História Pela Primeira Vista - Fanfic Taeyong - - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Jisung, Kai, Lucas, Mark, Taeyong, Yuta
Visualizações 161
Palavras 3.916
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem demorei para trazer por que estava corrigindo me perdoem quarquer erro e me desculpem também não ter capa por que estava sem fotos bobas para colocar
Sem mais delongas
Boa leitura ❤❤😀😆❤❤

Capítulo 19 - Saudades


n: E-Eu ...               

Meu coração estava na minha garganta era como se eu não conseguisse responder e o tempo ao meu redor estivesse parado ele fitava meus olhos esperando uma resposta e eu apenas o olhova pensativa.

Será que eu aceitava ? Não está muito cedo? Se bem que vai fazer um mês que nos conhecemos e estamos assim ainda ...não que esteja ruim mas... eu queria muito namorar ele e acho que o mesmo não estava diferente .    

Ty: se você quiser um tempo para poder pensar tudo bem eu não vou te forçar a nada - fala acariciando minha bochecha e depois dando um selar em minha testa - sei que ficou surpresa por ser tão imediato então ... te darei esse tempo - fala e sorri docemente saindo dali -                                          

Quando ouço o som da porta se fechando vou escorregando pela parede gelada até ficar sentada no chão . Coloco às minhas mãos na minha cabeça e começo a pensar e tentar processar tudo que avia ocorrido .

Como ele podia ser tão perfeito ao ponto de saber tudo o que penso ? Ele foi tão fofo comigo ..ele sempre é....e eu aqui tratando ele como um nada como se outros pudessem ser melhor . A mas não podem mesmo .

Sorriu lembrando de seu sorriso . Como ele podia me deixar tão boba com apenas um sorriso ? Aish ele é um anjo que vive nesse mundo cruel e frio um anjo que precisa ser protegido de tudo e de todos .                       

Me levanto decidida e vou até o banheiro abro a porta do mesmo sorrindo mas quando adentro o local não avisto quem esperava ... o Lucas, ele não estava ali o que achei estranho . Pois ele disse que iria me esperar .

Desço às escadas e não avia ninguém na sala vou até a cozinha e vejo o Ten e o Taeyong conversando . Me escondo no balcão e começo a "sem querer " ouvir a conversa deles .                                                          

Ty: Ai eu pedi ela em namoro - fala e sorriu por ele estar contando do pedido ao Ten... ELE ESTÁ CONTANDO PRO TEN... eles são amigos s/n então não tem importância alguma assim como você e a Tati e a Harumi-

T: eai o que ela disse? - paro de pensar e começo a prestar atenção novamente  -.                                       

Ty: ela não disse nada e ficou surpresa , então eu disse pra ela que iria dar um tempo pra mesma colocar os pensamentos no lugar e pensar no pedido - fala e o Ten bate em seu ombro de leve sorrindo fechado -

T: cara até eu namoraria um homem igual a você - fala e começo a segurar meu riso que ensistia em sair -                     

Ty: Credo você tá louco? Nunca - fala e começa a se limpar-

Saio correndo dali com a mão em minha boca a tampando com força para não começar a rir mas. Quando chego na sala solto minhas mãos e começo a rir desesperadamente como se não ouvesse um amanhã.                     

Paro de rir depois de muito sacrifício e descido ir embora pois já estava tarde . Saio pela porta dos fundos e vou seguindo a pé até a minha casa naquelas ruas vastas e frias com ventos fracos mas ao mesmo tempo gelados .                                                             

Comeco a rezar para todos os Deuses que existiam para que ninguém me roubasse ou tentasse alguma coisa até avistar minha casa . Entro na mesma e tranco a porta.                

A casa estava totalmente escura e com um vento frio passando por ela como se alguma coisa estivesse entrado ali dentro . Ignoro esses pensamentos bobos da minha cabeça e me alívio por ter chegado segura . Meu celular apita .                                  

Pego o mesmo e vejo que era uma mensagem da Tati. Nela dizia :

Tt: s/n eu fui dormir na casa da Harumi por que ela queira companhia então não veja aquelas séries sem min tudo bem? Beijo te amo ❤❤

Mando um ok e guardo meu celular em meu bolso . Suspiro aliviada .

S/n: Ai ai a casa é só minha - falo sorrindo e me despreguiço.-

??: eu não diria isso - dia uma voz que não reconheci .

