História Peace and Love - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags ~chae-rin, Bangtan Boys, Bts, J-hope, Suga, Yoonseok
Visualizações 217
Palavras 4.638
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoal><

Como estão?

Passando aqui para deixar mais um capítulo com vocês! Quero agradecer pelo carinho que a fic teve, cada comentário, visualização e favorito me deixou super contente e motivada a continuar a escrever.

Infelizmente, a fic está chegando na reta final, somente mais alguns capítulos...Vou sentir saudades de postar Peace and Love T.T

Boa leitura!
Lá vai o momento em que todos estavam esperando *-*

Capítulo 8 - Sinceramente quero te beijar


Fanfic / Fanfiction Peace and Love - Capítulo 8 - Sinceramente quero te beijar

 

Yoongi nunca se arrumou tanto para uma festa como para essa. Em alguma parte de sua mente, tinha um pensamento de que deveria estar bem arrumado pelo menos uma vez que fosse perto de Hoseok. Depois de fitar seu reflexo no espelho ajeitando seu cabelo meio desarrumado, mas de uma maneira que tentou arrumar, ajeitou suas roupas, todas novas.

— Yoongi, estou pronta...! — Moon entrou no quarto e parou quando o viu. — Não acredito! Não vai passar nem um BB cream?

— Não! Porque eu deveria? Não gosto de maquiagem, homens não devem usar também. — Moon revirou os olhos.

— Yah, em que época você vive? Cresça rapaz, vem cá que vou te arrumar. — Moon fez sinal para ele, enquanto puxava uma cadeira para ele se sentar.

— Certo. Só porque quero ficar apresentável hoje. — sentou-se vendo  a prima sorrir de lado.

—Sei, apresentável para certo alguém. — Moon brincou e assim, saiu do quarto do primo para buscar suas coisas, maquiagens, em seu quarto. Quando voltou, Yoongi estava com os olhos fincados na tela do celular. — O que foi?

— Aish, Jin está reclamando do irmão dele. — Moon riu.

— Deixe-me adivinhar, o Jonghyun está falando mal do Namjoon de novo, certo? — Yoongi assentiu — Me pergunto quando ele vai deixar de ser idiota e aceitar o namorado do irmão.

— Também, mas, acho que não vai demorar. Jonghyun é uma boa pessoa. Parece que ele implica mais pelo jeito reservado de Namjoon ser do que por ele ser namorado do Jin. — Yoongi comentou e assim que recebeu uma nova mensagem, decidiu lê-la — Oh, vamos nos apressar, Hoseok está quase terminando de se arrumar!

— Oh, tudo bem, apressadinho! Quer tanto vê-lo assim? — Yoongi não respondeu, apenas fez careta e assim, Moon pegou seus pincéis e bb cream. — Hora de minhas mãos mágicas entrarem em ação!

— Você não sabe o que pensei com mãos mágicas... — Yoongi segurou a risada.

— Ai Yoongi, que malicioso você!

— Você que é! Eu não disse nada de malicioso! — os dois começaram a rir e assim, depois de muitas risadas e pedidos apressados de Yoongi, terminaram de se arrumar.

Não demorou muito para que Yoongi e Moon chegassem a casa de Hoseok, afinal moravam perto um do outro. Quando Moon parou com o carro na frente da casa de Hoseok, Yoongi fitou para dentro de maneira ansiosa. Quando viu o rapaz saindo de casa, despedindo-se de sua mãe, sentiu seu estômago revirar ao ver o quanto estava belo. Ao mesmo tempo em que se sentia surpreso e gostava do jeito em que Hoseok sempre lhe parecia belo, não entendia como conseguia ser sempre belo. No momento, ele estava vestido como um idol, com seu cabelo bem arrumado e até mesmo olhos delineados.

— Uau, o rapaz está um gato! — Moon comentou. Hoseok então, correu até o carro e entrou, cumprimentando os dois — Nossa, você vai arrasar hoje Hoseok!

