1. Spirit Fanfics >
  2. Pequeno fofo ciúme (furry) >
  3. O Baile Parte - 2

História Pequeno fofo ciúme (furry) - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Cosmo: Pense em alguém que faz merda.

Mukusei: Multiplique por 4

Kotaro: Resultado: Mason

Capítulo 11 - O Baile Parte - 2


Fanfic / Fanfiction Pequeno fofo ciúme (furry) - Capítulo 11 - O Baile Parte - 2

 

 

 

Mason

 

 

Nosso beijo foi bem longo. Quando ela separou o beijo, nós dois estávamos sorrindo. Eu meio corado, de vergonha, e da bebida. Fiquei encarando ela por um tempo, enquanto dançamos. De longe, eu escuto um grito… Familiar.

 

Moana: O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO SEU FILHO DUMA PUTA? - Ela vem correndo até a gente, parando do nosso lado. Pelo jeito, ela tá bêbada também - QUERIDO, VOCÊ É GAY, VIADO, QUEIMA ROSCA. EU NÃO QUERO VOCÊ COM ESSA VADIA.

 

 

Mine: Vadia é a sua mãe, que fez você, retardada.

 

 

Eu só me afasto, meio confuso. Eu provavelmente bebi uma garrafa de outra pessoa também.

 

 

 

 

Moana: Mason, me escuta. A minha fanfic depende de você ficar com o SAMUEL! TÁ OUVINDO, NÃO COM ESSA CADELA TRAIDORA. - Ela olha em volta - Falando nisso, cadê o garoto?

 

Mine: Porque você não vai procurar ele e deixa a gente em paz?

 

 

Ela me abraça, olhando para Moana.

 

 

Moana: … Escuta, aqui… SUA PIRANHA CADELA DE QUINTA CATEGORIA! - Esse último foi um xingamento? - VOCÊ NÃO VAI ILUDIR O MASON DE NOVO. PRIMEIRO PORQUE ELE NÃO É BURRO. SEGUNDO QUE - Alguém chega perto da gente, enquanto a Moana para de falar.

 

 

???: Eu saio de perto, e a minha princesa já arruma barraco? - Minha princesa? Não me diga que…

 

 

Mine: Oi Finn. Explica pra essa fuinha demente que eu tô só me divertindo.

 

 

Moana: Eu sou uma lontra, sua retardada.

 

 

Finnick: Tá bom, tá bom, ninguém liga. Vem cá, você não tem um livro, ou sei lá o que pra escrever?

 

 

Até esse momento, eu estava totalmente confuso. Até que eu começo a falar também.

 

 

Mason: … Mine… Me explica o que tá acontecendo? - Minha voz engrossa, sem querer.

 

 

Mine: Ehh… Bem. Digamos que me deu uma leve saudade de você - Ela vai andando até meu irmão - E o Finn deixou que eu ficasse um pouco com você.  E eu aproveitei… - Ela tira alguma coisa do bolso - E coloquei uma coisinha a mais, na hora que a gente tava bebendo.

 

 

Finnick: Então você usou mesmo?


Minha visão embaça. Quer dizer que… Merda.

 

 

Me afasto deles, indo pra arquibancada.

 

 

Moana: MASON! - Ela vem me seguindo.

 

 

Eu sento na arquibancada, com a cabeça baixa.

 

 

Moana: Calma, não era nada pesado, só pra… Aumentar o efeito.

 

 

Mason: Notei…

 

… Não acredito.

 

 

Apenas fiquei sentado, pensando na merda que eu fiz, e me segurando pra não fazer coisa pior.

 

 

MOANA

 

Isso não devia ter acontecido. Se eu pelo menos fosse responsável, esse criança não ia tá drogado até o osso agora.

 

Moana: Eu te avisei.

 

 

Mason: Eu sei.

 

 

Moana: … Se bem que ninguém esperava por essa. Ainda mais vindo da sua ex, e do seu irmão.

 

 

Mason: Quem precisa de inimigos com uma “família” assim.

 

 

Moana: Essas aspas foram pra Mine, né?

 

 

Mason: Foi - Ele ficou em silêncio por um tempo - … Moana… Você bebeu também, né?

 

 

Moana: … Um pouco, porque?

 

 

… Uh… Fudeu.