S/n: Q-Quem é? - pergunto e aponto meu celular pela casa escura tremendo -                                       

??: S/n sou eu não vou te machucar eu voltei - fala uma lágrima sai dos meus olhos me fazendo cair de joelhos no chão e começar a soluçar desesperadamente. -

Aquela voz era como uma música para meus ouvidos era como um anjo no meio dos meus pesadelos . Eu duvidei de que seria tal pessoa mas . Quando ela ascendeu as luzes a revelando . Não me conteve e corri até ela me jogando em seus braços .                                         

S/n: M-Mãe - falo chorando em seus braços quentes que me acolheram com um abraço caloroso e confortável -

S/m: oi meu bebê - fala acariciando meus cabelos - sentiu minha falta? - a aperto assentindo - desculpa a mamãe não ter conseguido te ver antes é que não consegui achar muitas provas pra jogar na cara daqueles políciais sujos - fala e sorriu -                                      

S/n: mamãe você não sabe quanta novidade tenho para lhe contar vamos logo - a puxo para o andar de cima e abro a porta do meu quarto . Entramos e nos sentamos na minha cama de frente uma para a outra - 

Eu tinha muitas coisas para perguntar e muitas que queria esclarecer . Não conseguia conter o meu sorriso . Saber que a minha mãe estava ali comigo nesse exato momento era como um sonho . E....Será que é um sonho mesmo ?                                              

Começo a me beliscar e me bater . Sinto dor então paro e a encaro sorrindo  . Ela sorri de volta pra min e me ajeito na cama .

S/n: Primeiro como você saiu de lá?  - pergunto e ela arruma seu cabelo o jogando para trás se gabando - 

S/m: Primeiro eu provei a eles que tudo que acharam de min era mentira . Claro eles não acreditaram mas eu tinha meus truques ... - pisca - quando consegui as provas que demoraram quase UM MÊS eu sai de lá desfilando de salto vermelho - sorriu -

S/n: Só minha mãe mesmo meu Deus - falo e rimos - Deixa eu te contar umas coisas mãe - falo sorrindo -                                    

Conto tudo o que aconteceu comigo desde que ela foi presa e tudo que aquele homen me fez ela me enterrompia as vezes falando que ia o processar mas eu respirava e continuava minha história .

Conto da Tati e da Harumi do Lucas e de todos os meus amigos. Que eles sempre eram muito legais e fofos comigo e com as meninas e que não era pessoas ruins .                                                                      

S/m: e seus namorados ? - pergunta me fazendo sorrir por lembrar do Taeyong mas depois desmancha meu sorriso lembrando que ainda não dei sua resposta .                       

S/n: tem um garoto que eu gosto - ela me olha duvidando - que eu amo ... - ela sorri satisfeita - foi com ele que eu perdi meu bv e - interrompida -

S/m: AAAA MINHA BEBÊ CRESCEU - grita e me abraça sorrindo e me balançando - não vejo a hora de conhecer o meu genro - fala pensativa - sera que ele tem um bundão ? Ou aquele abs? - fala rindo e bato em seu ombro - 

S/n: MÃE - ela ri - ele me pediu em namoro só que não consegui responder e ele me deu um tempo para poder pensar melhor - ela me olha indignada -                                                                        

S/m: tem foto desse garoto ? - assinto e pego meu celular e vou em seu perfil mostrando a ela algumas das suas fotos - 

S/m: Meu Senhor - fala espantada - você recusou um menino desses ? Esse gostosão aqui? - fala apontando para o celular -

S/n: MÃE eu DEI UM TEMPO PARA PENSAR não recusei - falo e ela assenti - mas ...mãe tenho uma pergunta a lhe fazer - a encaro e ela se ajeita na cama me olhando -                                               

S/m: diga ...

S/n: eu sou mesmo filha daquele homen? - pergunto e ela me olha surpresa - 

S/m: é c-claro que é minha filha - fala gaguejando-

S/n: pode me contar eu sei que tenho irmãos e também sei que tenho outro pai - falo tranquila e ela abaixa sua cabeça - 

S/m: ...- ela fica quieta por um tempo mas depois suspira começando a falar - eu irei te contar toda a verdade - assinto - foi assim...

S/m contando ...                                                                            

Quando eu tinha 19 anos.

Eu gostava de dois homens em minha vida seu pai e o Thiago . O seu pai era do perigo estava sempre em confusão mas comigo ele era diferente . Já o Thiago era um cara esperto e muito educado ele era muito carinhoso comigo e sempre mostrou me amar .

Por um tempo eu namorei o Thiago só eu eu fui me cansando dele. Eu estava cansada de sempre ser certinha e queria esperimentar um amor perigoso com seu pai ...                                                     

Foi ai que eu engravidei da sua irmã . Ela é filha do seu pai isso eu tenho certeza absoluta mas . Você eu não tenho por que quando fiquei grávida de você eu avia ficado com os dois . E não sabia quem era seu pai verdadeiro .

