História Pedra d'água - Capítulo 40


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jaehyun, Taeyong, Winwin
Tags Jaeyong, Xiuminmebeija
Visualizações 197
Palavras 1.218
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 40 - Old's Bar


40.

- Eu tava pensando... – Taeyong começou, deixando o celular de lado e acariciando os fios de Jaehyun, que se encontrava deitado com a cabeça recostada sobre seu peito enquanto lia alguma coisa com os dedos. Ele parecia gostar daquela posição – Deveríamos comemorar. Por você ter ido bem ontem no último teste e ir tocar na orquestra de Natal.

- Hm, e no que você pensou exatamente? – Jaehyun fechou o livro, seu meio sorriso demonstrando satisfação ao ser arrancado do tédio.

- Não sei, vamos pro centro achar um lugar onde comer e depois a gente vê o que faz - Taeyong sugeriu com a voz preguiçosa, fazendo carinho ao redor da orelha de Jae com os dedos.

- Nossa, tô impressionado com a sua capacidade de planejar um encontro. Onde tá aquele seu lado romântico? – Jaehyun brincou, levantando o corpo e sentando-se ao lado do mais velho no sofá.

- Eu não disse que era um encontro – deu de ombros, olhando de soslaio para o rosto subitamente fechado do Jung.

- Então vá sozinho que eu fico aqui comemorando comigo mesmo – Jae cruzou os braços.

- Dramático – Taeyong riu, deixando um beijo em sua bochecha antes de se levantar. Conseguiu ver o sorrisinho que se formou no rosto do músico assim que o fez, mesmo que ele quisesse esconder – Vou tomar banho.

- Posso ir junto? - Jaehyun perguntou,  os lábios tomando traços de malícia ao ter a mente invadida por tal pensamento - Você tá gastando muita água comigo aqui.

- É... eu, ah... - Taeyong tossiu, não sabendo o que responder.

- Eu tô brincando - Jaehyun riu ao perceber o desconforto do outro e fez um sinal com a mão para ele sair - Vá logo.

Taeyong respirou fundo e se foi, recém notando a palpitação excessiva de seu coração por tal situação. Era verdade que sua cabeça criativa era repleta de fantasias envolvendo Jung Jaehyun, e tinha certeza que adoraria compartilhar o chuveiro com ele, poder ver cada traço de seu corpo e rosto, tocá-lo e sentí-lo como outra pessoa, mas ainda tinha algo que o impedia. 

Tomou um rápido banho enquanto sua cabeça continuava a pensar pelos cotovelos.

...

- Você tá tão bonito - Taeyong falou timidamente, encarando a obra de arte em forma humana do outro lado da mesa.

Estavam jantando no Old's Bar, um dos melhores e mais movimentados restaurantes da região. Era também o mais caro, mas valia a pena pela comemoração.

- Obrigado, Tae - ele abriu um grande sorriso -  Você também. Nem preciso te ver pra ter certeza disso

Taeyong riu pelo nariz, sentindo as bochechas acenderem feito fogo na ponta de um fósforo recém riscado. Agradeceu e se manteve quieto, apenas observando enquanto Jaehyun bebericava seu vinho em uma taça longa.

Debaixo da luz fraca que pendia acima dos dois, ele parecia radiante. Usava uma camisa cor de pêssego, o tecido leve quase mesclando com sua tez clara pela suavidade como caía sobre o corpo. O cabelo penteado para trás deixava sua testa a mostra e Taeyong não sabia o quanto seus olhos precisavam daquela visão até tê-la na sua frente. A camisa fina deixava transparecer suas clavículas marcadas e a cada movimento dos ombros para beber do líquido escuro, Taeyong se via encarando por demais o pescoço a mostra do Jung.

O celular de Jaehyun despertou em cima da mesa de repente, indicando uma ligação. Taeyong limpou a garganta e finalmente desviou os olhos para a taça de vinho sobre a mesa, enquanto Jae se ocupava em atender a chamada.

- Alô? - ele falou baixo, pressionando o aparelho contra a orelha - Ah, olá Sr. Kang! Não, imagina, não está atrapalhando - Taeyong apenas observou conforme Jaehyun respondia o professor animadamente, ele parecia tão feliz que foi impossível não sorrir junto - Claro, posso sim. Ok, tenha uma boa noite Sr. Kang.

