1. Spirit Fanfics >
  2. Cursed Love - Imagine Min Yoongi. >
  3. II - Bebê humano.

História Cursed Love - Imagine Min Yoongi. - Capítulo 5


Escrita por: e akittrice


Notas do Autor


Expliçãooo do que foi combinadoo para o capítuloo de hojeee:
O capítulo ira mostrar a interação sua com suas duas novas amigas, tendo mais intimidades e mostrando mais sobre o passado de cada uma, podendo deixar algumas interrogações em suas mentes, o que eu realmente quero deixar.

Tenham uma boa leitura dessa obra, depois de tanto tempo sem atualização!!!🍑

Capítulo 5 - II - Bebê humano.


A sensação que tomou conta do meu corpo foi avassaladora e um tanto boa, em minha concepção. Mexi minha cabeça levemente e peguei a bolsa de Hong, dizendo a Sakura que tinha algo importante para fazer com a mesma e logo saindo porta a fora, arrastando a coreana rapidamente.

- Parece que o Min tem efeito em você, gata - fungou, rindo em seguida baixinho.

- Não sei do que está falando. - fingi de desentendida, Min seria o nome, apelido ou sobrenome daquele Deus coreano de antes?

- Sobrenome, o nome dele é Yoongi, o que fica Min Yoongi. Se eu não me engano Sakura é meio que irmã do mesmo, não me recordo no momento - explicou a HongJoo.

- Eu não precisava dessa informação - murmurei, revirando meus olhos e agarrando o braço da mesma.

- Duvido, quer saber mais o que? - ignorou completamente o que eu havia dito, mordi meu lábio e sorri contido.

- Ele namora com alguém unnie? 

- Não, totalmente solteirissimo mas é um garoto perigoso - tirou o capuz do moletom e sorriu para mim.

- Por que diz isso? - a olhei confusa, não via nenhum perigo no mesmo.

- O perigoso que eu quis dizer não é esse, pode ter essa certeza mas fácil eu cometer um crime do que ele, isso é um fato. O perigoso que eu quis dizer é se apaixonar por ele, ele é um galanteador e eu sugiro que fique longe dele, já tem meninas demais que baba aos pés desse idiota. - fiz um bico desapontada e logo recebi um carinho.

- Certo, irei ficar longe dele porque você está implorando por isso -  brinquei, sorrindo.

- Hey! Eu não estou implorando por isso mocinha! - exclamou a mesma, começando a cutucar-me com seus dedos e fazendo-me cócegas.

- Hora de executar nossa fome no Mc - falei ao conseguir faze-la parar com as cócegas.

- Hora de executar nossa frustração com comida - gritou Hong.

Sorrimos e começamos a correr, passando pelas pessoas e quase atropelando as mesmas em nosso desespero, HongJoo virou de costas continuando a correr, me estendeu a mão e eu agarrei a mesma aceitando de bom agrado, estávamos alegres apenas pelo fato de comer, nós eramos literalmente passa fome. Ela sorriu e abanou a mão rápido, Sakura negava com a cabeça sorrindo enquanto nos olhava divertida junto a alguns meninos, pisquei para a mesma e continuei a correr junto com Joo, fui rodada mas logo puxada pela mesma para fora do prédio da escola.

Foi uma corrida e tanto até o ponto de ônibus, com brincadeiras a parte nossa e risadas escandalosa de ambas as partes, o humor dela havia mudado drasticamente e eu poderia dizer com toda a confirmação de que o meu acompanhou o da mesma, durou cerca de uns trinta e cinco minutos para descermos em um ponto perto do shopping. Andamos conversando dessa vez como pessoas normais faz de mãos dadas e rindo baixinho, entrar no edifício grande e lotado de pessoas me deixou um pouco nervosa, minha cabeça estava perdida vendo tantas pessoas em um mesmo local, andando para lá e para cá.

- Você fica horrível com essa cara, acho bom ficar feliz - acariciou minha mão, também prestando atenção a movimentação. - Meu ponto fraco é o ser humano, não sou nenhum adorável e comunicativa como Sakura, sou o oposto da mesma, sou mais anti-social do que qualquer coisa.

- Então acho que estamos na mesma barca - ela torceu o nariz visivelmente e olhou-me assustada, indignada.

- Nunca! Você cativa todos que vivem a sua volta, todos te adoram e só minha opinião vale, as dos outros que vá para o inferno.