Eu cuidei de você junto ao Thiago até você completar 2 anos foi quando seu pai queria assumir a responsabilidade de cuidar de você e ser seu pai biológico.  Ele nos trouxe para a Coréia e nunca mais vi o Thiago. ...

E sobre seus irmãos . A Vanessa é esposa do Thiago. Ela já teve relações com o seu pai o que fez ela ficar em dúvida também sobre seus filhos o Jaemim não se sabe e a Fabiana é filha do Thiago .          

Eu e a Vanessa vimos que temos muito coisa em comum e ficamos muito amigas por comphartilharmos as mesmas coisas . Seu pai tem medo da Vanessa por que ela é policial e sabe todo o caso dele só não o prendeu por que ele tinha que criar você junto a min . O que o fez ficar com medo dela.

Ela termina de falar e coloco a mão em meus cabelos .

S/n: então o Thiago pode ser meu pai mas aquele homen também pode ? - pergunto e ela assenti depois começa a chorar e me abraça - 

S/m: me desculpa por te colocar nessa encrenca filha eu nunca quis um mal pra você ou pra sua irmã eu Juro me perdoua pelos meus pecados eu merecia ficar mais tempo presa naquele lugar - fala chorando descontroladamente -                                                                             

S/n: mãe eu não ligo pra isso - falo a fazendo me olhar - mas saiba que eu irei atras de saber o certo e quando descobrir tudo sera melhor - ela assenti e a abraço - bem melhor...                                

Ficamos abraçadas por um tempo mas depois começamos a curtir muito aquela casa . Ficamos pipoca e bolo de brigadeiro . Tocamos autos funks naquela casa as 3:00 da madrugada . E fomos dormir umas 4:00 não me lembro direito ... só me lembro de nossos momentos bons e divertidos naquele lugar .

------------no outro dia-----------

Acordo e vejo minha mãe ao meu lado dormindo me levanto e vou até o banheiro e faço minhas higienes matinais . Depoi coloco meu uniforme e desço até a sala .                        

Vejo a minhá mãe descer as escadas.  Aceno pra mesma e vou a abraçar . Desfazemos o abraço e ela me encara .

S/m: nossa que gata essa minha filha - bate em minha bunda - 

S/n: Ai obrigada mamãezinha - falo no mesmo tom de voz que ela e rimos - mãe que tal de tarde eu trazer o Lucas pra cá? - ela assenti e da pulinhos - 

S/m: que saudade do meu filhote - fala olhando o teto - ele cresceu muito ? Ele já era tão grandinho - pergunta me olhando -

Minha mãe e o Lucas sempre foram como mãe e filho ela o tratava como se fosse seu filho e ele sempre gostou disso.  Eu nunca senti nenhum ciúme deles pois a mãe do Lucas também me tratava como filha .

Agente sempre foi muito amigo e nossas mães também o que fez nos aproximarmos mais ainda . Somos como irmãos . Tanto que quando saímos na rua as pessoas perguntam se somos irmãos biológico mas sempre respondemos um "queriamos"

S/n: sim ele cresceu bastante tipo... mesmo - ouço a campainha tocar e me despeço dela e a mesma sorri e começa a me empurrar até porta de casa -

S/m: atende - fala e abro a porta - 

Olho quem era e sorriu o abraçando depois beijando sua bochecha ele retribui dando um selar em minha testa e sorrindo depois

Ty: vim te buscar pra irmos juntos - fala e assinto ate ouvir uma voz tossindo atras de min -                                         

S/m: oi querido - fala olhando ele de cima a baixo como se estivesse o avaliando - então você é o namorado da minha menina é ? - pergunta e quando o Tae ia dizer algo ela o interrompi - vamos ver - fala e começa a bater em suas costas - gostei filha ele anda malhando 

Bato a mão em minha testa corada e olho aquela situação constrangedora rindo                  

Ty: O-Obrigado senhora - fala sem ar por ela ter batido em suas costas -

S/m: nossa - fala mechendo em seu cabelos - São melhores que os meus olha isso, que shampoo você usa ? - pergunta e ele sorri - e essa pasta de dente ? - pergunta olhando seus dentes -                                                  

Ty: E-Eu só - interrompido -

S/m: filha tá aprovado muito gostoso esse seu namorado escolheu direitinho  - fala vindo até min . Sorriu de lado e assinto -                                          

S/n: obrigada mãe tchau agente se vê depois - falo saindo dali puxando o Tae junto -         

Depois que estávamos um pouco afastados ele me olha confuso e eu ofegante por ter corrido . 

