1. Spirit Fanfics >
  2. Pequenas memórias. >
  3. Surpresas.- Capítulo único.

História Pequenas memórias. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


•Eu não podia deixar o Aniversário da dona Kyoka passar em branco, e claro que eu tinha que usar a Ayane também 🥺 se eu não escrever Kamijirou não é eu, MDS.

•Tem pequenas coisinhas aqui que vão acontecer na minha outra Fanfic "Não dormir é sintoma de te amar", um pequeno avisinho.

•Espero que gostem e boa leitura!

•A imagem usada não me pertence, créditos ao devido Criador.

Capítulo 1 - Surpresas.- Capítulo único.


O loiro acordou mais cedo que de costume devido ao alarme que colocou, rápido desligou e conferiu se a ex-Jirou ainda dormia. Com todo cuidado o mesmo se levantou e saiu do quarto torcendo para ela não ter percebido nada.

Entrou no quarto ao lado e viu a pequena Kaminari ainda dormindo entre as diversas pelúcias.

—Ayane, acorda.— Ele a chamou e viu a pequena se cobrindo com a manta lilás.— Gatinha, acorda. Oque a gente combinou hoje?

—De deixar eu dormir.— Ela respondeu ainda debaixo da coberta.

—A ideia de me ajudar foi sua, levanta vai.— Ele caminhou até o guarda roupa próximo a cama.

—A gente não pode dormir só mais um pouquinho?— A loirinha questionou se sentando na cama coçando os olhinhos roxos.— Eu preciso dormir, segundo a mamãe eu tô em fase de ccrescimento!

—Como se você fosse crescer tendo puxado a minha genética e a da sua mãe, aceita que vai ser pequena e levanta da cama!— Ele retornou para perto dela com uma troca de roupa.

Após algumas horas, Kyoka finalmente acordou e achou extremamente estranho a ausência do loiro e após procurar por todo apartamento e não achar qualquer sinal dele ou da filha achou tudo ainda mais confuso.

Nenhuma mensagem, ligação ou recado na geladeira. Por quê?

Sabia que Denki poderia ter inventado alguma coisa para comemorar seu aniversário, porem ele não iria simplesmente sair sem inventar uma desculpa, algo estava errado para ela.

Tentou ligar para ele, mas seu celular estava desligado.

—Tem coisa errada...— Ela murmúrio sentando no sofá da sala, pensou se realmente ele poderia estar planejando algo para si, mas isso não poderia ser possível, Denki era péssimo em esconder surpresas, sempre contava ou deixava algo para trás que estragasse tudo.

O celular em suas mãos tocou, ela atendeu sem nem ler quem seria imaginando ser o Kaminari, mas não era.

—Kyoka, tá ocupada?— Kyotoku questionou do outro lado da linha.

—Não, por que?

—Sua mãe quer tomar café com você, traga a Ayane também.— O loiro mais velho não perdi a oportunidade de ver a neta.

—Se eu soubesse onde ela está.— A mesma se levantou e caminhou até o quarto.

— Como você perde sua própria filha?!

—Eu não perdi, só acordei e ela não estava aqui, nem o Denki.— A mesma abriu o guarda roupa e começou procurar alguma peça de seu agrado paga o momento.— Vai dizer que você também não está por trás disso?

—Até parece.— Escutou o mesmo rindo.— Se fossemos preparar alguma coisa para você, já estaria sabendo pelo linguarudo do Denki.

—Foi o que pensei.— A mesma revirou os olhos e percebeu que a ligação tinha sido encerrada.

Ele tinha razão, ela já teria descoberto antes se realmente fosse ganhar algo.

Kyoka não conseguia deixar a desconfiança de lado, tudo parecia normal demais para ela e ao mesmo tempo estranho.

Enquanto escutava os pais conversando sobre diversos assuntos, ela tentava perceber se eles estariam escondendo algo, sempre deixavam algo passar.

—Compramos outro piano, você viu?!— Mika questionou animada bebendo um gole de chá.— o outro já estava aos pedaços!

—Nem tinha percebido.— A mesma respondeu dando os ombros.

—Tem que ver como ele é lindo!— Kyotoku comentou fitando a mais nova.— Vai lá ver!

Ela se levantou e caminhou até a sala onde se encontrava o piano, assim que se aproximou notou o pequeno pedaço de papel amarelo sob as teclas.

“Você é apaixonada por Beethoven desde pequena certo? Se lembra aonde tocou para mim Sinfonia n.º 9? Foi quando comemoramos seu primeiro Aniversário juntos.”