— Mesmo? Achei que estava demais para uma festa. — comentou, sem graça, olhando Yoongi pelo canto dos olhos como se quisesse saber sua reação.

— Está demais de gostoso isso sim! — Moon disse deixando o rapaz ainda mais envergonhado.

— Noona!

 — Que é, Yoongi? Vai me dizer que não achou também? — o primo ficou envergonhado e quando fitou Hoseok esperando sua resposta ansiosamente, apenas assentiu, sussurrando que também tinha achado.

Hoseok ficou feliz, tanto que sorriu abertamente e ajeitou-se no banco de couro do carro.

— Agora vamos! Que hoje eu quero dançar até cair!

— Por favor, não caia... — Yoongi sussurrou, fazendo Hoseok rir e Moon apenas começar a dirigir acostumada com a preocupação de seu primo.

A festa seria na casa de Jin, Yoongi conhecia bem o caminho, ficava na parte onde os mais ricos da cidade moravam. O pai do rapaz era o advogado mais procurado da cidade, além de sua mãe ter um centro onde se vendia roupas boas por um preço acessível, então muitas pessoas compravam por lá.

Ele lembrava que quando era criança costumava a correr junto com Namjoon e Jin pela grande casa, era enorme mesmo, as vezes ele achava que ainda não conhecia todos os cômodos da casa. Moon também já sabia como era a casa, ela havia estudado com o irmão de Jin, juntos desde crianças como amigos e era como uma tradição voltarem de férias para a cidade e darem uma festa.

— ‘Tá brincando? — Hoseok falou surpreso quando chegaram. A casa era bem luxuosa, então saberiam que o rapaz ficaria assim — Isso é um palácio perto de minha casa!

— Perto da minha também, você tem que ver por dentro! — Yoongi comentou, enquanto Moon terminava de estacionar o carro onde haviam achado uma vaga. Tiveram de andar até finalmente chegarem a entrada, onde alguns seguranças estavam por lá. Como conheciam Moon, rapidamente entraram, diferente de alguns jovens que estavam a espera em uma fila.

— Isso está como sempre parecendo uma boate. — Moon comentou quando finalmente entraram na casa. Já podiam ver muitas pessoas se divertindo na grande sala, divertindo-se até demais porque alguns pulavam até mesmo em cima do sofá caro da mãe dos Kim. 

— Se o Jin ver isso. — Yoongi comentou, já começando a gritar já que a música estava muito alta. Um grupo de garotas passou por si sorrindo e então, demorou um pouco ao lado de Hoseok, fazendo com que puxasse o rapaz pelo pulso — Fique perto de mim, ok? Vou cuidar de você. — Hoseok assentiu ainda meio admirado com tudo ao seu redor.

— Achei eles! Vem! — Moon gritou fazendo sinal para Yoongi segui-lo. Em questão de minutos, penetrando-se no meio das pessoas na sala, chegaram onde Jonghyun e Jin estavam, sentados em uma roda e bebendo em silêncio, bem pelo menos Jonghyun estava, Jin tomava suco de uva. — Oh, Jong!

— Moon! Ah, minha lua, vem cá! — os dois se abraçaram logo que se aproximaram. Depois do longo abraço, Jonghyun fitou Yoongi e se surpreendeu — Yoongi! E o cabelo loiro? Mudou?

— Faz tempo, você que não apareceu aqui na cidade para saber disso. — brincou cumprimentando-o. Hoseok também o cumprimentou de forma tímida, mas, quando Jin sentou-se ao seu lado - depois de decidirem ficar por ali – se soltou mais.

— Ainda bem que chegaram, isso está um tédio. — Jin comentou.

— Você só diz isso porque Namjoon ainda não chegou. Depois quero ver você sair deixando a gente sozinho. — Yoongi falou e Jin rolou os olhos.

— Eu nem sei se ele vem. — falou, suspirando profundamente.

— Porque não? — Hoseok perguntou e o outro o fitou com uma expressão chorosa.