Ty: o que foi aquilo ? - pergunta me encarando confuso e surpreendido - 

S/n: a minha mãe louca te avaliando - falo e ele ri - 

Ty: sua mãe é muito legal - fala e assinto sorrindo - 

S/n: eu também a amo muito e agora posso matar minha saudade dela - falo e depois penso no que falei . Tampo minha boca surpresa o olhando e ele ri -                                         

Ty: como assim matar a saudade ? - pergunta e suspiro - 

Eu confiava muito no Tae então descidi falar a ele . Nunca iria dizer isso a ninguém mas ninguém mesmo . Só falo isso a ele pois o mesmo é muito especial pra min 

S/n: Não conte para mais ninguem ok ? - ele assenti - vamos andando que a história é longa - fomos andando e contei toda a história a ele . Tudo o que a minha mãe avia me contado .

Quando paramos pra ver ja estávamos na escola . Entramos na mesma e sentamos em nossos lugares . Percebo que a Harumi e a Tati aviam faltado hoje . Então chamo o Ten

S/n: Ten - sussurro - O Ten - sussurro de novo mas ele não escuta - Chittaphon - falo e ele me olha confuso - 

T: o que é ? - pergunta calmo -

S/n: sabe sobre a Harumi e a Tati terem faltado ? - ele nega - tudo bem obrigada - ele volta ao que estava fazendo e eu começo a encarar o teto - E agora ? Será que é algo grave ? - pergunto e nego com minha cabeça - não devem ter dormido nada só isso - sorriu tentando afastar os pensamentos negativos .              

O professor entra na sala e começa a dar a aula . O dia foi seguindo muito bem mas na hora da saída  ...

Estava saindo quando alguém pega em meu pulso me virando para sua direção . Olho assustada para a pessoa mas depois meu rosto muda completamente de expressão.                          

S/n: Lucas a minha mãe está de volta e ela perguntou se quer ir lá em casa hoje o que acha ? - pergunto sorrindo -

Lc: é ...s/n não vai dar ...é que eu tenho compromisso talvez outro dia ? - assinto triste com um beicinho - me desculpa mesmo - assinto e sorriu -

O Lucas nunca recusou ir na Minha casa por que agora ele fez isso ? Ele sempre gostou tanto da minha mãe o que será que ouve ? Ele está estranho ...mas vou deixar passar dessa vez.                             

S/n: tudo bem - volto a andar e chego em casa ouço um barulho dentro da mesma e entro correndo para ver o que era . -

S/m: PARAAAA - grita e ouco um barulho de coisas caindo .-

Saio correndo até o lugar do grito que veio da cozinha .

S/n: MÃE - saio correndo em sua direção pois ela estava jogada no chão - o que aconteceu ? - pergunto quase chorando - 



S/m: Ia tocar Rabíola mas eu queria Mc Doguinha- fala e arruma seus cabelos indo até o rádio - que bom que não tocou nao estou no clima de Rabiola - A olho sem acreditar e ela ri -                                                

S/n: sua chata - falo emburrada - achei que tinha acontecido algo com você - falo e ela ri vindo até min e se sentando na mesa - 

S/m: cadê meu filhote ? - fala o procurando - 

S/n: ele tinha compromisso e não pode vir - falo tristinha - o que quer fazer ? - Pergunto -                                                     

S/m: quero conhecer os seus amigos que devem ser um mais lindo do que o outro e o seu namorado é um gato filha e está bem em forma viu - fala e sorriu assentindo não iria dizer que ele não é meu namorado pois ela ia enssistir -                     

S/n: vou chama-los aqui ok? - ela assenti e pego meu celula - 

Ligo para o Yuta mas ele não atende . Vou ligando de um em um mais todos não me atendiam . Achei estranho por que eles nunca deixaram de atender as minhas ligações.  O último era o Jisung , ligo pra ele que atende depois de um tempo .

Ligação On                                      

S/n: alô?  - pergunto esperando alguma resposta -

Js: oi nonna - fala feliz me fazendo sorrir - 

S/n: pelo menos você não me esqueci não é meu bebê - falo e ouço ele rir - estava pensando de você vir aqui em casa e .... - interrompida - 

??: Mano por que atendeu ? Seu burro - a ligação é encerrada - 

Ligação off                       

Não reconheci nem um pouco aquela voz .... o que será que fizeram com o meu bebê Jisung ? Será que estão batendo nele? Aish olho para Minha mãe que sorriu esperançosa e nego com minha cabeça .

