1. Spirit Fanfics >
  2. Pedaços do luar -- TaeGi (ABO) >
  3. Dói ?

História Pedaços do luar -- TaeGi (ABO) - Capítulo 35


Escrita por:


Notas do Autor


Oi Clan.

Depois das resposta de vocês de ontem, ficou decido que essa fic terá mais que cap's. Que Jinsus me ajude nessa escrita.

Boa leitura º3º

Capítulo 35 - Dói ?


Fanfic / Fanfiction Pedaços do luar -- TaeGi (ABO) - Capítulo 35 - Dói ?

Existem certas amizades que vão se construindo aos poucos, em um árduo trabalho de entrega e recebimento, mas também existem aquelas que “o santo bate” e a ligação é feita quase que instantaneamente, pode se dizer que esse era o caso de Jin e Jungkook.

 

Eles criaram um laço de amizade muito rápido, depois da internação de Jimin, eles ficaram próximos, e como diria Jin “os nossos santos não bateram, eles se espancaram”.

 

- Deixe de ser fraco e pegue aquele - Jin apontava para os pesos 

- Fraco? Ta levantando quanto? Você não ergue mais que 2Kg. - Kook o olhava indignado.

 

Jeon e Jin faziam academia juntos três vezes por semana, foi uma boa desculpa para fofocarem de Jimin sem ele por perto e de Jin falar sobre os romances que ele assista antes de dormir.

 

- Só pra você saber, eu levanto 60kg! - Jin soltou os halteres.

- Você mente muito mal. 

- Porque tá malhando só braço essa semana? 

- Depois que o Hobi bateu no Tae eu decidi que quero estar preparado. - Kook arrumou os pesos.

- Humm, isso parece uma boa ideia.

- Não sei como o Yoongi não meteu a mão na cara do Hobi, Jimin bateu nele na primeira oportunidade.

- Ai ai - Jin riu - Deve ser porque Jimin é impulsivo e o Suga pensa muito antes de fazer qualquer coisa. E o Suga evita violência física, ele acha que não vale a pena se rebaixar assim.

- Ele é bem sensato às vezes. - Kook secou a testa. - Sempre muito calmo.

- Calmo? Suga é quieto e não calmo. - Jin se sentou - ele só evita o contato, sempre.

- Por isso ele e Tae não assumiram ainda? - Jeon se sentou junto com Jin.

- Não, não é por isso.

 

Jin suspirou tentando organizar as palavras de forma que não parecessem tão confusas e que não expusesse o amigo.

 

- Suga tem medo de se relacionar.

- Porque? - Jeon o olhou meio intrigado.

- Ele tem medo de se apegar, a pessoa ir embora e nunca mais voltar, igual o pai dele. - Jin soltou o ar dos pulmões - Ele afasta todo mundo por causa disso.

- Mas o pai dele morreu e nós não! O Tae ta vivo e do lado dele.

- Não seja egoísta Kook. É mais complicado pra ele do que parece, ele era muito novo e isso o marcou muito. Talvez você não entenda, mas devemos respeitá-lo. Ele tem um tempo diferente.

- Desculpe, só não quero que ele machuque o Tae.

- Ah pode ter certeza que ele não faria isso - Jin o encarou - Muito diferente daquele amigo de vocês, o beta.

- Hoseok?

- Esse bosta, digo, beta, ai mesmo.

 

Jungkook jogou o corpo para trás e apoiou sobre as mãos, deixou a cabeça tombada e tentou resgatar as coisas mais relevantes sobre o amigo.

 

- Bom, Hoseok é filho único, até onde eu sei ele não tem um bom relacionamento com o pai dele, parece que ele bebe, sabe? - ele pensou mais um pouco - Ele sempre foi muito alegre e fazia piadas o tempo todo, nós costumávamos falar que ele era quase um sol, de tão eufórico e sorridente que ele era.

- Ele é bem possessivo. - Jin o olhou meio receoso.

- Nunca percebemos isso, na verdade, achávamos que ele estava nos protegendo sabe? Que ele cuidava da gente, por sermos ômegas e tals, mas na verdade ele só tava manipulando a gente.

- Quando foi que você percebeu?

- Quando ele falou para nos afastarmos do Yoongi, sem nem ao menos o conhecer.

- Ah isso eu discordo. - Jin se ajeitou. - Quer dizer, parcialmente.

- Como assim? - Kook o olhou curioso.

- Não é de hoje que eles se esbarram e Hoseok cria caso, isso acontecia desde que Suga entrou para ser capitão do time.

