História Pegue me se puder 2 - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Emília, Luna Valente, Matteo Balsano, Simón
Tags Benimbar, Emitteo, Lutteo, Romance, Simbar, Traição
Visualizações 325
Palavras 1.168
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bommmmm dia
Vamos para mais um capítulo
Mais antes queria fazer uma pergunta vocês querem uma short fic ou uma grande fic ?
A sshort fic teria em torno de 10 capítulos e a grande fic com 50
O que vocês preferem Agora
Sim
Boa leitura

Capítulo 5 - Capítulo 02


Capitulo 02


Pov autora

Karol estava bem animada de começar uma nova vida da Argentina com sua nova promoção,ela tinha terminado de arrumar as coisas juntamente com sua mãe,após ter arrumado tudo,Karol troca de roupa já que ela estava de vestido,e vestido não era uma roupa muito confortável para poder viajar,ela troca de roupa e acaba trocando o vestido por uma calça de moletom e uma blusa larga,quando se tratava de conforto,Karol podia ser bem desleixada e não se importava muito.

Carolina que estava na sala terminando de arrumar as coisas vê quando a filha estava descendo e logo lhe diz.

Carol:Karolina Delmonte,onde você pensa que vai desse jeito.-disse nervosa vendo a roupa da filha.

Karol:ué mãe,eu vou viajar.-disse dando de ombros ignorando o chilique da mãe.

Carolina:não mesmo desse jeito você não vai.-disse brava.

Karol:ah eu vou sim,mãe e não se fala mais nisso.-disse a loira dando de ombros para mãe.

Mais quando Carolina ia falar alguma coisa,Karol a avisa que o uber já tinha chegado e que ela não iria trocar de roupa o que deixa carolina brava mais ela acaba se dando por vencida.

Ao ver que o uber tinha chegado,Karol pega sua mala seguido da mãe que segurava também a mala.

O senhor que estava no volante vê as duas mulheres com as malas já sai do carro para poder ajudar elas,Karol o agradece entrando no carro seguido de sua mãe.

Depois de terem se instalado com as malas devidamente posta no porta malas,elas partem em direção ao aeroporto.

Em seguida de uma viajem longa de carro,elas acabam chegando no Aeroporto Internacional Benito Juárez da Ciudad do México.

O uber para logo em seguida perto de onde estava escrito AeroMexico parando o carro para que Karol e Carolina pudessem descer,ele logo sai do carro e tira as malas das duas mulheres lhes desejando uma boa viagem que ambas agradecem.

Com as malas em punho,Karol e Carolina vão fazer o check-in na AeroMexico a destino a Buenos Aires,como elas estavam chegando na hora,elas não tiveram que esperar muito para despachar as malas que foi feito em seguida.

Depois de terem despachados as malas,Karol e carolina seguem em direção do terminal onde iriam pegar o avião para a Argentina.

Como elas iam para Buenos Aires,Argentina,elas vão entrar pelo terminal 2 onde se encontrava o avião.

Elas passam pela alfândega para poderem ir esperar o avião dentro do terminal,assim que passa a alfândega,Karol com sua mãe se senta em umas das cadeiras em que aguardem serem chamadas para poderem embarcarem.


——————no cemitério————-

Matteo continuava sentado em frente ao túmulo de Luna e conversava com ela como se ela estivesse presente do lado dele.

Matteo:ah meu amor,já faz dois anos que você foi embora e sinto sua falta como nunca,eu posso até casado com a Emilia mais eu não consigo te esquecer,você está impregnada em meu ser e eu não consigo te esquecer,eu daria o que fosse para você poder voltar para min.-disse com tristeza olhando o túmulo onde tinha uma rosa do lado dele.

Em sua casa ,Emilia tinha posto sol para dormir e pensava onde Matteo estava,ela tinha um palpite que lhe doía muito,ela tinha feito de tudo para fazer Matteo feliz mais ela podia notar que o brilho que Matteo tinha quando estava com luna,ele não tinha com ela o que a machucava muito já que ela o amava muito mais sentia que o fantasma de Luna sempre seria uma barreira entre seu marido e ela.


Com esses pensamentos,ela começa a chorar bem baixinho já que não queria acordar seus filhos que estavam dormindo profundamente.

De volta ao cemitério,Matteo continuava em frente ao túmulo de Luna até que ele sente uma presença e se vira para ela e lhe diz.

