História Paulícia- Amor acima de tudo - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Adriano Ramos, Alícia Gusman, Bibi Smith, Carmen Carrilho, Cirilo Rivera, Clementina Soares, Daniel Zapata, Davi Rabinovich, Diana Ayala, Firmino Gonçalves, Jaime Palillo, Jonas Pallilo, Jorge Cavalieri, Kokimoto Mishima, Laura Gianolli, Marcelina Guerra, Margarida Garcia, Maria Joaquina Medsen, Mário Ayala, Paulo Guerra, Personagens Originais, Rabito, Valéria Ferreira
Tags Paulicia
Visualizações 109
Palavras 881
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Ele é uma boa companhia


Paulo e Alícia ficam conversando sozinhos e cada vez se divertindo mais juntos:

Paulo: Sério que você falou isso pra ela?

Alícia: Pois é eu nem pensei na hora só falei

Paulo: Hilário!

Alícia: Eu não conhecia esse seu lado

Paulo: Que lado?

Alícia: Amigo leal e muito gente boa também

Paulo: Valeu, você também tá diferente comigo agora, Ally! Só que pra melhor

Alícia: Obrigada!

Paulo: Eu preciso ir a Marcelina deve tá me esperando

Alícia: Tudo bem te vejo no intensivão de hoje?

Paulo: Claro! Tchau!

Alícia: Tchau!

Paulo vai para a sua casa junto com a Marcelina lá encontram sua mãe com o almoço pronto:

Marcelina: Oi mãe chegamos!

Lilián: Oi meus amores

Paulo: E aí mãe?

Lilián: Como foi a escola hoje?

Paulo: Como sempre!

Marcelina: Foi bem mais ou menos

Lilián: O que você aprontou Paulo?

Paulo: Nada eu juro mãe

Marcelina: Relaxa mãe dessa vez não foi o Paulo

Lilián: Então o que foi?

Paulo: A Alícia acertou a cabeça da Suzana com uma bola de futebol

Lilián: Caramba e o que aconteceu com a Ally?

Paulo: Ela levou uma advertência!

Marcelina: Coitada da minha amiga

Paulo: Relaxa Marcelina ela nem ligou

Lilián: De qualquer jeito a Alícia vai dar um jeito, os pais dela são muito abertos tenho certeza que vão entender

Marcelina: Tomara!

Passa um tempo e Alícia já estava indo para a reunião na casa abandonada quando ela chega todos estavam reunidos:

Alícia: Oi gente!

Margarida: Com a Alícia já estão todos aqui

Daniel: Bom como todo mundo sabe hoje nós estamos aqui para intensificar os nossos estudos

Alícia: Só pelo fato de que não é a Suzana que vai dar a aula já é um alívio pros meus olhos

Valéria: Com certeza!

Daniel: Muito bem vamos começar por Química

Clementina: Daniel não podia ser por uma coisa mais fácil

Valéria: É tipo Artes!

Clementina: Gostei!

Daniel: Tudo bem então vai ser Artes Maria Joaquina me ajuda aqui?

Maria Joaquina: Claro!

Daniel: O primeiro assunto é arte pré-histórica

Maria Joaquina: A primeira característica da arte pré-histórica é o pragmatismo, ou seja, a arte produzida possuía uma utilidade material, cotidiana ou mágico-religiosa: ferramentas, armas ou figuras que envolvem situações específicas, como a caça.

Daniel: Exato! E quanto a arquitetura alguém sabe alguma coisa?

Clementina: Eu sei!

Daniel: Pode falar Clemê!

Clementina: Raras eram as construções que serviam de habitação. Essas pedras pesavam mais de três toneladas, fato que requeria o trabalho de muitos homens e o conhecimento da alavanca. Esses monumentos de pedras foram denominados "megalíticos" e podem ser classificados de: dólmens, galerias cobertas que possibilitavam o acesso a uma tumba; menires, que são grandes pedras cravadas no chão de forma vertical; e os cromlech, que são menires e dólmens organizados em círculo, sendo o mais famoso o de Stonehenge, na Inglaterra. Também encontramos importantes monumentos megalíticos na Ilha de Malta e Carnac na França, todos eles com funções ritualísticas.

Daniel: Caramba isso que é conhecimento

Mário: Verdade Clemê você mandou muito bem

Clementina: Obrigada!

Alícia: Os primeiros assuntos na minha opinião são os mais fáceis

Paulo: Vai lá Ally, mostra o que você sabe?

Alícia: Após a Revolução Neolítica os homens começaram a desenvolver cerâmicas com uma nova função de arte a utilitária, isso os fez se fixar nos territórios

Pensamentos do Paulo: Ela é simplesmente brilhante!

O tempo passa e todos terminam de estudar. Alícia lembra que tinha que voltar correndo pra casa pra falar com seus pais sobre a advertência:

Alícia: Gente eu preciso ir meus pais ainda não sabem sobre a advertência

Marcelina: Boa sorte amiga!

Laura: Vai dar tudo certo Ally

Alícia: Valeu pelo apoio galera

Paulo: Você é a garota mais corajosa e justa que eu conheço Ally, você vai sair dessa

Alícia: Obrigada Paulo!

Paulo: Vai lá! - Paulo dá um beijo na bochecha dela

Alícia: Aham! – Alícia fica encantada

Ela volta para casa e se apenas a sua mãe estava lá no ponto de vista dela era melhor do que nada:

Mãe da Alícia: Filha!

Alícia: Oi mamãe!

Mãe da Alícia: Onde você estava querida?

Alícia: Eu tava estudando com os meus amigos

Mãe da Alícia: Hoje nem deu para eu conversar direito com você

Alícia: Falando nisso eu tenho uma coisa pra lhe contar

Mãe da Alícia: Alícia Gusman! Quando você começa assim é porque vem bomba

Alícia: Mãe eu levei uma advertência

Mãe da Alícia: Como?

Alícia: Desculpa, mas eu posso explicar

Mãe da Alícia: Acho muito bom, mocinha

Alícia: Eu acidentalmente atingi a cabeça da Suzana com uma bola e você sabe como aquela bruaca é

Mãe da Alícia: Sei! Ainda não entendo como que essa monstra pode dar aula pra vocês de novo

Alícia: Nem eu! Mas eu decidi não questionar a diretora e nem a professora que a gorda é outra né?

Mãe da Alícia: Está bem filha, eu vou assinar isso

Alícia: Não foi culpa minha

Mãe da Alícia: Eu sei! Não se preocupe querida se isso voltar a acontecer eu e o seu pai vamos tomar providências

Alícia: Por favor não conta nada pro papai, não quero preocupara ele à toa

Mae da Alícia: O que uma mãe não faz pela felicidade da sua filha?

Alícia: Eu te amo mamãe!

Mae da Alícia: Eu também te amo querida!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...