— Ah, é por causa do meu irmão! Você não sabe, mas, eles não se dão nada bem, Hoseok! — Jin começou a falar então, Yoongi rolou os olhos. Sabia que ele não pararia tão cedo, então, sentindo sua garganta seca, decidiu buscar alguma bebida.

— Vou buscar uma bebida, vocês querem algo? — Hoseok pediu um refrigerante, Jin não pediu nada.

Yoongi saiu em busca das bebidas, e percebeu que quem as servia não era menos quem um dos amigos de Jonghyun.

— Jackson! — o cumprimentou.

— Cara, é você! Quanto tempo! ‘Tá quieto esses tempos né? Nem vem nas festas. — Yoongi riu, lembrando-se de várias vezes que encontrou o rapaz nas festas da cidade. Festas que conseguia entrar por causa dos contatos de Jin.

— É, ‘tô meio parado. — respondeu — Me vê duas bebidas aí, refrigerante!

— Ih, não vai beber não? — o outro negou. — Não estou te reconhecendo Min Yoongi!

— Ah, larga disso e me vê os dois refrigerantes aí!

Jackson concordou, saiu de vista para buscar os refrigerantes e quando voltou, entregou os dois copos a Yoongi.

— Espera aí, batizei um viu? É para você. — Yoongi o fitou com raiva.

—Yah, eu não pedi isso! — reclamou fazendo o outro revirar os olhos.

— Só um pouco não faz mal, Yoongi! Só não vai beber para quebrar tudo ao seu redor! — Jackson brincou consigo, obviamente que o relembrando de seu incidente que o fez prestar serviços comunitários. Ele já sabia, afinal, quem não sabia na cidade?

— ‘Tá certo, só um pouco não faz mal.

Yoongi se despediu do rapaz e voltou a roda onde estava anteriormente. Dessa vez, Jin e Hoseok estavam falando sobre outra coisa que não era Namjoon, ele se sentou e entregou o copo de Hoseok ao rapaz.

Enturmou-se a conversa e assim o tempo foi passando. Namjoon já havia chegado, quase discutido com Jonghyun por beijar Jin cumprimentando-o e mesmo tendo terminado seu refrigerante, Yoongi não se sentia nem ao menos um pouco do efeito do álcool.

Chegou a pensar que Jackson estava brincando com sua cara, mas, ao fitar Hoseok, percebeu que tinha algo de errado. O rapaz a sua frente estava rindo mais do que o normal, brincando com todos ao seu redor como se os conhecessem há muito tempo e até mesmo dançando sentado em sua poltrona.

— Hoseok, deixa eu ver o copo que eu te dei,hm? — pediu, pegando o copo quando recebeu permissão. Ele cheirou e sentiu o álcool em suas narinas — Que merda, eu sou um idiota!

— Que foi? — Namjoon perguntou a ele. Hoseok havia voltado a conversar com Jin, então os dois conversavam entre si.

—Sem querer dei um copo batizado pro Hoseok. Olha para ele! — Namjoon fitou o outro e caiu na gargalhada.

— Cara, porque você fez isso? E não devia estar bebendo, sabia?

— Eu não ia, Jackson que me deu o copo, pensei que só um pouco não iria fazer mal, afinal. — falou voltando a fitar Hoseok preocupado — O que eu faço agora?

— Fica de olho nele! Ele não é nada forte com álcool, hein? — Namjoon ainda ria das ações um pouco fora do normal de Hoseok. — Não deixa ele beber mais, daqui a pouco vai estar melhor.

— ‘Tá né. — Yoongi respondeu e logo se surpreendeu com Hoseok ao seu lado, puxando-o pelo braço.

— Yoongi! Vamos dançar! — falou animado, fazendo sinal para irem até onde as pessoas estavam a dançar — Vamos!

— Hoseok, eu cometi um erro. — Yoongi falou ao se levantar.

— Que erro?

— Eu te dei o copo errado de bebida, tinha algo alcoólico dentro, sabe? É por isso que está tão animado assim, me desculpa! — Hoseok apenas riu, negando com a cabeça.

