História Le péché et l'amour - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bertolt Hoover, Connie Springer, Darius Zackly, Dina Yeager, Dot Pixis, Eren Jaeger, Erwin Smith, Grisha Yeager, Hange Zoë, Historia Reiss, Jean Kirschtein, Kalura Yeager, Kenny Ackerman, Kuchel Ackerman, Levi Ackerman "Rivaille", Marco Bott, Mikasa Ackerman, Mike Zacharius, Nanaba, Pastor Nick, Personagens Originais, Petra Ral, Reiner Braun, Ymir, Zeke Yeager
Tags Erenxlevi, Ereri, Levixeren, Rireri
Visualizações 144
Palavras 1.888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente!
Tudo bom?
Me perdoem eu realmente queria postar um capítulo maior, mas o cansaço não deixa, mas espero que gostem.

→Perdão pelos erros de português e digitação.

Boa leitura!

Capítulo 4 - IV - Si proche


Fanfic / Fanfiction Le péché et l'amour - Capítulo 4 - IV - Si proche

  Na manhã seguinte, ambos acordaram fazendo ao dia suas obrigações, entre trabalhos e troca de mensagens, chegando a noite no horário marcado, ambos estavam animados em se encontrarem para o treinamento, Levi tinha tido a ideia de levá-lo ao local de treinamento da polícia, ideia que organizou ao longo do dia reservando a área para ficarem só os dois sem mais intrometidos de olho neles, Levi combinou de buscar Eren na igreja para leva-lo, ele foi até em casa tomou banho e pôs a própria roupa de policial para ficar de acordo com a ocasião, chegando a frente da igreja buzinou chamando pelo padre, este que veio correndo vestindo uma calça jeans preta, a blusa antiga do exército e a bota também, Levi achou ele fascinante naquelas vestimentas, ele ficava lindo com aquele verde que contrastava com os olhos esmeraldas, Eren entrou no carro e fez algo imaginável, abraçou Levi.

-Boa noite capitão! – cumprimentou em um abraço animado, isso fez Levi sentir um arrepio na espinha.

-Boa noite padre! Parece tão animado – cumprimentou seguindo com o carro.

-Mas é claro! Serei treinado por você hoje!

-Haha que honra!

-Capitão, posso por uma música? Ou não gosta de música?

-Haha me pegou no flagra, sou fascinado por música.

-Haaa eu também!

-Pode ligar o som, tem uma playlist no meu pendrive aí.

E assim Eren fez, ligou o som com uma grande expectativa de conhecer os gostos musicais do outro, a música que tocou primeiro o surpreendeu.



'The Neighbouhoods – Scary Love’

Movethe city with me

I don’t wanna be alone

Don’t wanna be alone

You’re too pretty for me

Baby, I know, it’s true, yeah

Even better when you first wake up

Than anybody else I’ve fucked

Baby, I got good luck with you

I didn’t know we’d get so far

And it’s only the start

Baby, you got me worried (hey) ...



Naquele momento Eren se arrepiou, uma de suas música preferidas era também de Levi, aquilo o animou e começou a cantar, causando um arrepio na pele ao ouvir aquela voz linda e doce como a de um anjo, Levi também se animou e passou a cantar junto sendo a vez de Eren de se arrepiar com a voz grave e rouca que ouvia, era parecida com a voz que ouvia quando Deus o respondia, enquanto a voz de Eren era parecida com a do vocalista a voz de Levi complementava fazendo a música ser perfeita, era a banda preferida dos dois, era tão maravilhoso aquele momento compartilhado com alguém tão parecido contigo, era tão perfeito, as vozes ecoando pelo carro, a animação e o sorriso estampado no rosto dos dois, enquanto o aquecedor do carro só cooperava para o ardor que sentiam em seus corações, Eren estava vivendo uma experiência nunca imaginada mas sempre sonhada, estava cantando junto a alguém, alguém de gostos musicais parecidos e de voz linda, Levi se sentia da mesma forma, a quanto tempo ele não se sentia daquela forma?, Ou cantava daquela forma?. A melodia dos dois quando sozinhos em casa era sempre cheia de tristeza, de solidão e de desilusão, mas naquele momento todo aquele vazio nas vozes eram preenchidas por notas puras e alegres, quem os ouvisse naquele momento com certeza aplaudiria e também mudaria seu dia, a animação estava tão forte que só quando Levi ouviu um barulho derrapante da roda de um carro foi que percebeu que estavam sendo seguidos, ele acelerou o carro com tudo assustando Eren que logo informou:

-Eren se segura estamos sendo seguidos! – ele via pelo retrovisor do carro que o outro as aproximava de forma veloz o fazendo aumentar a velocidade.

