História Peças do destino - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), G-Dragon, Got7
Personagens BamBam, G-Dragon, Jackson, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtangboys, Bts, Coréia, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Miranda, Rapmonster, Sakura, Smm, Smrockeira, Suga
Visualizações 7
Palavras 2.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie gnt mais um capitulo de Peças do Destino pro cês rsrsr
Aliás queria agradecer aos 24 favoritos em minha história <3 Amo vcs e agradeço d+ pelo carinho e por acompanharem minha história!!
Novidade: Próxima semana vou postar capitulo da minha nova Fic, só com moments entre vc e seu Bias do BTS!! Comentem aí qual dos membros do BTS vcs acham que eu vou postar rssrrs
Boa leitura!!

Capítulo 21 - Nosso primeiro passo


Fanfic / Fanfiction Peças do destino - Capítulo 21 - Nosso primeiro passo

Narração: Felipe

Deitei em minha cama e fiquei olhando para o teto. Idiota. Um grande idiota, era como eu podia me caracterizar nesse momento. Deixei o Brasil, minha mãe, minha vida medíocre, se bem que era o que eu mais queria antes de ver a S/n nos braços daquele coreano magricela e... Ahhh! Era tudo mais fácil quando todos nós morávamos no Brasil e cursávamos o 8° ano juntos. Me virei em direção a parede e fechei os olhos. Sorri ao lembrar da primeira vez que me encontrei com a S/n.

 

"Era meu primeiro dia de aula. Era verão e estava fazendo um baita calor e eu estava conversando com o Key, quando vejo uma menina sentada debaixo de uma árvore. Ela estava de uniforme. Uma blusa branca de gola azul e detalhes da mesma cor, uma calça preta um pouco colada nas coxas e um rosto escondido pelo boné preto. com cabelo bagunçado se esvoaçando pra fora aquela cascata negra descia até se misturar a cor de jaqueta preta que a mesma utilizava.

"Key, quem é aquela doida toda de preto em baixo da árvore?" perguntei e indiquei com o queixo.

"Quem?... Ah é a S/n. Ela é da nossa sala... E ela não é doida, e sim diferente" ele falou me olhando com reprovação.

"Ei, virou a Madre Teresa pra ter pena dos outros? Pra cuidar dos outros? Kk" perguntei cruzando os braços.

"Ah vai se ferrar Felipe! Ela é muito gente boa. Só é calada na dela e as vezes um pouco... Er... Como é a palavra?... Bom, ela fica sempre na defensiva." ele falou por fim colocando as mãos no bolso.

(...)Quebra de tempo(...)

Eu havia pedido ao professor para ir beber água, e agora eu estava passeando por aquele pátio atrás de um bebedouro. S/n... Como o Key disse ela era bem na dela. Conversava apenas com suas amigas, pareciam ser pouquíssimas palavras. Muito inteligente, mas só quando os outros burros (a sala inteira) ficava calada o professor a perguntava, e ela sempre com a resposta na ponta da língua.

Parei ao ver a S/n saindo da biblioteca cheia de livros. Ia apressar o passo para ajuda-la, porém percebi duas meninas se aproximando. Me escondi atrás dos armários e olhei discretamente a cena. As meninas pareciam ser de outra sala e quando elas chagaram perto da S/n elas derrubaram todos os livros com um empurrão em S/n e sairam rindo. Eu ia ajuda-la porém, rapidamente S/n se sentou e desamarrou o tênis. Logo ela se levantou e se apoiou na parede para tirar o tênis.  BAAM! Foi o barulho após a menina cair com a cara no chão depois do All Stars preto da S/n sair voando e pegar na cabeça da menina. Me segurei para não rir e ao mesmo tempo eu estava com dó da menina se levantou com cara de horror e raiva misturados. Ela se levantou e foi rapidamente até S/n com passadas largas e pesadas. Os nós de seus dedos estavam brancos e sua cara não era nada boa. A outra menina corria atrás espantada com o tênis na mão. E S/n? Estava em pé na frente da biblioteca de braços cruzados sem nenhuma expressão e ao mesmo tempo eu sentia um sorriso de vitória e deboche.

" Está louca?" ela perguntou fumaçando e levantando os braços exageradamente. S/n não respondeu. "Sua bruxa imunda e nojenta! Como ousa jogar esse pedaço de merda em mim?" ela disse ficando vermelha enquanto baixava os braços e apontava pro tênis.

Ela bufou.

"você vai me pagar sua puta de fundo de favela!" ela disse levantando a mão.

Rapidamente eu saí de detrás dos armários e fui até aquele furacão de fúria e racismo. Porém quando eu ia chegando lá vi a menina dá um tapa em S/n. Não. S/n segurou a mão dela. S/n então sorriu de lado e girou o pulso da menina e em segundas ela estava com a garota imobilizada encostada na parede e seu braço atrás de suas costas em um ângulo um pouco ruim.