Ela sorriu fitando o papel e caminhou até a sala de estar novamente.

—Eu sabia que tinha alguma coisa acontecendo.— Ela sorriu para ambos e rápida saiu da casa indo até o local indicado no papel.

Estacionou na frente da loja de instrumentos da família e rápida entrou, estava fechada devido ao horário. Caminhou até a parte de música clássica e fitou o piano branco, porém nenhum papel ali.

Foi então que decidiu procurar entre os discos, mas sem sorte.

—Pensa...— Ela murmurou olhando ao redor, até ver um violão encima do balcão principal, e decidi ir conferir, logo achou outro papel amarelo entre as cordas.

“Seu primeiro presente para mim foi um violão, se lembra? Futuramente ele vai ser da Ayane, sabe o que mais vai ser dela? O primeiro presente que te dei, se lembra aonde comprei?”

—Eu mereço.— Ela riu de canto e rápida se retirou da loja indo em direção ao carro.

A mesma entrou rápida na loja de papelaria, aquela era uma das lojas mais antigas de Shizuoka, e ela sabia perfeitamente do local devido ao Kaminari.

—A quanto tempo, Kaminari-San.— A atendente sorriu simpática se aproximando da mesma.— Procurando por algo específico?

—Talvez...— Ela começou olhar em sua volta pensando onde poderia estar o próximo papel.

—Chegaram algumas aquarelas novas, o que acha de dar uma olha?— A atendente continuou com o sorriso simpático e caminhou a uma enorme prateleira.

Kyoka fitou as diversas cores, e logo notou que debaixo da aquarela roxa se encontrava outro papel amarelo.

“Passei a gostar da cor roxa quando me apaixonei por você, ela me trazia paz e alegria por me lembrar de ti, consegue lembrar aonde eu te disse isso ?”

Ela suspirou sorrindo, não tinha como esquecer daquela simples frase e muito menos do local aonde ela foi dita.

A arroxeada andava pela estação de metrô se questionando aonde iria achar algo entre tantas pessoas. Foi então que decidiu ir até a plataforma de Saitama, província a qual Denki morava antes de passar a morarem juntos.

—Com licença.— Ela se virou rápida ao escutar alguém a chamando, foi então que topou com uma segurança.— Acho que isso te pertence.— A mulher sorriu e entregou o papel amarelo para ela.

“Sabe que o número quatro é considerado ruim, engraçado que paga nós ele é considerado bom e muito presente. Acho que está na hora de termos um quarto gato, o que acha? Falando em gato Hime, Yuki e Buu tem algo para você, o que acha de voltar?”

Kyoka entrou rápida no elevador, e se sentiu um pouco ansiosa para chegar logo.

Logo ela abriu a porta do apartamento e notou o silêncio presente, decidiu ir conferir aonde ficava as camas e brinquedos dos felinos.

Não tinha nada ali, muito menos um dos gatos. Então que se lembrou que eles tinham a mania de ficar em seu quarto e rápida foi até o cômodo.

Ao abrir a porta, já pode ver o enorme quadro sob a cama, era uma pintura sua e com a assinatura de Denki, entre o quadro diversos girassóis espalhados na cama e alguns balões em formato de coração.

—Feliz Aniversário!— Ayane apareceu atrás da mesma a abraçando.— Eu comprei para você!— A pequena entregou a caixinha de veludo preta, dentro da mesma um colar dourado com pingente de acorde de música.—Gostou mamãe?!

— Claro que gostei!— Ela pegou a loirinha no colo e a abraçou, então viu Denki caminhando até ambas com o bolo coberto de chantilly.— Como conseguiu esconder tudo isso de mim?

—Foi difícil, muito difícil mas eu consegui!— Ele sorriu ladino.— Levei meu material de pintura para a casa dos seus pais para você não saber do quadro, e o restante a Ayane me ajudou .— a loirinha sorriu.— Tentei te fazer um aniversário com coisas apenas nossas ou suas, acho que deu certo...

—Foi perfeito.— Ela sorriu colocando a menor no chão.— Tudo ficou perfeito.

Comemorações grandes ou presentes caros nem sempre são coisas perfeitas para se comemorar mais um ano de vida, as vezes pequenos atos e memórias são mais importantes, afinal valor material não é nada comparado ao valor emocional!


Notas Finais


•Obrigada por lerem até aqui!!! Espero que tenham gostado!!!

•Bye Bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...