História Pequena Pessoa, Grande Coração - Hiatus - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Personagens Originais, Show Nu, Won Ho
Tags Bullying, Changkyun, Hyungwon, Jooheon, Kihyun, Literatura, Minhyuk, Monsta X, Shownu, Wonho
Visualizações 11
Palavras 884
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem por não ter postado semana passada.
Espero que gostem do capítulo :)

Capítulo 3 - Capítulo Três


Depois do intervalo, Jooheon estava decidido à fazer as outras crianças gostarem dele e ele tinha a oportunidade perfeita. Sua professora levaria as crianças até à quadra, para jogarem futebol. Jooheon era excelente no futebol e, sem dúvida, traria orgulho para seu time.

A professora fez um jogo de perguntas para decidir os capitães dos times e os vencedores foram Park Joo-Seok e Shin Tae-Yeon.

Eles começaram à escolher os jogadores para seus times. Jooheon ficou extremamente chateado ao ser deixado por último. Ele acabou ficando no time de Tae-Yeon.

- Jooheon - disse a capitã. - você fica de reserva.

- Mas... - ele ia contestar, mas apenas acenou com a cabeça e sentou-se em um dos bancos.

O jogo começou e Jooheon ficou emburrado. Como iria mostrar que era um bom jogador, se não o deixavam jogar? Ele esperou pacientemente sua vez de entrar em campo, mas quando a professora anunciou que os alunos deveriam voltar para a sala, Jooheon ainda não havia sequer se levantado do banco. O time de Jooheon havia perdido.

"Se eu tivesse jogado a gente teria ganhado." Jooheon pensou consigo mesmo.




***



 Chegando em casa, Jooheon teve a surpresa de encontrar seu pai em casa. Ele sempre chegava super tarde. 

 Ele estava sentado à mesa, com as mãos apoiando o rosto e sua mãe olhava pela janela com os braços cruzados. 

 - Já cheguei! - anunciou o garotinho.

 Seu pai olhou para ele e abriu um sorriso.

 - Oi, garotão - ele levantou e pegou o filho no colo. 

 - Papai, o que está fazendo em casa? O seu chefe vai ficar bravo quando descobrir que você não está trabalhando. 

 O homem diminuiu um pouco o sorriso.

 - O meu chefe me deu algum tempo de folga. 

 - Aaaah, entendi - disse o garotinho arqueando as sobrancelhas. - Então está tudo bem!

 - Sim - respondeu o homem dando um beijo na bochecha de Jooheon. 

 - E eu? Não ganho abraços só porque seu pai está em casa? - a mãe de Jooheon se aproximou.

 - Desculpa, mamãe - Jooheon passou do colo do pai para o da mãe.

 - Assim está melhor.

 - Mamãe, o que vamos comer hoje?

 Ela demorou para responder.

 - Kimchi.

 - Oba! - exclamou Jooheon, recebendo um beijo na bochecha e sendo colocado no chão.

 Durante o jantar, Jooheon era o único que falava. Ele contava para os pais sobre o livro que havia emprestado da biblioteca, sobre a conversa com os meninos mais velhos e sobre como ele havia ficado chateado quando não deixaram ele jogar futebol. 

 Durante o último relato, os pais de Jooheon se olharam preocupados. A atitude das outras crianças para com Jooheon já havia passado dos limites. Como os professores não notavam isso? 

 O garotinho olhava para baixo, triste. 

 - Mas você vai tentar de novo amanhã, não é? - encorajou sua mãe. 

 - Não - ele fungou. - Eu desisto, eles não gostam de mim. 

 - Jooheon, não fale assim. 

 - Mas eles não gostam, mamãe. Eles não gostam de mim porque eu sou feio. 

 - Jooheon! Quem disse isso?

 - As crianças da minha sala. Eles falam que não querem ser meus amigos porque eu sou esquisito. 

 - Quando eles disseram isso?

 - Ontem, mamãe.

 - E por que você não me contou? 

 - Porque você ia ficar triste. 

 Jooheon voltou a comer. Não estava nem um pouco com fome, mas nunca jogava comida fora. 

 Os adultos se encaravam e o irmão de Jooheon continuava comendo, parecendo alheio à tudo.



***



 - Hora de dormir - disse a mãe de Jooheon entrando no quarto do filho.

 - Ah, mãe! O livro está legal, eu não quero parar de ler.

 - Você tem que acordar cedo amanhã.

 Jooheon fez bico e colocou o livro em sua simples cômoda de madeira. 

 - Mamãe, será que o papai vai encontrar outro emprego logo? - perguntou enquanto era coberto por sua mãe.

 A mulher parou e encarou o filho.

 - Quando eu cheguei você estava chorando - explicou o garoto. - E quando eu fui no banheiro, o papai estava lendo de novo o jornal, e estava escrito várias vezes "emprego" na página que ele estava lendo. 

 Ela suspirou. 

 - Eu tenho um filho realmente inteligente, não é?

 Jooheon encarou suas mãos por um tempo e uma lágrima escorreu em seu rosto.

 - No jantar você encheu meu prato e o do JiSeok, mas o seu prato e o do papai estavam quase vazios - os pequenos olhos dele se encheram de lágrimas. - Não é para fazer isso. 

 Ele escondeu o rosto e começou à soluçar. 

 - Meu filho, não precisa chorar - JangMi começou à fazer carinho no filho, tentando conter as próprias lágrimas. 

 - Não é para vocês comerem menos que eu - ele olhou para a mãe, ainda chorando. - É para deixar os pratos igual - ele levantou o dedinho como se estivesse dando uma bronca. 

 - Está bem - ela abraçou Jooheon. - Eu vou deixar. 

 JangMi ficou ali no quarto até o filho pegar no sono. Antes de sair, olhou para o garotinho abraçado com um ursinho de pelúcia e sorriu minimamente. Tinha muito orgulho da criança incrível que Jooheon era. 

 Ela deu um beijo na testa do filho e saiu do quarto. 


Notas Finais


Até semana que vem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...