História Pecados do Shawn-Shawmila - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Shawn Mendes
Personagens Camila Cabello, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Camilacabello, Paixão, Pecado, Romance, Shawmila, Shawn Mendes
Visualizações 67
Palavras 2.612
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A mãe do Shawn se chamará Rose

Capítulo 9 - Eu quero ser livre


CAMILA


Os olhos de Shawn lacrimejaram quando disse isso. Choque e tristeza correram através de mim, mas eu não disse nada, sabendo que ele precisava encontrar as palavras no seu próprio ritmo. Meu coração estava disparado.

Ele a matou. O que isso significa? Ele nunca a conheceu, mas ele a tinha matado. Assim quando comecei a entender isso, ele voltou a falar.

— Minha mãe morreu ao me dar à luz.

— Oh meu Deus. Eu sinto muito.

— Eu ainda não sei os detalhes de exatamente como isso aconteceu porque meu pai sempre se recusou a falar sobre isso. Era muito doloroso para ele.

— Elle sabe?

— Eu disse a ela que minha mãe morreu quando eu era pequeno, mas nós nunca discutimos os detalhes. Isso é em parte minha culpa, porque eu sempre mudo de assunto. Tampouco tenho certeza se o meu pai disse a Alejandro exatamente o que aconteceu. Se Elle não sabe, eu suspeito que ele não tenha.

— Não pode se culpar pelo que aconteceu.

— No fundo, e logicamente, eu sei que não foi culpa minha, mas eu passei a maior parte da minha vida desejando que eu nunca tivesse nascido, me perguntando como ela seria se eu não estivesse aqui. Não ajudou que meu pai era apenas uma casca deprimida durante a maior parte da minha infância. Então ele conheceu Lillian e lhe permitiu sequestrar basicamente o seu cérebro. De uma forma estranha, ele precisava disso. Ele precisava de direção, alguém para assumir porque ele estava tão perdido. A única coisa boa que Lillian fez foi salvar o meu pai das profundezas do desespero. Ela acabou por deixar todo mundo miserável no processo.

— Seu pai te amou.

— Eu acho que ele tentou. Ele realmente tentou, mas eu nunca senti. Eu pareço com ela. Eu não posso imaginar como era para ele olhar para mim, um lembrete constante dela, da dor.

— Ela deve ter sido realmente impressionante.

Eu imediatamente me sinto envergonhada, percebendo que o meu comentário era basicamente uma admissão de que eu o achava impressionante.

A boca de Shawn abriu em um sorriso quando ele também, aparentemente, chegou à mesma conclusão.

— Sim, ela era.

— Qual era o nome dela?

— Rose.

— Isso é tão bonito.

— Meu pai a amava tanto. Essa é a coisa assustadora sobre amar alguém assim, apesar de tudo. Quando eles se vão, parece que toda asua vida acaba.

— Eu sei. É o que Beatriz está passando agora, mas eu sei que ela ainda não trocaria seus anos com Lorraine para escapar da dor atual.

— Talvez seja um consolo... gosto de pensar que meus pais estão finalmente juntos novamente agora... onde eles pertencem.

— Eu definitivamente acho que eles estão juntos.

— Lillian e seus pais iriam dizer com absoluta certeza que eles não estão no mesmo lugar. Eles diriam que minha mãe está no inferno,porque ela não era uma cristã.

— Bem, eu não acredito em tudo que os meus pais dizem. Em meu coração, eu sei que as coisas não são tão preto e branco como eles pintam. Tem que haver mais na vida do que viver com medo de uma punição. É uma vergonha. Eu acredito que se você é uma boa pessoa, Deus sabe disso. Eu não acho que ir à igreja todos os domingos, ou dizer que você aceita a Cristo faz um pingo de diferença no final.

Sua próxima pergunta me assusta.

— O que você quer da vida, Camila?

— Essa é uma pergunta difícil.

— Eu sei. Perguntei a Elle isso antes.