— Eu não bebi nada alcoólico não, só bebi refrigerante. Não fala bobagem e vamos logo dançar! — Hoseok negou e puxou Yoongi não deixando com que ele continuasse a falar. Os dois foram para a pista de dança, parando bem ao meio de algumas pessoas para lá de animadas.

— Eu não sei dançar! — Yoongi gritou no ouvido de Hoseok. Não sabia e não curtia muito dançar.

— Eu também não! — Hoseok respondeu rindo, mas mesmo dizendo que não sabia dançar, seus movimentos mostravam o contrário. Yoongi começou a se sentir meio incomodado, era o único parado entre corpos dançantes, por isso, começou a se mexer timidamente.

Hoseok sorria para si e dançava a sua frente, fazendo-o rir. Não sabia que iria presenciar um momento desses, ver o rapaz dançando dessa maneira, tão animado e sem noção.

E antes que percebesse, deixou-se levar pela energia alheia, envolvendo-se ao ritmo em que dançavam por fim, jogando-se na noite.

 

☁☼☁

 

Já fazia um tempo em que estavam na pista de dança. Dessa vez, Jin e Namjoon haviam se juntado criando uma roda entre eles para dançar.  Hoseok parecia já ter se recuperado do pouco de álcool que ingeriu, mas, ainda tinha sua áurea animada, dançando e rindo junto a todos. Já Yoongi, um pouco introvertido, dançava sem jeito tentando acompanhar os outros.

Até mesmo Moon e Jonghyun estavam se divertindo junto deles, isso até Jin puxar Namjoon para um beijo e os solteiros se separarem em busca de alguém para lhe fazer companhia. Sobrou somente Hoseok e Yoongi de lado, os dois se fitaram e riram juntos por esse fato.

— O que quer fazer agora? — Hoseok perguntou ao outro, praticamente gritando em seu ouvido.

— Hm, não sei. — respondeu — Quer beber mais alguma coisa?

— Acho que quero água, estou com sede. Vamos buscar? — Hoseok falou vendo o outro concordar. Yoongi então segurou o pulso de Hoseok para não se perderem no caminho e seguiram por entre o tumulto de pessoas na casa.

Quando chegaram ao bar improvisado, avistaram Jackson sorrindo animado a todos.

— Jackson, não é possível que você ainda esteja sem beber. — Yoongi brincou com o amigo, fazendo Hoseok os observar. Nunca tinha visto o rapaz com quem ele falava, muito menos ouvido comentários sobre ele, então como era meio sem jeito com pessoas que não conhecia bem, ficou quieto.

— E quem disse que eu não bebi?  — o outro riu.

— Não bebeu, porque ainda não está sobre uma mesa, dançando quase nu! — Jackson revirou os olhos.

— Eu ‘tô responsável pelas bebidas, vou ganhar uma grana por isso do Jonghyun. Meu turno acaba as três, o que é daqui a pouco! Espera só para ver, Yoongi!  Eu vou ficar nu, mas, é junto com você. — Jackson piscou para Yoongi, inclinando-se sobre o balcão e tocando o queixo alheio.

O de cabelos escuros apenas revirou os olhos, mas, Hoseok fitou Jackson com raiva. Era impossível para si não sentir ciúmes!

— É, vamos logo pegar nossa água, hm? — interrompeu os dois, fazendo com que Yoongi pedisse a água para o amigo brincalhão. Logo quando recebeu as duas garrafas, Hoseok o puxou para longe de onde estava Jackson, por fim, levando-o para fora da casa, onde havia somente algumas pessoas rindo e conversando de maneira alta, próximo ao jardim.

— O que foi Hoseok? — o de cabelos escuros perguntou, vendo que o mesmo havia parado e se apoiado a parede, o fitando com os olhos semicerrados.

— Aquele garoto é bem atirado, hein? — falou, incomodado. — Dando em cima de você!

— Ah, que isso! Eu e Jackson sempre brincamos dessa maneira.  — explicou, rindo da maneira que o outro havia se expressado. — Além disso, ele tem namorado.