S/n: não me respondem - falo triste -

O celular dela apita e a mesma o atendi . Depois que termina ela me olha e se levanta .                   

S/m: filha a mamãe vai sair um pouco então nao saia de casa ok? - assinto e ela sai correndo de casa .-

Começo a achar tudo aquilo muito estranho ... por que todos estão me ignorando ? Primeiro o lucas recusou ir na minha casa hoje depois o Jisung entranho no celular e agora a minha mãe que saiu correndo de casa depois de receber uma ligação .                        

Comecei a pensar e pensar mas nada fazia o mínimo sentido . Era como um jogo sem saída . Como se eu tivesse perdida e não tivesse ninguém para me ajudar . Como um quebra-cabeça faltando uma peça .

Recebo uma ligação de um numero desconhecido e a atendo por curiosidade .                   

Ligação on 

S/n: alô - falo e a pessoa responde -

??: você é a s/n ? - pergunta do nada me fazendo largar o celular e o mesmo cair no sofa -


Continua?.....






















Pegadinha 😉❤❤


Quem poderia ser ? É como o mesmo sabia o meu nome ? Ele tinha uma voz grave então dava para perceber ser um homem ... Como um homem desconhecido sabia meu nome ?                                               

Tremo de medo e volto a ligação .              

S/n: s-sim por que ? - pergunto com medo -

??: só me responda uma pergunta com sim ou não ok? - engulo seco -

S/n: ok - suspiro -                             

??: você senti falta de seu pai verdadeiro? E do seus irmãos? - pergunta e paraliso no mesmo momento que ele fez tal pergunta .

Agora sim estava completamente com medo . Como ele sabia de tudo ? Com sabia que tinha irmãos e um "pai verdadeiro"? eu só contei que tinha família assim para meus amigos e pessoas que confio até a morte . Mas ... Como um desconhecido sabia de tudo isso ?...

Uma lágrima sai dos meus olhos me fazendo colocar a mão em minha boca . Abraço a almofada chorando. Estava sozinha naquela sala iluminada pelo sol com poeira no ar quente deixando aquele lugar com um ar de abandonado .                                                     

Eu sentia falta dos meus irmãos e meu pai mas nunca mostrava isso as pessoas . Não gostava de parecer triste queria sempre mostrar que era forte . Mas sempre senti muita saudade deles e com o passar do tempo essa saudade só foi aumentando .                                     

Sempre tento lembrar de minha memórias com eles mas nunca consigo é como se alguma coisa bloqueasse minha mente empedindo de me lembrar dos nossos momentos bons e ruins . Como se alguma coisa estivesse errado em minha mente . Não consigo me lembrar de exatamente nada mas quando alguma coisa parecida acontece . Acabo me lembrando plenamente de tudo .

Eu queria ter meus irmãos comigo . Queria poder brincar com eles mas sei que tudo isso era apenas um sonho que não iria se realizar . Apenas um desejo impossível.  Eu queria ter uma família para passearmos mas não conseguiria isso tão fácil ...                                 

Quando eu olhava para as pessoas nas ruas sentia uma inveja enorme delas por que elas sempre estavam sorrindo com seus pais e irmãos . Eu sinto muita inveja disso mas tento não demonstrar por que tenho amigos que realmente me fazem feliz . Amigos que sabem como me sinto .

Respiro e volto a falar com ele .                                

S/n: s-sim - falo com um tom de medo e saudade -

??: ok                     

S/n: quem é você e por que continua me fazendo essas perguntas ? Como sabes da minha vida? De meus irmãos e família? Como sabes de tudo isso ? - pergunto com um fio de voz -.

Ele desliga na minha cara sem responder nada .

Ligação off                         

Jogo meu celular no chão por raiva e ele se trinca inteirinho fazendo voar muitos cacos de vidro pela sala .

Abraço mais a almofada e começo a chorar e soluçar alto . Me deito, me levanto, ando, choro , tento regular as minhas emoções mas não adiantava . E o que me restava era me render ao choro e a tristeza .

E foi o que fiz . Começo a lembrar do rosto dos meus irmãos e do Thiago me fazendo ficar com mais saudades ainda . Me deito no sofa e tento me aliviar .                            

Acabo dormindo ao meio dos meus pensamentos com a garganta doendo e minha cabeça latejando pelo choro passado . 



Saudades....                                                        

Era a única razão para tudo aquilo que sentia ...

Espero que estejam bem meus irmãos ....E pai .....










Notas Finais


Espero que tenham gostado e me desculpem quarquer erro ...Amo vocês do fundo do meu kokoro e até o próximo capítulo
❤❤✋❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...