— O que ela disse?

— Ela disse que queria estar casada comigo e isso era o suficiente para ela.

— Elle é diferente de mim. Não me interprete mal, ela é a melhor pessoa que eu conheço, mas nós temos diferentes desejos e necessidades. Eu realmente acredito no que ela disse.

— Eu acho também, — disse ele.

— Você acredita no que ela disse... ou você tem diferentes desejos e necessidades?

— Ambos. — seu olhar era penetrante. — Então responda à minha pergunta.

— O que eu quero?

— Sim.

— Muito.

— Muito?

Eu me endireitei e brevemente fechei os olhos para reunir meus pensamentos antes que as palavras apenas parecessem jorrar de mim.

— Eu quero ser livre, independente dos meus pais. Eu quero experimentar o amor, mas eu não quero me contentar. Eu quero ser amada de volta, tanto quanto eu amo alguém, mas eu não quero que o relacionamento me defina. Eu quero fazer a diferença no mundo, mas eu não sei como, e isso me frustra. Eu quero estar confortável em minha própria pele. Eu quero fazer amor no dia de chuva e... saltar de paraquedas! Eu quero morrer sabendo que eu não vivi com medo, mas que eu vivi a vida ao máximo sem arrependimentos. Eu não quero me sentir culpada por ser fiel a mim mesma. Eu quero muito, a tal ponto que às vezes eu sinto como se fosse estourar. É impressionante.

O peso de seu olhar foi uma vitória enquanto ele absorvia as minhas palavras. Ele não disse nada por um longo tempo antes que ele simplesmente sussurrasse: — Você é incrível.

Mesmo que eu nunca me senti mais conectada com alguém do que eu senti com ele naquele momento, parecia que nós estávamos começando a cruzar uma linha. Ele me obrigou a dizer.

— Elle vai ser uma boa esposa. Ela vai fazer você muito feliz, Shawn. — eu engoli o gosto amargo dessas palavras e de repente me levantei, ajeitando a saia. — Eu tenho que voltar para a casa antes de alguém vir me procurar.

Sua expressão ficou tensa por segundos, antes que se transformasse em uma expressão de surpresa e decepção com a minha súbita vontade de sair.

— Ok. Vá em frente. — enquanto eu escovava o feno da minha saia e comecei a me afastar, ele gritou: — Camila...

Eu me virei.

— Sim?

— Obrigada por responder minha pergunta. Eu espero que cada uma dessas coisas se torne realidade.

* * * * *

Era impossível dormir naquela noite entre me preocupar com Lorraine e pensar sobre Shawn. Quando ele me fez essa pergunta, eu só deixei escapar todos os sonhos mantidos escondidos toda a minha vida. Eu não conseguia entender como ele me fazia sentir. Pela primeira vez, eu realmente sentia que esses sentimentos eram definitivamente recíprocos. A maneira como ele olhou para mim confirmou que nossa ligação não era tudo da minha cabeça. Isso era uma descoberta perigosa.

Ele era o único homem na minha mente que eu sabia que nunca poderia ter, mas o meu coração tinha outras ideias. Ele já havia se apaixonado, duro e rápido. Por mais que eu tentasse, eu não conseguia parar de pensar nele.Eu estava desesperada por uma solução. Querer alguém que você sabia com certeza absoluta que você nunca poderia ter era a própria definição de agonia.

Quando Elle entrou no meu quarto na manhã seguinte, eu mal podia olhá-la nos olhos.

— Você está bem?

— Sim. Por quê? — perguntei, brincando com o meu cabelo como eu sempre fazia quando estava ansiosa.

— Você não tem sido você mesma durante o último par de semanas. Todo mundo tem notado.

— Tudo acontecendo com Beatriz e Lorraine... isso está tomando um preço. Eu vou ficar bem. Não se preocupe comigo. Me desculpe se eu pareci distante. Como você está?

— Eu não tive a chance de falar com você ontem, mas algo grande aconteceu.