— Mas um motivo para ele não brincar assim! — Hoseok falou franzindo o cenho. Yoongi deu um passo a frente diminuindo o espaço entre os dois e assim, tocou nos braços dele, apertando-os de leve.

— Relaxa, Hoseok. — falou sorrindo minimamente. O outro então respirou profundamente e começou a abrir a garrafa de água. Yoongi ficou o observando beber da água em silêncio, até que decidiu sanar sua curiosidade.  — O que está achando da festa? Gostando ou odiando?

— Acho que gostando. — Hoseok respondeu.

— Acha? — arqueou uma sobrancelha, vendo o outro fechar a garrafa com a tampa.

— Eu estou gostando sim Yoongi. É divertido, nunca pensei que iria dançar tanto como hoje. — voltou a abrir a garrafa para beber mais da água, mas, Yoongi tomou-a de sua mão. — Ei!

Rapidamente, Yoongi bebeu da água fazendo Hoseok o fitar confuso, principalmente por causa do sorrisinho que o outro dera logo após o feitio.

— Podia muito bem beber da sua garrafa. — Hoseok disse, rolando os olhos e tomando a sua garrafa das mãos alheias.

— Você não sabe de nada, hm? — Yoongi disse ainda sorrindo de lado — Sabia que o que eu fiz se chama beijo indireto? — Hoseok fitou Yoongi surpreso. Onde ele queria chegar com esse tipo de papo?

— E d-daí? Porque está falando dessa maneira meio otaku? — falou, todo desconcertado.

— Otaku? Mas é a verdade, acabamos de nos beijar indiretamente. — Yoongi sorriu de lado.

— Você pegou a garrafa e bebeu da água, então quer dizer o que? Que quer me beijar? — Hoseok perguntou sentindo um misto de receio e nervoso.

— Talvez, mas, dessa vez sem ser indireto. — Yoongi disse não acreditando que estava tendo coragem de dizer uma coisa dessas. Sentiu seu estômago revirar no mesmo momento sentindo-se nervoso e tentou não demonstrar por sua expressão, mas, sabia que era impossível. Talvez fosse a atmosfera do local ou o jeito que se olhavam que o fazia tão corajoso. Hoseok já devia ter percebido, entretanto, assim como o outro também estava nervoso com tais palavras que o pegaram de surpresa.

— Sério? — o outro disse depois de alguns segundos em silêncio. — Porque, talvez eu também queira.

Nesse momento, Yoongi sentiu seu coração pular forte em seu peitoral. Aquilo era um sim para sua proposta implícita?  Era um sim para seus sentimentos? Não sabia com certeza, mas, no momento o que mais o fazia pensar era roubar um beijo de Hoseok.

Talvez a festa não fora má ideia afinal. Iria agradecer Moon por isso.

Rapidamente, Yoongi deu um passo a frente e envolveu o corpo de Hoseok com suas mãos junto a seu corpo. Instantaneamente, a garrafa de água ainda fechada em suas mãos caiu ao chão, causando um pequeno estrondo, pois não era nada comparada a música alta que tocava na mansão.

O contato entre os corpos, mesmo que ainda tivessem roupas a atrapalhar o contato completo de pele com pele, os tornava sensíveis. Estavam arrepiados com a sensação de poderem estar tão colados, assim como desejavam fazer bem antes, só que não tinham coragem.

Os rostos extremamente perto, narizes tocando-se levemente e por fim, lábios quebrando o espaço no ar de maneira uníssona. Os dois se moveram para o beijo ao mesmo tempo, ansiando-o com os corações acelerados. E quando os lábios se tocaram finalmente, depois de tanta espera para ambos, os dois souberam na hora que era a verdadeira paixão que sentiam. Não podiam definir o porquê, ou como sabiam, apenas sentiam e conforme os lábios se moviam um contra o outro, não procurando por domínio, mas, em um equilíbrio apaixonante, Hoseok e Yoongi estavam felizes.