- Mas o que isso tem a ver? 

- Você não sabia que o beta tentou entrar para o time? - ele levantou as sobrancelhas - Isso foi no começo do ensino médio, agora ele deve ta em outro grupo.

- Eu … eu não sabia disso, eu conheci Hobi depois, fizemos trabalho em grupo e acabamos criando amizade aos poucos.

- Bom - Jin deu de ombros - Agora sabe.

- Eu não acredito que ele nunca falou isso pra gente. 

- Ele e Suga viviam se estranhando, principalmente porque Hobi usa um perfume que dá enjoo no Yoongi.

 

Jungkook riu se lembrando do cheiro do perfume do amigo, ele nunca entendeu o porque daquele cheiro tão forte.

 

- É mesmo horrível aquele jeito. - ele ria.

- Deve ser porque ele queria ter cheiro de alfa - Jin disse sem muita importância - Ou para afastar os alfas, sei lá.

- Aff, não sei mais o que pensar.

- Então vamos mudar de assunto! - Jin levantou - Vamos comer?

 


 

~~~~~ TAEHYUNG


 

- APPAAAAA! - Tae gritou seu pai enquanto descia a escada. - APPAAAAA.

- OI? - O pai de Tae apareceu na porta da sala. - O que foi?

- Appa podemos ter uma conversa diferente?

- Conversa diferente? - ele o olhou confuso.

- É. Aquele tipo de conversa que não se tem todos os dias.

 

O pai de Taehyung o olhava muito confuso, não sabia do que o filho queria falar e ele não estava sendo direto.

 

- Bom, então vamos ter essa conversa diferente. - ele disse meio receoso.

 

Eles entraram na sala e se sentaram um de frente pro outro, Tae parecia agitado e nervoso, balançava as pernas e esfregava uma mão na outra.

 

- O que você quer falar filho? - ele tentou manter a calma.

- Vou passar o cio com Yoongi.

 

Um tiro não teria sido tão rápido quanto Taehyung naquela hora, seu pai se engasgou com a própria saliva e deu leves tapas no peito para recuperar a respiração, por mais que estivesse aberto a conversa tudo com o filho, não imaginava que isso realmente aconteceria.

 

- E vocês já falaram sobre isso? - ele tentou parecer sério.

- Sim. E já vi o atestado para a escola, não se preocupe appa.

- Nossa. - ele o olhou - E quer perguntar alguma coisa?

- Na verdade, eu queria saber como é.

- É .. bom .. é … É um sexo normal, só que mais violento e instintivo, talvez ele não vá se lembrar de nada e você sim …. É possível que isso aconteça várias vezes… - ele estava vermelho de vergonha.

- Dói muito? 

- D-Doer? - o pai de Tae respirou fundo - Bom, eu não sei, e-eu não tive o cio com homens, filho.

- É que quando tive meu cio, eu lembro de sentir dor depois, porque não lembro do momento, mas quando eu e o Yoon transamos foi muito fofo e ai não sei como vai ser no cio.

 

Senhor Kim estava roxo de vergonha, o filho falando abertamente sobre sua vida sexual era algo que ele não estava preparado para ouvir e tão pouco responder, nunca tinha cogitado da possibilidade de Tae compartilhar coisas tão íntimas com ele.

 

- Bom… é.. Você tem que se lembrar que no cio não vai ser ele, vai ser o lobo dele, então às coisas serão bem diferentes.

- Nenhuma possibilidade dele ser fofinho de novo? 

- Provavelmente não.

- Ah .. então vai doer né? - ele o olhava curioso

- Se for grande …. sabe? Aí vai doer, eu acho …. - ele estava envergonhado.

- É grande appa, mas ele nunca me forçou a nada - Tae falava ingenuamente.

- Meus pêsames então meu filho.

- APPA! - ele o encarou.

- Me perdoe meu filho, não sei reagir a isso. - ele se levantou - Eu nunca tive que ter essa conversa com você, me desculpe meu despreparo.

- Tudo bem appa, eu só estava receoso, sabe. É importante isso pra ele, eu não quero estragar.

- Tá tudo bem meu filho - ele abraçou Tae - Só use camisinha e não deixe ele te morder, isso é um caminho sem volta.

- A marca né?

- Sim.

 

Tae abraçou forte seu pai e lhe deu um beijo na bochecha.

 

- Obrigado appa.

- Não tem de que.

- Você é o melhor appa do mundo!

 


Notas Finais


AAh esse pai do Tae é muito fofo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...