-Por quem?!

-Eu não sei! Muita gente me odeia e outros querem minha cabeça por que valem uma nota, e outros por outros motivos.

-Você não é o único Levi! Tem muita gente querendo minha cabeça.

-Por que ?

-Primeiro lembre-se que fui do exército e criei vários inimigos por lá e outros eu odeio assumir isso mas eu desconheço o motivo destes – respondeu amuado.

-Da vontade de rir, a gente combina mesmo, além de sermos seguranças para uns, também somos o perigo para outros.

-Concordo! Kk – Apesar da conversa , ambos estavam de olho no carro atrás de si, quando viram o próprio motorista e o passageiro ao lado sacarem armas para atirarem, foi na hora que Levi surpreendeu Eren, ambos os carros já estavam em velocidade máxima quando Levi apertou um botão vermelho debaixo do volante que fez o carro praticamente voar – Levi isso é muito foda!!

-Eu que criei! – passou a marcha conduzindo o carro, vendo os perseguidores virarem formigas atrás deles – só não atirei pela segurança dos cidadãos que ainda caminham pela rua, ainda é cedo, mas ele não nos acham mais por hoje.

-Agora, é que se vem uma pergunta sem resposta, estavam atrás de mim ou de você ? – pôs mão no queixo se achando um detetive.

-Senhor detetive e se por acaso estiverem atrás de ambos ao mesmo tempo?

-Quem ousaria perseguir o homem mais forte do mundo? – ainda com a mão no queixo, só faltava um binóculo na mão naquele momento.

-Pessoas que não tem medo de morrer – deu uma risada, achava cômica a encenação do outro – ainda queres ir treinar?

-Mas é claro! Essa fuga me deixou mais animado ainda – falou levantando os braços como uma criança que vai ganhar brinquedos – e essas músicas eletrônicas do Skrillex só cooperou com a adrenalina hihi.

-Aaah que isso! Skrillex é foda! Então vamos, vou te deixar mais forte que nunca cabo!

-Isso aí capitão!

Assim seguiram ouvindo músicas de Skrillex como aquecimento, Levi retomou a rota para o departamento de treinamento policial, ambos não falavam mais do assunto apenas cantarolando, mas Levi sabia que deveria rever os por menores daquela fuga, não queira deixar a vida de Eren em perigo, e só agora ele percebeu que pela primeira vez se chamaram pelo nome e não pelo nome profissional, mais um passo para se tornarem próximos, enfim chegaram ao local de treinamento, que era composto por quadras de corrida, base de tiros e tudo mais, Levi decidiu começarem pelo tiro ao alvo, assim encaminhando Eren até o setor de tiro ao alvo, o fez escolher uma arma, este qual escolheu uma de calibre 38, foram até um dos blocos e Levi pediu para Eren mostrar seus dotes com a arma, e se surpreendeu com a postura perfeita, a forma correta de segurar a arma e de como ele acertou todos os seis tiros nos pontos vermelhos perfeitamente, que diabos ele ensinaria ali?, ele decidiu levar Eren para a área de treinamento de combate e o conduziu até lá, quando lá chegaram, ele pediu que Eren o atacasse, e foi aí que viu qual era a dificuldade de Eren e onde teria que aplicar toda a atenção para ensinar, Eren tentou dá um soco em Levi, mas Levi desviou facilmente como se estivesse desviando de uma folha caindo de uma árvore, Eren se assustou com isso e parou olhando para Levi.

-Eren, você é perfeito em mira, e atira perfeitamente e sem margens de erro, mas no combate você é lido facilmente, eu te ensinarei a agir como fantasma, o seu oponente não será capaz nem de saber onde você está.

