História Pelo Amor de Uma Princesa - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Cavaleiros, Corte, Drama, Fantasia, Intrigas De Corte, Magia, Nobreza, Princesa, Rainhas, Realeza, Reinos, Reis, Romance
Visualizações 4
Palavras 514
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Literatura Feminina, Luta, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - O Que Os Sonhos Podem Nos Dizer


A chegada de um novo membro na Guarda Real não mudou muitas coisas dentro do Palácio, excetuando o fato de que precisavam treina-lo um pouco mais para que pudesse exercer sua função.


Rei Ethredeld continuava preocupado com os problemas na fronteira sul do reino, príncipe Edward se tornava cada vez mais bonito e príncipe Edwin encantava a todos com seu espírito alegre e gentil. Rainha Alisane se mantinha em sua postura altiva, porém quase arrancava os cabelos em frustração ao ver princesa Aurora cavalgando ou treinando com a espada de madeira mais uma vez.


Houve um dia, entretanto, que nenhuma das damas de companhia conseguiram encontrar Aurora. Ela cancelara o treino com Sir Robert e não estava nos estábulos. Como todos estavam tranquilos, ela não havia desaparecido, apenas se isolara por algum motivo.


Por fim, foi Genevieve a responsável por a encontrar, sozinha, na Sala do Trono que estava vazia. Em respeito ao silêncio da princesa, parou ao seu lado, sem proferir nenhuma palavra.


Aurora parecia uma estátua de mármore; pálida, parada com os olhos fixos no trono. Seu rosto não traía nenhuma emoção e usava um vestido preto simples, longo até os pés.


- Eu tive um sonho noite passada. - ela falou, por fim - E na noite anterior. E na anterior a esta.


- Ter sonhos é bom, Aurora. - Genevieve falou.


- Não os que eu tive. Meus sonhos não são bons. - Aurora sentou-se nos degraus que levavam ao trono.


- Conte-me então. - Genevieve sentou ao seu lado.


- O primeiro sonho mostrava meus irmãos, Edward e Edwin, caindo mortos em minha frente e minhas mãos acorrentadas, me impedindo de fazer qualquer coisa. - a princesa falou.


Um breve silêncio até ela continuar.


- O segundo sonho foi nas criptas, e eu via o corpo de meu pai pálido, deitado em sua cama fúnebre. Ele estava morto, porém abria os olhos e dizia: "Você agora é a rainha".


Genevieve não interrompeu quando Aurora começou a contar o terceiro sonho.


- No terceiro sonho, eu estava de pé, aqui nessa sala, como estava agora a pouco, e via o trono coberto por uma manta prateada. Ela então caía, revelando este mesmo trono, e eu ouvia a voz de meu pai dizer: "Se torne aquilo que você nasceu para ser".


Genevieve observou Aurora com atenção. A princesa parecia angustiada com os sonhos, e também confusa; a perturbação em seus olhos parecia ser a de uma pessoa muito mais velha, e não de uma meninota de quase treze anos.


- Estou com medo Genevieve. - a voz de Aurora estava tão fraca dessa vez, que a dama quase não ouviu.


- Não tenha medo. - ergueu os braços e abraçou a princesa - Nós estamos aqui com você. E sonhos são apenas sonhos.


Porém, a última fala de Aurora Andel foi o que fez o medo começar a se instalar no âmago de Genevieve.


- Eu sonhei com a morte de Sir Stanley Lann também... e uma semana depois recebemos o comunicado de que foi nas mesmas circunstâncias do meu sonho.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...