Matteo:o que você está fazendo aqui?-disse surpreso ao ver a pessoa.

A pessoa logo lhe responde.

Ambar:eu devia ter imaginado que você estaria aqui.-disse suavemente.

Matteo:sim,eu estou aqui e você o que está fazendo aqui,Ambar.-disse vendo a barriga saliente de Ambar.

Ambar:eu sempre venho aqui deixar flores para minha prima,aproveitei que Simón está cuidando das meninas e dei uma fugida para vir ver minha prima.-disse tristemente.

Matteo:ah entendo.-disse voltando seu olhar para o túmulo.

Ambar:e você cadê a Emilia?.-disse a loira com curiosa.

Matteo:nós discutimos e eu acabei saindo de casa.-disse suspirando.

Ambar:eu posso te falar uma coisa,Matteo promete que não ficará bravo.-disse com suavidade.

Matteo:lá vem.-disse o castanho sabendo o que Ambar iria lhe falar.

Ambar:lá vem mesmo,deixa eu te falar uma coisa,você está tão preocupado em continuar vivendo no passado que não vê que está perdendo o seu presente,eu estou cansada já de ver a Emilia triste e chorando pelos cantos,ela nega mais eu sei reconhecer que ela está sofrendo com isso,você tem dois filhos maravilhosos,eu sei que você amava a Luna e ainda hoje a ama mais infelizmente,ela não está mais aqui mais a Emilia sim e está pronta para dar seu amor,pensa nisso,agora eu tenho que ir,fica bem Matteo.-disse deixando as rosas no túmulo e indo embora.

Matteo fica bem pensativo com que Ambar tinha falado e em suma a loira tinha razão.Ele teria que deixar o passado no passado que já tinha passado e viver seu presente.

Para isso,ele havia tomado uma decisão,ele sai correndo do cemitério e vai até uma floricultura onde compra um lindo buquê de rosas vermelhas para sua esposa.

Com o buquê em mãos,ele chega em sua casa e encontra tudo apagado e achando muito estranho,ele vai andando até o quarto de casal onde encontra sua mulher abraçada com uma de suas camisetas.

Ele não podia deixar de reparar em sua mulher,Emilia estava adormecida com os cabelos loiros espalhados pelo travesseiro.

Matteo se aproxima com cuidado e passa um tempo a observando até que ele ouve uma voz.

Emilia:você sabe que eu não gosto de que me vejam dormindo.-disse de olhos fechados.

Matteo:desculpa não resisti,você estava tão linda dormindo que não pude não deixar de te ver.-disse vendo a mulher.

Emilia:onde você estava?-disse se levantando ficando de frente para o esposo.

Matteo:não importava onde eu estava,o importante que eu estou aqui com você.-disse carinhosamente.

Emilia:já até sei onde você estava,você estava no cemitério.-disse pesadamente.

Matteo:meu amor,não pense nisso por favor.-disse suplicante.

Emilia:como você não quer que eu pense nisso se eu sinto que toda vez estou competindo com um fantasma para poder ficar com meu marido.-disse sentindo seus olhos ficarem cristalizados.

A Matteo lhe parte o coração ver sua mulher desse jeito e a abraça com carinho.

Matteo:eu não gosto de te ver assim,Emília.-disse se sentindo mal ao ver a esposa chorando.

Emilia:como você quer que eu fique?-disse o olhando com os olhos inchados de tanto chorar.

Matteo:meu amor,eu estou aqui e para mostrar que estou falando a verdade,eu trouxe isso para você.-disse o castanho com um sorriso.

Emilia:o que você me trouxe.-disse com curiosidade.

Matteo:isso aqui.-disse lhe entregando o buquê de rosas para esposa.

Matteo o entrega deixando Emilia muito feliz e emocionada com o gesto do marido,ela pegas as rosas e lhe diz.

Emilia:são lindas,meu amor,obrigada.-disse beijando os lábios de Matteo.

O beijo foi ficando mais intenso e as línguas de buscavam com fúria,com cuidado,Matteo pega o buquê de rosas de Emilia e o põe com cuidado no chão para não estragar e volta a beijar os lábios da esposa com urgência,suas línguas se buscavam com fúria e paixão.


Notas Finais


Próximo capítulo tem hot
Continua ou para ????
Com três comentários eu posto o próximo capítulo
Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...