História Pela primeira vez - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Visualizações 34
Palavras 453
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O primeiro capítulo é pequeno, eu sei, mas é só pra vcs ficarem mais curios*s!
Boa Leitura :))

Capítulo 1 - Capítulo Um


Então, dessa vez eu fui, eu realmente fui. Não aguentava mais: por muito tempo aguentei ser assediada por um homem que se julgava parte da minha família, e isso tudo enquanto parte das pessoas do meu sangue sabiam, mas se mantinham caladas… Acho que por medo. Medo de perder o sustento da família, medo de não ter pai, não ter marido, não ter o que ter.

Mulheres naquela família aguentavam apanhar de um homem inescrupuloso e não falar nada, aceitavam suas filhas correndo atrás de pessoas que não as merecem e não tentavam nada para fazê-lo… Era esse, então, meu cotidiano, mas felizmente eu mantinha meus olhos bem abertos e minha mente focada no que queria: sair daquela casa – seja com minha mãe ou sozinha – e esquecer que aquele passado, aquelas pessoas já existiram.

Minha única chance apareceu há pouco; minha madrinha, uma mulher independente, única e bem sucedida, Carol, decidiu parar de viajar o mundo por um tempo e morar no Canadá, investindo num projeto de lecionar algumas artes em escolas pobres e públicas, trazendo alegria para crianças e adolescentes. Era meu momento de pedir pra morar com ela, de tentar ser uma menina normal, aliás, não demoraria muito, eu só precisaria de um trabalho de meio turno e uma escola nova, meu inglês era suficiente para morar num novo país, eu estava bem.

Não, eu não estava não: eu não seguia os padrões de “american high school", eu não era branca, não tinha olhos claros, não tinha cabelos lisos e nem queria comentar sobre o meu corpo, imagina só a minha insatisfação com ele! Eu tinha 1.65, negra, cabelos encaracolados e na altura dos ombros, pernas meio grandes demais, coxas grossas, bochechas fofinhas, nada de peitão ou bundão, e ainda tinham meus olhos, todo mundo falava que eram lindos, mas eu achava estranho uma íris ser completamente castanho e a outra, castanho com um traçado verde. Eu não era o monstro do lago, é verdade, mas não seguia um padrão de menina, de adolescente de 17 anos, não, eu não seguia nenhum padrão, e isso é ruim? Um dia eu descubro.

Eu estava naquele aeroporto, ciente que sairia do Brasil, iria para Toronto e perderia muita coisa aqui. Não estou falando de amizades, até porque, meu único amigo tinha 7 anos, e era dele que eu sentiria falta. Eu não ia ver meu irmão, Miguel, crescer… Não, Miguelzinho, Soso não demora, logo, logo tô de volta. Tô de volta por ti, pequeno.

ÚLTIMA CHAMADA PARA O VÔO 7678 COM DESTINO PARA TORONTO, ONTARIO

E, com medo, tremendo, sorrindo, chorando e com uma mochila apertada, dei o primeiro passo para minha nova vida. E, pela primeira vez, senti que ia ser diferente, senti que eu iria mudar.


Notas Finais


Não sei se vocês gostaram do nome, da imagem ou algo a mais na fic, mas fico feliz por terem lido até o fim :)
Até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...