— O quê? Está tudo bem?

Ela sorriu, seu rosto ficando vermelho.

— Mais do que tudo bem.

— Bem, o que é?

— Eu o beijei.

— Você beijou Shawn? — meu coração parecia que tinha caído para o meu estômago.

Ela assentiu com a cabeça.

— Você parece chocada.

— Eu... eu estou. Eu pensei que você estivesse esperando.

— Eu estava. Eu não sei o que deu em mim. Era seu aniversário, e eu realmente queria mostrar a ele o quanto ele significa para mim. Mamãe e papai me matariam se soubessem, mas eu não me arrependo. Nem um pouco.

— O que ele fez?

— Ele me beijou de volta. Foi tão bom beijá-lo. Isso só me deixou com mais certeza ainda de que é ele.

A intensidade do ciúme que eu estava experimentando era uma chamada para acordar. Qualquer outra irmã teria pedido os detalhes, mas eu estava fazendo tudo ao meu alcance para não pensar sobre eles sebeijando. Isso foi apenas a gota no oceano se comparado ao que viria quando relacionamento de Shawn e Elle evoluísse. Me livrar desses sentimentos não era apenas uma opção, mas uma necessidade urgente.

Fingindo felicidade, eu sorri.

— Uau. Isso é ótimo.

— Eu estive esperando por um momento para te dizer, mas você tem estado tão ocupada.

— Bem, eu estou feliz que você me disse.

Ela se sentou na beira da minha cama e cruzou as pernas.

— Eu não quero que a gente se distancie.

— O que você quer dizer? Por que isso aconteceria?

— Quando Shawn e eu nos casarmos. Eu não quero que percamos a conexão. Mesmo quando eu me afastar, eu preciso ser capaz de falar com você sobre coisas... como o sexo. Eu não vou saber o que estou fazendo.

Uma onda de náusea e ciúme tomou conta de mim.

— Eu não tenho nenhuma experiência a mais do que você tem nessa área.

— Você está brincando? Você pode não ter experiência real, mas você estudou isso do seu jeito durante todo o tempo que me lembro.

Elle estava se referindo ao fato de que eu tinha sido sempre mais curiosa sexualmente do que ela. Eu lia romances da biblioteca em segredo, os escondendo de meus pais, às vezes forçando Elle a ouvir enquanto eu lia algumas das passagens para ela com uma lanterna debaixo das cobertas da cama. Então, mesmo não tido feito sexo real, eu definitivamente tinha vivido isso através de personagens fictícios.

— Eu acho que você está certa.

— A verdadeira questão é que eu não quero que nada mude entre nós, Camila. Nunca.

— Isso não vai acontecer, Elle, — eu disse, a puxando para um abraço.

Me levando em seu doce perfume que era tão delicado como ela, eu fechei os olhos com força e silenciosamente jurei nunca deixar que nada se interponha entre nós. Minha irmã era mais importante do que qualquer coisa. Isso significava tomar medidas para me assegurar de que qualquer sentimento que eu tinha por Shawn fosse erradicado imediatamente. Havia realmente apenas uma escolha. Eu precisava encontrar alguém para tirar a minha mente dele. Se eu quisesse continuar a viver sob o teto dos meus pais, só havia uma maneira de fazer isso. Seria da maneira deles ou de nenhuma maneira.

* * * * *

Eu bati na porta do quarto de costura da minha mãe naquela tarde depois que tínhamos retornado da celebração de domingo.

— Você tem um minuto?

— Claro, querida. Entre. Está tudo bem?

— Eu só tenho pensado sobre algumas coisas ultimamente. Eu queria falar com você sobre isso em privado.

Ela estava costurando uma saia em sua máquina clássica preta e parou o que estava fazendo, colocando o tecido de lado.

— Bem.

Deixei escapar uma respiração profunda e olhei para fora da janela para a chuva que caia.