- O que ele queria? - Taeyong perguntou curioso assim que o mais novo encerrou a ligação, parecendo ainda mais alegre.

- Ele falou que ia me mandar mensagem, mas achou melhor ligar pra me falar os horários dos ensaios pra orquestra - Jaehyun explicou - Vai ser duas vezes por semana após as aulas e nos sábados de manhã.

- Eu posso te dar carona nos sábados, já que eu tenho de ir pro salão.

- Seria ótimo.

Jaehyun sorriu mostrando a covinha e Taeyong se sentiu completamente bem naquele momento, confortável com a companhia de Jae no interior do ambiente aquecido do restaurante, assistindo as bochechas do mais novo adquirirem um tom profundo de vermelho devido ao vinho enquanto o barulho do violino tocando suavemente City of Stars ia os embalando feito uma trilha sonora.

A comida chegou alguns minutos depois, e comeram em silêncio, apenas pousando os talheres para conversar ou fazer alguma piada vez ou outra. Taeyong gostava quando fazia o outro rir, mas também apreciava os momento de silêncio, onde nada precisava ser dito para preenchê-lo.

- Boa noite, garotos - ouviram uma voz feminina dizer ao lado da mesa e Jae a reconheceu imediatamente, recém percebendo que o som característico do violino havia parado há algum tempo.

- Yeeun! - exclamou animado - Eu tinha esquecido que começou a trabalhar aqui. Você tá tocando bem demais, não é Taeyong?

- É, sim - o Lee sorriu sem mostrar os dentes para a garota, que usava um vestido preto simples, porém sofisticado, que dava logo abaixo dos joelhos - A música tava muito bonita.

- Obrigada - ela se curvou com a perna cruzada, fazendo graça - Mas o que vocês dois fazem por aqui? - levantou uma sobrancelha, apoiando a mão no ombro de Jae para mostrar que estava se dirigindo a ele.

- Estamos comemorando.

- Comemorando? - ela sorriu de canto - Então quer dizer que você finalmente pediu o Ta…

- Não! - Jae exclamou antes que a garota terminasse a frase - Nós… estamos comemorando porque eu vou tocar na orquestra de Natal.

- O que? - a violinista arregalou os olhos - É sério?

- Sim, o professor Kang me chamou aquela hora em particular pra me convidar.

- Meu Deus, Jae, isso é incrível!

- Eu sei.

- Parabéns, você merece.

- Obrigado.

- De nada. Eu tenho que ir agora - ela disse, se inclinando antes de sair para sussurrar algo no ouvido de Jaehyun, fazendo Taeyong fechar a cara por um momento - Vê se segue meu conselho, ok? - ela se afastou com um sorriso brilhante, os olhos se espremendo ao formar duas meias-luas - Tchau garotos, tenham uma boa noite.

Jaehyun respondeu com um adeus e voltou a beber seu vinho, tentando acalmar o coração que batia a mil pela insinuação de Yeeun.

- Do que ela tava falando? - Taeyong perguntou, tentando não parecer muito incomodado com aquilo, mesmo que sempre se sentisse sendo deixado de lado quando aquela garota aparecia.

- Não era nada - respondeu alheio, como se não valesse a pena contar, fazendo com que o Lee suspirasse frustrado - Gostou da comida?

Taeyong afirmou com um murmúrio, apenas assistindo Jaehyun comer rapidamente seu pedido, como se não houvesse amanhã nem depois.

- Calma, você vai engasgar assim - o pintor riu, deixando aquele sentimento de desconfiança para lá.

- Tá muito bom - Jaehyun balbuciou com a boca cheia, sem qualquer resquício de etiqueta - Sugiro você terminar de comer rápido também, tô louco pra ir embora daqui.

- E onde você quer ir? A noite é sua hoje, Jae.

- Você vai saber já já.


Notas Finais


desculpa se tiver erro ou sla eu meio q perdi metade do capitulo e foi um parto pra reescrever mas eu nunca tive filho entao posso ta exagerando
pensamentos?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...