- Não acho que isso seja verdade, aquela garota de mais cedo não pareceu ir com a minha cara - falei pensativa, recordando do que aconteceu mais cedo.

- Isso não é uma novidade, ela não gosta de você há muito tempo - disse revirando os olhos e começando a andar em meio as pessoas.

- Você a conhece a quanto tempo? - perguntei curiosa, queria saber um pouco mais sobre a vida de Hong e ela não parecia incomodada com aquilo.

- Desde quando nascemos, você também a conhece desde quando nasceu. Só não se lembra disso.

- Eu era um bebê, como poderia me lembrar disso? - a interroguei como se fosse algo obvio, e era obvio.

- Você com toda certeza do mundo era um bebê humano - ela debochou.

Ergui uma sobrancelha, ela com toda certeza não era uma das maiores fãs dessa espécie e não escondia isso, ela fazia parecer que não era parte do clã de humano e sim de um outro clã, isso me deixava com uma leve dor de cabeça e uma confusão intensa e grande em minha mente, como se algo fosse apagado de minha mente. Ela estava de costas para mim e HongJoo, mas nos duas sabia que quem estava no interior do Mc sentada em uma mesa qualquer era Sakura, entramos no ambiente e uma onda de vozes altas chocou-se comigo e a morena ao meu lado, nossas caras desgostosa veio na hora e a platina riu ao nos ver.

- Nada muda, vocês realmente não são fãs dessa espécie, mesmo convivendo a muito tempo com ela - ditou Sakura, apoiando o cotovelo na mesa e guardando o celular.

- Como você sabia que estaríamos aqui? - acomodei-me na cadeira depois de uns segundos, observando Joo que já pedia um garçom sem nem ter se sentado direito.

Ela não perdia tempo quando o assunto era comida. Sakura mordeu seu lábio inferior nervosa e sorriu em seguida, ela parecia não saber o que  dizer para mim.

- Eu ouvi vocês comentando - no final ela disse, sério? Eu havia dito aquela fala apenas para a Hong.

- Três batatas fritas com cheddar e bacon, um Chicken Supreme, um Angus Deluxe, um Big Mac e três guaraná por favor. - ela nem olhou e nem pediu nossa opinião do que queríamos, Sakura não discordou da escolha dela e nem eu, ela estava certa do que eu queria também.

Angus Deluxe era o meu lanche preferido, eu não me lembrava de ter comentado com elas sobre qual era meu lanche meu favorito mas elas pareciam saber disso, talvez eu tivesse contado e não tenha me lembrado disso. 

- Ela está afim do seu irmão imbecil, Min Sakura - a coreana batucou os dedos na mesa, olhando Sakura sorrindo e eu revirei meus olhos, chutando-a debaixo da mesa. - Aí, isso doeu! 

Dei de ombro, olhando feio para a mesma.

- Linguaruda, eu vou cortar sua língua! - exclamei, apontando para ela.

- Você sempre fala isso, mas nunca faz! - acusou-me, mostrando a língua mas colocou-a para dentro de maneira ao ver-me tentar pegar a mesma.

- E vocês sempre estão entrando em discussões assim! - dessa vez quem acusou foi Sak, tendo nossa indignação como resposta aquilo e nossos olhares em si.

- Discordo! - Bae e eu gritamos um pouco alto, juntas.

- Por cima, sempre discordam juntas. Durante todo esse tempo nada mudou, nem mesmo o amor que sentem uma pela outro. 

Hong a deu uma cotovelada forte e a olhou mais feio ainda.

- Cale-se, antes que fale mais do que já falou! - disse entre dentes, exasperada.

- Foi mal, eu tinha esquecido-me. - murmurou, pouco irritada a olhando.

- Você esquece essas coisas, Haamiah! - vociferou.

- Não venha querer me julgar. Você já esqueceu milhares de vezes que a Agla não se lembra do passado, Anaita! - Sakura aumentou o tom de voz.

A discussão continuou mas em um tom um pouco mais baixo que antes, tendo os nomes  AglaHaamiah e Anaita sendo falado o tempo todo e a minha cabeça rodando, minha vista um pouco embaçada e várias perguntas em minha cabeça, perguntas que não queriam se calar e pareciam gritar alto em silêncio em minha mente, com um ruido estridente misturado com a confusão entre as meninas. Tudo parou e ficou em completo silêncio em minutos, o ruido, a discussão e as perguntas haviam cessado de imediato assim que foi posto nossos lanches na mesa, olhávamos uma para outra sem saber o que falar e a única coisa que fizemos foi abrir nossos respectivos McLanche e come-los, sem uma palavra sequer.