— Com Elle e Shawn se casando, eu estive pensando em meu futuro. Eu sei que eu disse que eu não estava interessada em ser cortejada-

— Quando você disse que nunca queria se casar, foi muito perturbador para o seu pai e para mim, você sabe. O que isso significava para o seu futuro... se transformar em uma velha solteirona sem filhos? Olhe para a sua tia Amélia. Ela é um excelente exemplo do que pode acontecer com as pessoas que perdem o seu caminho na vida e não aderem à vontade de Deus.

Eu não iria tentar argumentar com minha mãe sobre a pobre Amélia, que não tinha nada a ver com isso. Amélia tinha problemas, mas eu duvidava que eles tivessem alguma coisa a ver com ela nunca querer se casar.

— Bem, na época, quando discutimos isso, eu estava fortemente contra o casamento arranjado. Eu ainda não estou cem por cento segura, mas acho que eu gostaria disso, pelo menos, tentar, ver quais são as minhas opções.

— Você quer ser cortejada? Porque seu pai não vai permitir que você arranje isso sem um casamento tradicional como resultado final.

— Eu sei as suas regras. Você não tem que explicar isso.

— Bem, você sabe que há um monte de homens jovens agradáveis de nossa igreja e da sua idade, Camila, mas eles estão procurando esposas, boas donas de casa que estão prontas para se acalmar. Você tem uma personalidade muito inquieta e muito difícil de satisfazer. O casamento é para a vida. Mesmo que nós queremos que você se case, você também precisa ter certeza de que é o que você quer antes de entrar em um namoro. Não seria justo com o homem se você não levar a sério.

Eu quero amor. Mas agora, o que eu realmente preciso é de uma distração. Eu vou fazer de tudo por isso, mesmo que isso signifique ircontra tudo o que eu acredito.

— Como eu disse, estou aberta à opções. Eu tenho as minhas hesitações sobre ir por esse caminho, mas eu também não quero ficar sozinha. Eu não sei se o namoro vai funcionar para mim se eu tentar. Mas se eu tentar e falhar, eu tenho o direito de mudar de ideia, não é?

— Eu vou falar com o seu pai sobre isso, certo? Você sempre terá uma escolha, mas uma vez que você decidir continuar com o namoro, isso realmente precisa ser levado a sério.

— Compreendo.

Mamãe e eu continuamos falando até que a chuva acabou. Elle, Shawn e meu pai tinham tomado uma viagem a um armazém improvisado cerca de uma hora de distância. Shawn deveria estar ajudando papai a construir um novo na semana seguinte, de modo que eles estavam buscando todos os suprimentos.

Optando por aproveitar a calma, eu decidi dar um passeio em torno do perímetro da fazenda para limpar a minha cabeça até o jantar. Saindo da propriedade, eu me orientei na estrada para a propriedade do vizinho mais próximo. Em meio à neblina e garoa persistente, me deparei com uma linda roseira, um conjunto impressionante de vermelho que se destacou no meio de um dia preto e branco. Eu nunca tinha notado isso antes.

"Rose."

Eu não pude deixar de pensar na mãe de Shawn, em como ele não tinha falado sobre as circunstâncias de sua morte com ninguém além de mim. Por mais que esse dia tinha sido sobre planejar maneiras de seguir em frente com a minha paixão, eu nunca parei de pensar nele.

Escolhendo uma de haste longa, a tirei do arbusto, olhei para trás sobre os meus ombros para me certificar de que ninguém tinha visto. Cheirando, eu decidi que esse seria um momento simbólico. Queria aproveitar essa rosa e deixá-la na porta da casa de hóspedes para que ele soubesse o quanto a história compartilhada de sua mãe significava para mim. Eu, então, colocaria tudo atrás de mim tudo o que aconteceu desde o momento em que o conheci ao nosso encontro no celeiro. O gesto também simbolizaria o meu próprio voto para fazer a paz com os meus pecados e fraquezas, fazer a coisa certa e seguir em frente com minha vida.


Notas Finais


Votem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...