1. Spirit Fanfics >
  2. Pausa >
  3. Te amo de verdade, querida.

História Pausa - Capítulo 1


Escrita por: Yasmim2712

Notas do Autor


BOA NOITIIIIIIIIII!

Tô trazendo para vocês uma one bem curtinha mas que tem um assunto sério a se pensar, gente. Traição não é uma coisa fácil, não se perdoa alguém de uma hora para a outra e na maioria dos casos, o amor nunca mais volta a ser o mesmo.

A questão é: Como resolver? Automaticamente essa pergunta deve vir de quem traiu, caso contrário, sabemos que não há como solucionar esse problema kkkkkkk

Veremos aqui a mudança de Kakashi estando nessa posição?

Devo agradecer a minha amada mana @erin_ackerman pela betagem, porque né? ELA É A DIVA 💖

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: O Plot foi desenvolvido por meio de livro de profissionais especializados na área de saúde mental, como psicólogos, psiquiatras e psicoterapeutas. Está história é BASEADA EM FATOS REAIS, citada breviamente em um dos capítulos pelo autor.

Capítulo 1 - Te amo de verdade, querida.



     O dia em Konoha estava agitado, como sempre. O pico do pôr do sol fazia com que as ruas borbulhassem com a população apressada, todos ansiando pela chegada em casa e pelo descanso em suas camas. As horas passavam e a poeira baixava, portanto, era nesse momento que Kakashi voltava para o lar. Estava exausto, o dia na sede havia sido extremamente estressante para o Hokage e não esperava que, ao chegar em casa, teria ainda mais dor de cabeça. 

      O ninja almejava chegar na sua residência, tomar um banho quente e desfrutar do silêncio ao lado da esposa até cair no sono; mas o mundo não era mil maravilhas, muito menos o paraíso que sempre sonhara. Bastou abrir a porta e pisar um pé para dentro para ouvir a voz dela, irritada. 

 — Onde você estava? Está duas horas atrasado, o que estava fazendo? Me responde, Kakashi! — exigindo uma explicação plausível, Sakura perguntava quase gritando. 

 — O Shikamaru me encheu de papéis para assinar, eu tô cansado… — Ele tentou justificar, porém a mulher não acreditava naquela "desculpa". 

 — Kakashi, onde você estava? 

     Ele tirou a máscara, encheu os pulmões de ar, inflou seu ego e estava pronto para dar início à uma nova briga. Estava estressado e aquela definitivamente não era a melhor hora para dar satisfações. Quis abrir a boca para falar, contudo não o fez. Calou-se, respirou fundo e lembrou dos seus próprios erros. Tinha cometido algo tão grave que deu razão para a esposa no mesmo instante. Havia traído Sakura, não apenas no desejo carnal, como também na confiança. Quebrou a estrutura do relacionamento quando deixou-se levar pela cobiça dos olhos, pela fraqueza das suas ambições e pela indignação das brigas do casal. Poderia tentar explicar-se por anos, no entanto nenhuma desculpa que desse justificaria o que fez. 

      Deitou-se uma única vez com uma velha amiga, foi persuadido pelo encanto feminino e a gula do seu íntimo. Foi egoísta, teve a consciência pesada por quase um mês e depois de perceber que os banhos não tiravam a sujeira do seu corpo, contou-lhe a verdade. A esposa tinha um gênio forte, era extremamente controladora e possessiva, mas amava-o de todo o coração. Ficou realmente frustrada quando soube pela própria boca de Kakashi e por isso, continuava desconfiada, mesmo que o tempo tenha passado. 

      Os beijos já não eram duradouros, os abraços não mais existiam e o amor era quase irreparável. Podia aumentar o tom de voz, fazer faísca para o começo da briga, bater de frente com os argumentos dela; de nada adiantaria. Sabia o quão orgulhosa Sakura era, todavia sendo mais velho, teve maturidade o suficiente para admitir o próprio erro e confessar que havia magoado profundamente a esposa. 

      Olhou no fundo dos olhos verdes, relaxou o cenho e pôs-se a falar. 

 — Sei que o que fiz foi errado, muito errado; no entanto não quero que uma estupidez minha estrague o nosso relacionamento. Eu te amo mais que tudo, Sakura, e me arrependo do que fiz. Me perdoa, amor?  — Kakashi perguntou.

       Ela desabou em lágrimas. Voltou a sentir os olhos ardendo, o corpo estremecendo e o rosto molhando; porém ela sorria feliz. Soube que as palavras eram verdadeiras, afinal, o marido era um homem sensato e nem mesmo a traindo foi capaz de mentir. 

      Desde então nunca tocaram no assunto, até agora. Naquela noite Kakashi pôde secar toda a lágrima do rosto feminino e amá-la como merecia. 



Notas Finais


Hey, curtiu? Refletiu? Gostou? Então deixa aquele comentário gostoso do que você pensou sobre. Já passou por essa situação? Já quis que seu parceiro/a fizesse isso? Também não esquece daquele favorito, hum? 🎯❤

Espero ter passado alguma aprendizagem nesta mensagem, amores! Amo vocês 💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...