História Paz Secreta - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Grand Chase
Tags Grand Chase, Romance
Visualizações 7
Palavras 1.501
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OLAAAA!! Essa é minha primeira história aqui, espero que gostem!

Capítulo 1 - Ao ataque


Eu sei o que você vai dizer, “Ah Amy, essa foi a ideia mais estúpida que você já teve” ou “O que é que você tinha na cabeça quando inventou isso?”. Antes que venha apontar o dedo para a minha pessoa, queridinho, vou contar desde o comecinho como foi que essa história começou, e porque eu precisei levá-la adiante.

E também, em como essa ideia idiota me ferrou por inteira.

Tudo começou no início da primavera, na aula de educação física do 2° ano.

----------------------------------------------------------------------

-Amy, não me faça repetir, eu não tenho nada a ver com o fato do seu cabelo frisar quando você corre. Isso aqui é uma aula de educação física, e você vai correr essa porcaria de pista nem que eu prenda sua bolsa em um cachorro pra você sair correndo atrás!

A professora, que mal conseguia segurar a irritação, prendia o cabelo em um coque com tanta fúria que Arme achou que todos os cabelos da mulher grisalha iriam escapar pela cabeça.

-O quê? Você não faria isso com a minha bolsa Channel, é uma edição limitada! - Amy grudou a bolsa em seu peito, como se estivesse protegendo um filho - Escuta professora, sei que temos nossas diferenças, mas será que…

-Mas nada! Não faço negociações com alunos, pelo amor de Deus - a professora explodiu, atirando a bola para o outro lado da pista, quase acertando um garoto na cabeça - Escute aqui mocinha, se você não colocar esses pés para correrem eu 10 segundos eu juro que…

-Ela já ta iiiiiiindo - Arme puxou o braço delicado de Amy com tanta força que a rosada quase meteu a cara no chão - Vamos correr juntas. Tchauzinho prof querida do nosso coração!

A professora quase soltou todo o ar dos pulmões de tanto alívio, e seu rosto suavizou o tom de vermelho pimenta.

-Arme! - grunhiu Amy, andando toda trôpega enquanto era arrastada pela roxinha para a pista - Você quase arrancou meu braço!

-Amy cala boca, a professora tava a um passo de te mandar desta para uma melhor, estou salvando a sua vidinha cor de rosa -  soltou o braço de Amy e empurrou as costas da menina - Agora faça o favor de começar a correr, senão quem te fará correr direto para a sua morte serei eu

-Que garota violenta… 

A aula de educação física acontecia duas vezes por semana, onde os garotos jogavam bola e as garotas faziam outras atividades. Muitas gostavam de se misturar, como Elesis, que jogava vôlei no time dos meninos, e era a melhor atacante do time.

-Vocês são uns braços de alface! - gritou Elesis no meio da quadra - Querem jogar vôlei, mas não sabem nem lançar uma bola para cima da rede, vocês são uma vergonha. Uma grande VERGONHA!

-Calma lá Elesis, foi só dessa vez - resmungou Ryan, voltando a sua posição normal depois de ter sacado a bola - Vê se acalma esse coração, seu rosto ta quase tão vermelho quanto seu cabelo

-Vocês são a causa da minha irritação constante

-Nós somos a causa do seu rosto vermelho, ou é aquele cara ali tirando a camiseta no campo de futebol? - riu Azin, olhando diretamente para Sieg. Elesis ficou vermelhassa.

-Cala a boca! - virou para frente e fixou o olhar na rede -  Não estou nem aí para o Sieg, ele é um exibido.

-Ele se exibe porque você gosta - Ryan acrescentou

-Mais uma palavra e eu arranco seus dentes

Ryan e Azin olharam um para o outro lacrimejando de tanto segurar a risada.

No campo de futebol, os garotos se preparavam para um treino gol a gol. O sol estava fazendo cada um pingar de suor e se arrepender de não ter trazido um boné.

-Pensei que estivéssemos na primavera, não no verão - Sieg retirou a camiseta e a jogou em cima do banco, virando para Jin com um sorrisinho - Não que eu ligue em ficar sem camisa, as garotas apreciam um tórax bem esculpido

-Não sabia que as garotas passaram a curtir corpo de espeto - Jin, que tinha acabado de tirar a camiseta, bateu na barriga branca de Sieg com a ponta do tecido, fazendo um estalo.