"Vitória!" a outra menina gritou enquanto largava o tênis no chão e ia se aproximar da cena.

"Ei" falei segurando o cotovela da menina. Balancei a cabeça negativamente.

"Me largue!" elas gritaram em coro.

"O que está acontecendo aqui?" ouvi uma voz grave atrás de nós. Atrás de mim.

"Diretora Joana Lúcia!" nós falamos em coro enquanto olhávamos pra diretora que nos olhava com reprovação e retorcia sua boa fina e comprida e aquele nariz de batata. Que ela não saiba ler mentes por favor!

"Pra minha sala..." ficamos imóveis. Nem a S/n tinha largado aquela menina. Vitória, acho. "AGORA!" Ela gritou apontando para sala dela que ficava no final do corredor virando a esquerda. E mais um corredor, (pequeno dessa vez) com o destaque para o final dele com plantas em jarros imensos e uma porta com uma placa que até cego podia ver. DIRETORIA.Corremos!

"2 meses Dona S/n! 2 MESES!" a diretora gritava para S/n que estava sentada ao meu lado. E do outro a Vitória. E a outra menina, Sophia, descobri depois estava em pé atrás da Vitória.

"Eu sei! Eu sei!" ela falou olhando pra janela.

"Lembre-se de nosso acordo." ela falou calma esquecendo totalmente de nossa presença "E você não cumpriu!" ela falou e S/n a olhou sem expressão. "Uma hora apenas e você estaria livre!" ela cantarolou grotescamente

"Um hora?" ela falou se levantando e pondo as mãos na mesa. A diretora fez o mesmo "A querida diretora..." ela começou e sentou-se sorrindo vitoriosa "Acho que alguém esqueceu de ajustar o relógio" ela cantarolou igualmente a diretora, porém eu preferia ouvi-la daquele jeito pra sempre "O horário de verão foi-se igualmente como minha punição!" ela falou cruzando as pernas e limpando as unhas.

"Não é possível!..." Vitória começou , mas a diretora lhe lançou um olhar fuzilante e ela se calou. E a sala ficou assim por alguns segundos. A diretora encarando a S/n com um certo ódio e S/n olhava a mesma sem expressão. E nós apenas apreciávamos aquilo de camarote.

"muito bem! Vitória e Sophia ficarão um mês organizando as fantasias e qualquer bagunça da sala de teatro..." ela falou organizando alguns papéis.

"Mas diretora ela..." Vitória tentou falar , mas a diretora a interrompeu.

"Eu vi tudo." ela informou olhando os papeis "Podem sair as duas! E vocês... " ela falou nos olhando.

Vitória e sua amiga saíram da sala batendo pé.

"Eu esperava mais de você senhor Felipe!" a diretora disse me olhando. S/n me olhou de rabo de olho e depois continuou olhando para a janela. "E a senhorita... Ganhou o nosso acordo. Nada de educação física até o final do ano" Ela falou com uma certa relutância.

"E..."

"... Notas da matéria garantidas no verde claro" ela falou e S/n saiu saltitando pela sala

"Graças a Deus!" ela falou se ajoelhando e depois pulou de alegria. Até que... CRACK! "Merda!" ela sussurrou baixinho enquanto encolhia o corpo e olhava para a diretora que agora estava vermelha de ódio. S/ havia quebrado um vaso branco do canto da sala.

"Os dois vão limpar o banheiro" ela falou fechando o punho. Ela devia amar aquele vaso "COMEÇANDO AGORA!" Ela gritou e nós saímos correndo da sala.

(...)Quebra de tempo(...)

"Sem educação física" ela me explicou enquanto limpávamos o chão do banheiro masculino.

Já era tarde. Todos haviam saído e nós tivemos que ligar pras nossas mães que não chegaríamos no horário

"Eu era bem problemática no início." ela falou se ajoelhando para limpar. E eu a acompanhei. "Eu sou muito na minha , mas odeio quem se mete comigo ou fala mal de mim. Vivia na diretoria. As vezes quando eu não ia para a diretoria, a própria diretora me chamava faltando uns 15 minutos para a saída, só para eu acompanha-la no cafezinho" ela falou rindo de leve e eu também "Eu vivo me metendo em briga por causa dos outros e sempre a Vitória arruma alguma coisa para que eu vá para diretoria. Então eu fiz um acordo com a diretora. Dois meses sem nenhuma reclamação, sem nenhuma conversinha.... Nada. E se eu cumprisse eu ficaria até o final do ano sem educação física, com nota garantida e nada de reclamações nem pra minha madrinha, ou minha vó, ou qualquer pessoa da minha familia"

"Hm... Deve ter sido complicado aguentar aquela menina durante esses meses. Ninguém fala nada? Ninguém te ajuda?" preguntei me aproximando e ajudando ela a tirar o balde de água de dentro da pia.