Hoseok deixou sua garrafa cair ao chão, causando também certo estrondo e quando as línguas se encontraram, Hoseok deixou escapar um som de prazer de seus lábios. Era como se finalmente beijar Yoongi o deixasse excitado de várias maneiras e não estava sozinho nessa sensação, pois o outro sentia o mesmo. Rapidamente, suas mãos tocaram os cabelos alheios, prendendo-os entre seus dedos, deslizando-os até a nuca, onde pressionava os dedos pela pele ávida. Aquele simples toque, ainda que acanhado e deveras carinhoso, deixava Yoongi mais empenhado em beijá-lo. Tirava-lhe o ar, mordia os lábios de maneira suave, sugando-os em seguida, isso tudo enquanto suas mãos marcavam a cintura desejada de Hoseok.

Talvez seu beijo estivesse fazendo sucesso para além de Hoseok, pois, podia ouvir algumas pessoas falando deles e até mesmo falando que estavam mandado ver! Possivelmente, era o grupo que estava conversando perto deles anteriormente. Por causa disso, Hoseok sentiu-se embaraçado, então, cortou o beijo, por fim colando sua testa a de Yoongi. Por segundos não disseram nada e apenas se focaram em normalizar a respiração desestabilizada por um beijo tão intenso que partilharam.

— Acho que temos plateia... — Yoongi comentou, fazendo Hoseok rir baixinho, ainda envergonhado.

— Isso é vergonhoso. — o outro respondeu, sussurrando. De repente, sentiu a mão de Yoongi tocar sua bochecha, erguendo seu rosto. O rapaz se afastou um pouco para fita-lo e assim sorriu.

— É bom termos plateia, porque eu quero que escutem o que tenho a dizer para você. Quero que eles sejam testemunhas do dia em que encontrei minha coragem em dizer que... — Yoongi respirou profundamente, reunindo ainda mais coragem — Que eu gosto de você, Hoseok. Estou apaixonado por você. — as palavras pegaram o outro de surpresa, quem sorriu ao ouvi-las. — Você é uma pessoa estranha, Hoseok.

— O que? Você começa dizendo coisas doces e depois vem com isso? Que eu sou estranho? — arqueou uma sobrancelha.

— É, porque você tem uma energia especial sabe? — começou a explicar — Quando te conheci pensei que iria continuar te odiando, assim como o movimento da natureza e as pessoas que trabalham nele. Mas, tudo foi ao contrário, mesmo eu achando ter certeza de que iria odiar tudo. E se tudo foi ao contrário, tenho certeza que foi por você. Desde que me aproximei de você, meu coração rebelde se aquietou.

— Uau, Min Yoongi, é você mesmo falando? — o outro perguntou, extremamente contente.

— Sou eu sim, e é tudo muito sério o que estou dizendo. Você chamou minha atenção Hoseok, de maneira confusa que cheguei a um ponto que achei que estava enlouquecendo, porque nunca tinha sentido algo assim antes. Finalmente eu me apaixonei, afinal. — disse engolindo em seco, prestes a fazer uma pergunta séria — É por isso que quero perguntar, se... Sente o mesmo por mim. Se você quer namorar comigo, Hoseok? — sua dúvida no tom de sua voz se suas palavras foram uma pergunta ou não, fez Hoseok acha-lo adorável. Ele pensava que nenhum dos dois iria conversar sobre sentimentos tão cedo e por ser tão cedo, estava feliz por isso. Havia isso em comum nos dois rapazes, a impaciência. Mas, qual é o tempo certo para se apaixonar, amar? Não há definição, cada um tem seu próprio tempo em relação aos sentimentos.

Hoseok fingiu dúvida, fazendo uma expressão pensativa e Yoongi engoliu em seco. Mas, quando viu o outro a sorrir de sua maneira bonita, aliviou-se.

— É claro que eu quero, Yoongi. — respondeu.

— Mesmo? — falou surpreso — Gosta de mim da mesma forma?

— Gosto e muito! — Hoseok respondeu.

— Mais do que suas plantas? — Hoseok semicerrou os olhos e então, puxou Yoongi para mais perto.