-Você ta falando da minha ou do Ronan? - deu um sorrisinho para o azulado, que estava com os braços cruzados

-Não sou obrigado a tirar a camiseta, as garotas se sentem constrangidas 

-Não se preocupa, Ronan. Eu também me sentiria constrangido em ficar encarando essa sua barriga mole - Jin cuspiu a risada e Sieg gargalhou alto

-Desgraçados - Ronan pegou a base da camiseta e a tirou pela cabeça, jogando para bem longe 

-Qual é Ronan, esse é  nosso último ano, você precisa ter histórias pra contar. Ta na hora de viver a vida intensamente - Jin foi indo em direção ao gol - Além disso, já passou do tempo de você sair da sua zona de conforto. Temos a sorte de fazer EF com as garotas do 2° ano e você nunca moveu um dedo, quando que você vai chamar uma delas para sair?

-Quando eu encontrar a garota certa - respondeu Ronan, levando a bola com os pés

Sieg jogou a cabeça para trás, agoniado.

-Essa conversa de novo nããão

-Que é que foi? - Ronan chutou a bola para o gol, Jin defendeu

-Isso é papo furado, a verdade é que você morre de vergonha de trocar uma simples frase com uma garota - Sieg colocou os braços por cima da cabeça, sorrindo para as meninas que estavam correndo na pista - Ta na hora de virar homem, cara.

-E virar homem significa sair com qualquer garota? - bufou, ignorando os risinhos femininos para o moreno

-Não - Sieg, que estava em sua vez de chutar, posicionou a bola debaixo dos pés - Ser homem significa ter coragem 

O moreno chutou a bola no ângulo, Jin não conseguiu alcançar, e a bola afundou na rede.

-Boaaaaa - gritou Jin, chutando a bola de volta

-Você e o Jin podem ser bons em conquistar garotas por um tempo - Ronan pegou a bola com a mão, e olhou para Sieg - Mas não conseguiriam fazer com que essa paixão durasse para sempre

Sieg sorriu, olhando para cima

-Nada é para sempre, Ronan.

Antes que o azulado tivesse a chance de chutar a bola, um grupo de garotas de cara fechada e objetos grandes na mão, andava do outro Campo em direção a Jin, aproximando como se fosse o último grupo de Sparta feminino, parecendo vir acompanhadas de nuvens escuras, relâmpagos e trovões.

-Mas o que… - Ronan virou o corpo para olhá-las - Aquelas não são as ex-namoradas do Jin?

Sieg se virou para ver o que estava acontecendo.

-Merda, merda, merda - seus olhos acompanharam aquela marcha fúnebre e furiosa, e soube exatamente o ato heroico que teria que fazer em favor de seu querido amigo Jin. Seu coração honrado não lhe deixava dúvidas.

Olhou para o azulado com determinação e coragem, e disse

- Corre. Mas corre muito

Os dois largaram tudo na grama e pisaram no acelerador dos pés, correndo como os filhos do vento em direção a pista de corrida. Jin encarou os dois fugindo e sentiu uma veia saltar no meio da testa.

-Miseráveis, fugiram igual a dois amantes flagrados - rosnou, pensando seriamente em fazer o mesmo.

Na parte da pista de corrida perto do campo, Amy e Arme andavam a passos curtos, fingindo que estava correndo para não levar um xingão da professora mal amada.

-Ei, o que é aquilo? - Amy foi diminuindo o passo até parar, olhando para o grupo da morte 

-Parece um monte de Elesis juntas - Arme parou do lado da rosada - Elas não parecem muito felizes

-Observação perspicaz, Sherlock - Amy riu, e olhou as garotas com mais atenção - Acho que já vi algumas delas saindo com o Jin vez ou outra. Estranho.

-Eu também. Aquela morena, a loira, aquela com o cabel… - parou de falar bruscamente e arregalou os olhos - Espera, todas elas já saíram com o Jin. Aquele é o time inteiro de beisebol feminino, e todas elas estão carregando tacos. Ai, caramba, será que…

As duas se entreolharam. Sabiam exatamente o que iriam fazer com o ruivo.

 -Droga, precisamos ajudar ele - Amy apertou sua bolsinha 

-O quê? Ficou maluca? Você nem o conhece, ele é do terceiro ano! 

-E dai? Eu deixaria de ajudar alguém só por não o conhecer? - cruzou os braços

-Amy - Arme segurou os ombros da amiga - Estamos falando do time inteiro de basebal. 12 Elesis. Você acha que vai fazer o que? Bater nelas com a sua bolsinha de grife por um cara que nem sabe que você existe?

-Não importa Arme, eu sei como ajudar.

Amy saiu correndo para alcançar Jin antes do grupo de baseball.

-AMY! - gritou Arme, correndo atrás dela querendo arrancar os próprios cabelos - Volta já aqui!

 


Notas Finais


Queria muito ter visto o golaço do Sieg, mds


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...