita assim para que eles pudessem conciliar tudo sem o menor dos esforços, mas a amizade ainda se fazia presente para aqueles dois, no começo ainda era difícil um evitar o outro, por isso era comum ter um contato um pouco mais intimo quando estavam na cidade, porem não durou mais de um ano, quanto mais se envolvessem maiores a chance de alguém se machucar. Era como eles tinham questionado, Hunt e Mendes seguiram em frente, conheceram lugares novos e gente nova, nada que durasse muito, mas o suficiente para ver que algumas coisas não são tão boas quanto imaginavam.

 

 

Quase quatro anos depois da formatura e lá estavam eles, todos reunidos mais uma vez, Lucy e Nash tinham planos para se casar depois da faculdade, mas a gravidez pegou o casal de surpresa fazendo com que eles ficassem ansiosos em adiantar todos seus planos. Depois da cerimonia era hora de agradecer algumas pessoas em especial, a loira jamais iria esquecer que se não fosse por Charlie, o mais próximo que ela chegaria de seu agora marido, seria um ou outro esbarrão no corredor do colégio.

 

-Sabe, eu sempre achei que vocês se casariam primeiro.- o comentário fez Charlie arquear a sobrancelha e chamou atenção dos presentes á mesa.- Ué, vão me dizer que vocês também não pensavam?

-É diferente! A gente chegou a namorar, Taylor!

-Foram quase dois meses, sendo que um deles você praticamente fingia que eu não existia.- ele fazia uma expressão exagerada e dramática, deixando ela como uma cara um pouco confusa.- Sem falar que sem consumação, o relacionamento é anulado.

-Vocês nunca...?- a pergunta veio de Matthew que nem se esforçava em esconder sua expressão de diversão, fazendo com que ela virasse sua taça inteira de champanhe em um único gole.

-Exatamente. Ai o bonitão voltou pra cidade! Como é que eu ia competir com ele? Eu sei que sou maravilhoso, mas conheço meus limites!

-De todos que ficaram afim da Charlie quando ela chegou, só o Matt não ganhou beijo nenhum.

-Ei! Pelo que eu me lembre eu só te beijei por estar irritada, bêbada e não ter mais ninguém na minha frente, certo Dallas?

-Estou disponível sempre que precisar, baby!- Cameron lançou um piscadinha e ela respondeu com uma expressão de “fala sério”.- Então, Mendes, o que você acha sobre o assunto?

-Acho que tudo está do jeito que deveria estar.- ele olhava atentamente para ela, eram o primeiro amor um do outro, como é que iriam esquecer isso facilmente? Sem falar que eram jovens, ainda tinham muita coisa pela frente.

Era impossível não ver o brilho nos olhos quando esbarravam o olhar um no outro, Shawn não poderia negar que cada vez que a via sentia-se no ensino médio de novo, como se tudo parasse no tempo apenas para que um sorriso brotasse naquele rosto. Ele sempre quis continuar tentando, mas eram milhas de distancia, o fuso horário atrapalhava na rotina, estavam em lugares diferente e ele acreditava que seria possível até mesmo estarem em sintonias diferentes, já que ela mudou tanto em tão pouco tempo. Mas era só vê-la pessoalmente para ele esquecer de tudo isso, Charlie seria uma paixão inesquecível em sua vida.

 

-Eu queria dizer que concordo com o Taylor.-  o comentário fez Charlie tirar seu olhar do meio do salão, onde as amigas e primas de Lucy se aglomeravam desesperadamente para pegar o buquê que iria ser jogado em breve.

-Achei que as coisas estavam do jeito que deveriam estar.- ela entendia o porquê dele esperar ficar apenas os dois na mesa para conversar sobre isso, então ficou sentada de lado na cadeira, assim ela conseguia ficar de frente para ele e ainda sim acompanhar as meninas brigando pelas flores.

-Elas estão do jeito que devem estar, mas isso não quer dizer que não possamos muda-las, não é?- ele desviou seu olhar dela indo para o aglomerado que iniciava a contagem regressiva.

-O que quer dizer com isso?- Shawn abriu para responder, mas acabou abrindo um sorriso e arqueando uma sobrancelha vendo o grito frustrado das meninas e a cara confusa de Charlie vendo que o buquê tinha caído a poucos passos dali, fazendo com que o rapaz levantasse e pegasse.- Isso é brincadeira não, é?- ela perguntou um tanto quanto desesperada.

-Eu só peguei o buquê, não é como se eu fosse te pedir em casamento e tudo mais... Mas se você quiser, eu quero...

-Você tem noção do que tá fazendo, Mendes?- Charlie observava todas as

-Eu sei que você não tem dado certo com ninguém, é foi o Matthew mesmo quem me contou. Eu também sei que foi uma ideia idiota a gente não ficar juntos só porquê, por enquanto, moramos em países diferentes. Foi idiotice tudo que aconteceu no passado. Mas só o fato de estarmos aqui agora, mostra que a gente ainda tem muito pra viver junto, Charlie.

-O que você... o que você pensa que tá fazendo?- ela perguntou numa mistura de emoções, afinal, amores da adolescia são os mais difíceis de serem superados, ainda mais se foram destinados a ficarem juntos.

-Estou deixando as cosias do jeito que tem que estar.


Notas Finais


Bom, foi bem difícil escrever o fim e confesso que queria ter me dedicado mais e feito algo melhor mas infelizmente se eu poderia não acabar a fanfic, então optei por esse fim.
Se vocês derem uma olhadinha no meu perfil vão ver que eu excluí as outras fanfics, pode ser que eu me arrependa e tenha sido precipitada, mas eu realmente não achava soluções pra elas, então eu escolhi o que é melhor para o momento, então pode ser que um dia eu volte com elas.
Irei escrever uma nova fanfic, ainda não sei quando vou postar porquê quero ter todos os capítulos escritos para não acontecer que nem as outras (vai demorar um tempinho) espero ver vocês lá.
Obrigada por quem acompanhou até aqui e me apoiou, se quiserem podem mandar mp ou chamar no wpp, sou legal e espero ter resposta para caso vcs tenham perguntas!
Até uma próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...