— Hmm, quer mesmo falar disso? Não quero te magoar. — brincou.

— Ei!

— Yoongi, eu sou apaixonado por você. Acho que tudo aconteceu de maneira parecida com a sua, te odiando e chegando em um ponto de me sentir louco de tanto pensar e querer você. — falou, fitando-o nos olhos. Hoseok então tocou no rosto alheio e aproximou-se o beijando novamente, dessa vez além de estar feliz, com o coração palpitando ansioso pelos próximos dias que passaria ao lado de quem ama. Pelos próximos beijos, pelos próximos abraços e momentos divertidos juntos.

E quando as pessoas a sua volta começaram a gritar novamente e, além disso, a acrescentar comentários maliciosos, Hoseok sentiu-se envergonhado e interrompeu o beijo, colando sua testa a de Yoongi, quem riu baixinho ao perceber o porquê da interrupção do beijo.

— Talvez nós devemos voltar para a festa. — falou, vendo Hoseok manear a cabeça ao afastar a testa da sua. Os dois se fitaram de maneira tímida e assim, Hoseok tocou na mão de Yoongi, juntando os dedos aos seus, entrelaçando-os e começando a caminhar a frente do moreno para dentro da casa onde rolava a festa.

Depois de passarem por entre as pessoas que estavam a dançar, finalmente conseguiram chegar onde viram Moon, Jonghyun e Namjoon. Jin apareceu segundos depois que chegaram, com um copo de bebida em mãos e quando viu as mãos dos dois entrelaçadas, quase deu um grito de felicidade. Sabia que faltava pouco tempo para assumirem o que sentiam um pelo outro só não sabia que seria justamente na festa, por isso ficou extremamente curioso.

— Hoseok, vamos conversar agora! — Jin disse arrastando o rapaz para o quarto dele. Yoongi apenas fitou os dois sumirem entre as pessoas e assim que Namjoon e Moon se aproximaram, sabia que iriam falar coisas que para si achava desnecessário.

— Aí o menino! Desencalhou! — Moon brincou fazendo o primo revirar os olhos.

— Já era hora de assumirem o que sentiam. — Namjoon falou abraçando o rapaz de lado — Felicidades aí, Yoongi!

— Valeu Nam. — respondeu sorrindo. Sua prima também o abraçou, para logo depois fita-lo sério.

— Vê se cuida do Hoseok, hm?

— Não devia falar para ele cuidar de mim já que é minha prima, hein? — rebateu.

— Você é o cabeça dura e merece ouvir isso Yoongi, já o Hoseok, posso ver que ele é um menino de ouro. Cuida bem dele, viu? — Yoongi revirou os olhos novamente, mas, assentiu.

— Eu vou sim. — respondeu, recebendo mais um abraço forte de sua prima, assim como Namjoon se juntou ao abraço e logo depois Jonghyun, sem saber realmente o porquê estavam se abraçando, mas, também queria abraçar, oras.

Depois de muito esperar, Hoseok voltou com Jin de seu quarto. Jin estava animado, todo sorridente enquanto Hoseok meio envergonhado. Yoongi não fazia ideia do que eles tinham conversado, mas desconfiou que Jin houvesse brincado demais com Hoseok, pois logo o amigo veio lhe abraçar desejando felicidades com um sorriso suspeito no rosto.

E depois de até mesmo Jonghyun parabenizar o novo casal, a diversão pareceu ter aumentado entre o grupo de amigos. Até mesmo Hoseok e Yoongi se reuniram nas conversas sem sentido e nos momentos de dança. Isso durou por um bom tempo, pela noite toda a qual eles aproveitavam sua juventude.