"Não preciso da ajuda de ninguém" Ela falou fria. Olhei para o chão sujo e depois para ela. Uma menina diferente, que agora se olhando de perto com o cabelo amarrado em um rabo de cavalo baixo e o boné virado pra trás podia se perceber sua beleza. Seus olhos, sua boca, suas bochechas, seu pescoço, ombros, braços... Tudo nela era tão bem desenhado, tão perfeito.

"Vou te proteger então!" falei olhando pra frente. Percebi que ela olhava pra mim sem expressão.

"Não preciso que ninguém me proteja!" ela falou colocando o balde no chão e cruzando os braços.

"Eu sei! Eu percebi! Trate isso como uma ajuda e proteção de um amigo!" falei lhe dando um sorriso preguiçoso e ela devolveu o sorriso.

Depois de um tempo viramos amigos. E pra falar a verdade, o Key tava certo, a s/n é bem legal. Ela sabe de tudo um pouco. E pra minha surpresa ela conhece muitas, e muitas pessoas da escola. Ela fala com todos. Conhece todos. Mas eles apenas acenam com cabeça e ela fala com eles. Ela é uma popular discreta, secreta. Parece que todos sabem que ela não gosta de muitas pessoas falando com ela ou sempre convidando ela para festas então eles são mais discretos. Eles a respeitam e consideram. E aquilo faz com que eu goste mais e mais dela. Uma garota que não necessita da atenção de seu povo, apenas o respeito e a amizade. Ela é muito mais perfeita e estonteando do que eu imaginava."

 

 

Narração: Sn

8 de outubro de 2016 / 17:24 hrs

Estávamos sentados na sala de treino. Eu e todos os meninos. Eu estava sentada entre o J-hope e o Jin.

Nj: Amanhã será o nosso dia pessoal! -ele disse calmo

Sg: Blood, Sweat and Tears! -ele falou animado, porém cheio de preguiça

Tae: E depois desse MV nossa vida vai mudar... Eu sinto! -ele disse olhando pro teto e sorrindo

Jk: O que você tá sentindo deve ser é gases! Kk -ele falou e todos começaram a rir. Era um momento gostoso só nosso. Seria uma doce lembrança.

Jin: E ainda teremos a oportunidade de fazer uma turnê mundial. Tudo graças a S/n! - ele falou passando o braço por meus ombros. Corei.

Nj: Verdade! Você foi bem criativa com essa ideia! -ele falou sorrindo

Tae: Agora nós iremos aumentar nosso exército! -ele falou se levantando e imitando um soldado.

Jk: Nós iremos conquistar cada pessoa com nossa música! -ele falou também se levantando e acompanhando o Taehyung.

Jk ,Tae: Iremos dominar o mundo! -eles falaram dando vivas e todos começamos a rir.

S/n: Que venham os prêmios! -sussurrei para os meninos enquanto todos se abraçavam.

(...) Quebra de tempo (...)

09 de outubro de 2016/ 4:05 hrs

PIIIIIIIIIIIIIIIII!!!  PIIIIIIIIIIIIIIIII!!!

PIIIIIIIIIIIIIIIII!!!  PIIIIIIIIIIIIIIIII!!!

Acordei e corri para o quarto de meu padrinho. E acordei-o balançando-o levemente.

S/n: Vamos padinho! Hoje é o grande dia!" gritei correndo pela casa.

Corri para o banheiro e comecei a me arrumar.

Hoje iriam postar o MV do BTS ás 6 horas da manhã, e eu estava eufórica. Marcamos de nos encontrar lá na Big Hit 5 horas da manhã, para podermos acompanhar tudo. Todos juntos. O primeiro passo que eu daria junto a eles. Pessoas que já tinham uma longa caminhada e conhecimento sobre aquilo, mas eu não me importava. Eu estaria com eles! Mesmo que por trás das câmeras. Desenhando suas roupas, cuidando de sua carreira, sua saúde, sua vida. Estávamos entrelaçados mesmo que fosse apenas pelo trabalho.

Hoje era nosso grande dia. Nosso primeiro passo.

 

 

 

 

 

Desafio da Tia Karem:

"Desafio vcs adivinharem qual será o membro do BTS que vai estrear no primeiro capítulo da minha nova Fic. O vencedor vai escolher o próximo membro do BTS para que eu faça um moment. Só vale dizer um membro. Boa sorte!"


Notas Finais


Iai, o q acharam???
Comentem aí e até o próximo capítulo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...