1. Spirit Fanfics >
  2. Pepero. >
  3. Festa.

História Pepero. - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Festa.


Faltavam três minutos para os portões da escola se fecharem, quando Mark conseguiu chegar. Ofegante, por conta do tanto que correu, foi andando lentamente até sua fila, até que percebeu que não tinha ninguém ali. É, já haviam entrado.

Frustrado por mais uma vez chegar atrasado por culpa de si próprio, adentrou a sala após bater na porta duas vezes.

— Com licença. — pediu, com a voz rouca e baixa, sem ao menos procurar seus amigos, ou ver quem era o professor.

— Bom dia, Mark. — disse quem lecionava no momento, uma voz que Mark reconhecia facilmente, e particularmente, amava.

O garoto subiu o olhar que antes fitava sua mesa, para observar a professora.

— Ah, bom dia senhora Seo. Me desculpe pelo atraso.

— Não se preocupe, o diretor não precisa saber. Mas está tudo bem com você? Já é o terceiro atraso esta semana...

— Estou bem. — disse, se sentando. Os alunos olhavam Mark com certa curiosidade, mas nada com o qual realmente se importassem. — Agradeço a preocupação. — sorriu, ficando em silêncio.

— Certo, então...

A professora prosseguiu com a aula, recapitulando para Mark, que chegou depois. Quando sua aula acabou, despediu-se, sorrindo de canto ao ver Mark conversando com Sicheng e Jaehyun, outros dois alunos.

— Vocês vão hoje na minha festa, 'né? — perguntou Jaehyun.

— Não sei. — Mark respondeu, simplista. — São muitas pessoas, vai até de manhã...acho que vou ficar em casa vendo anime pelo Telegram com o Johnny.

— Você vai sim! — Sicheng afirmou. — Eu vou, e exijo você lá! Vai ser incrível. Além de ser a sua primeira festa no primeiro ano, cara!

— É Mark! Você precisa ir! Lá vai estar cheio de garotas interessantes e bonitas, quem sabe você não se dá bem?

— Eca, Jaehyun. — revirou os olhos, fazendo os outros rirem. — Você sabe como eu odeio esse pensamento.

— É a convivência com o pessoal do terceiro. — disse Sicheng. — Exceto pelo Yuta-hyung e os amigos dele...

— Win, você sabe que ele falou com você uma vez, não sabe? — Jaehyun fitou o Dong seriamente.

— Eu sei! Mas ele vai na sua festa, e essa é minha chance.

A porta da sala se abriu, e outro professor entrou; senhor Byun.

— Bom dia, pessoal! — os cumprimentou, encostando a porta e indo até sua cadeira. — Desculpem a demora, eu estava em reunião com alguns professores.

Já no intervalo, o trio se sentou em uma mesa afastada, onde geralmente ficavam. E ali, começou a tortura para o Lee.

— Você tem que ir na festa, Mark! — Jaehyun insistiu mais uma vez. — A gente esperou anos 'pra isso, e você vai desperdiçar a oportunidade?

— É Mark! Vai ser divertido!

— Certo, okay? Vocês calam a boca se eu for?

— Não, mas por favor, vá. 

— Sicheng eu te odeio demais, mas eu vou. Feliz também, Jaehyun?

— Até mais do que deveria.

Pronto, Mark foi convencido. Agora ele iria à festa de Jaehyun. Não é como se ele estivesse realmente feliz com essa decisão, mas no fundo ele só não queria ir, para não ficar só. Realmente seria bom para ele ir para uma festa, e como Jaehyun já havia tomado um pé a frente e já havia falado com os pais de Mark, ele poderia ir.

— Mas Jaehyun, eu juro, se você falar com meus pais no meu lugar de novo, eu te deito na porrada.

— Okay, eu prometo não fazer mais isso. — disse, entre risos.

Mais tarde, na saída, decidiram acompanhar Sicheng até sua casa, para depois poderem ir para suas respectivas casas. E assim foi, pelo caminho riam, brincavam. Mas infelizmente o pobre Sicheng ficava tímido facilmente...

— Jaehyun! — alguém o chamou, e quando os três olharam para o lado, viram Yuta acenando enquanto sorria. Mark só não sabia que ele era o tal Yuta.

Sicheng, vendo o mais velho andar na direção de onde estava com seus amigos, imediatamente olhou para baixo, na tentativa de esconder as bochechas rosadas.

—  Ainda vai na festa, certo? — Jaehyun perguntou, quando Yuta se aproximou.

— Claro, eu não perderia por nada! — o garoto sorriu. — Só queria saber se tem algum problema se eu chegar antes. Se quiser, eu até te ajudo a arrumar.

— Sem problemas, mas que horas vai estar lá?

— Cinco horas é muito cedo? É que não vai ter ninguém lá em casa hoje, não curto muito ficar sozinho, saca?

— Ah, entendo! Por mim, tudo bem. Te vejo cinco horas?

— Claro! Aliás, nem falei com vocês, me desculpem. — disse, olhando Win e Mark. — Você eu não conheço. Qual seu nome?

— Mark. — se apresentou. Se surpreendeu por não gaguejar, diante dos pensamentos que lhe vinham em mente sobre o quão atraente aquele garoto era. Ele estaria na festa de Jaehyun, talvez Mark se desse realmente bem. — E você?

— Sou Yuta. — disse sorrindo, e estendendo uma mão.

— Prazer. — "porra", pensou, antes de apertar a mão do garoto.

— Você eu conheço. — disse para Sicheng, que ainda olhava para baixo. — Tudo bem, Win?

— S-Sim. — gaguejou fofamente, fazendo Mark sorrir de canto, diante da situação do amigo. — Só com uma dor de estômago.

— Ai, pior que meus remédios acabaram. — resolveu, então, dar um abraço de lado no garoto. — Fica bem, 'tá? Quero te ver na festa do Jaehyun. Bom galera, tenho que ir. Até cinco horas, Jaehyun.

Yuta se afastou, e imediatamente começaram a rir da situação do Dong. Como poderia ser tão bobo por alguém com quem mal fala?

— Você é mal, Jaehyun. — afirmou Mark. — Conhece o Yuta e não faz nada pelo nosso amigo aqui.

— Não posso fazer nada quanto a isso. Até porquê o nosso amigo aqui não teria coragem de sequer olhar na cara do Yuta depois.

— Não mentiu. — Mark concordou.

— Parem de baboseira e me levem para casa. — Sicheng pediu, irritado com os amigos caçoando de si, e assim eles fizeram.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...