 

☁☼☁

 

Já estava quase amanhecendo quando Moon decidiu ir embora. Ela já estava sóbria e por isso, avisou aos meninos que se despediram dos outros e foram esperar dentro do carro. Acabou que ela voltou meio estressada por causa de Jonghyun, o que fez Yoongi desconfiar ainda mais que esses dois sempre tiveram algo a mais que uma amizade, só não assumiam a todos e a si mesmos, mas, como sabia que ela não iria falar nada contigo, apenas sentou-se com Hoseok no banco de trás. Moon não se importou de ficar como motorista, na verdade, ficou distraída na estrada enquanto Hoseok e Yoongi conversavam baixinho sobre a festa.

Quando chegaram a casa de Hoseok, Yoongi desceu com ele bem no momento em que Moon recebeu uma ligação de Jonghyun. Parecia que eles iriam se acertar ou pelo menos era isso que Yoongi esperava.

Os dois rapazes caminharam para dentro do quintal e pararam em frente a porta da casa. Hoseok ficou de frente para o outro e então, sentiu como se a noite toda tivesse sido apenas um sonho, afinal estava namorando Yoongi agora. Tudo parecia tão difícil de acreditar, tudo tão inalcançável. Mas, não era e isso o fazia sorrir sem conseguir se conter.

— O que tanto sorri? — Yoongi perguntou confuso.

— Hm, eu só estava pensando em algumas coisas. — Hoseok respondeu rindo baixinho, depois fitou no carro, Moon ainda conversando pelo celular — Acha que eles fizeram as pazes? — Yoongi ainda curioso em saber quais eram as coisas em que ele estava pensando, não deu muita atenção a essa pergunta, somente tocou na cintura alheia, surpreendendo Hoseok enquanto o puxou para perto de si. O outro ainda demoraria a acostumar que agora tinham esse tipo de proximidade, mas esse tipo de proximidade era tão bom.

— O que estava pensando? — perguntou novamente.

— Está assim tão curioso? — Hoseok sorriu de lado.

— Você sabe que sim. — Hoseok fez um pequeno bico e assim, riu baixinho.

— Só estava pensando que ainda vou demorar a me acostumar em ter você assim comigo, não que isso seja ruim, é bom, mas, meio que inacreditável. Principalmente nos confessarmos assim tão rápido. — Hoseok falou fazendo Yoongi concordar.

— Eu não havia planejado nada, mas quando eu te vi tão perto de mim, não consegui evitar. Eu queria tanto namorar contigo, te beijar, como quero agora... — Yoongi falou aproximando os rostos — É impressionante como fiquei corajoso em lhe dizer meus sentimentos, acho que foi tudo por sua culpa, em um bom sentido, é claro.

— Fico feliz que tenha sido corajoso. — Hoseok comentou rindo e beijando-o de leve no canto dos lábios — Pois agora estamos juntos. Confesso que eu estava com medo de me confessar e ser rejeitado.

— Que bobo. — Yoongi respondeu — Não percebeu que eu estava caído de quatro por você? E por um bom tempo. Talvez desde que te conheci. — Hoseok riu alto. — Gosto da maneira que estamos sendo sinceros um com o outro. — Yoongi continuou, fazendo um leve carinho na cintura alheia.

— Também gosto, vamos ser sinceros um com o outro daqui para frente. O que você quer fazer ou o que você sente, vamos ser sinceros e dizer sempre para o outro. — Hoseok falou — Não vamos esconder nada. Desperdiçamos tempo em que poderíamos estar assim por esconder o que sentíamos.

— Concordo, e por causa disso... Eu sinceramente quero te beijar agora. — Yoongi disse com um sorriso ligeiramente torto em seus lábios, praticamente chamando os lábios de Hoseok para colar-se aos seus. E assim se fez, Hoseok o beijou intensamente, de tirar o fôlego.

E pela primeira, Yoongi estava começando a entender o que era a famosa sensação de borboletas no estômago ou o que tinha de tão bonito em um beijo de despedida na porta da casa de quem se ama.

E ao mesmo tempo em que entendia, se apaixonava por esse conhecimento querendo explorá-lo cada vez mais.

 


Notas Finais


O que acharam desse beijo pessoal? Será que temos um aleluia por esse dia ter chegado? AHSHAS

Espero que tenham gostado, até o próximo capítulo amores ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...