Sak e eu fingia que estava tudo bem e nada nos incomodava, diferente de Joo que deixava bem implícito seu incomodo com a discussão de antes, mexendo as pernas sem parar debaixo da mesa e passando o dedo ao redor do copo  de refrigerante. Seu rosto ainda estava vermelho mas nem tanto como antes, seus olhos estavam inchados e também vermelhos, ela estava desanimada e triste de novo, parecia que havia voltado mais forte que antes e que não iria passar.

- Quem é AglaHaamiah e Anaita? - a pergunta simplesmente saiu de minha boca, sem controle nenhum e o clima pesado pareceu aumentar mais ainda.

- Ninguém. - a resposta veio rápida e normal de Bae, mas fria e calculista.

- Não a trate assim, ela apenas quer saber quem são - Sak a repreendeu.

- Sinto muito, não queria soar tão rude S/n - olhou-me arrependida.

- Tudo bem, você não parece querer falar disso e eu te entendo, tem coisas que não queremos compartilhar com ninguém. Mesmo que seja próxima a muito tempo. - respondi sorrindo gentil e dei uma mordida generosa em meu lanche, tomando um gole da minha bebida em seguida.

Elas trocaram olhares por alguns instantes e pareciam ter ouvido algo que mexeu com elas, pareciam esconder algo significante para elas, Sakura começou a brincar com seus próprios dedos e a morena olhou para um lugar qualquer, seu olhar estava viajando em suas memórias e estava perdido, não tendo foco em nada, assim como Sakura.

- Obrigada, S/n - HongJoo murmurou, mordendo o canudo do refrigerante.

��

Um bar foi a decisão tomada por nos três e ela não havia sido muito inteligente de nossas partes, estávamos apenas há um gole de ficarmos bêbadas pra valer e fazer coisas nada conscientes, eu tinha a certeza de que não lembraria de nada de hoje, Sak também parecia que não se lembraria mas ela havia deixado bem claro que não devia me preocupar com isso, no final HongJoo se lembraria de tudo e contaria a nos duas. Sakura ria alegre e eu a acompanhava, eu era um pouco fraca para bebida, Joo observava nos duas e não dizia nada, ela era forte demais para bebida mas parecia que havia extrapolado mais do que devia e o que havia me deixado de boca no chão, era que ela não deixava tão visível assim como eu e Sakura, queria ser boa de bebida assim como ela.

- Q-que iveja de você - Sakura apontou para a mesma e riu, tomando o último gole de soju com cerveja - quero mais, garçom!

- Q-quero t-também - eu não estava embolando as palavras e sim soluçando, levantei o copo pro alto.

- A conta, por favor. - Bae ignorou nossos pedidos, colocando o resto de soju e cerveja em sue copo, olhando o garçom que acatou seu pedido.

O líquido alcoólico que havia no copo foi tomado completamente em segundos e um bico cresceu em minha boca e na de Sakura, achamos que ela iria compartilhar um pouco da sua bebida com a gente, mas estávamos erradíssimas com isso. Me levantei da cadeira ao vê-la pagar pela conta, minha intenção ao ir até Sak era ajudar mas foi totalmente ao contrário apenas atrapalhei e isso pareceu ser diverto para mim e a mesma, já que Joo olhou em nossa direção mal-humorada, havíamos caído de bunda no chão e riamos com esse acontecimento.

-Vós é fracas e péssimas demais com bebidas e como sempre eu deixei que vós tomassem, quanta tolice a minha! - ditou indignada, o idioma era o mesmo mas parecia mais antigo, ela claramente parecia voltar ao tempo quando estava bêbada. - Levante-se do chão, daisy.

- Quanta mal-humor em uma só pessoa! Já estou a levantar-me, cherry

Não tinha consciência quando bebia, mas a bebida fez uma lembrança longa e maravilhosa passar diante dos meus olhos, e as meninas e ele estava lá.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostadooo, queen!
Fiz o melhor que pude e tentei escrever de uma maneira que seja ótima, mas se estiver ruim perdoem-me!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...