-Capitão, fico honrado e agradecido por me ensinar.

-Eren, pode me chamar pelo nome se quiser, até peço perdão por não lhe chamar devidamente.

-Primeiramente você é mais velho que eu e meu superior, eu que lhe devo todo respeito, se assim lhe agrada como também me agrada, podemos nos chamar pelo nome.

-Tudo bem, vamos recomeçar este combate.

Levi avançou em Eren e passaram um longo tempo em treino de combate, as agora Levi queria ver as habilidades de fuga de Eren em ocasiões complicadas, e foi pensando nisso que ele levou Eren para um labirinto, eles entrariam e teriam a missão de se encontrarem em algum lugar dali para saírem juntos, assim orientou e cada um entrou por um lado se perdendo pelas paredes brancas, Levi conhecia aquilo como se fosse o caminho para casa, mas Eren estava mais perdido que cego em tiroteio, estava ficando com medo, mas resolveu confiar em Levi, sabia que ele não o deixaria sozinho ali, passando já cinco minutos, Eren e Levi se sentiam aflitos, Eren se sentia assim por medo de não encontrar o capitão e Levi estava preocupado com o padre que não dava nem sinal de aparição, e foi quando Eren se esbarrou em Levi caindo deitado no chão puxando Levi que ficou por cima dele, com o impacto os dois estavam de olhos fechados mas quando os olhos de ambos abriram, perceberam o quanto o corpo e os rostos estavam próximos, o olhos pareciam que iriam se sucumbirem uns aos outros, e seus corações aceleraram junto a respiração que se tornou pesada e descontrolada, os rostos se esquentaram formando um rubor que para cada um era como se fosse febre, a fricção dos corpos tão perto era tentador, suas mentes que antes eram tão puras com relação um ao outro já se tornavam tomadas pelo desejo, Levi que antes o via puramente, agora seu lado sadomasoquista o fazia ter fantasias que queira realizar com aquele padre de olhos verdes e tão lindo próximo de si, aquela boca era tão chamativa, oh céus, como ele queria tomar aquela boca puxando aqueles cabelos e marcar aquela pele morena o tornando seu, por outro lado a mente de Eren se tornava inebriante de desejo, um desejo nunca sentido antes, ele queria ser possuído por aquele homem acima de si e também queria o possuir, aquela respiração gelada perto do rosto o fazia se sentir louco, ele queria aquela boca, aquele ser lindo que estava acima de si, ah como ele é lindo, aqueles olhos cinzentos nublados e aquela pele branca, ele queria vê-la marcada pela boca carnuda dele, queria tomar aqueles lábios finos e rosados para si e gemer loucamente debaixo dele, ele percebeu que seus pensamentos eram pecaminosos, ele era um padre e não devia pensar naquilo, mas pouco se importava, mas era cedo demais para se tornarem daquela forma, ambos saíram de seus transes e Eren abraçou Levi com força o assustando.

-Eu pensei que nunca mais sairia daqui, assumo que fiquei com medo haha – ele sentia Levi retribuir o abraço e esconder o rosto no pescoço dele, assim como ele fazia ao pescoço de pele branca.

-Estou orgulhoso que tenha me encontrado logo na primeira vez – passou acariciar os cabelos castanhos.

-Obrigado Levi, você é o melhor professor – acariciou os cabelos negros.

-E você o melhor aluno – apertou o abraço e logo em seguida se levantou dando a mão para puxar Eren e não a soltou levando Eren pela mão ao caminho da saída, assim que saíram decidiram ir para o jardim se jogarem na grama e fumarem uns cigarros e assim o fizerem depois indo embora já que estava a ficar tarde, quando Levi chegou a igreja na hora de se despedir de Eren, se surpreendeu com o beijo que Eren deu em sua testa e ele retribuiu dando um beijo na bochecha de pele morena, assim eles se despediram e foram cada um para suas respectivas casas, os sentimentos só cresciam de forma avassaladora, coisa na qual eles nem imaginavam que transbordaria.  


Notas Finais


Obrigada e até a próxima!

Beijos ;*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...