 

 

Moana: Ok, foram uns dois goles, então não tô tão ruim quanto você. Sem ofensa - Ele faz que sim com a cabeça - Bem, quem mais bebeu daquela garrafa? 

 

 

Mason: Deixa eu ver… Dick e Oliver, a Mine, mas foda-se ela… O Samuel eu acho que não.

 

 

Moana: Será que sobrou alguma coisa? Se sim, a gente tem que se livrar.

 

 

Mason: Com quem a gente deixou a garrafa?

 

 

Olho pro armario de limpeza, do outro lado do ginásio.

 

Moana/Mason: … Oliver.

 

 

 

SAMUEL

 

 

 

Eu estou encostado em um canto, só observando o que aconteceu. Sinceramente, eu achei… Legal. Mas fiquei triste pelo Mason, de verdade. Eu vou falar com ele depois. 

 

 

 

 

 

Fiquei comendo boa parte do tempo, e só agora notei que o Oliver o o Dick sumiram desde que começou o baile. Bem, não desde o começo.

 

Flashback

 

 

Dick: É só um pouco, vai - Ele estende a garrafa pra mim.

 

 

Samuel: Não, sério, eu prefiro ficar na minha, quem me arrastou pra cá foi o Oliver.

 

 

 

 

Oliver: Tudo bem, se não quiser não precisa - Ele pega a garrafa da mão do Dick, bebendo.

 

Mason: Certeza que não quer ficar com a gente? - Ele sorriu, meio triste.

 

 

Samuel: Podem ir, encontro com vocês depois. Sem contar Mason… - Aponto pra loba, que tava olhando de longe pra cá - Você tem companhia.

 

 

Moana: Eu não concordei com isso, viu Mason? - Ela fala, bebendo um pouco também - Eu paguei, então quem me julgar vai apanha.

 

 

Mason: Mentira.

 

 

 

 

 

Ficaram nessa discussão, ou falando coisas sem sentido, até que a loba vem até a gente. Ela simplesmente pega a garrafa, vira de costas, e bebe, entregando o que sobrou pro Dick.

 

Mine: Mason, vem cá - Ela sai puxando o Mason, sem motivo.

 

 

Moana: Aff, eu vou cuidar da minha vida, melhor - Ela dá mais um gole na garrafa, saindo também.

 

 

Dick e Oliver se olham um pro outro.

 

 

Oliver: Samuel… Se precisar a gente tá ali, ok? 

 

 

Os dois saem, me deixando sozinho.

 

 

Fim flashback

 

 

 

 

Sinceramente, eu tô ficando meio entediado.

… Será que o Oliver ainda tá com a garrafa?

 

Finnick

 

 

A Mine com certeza bebeu também, porque ela tá só falando um monte de coisa aleatória. Eu dou risada de vez em quando.

 

 

Mine: Finn, você e seu irmão sempre foram assim?

 

 

Finnick: Assim como?

 

 

Mine: Ele gordo e burro e você sexy?

 

 

Rimos bem alto.

 

 

Finnick: Digamos que sim. Mas vamos admitir que pegamos pesado com ele.

 

 

 

 

 

Mine: Verdade, mas eu não ligo. Enfim, se for fazer alguma coisa a respeito, vai logo, tô querendo ocupar o quartinho de limpeza com você. - Ela fala isso de forma sexy, mas casual, se isso é possível.

 

Finnick: Ok, tô indo lá.

 

 

Vou na direção da arquibancada, indo falar com o Mason.

 

 

Finnick: Posso falar com você um pouco? - Fico na frente dele e da Lontra.

 

 

Mason: Pra que? Pra me humilhar mais? - Ele levanta a cabeça, visivelmente alterado.

 

 

Finnick: Sério, tô querendo falar com você.

 

 

Moana: Sinto te decepcionar, mas a gente tem um assunto pra resolver - Ela levanta, mas ele não - Mason?

 

 

Mason: Pode ir, eu vou depois.

 

 

Ela sai, olhando preocupada para trás.

 

 

Me sento do lado dele.

 

 

Finnick: Olha, você sabe que o que você fez não chega nem perto disso, né?

 

 

Mason: Eu vou fingir que você não tá falando isso.

 

 

Finnick: Ok, ok, vamos tentar uma coisa diferente. Mason, você era o diabo quando criança, e agora se faz de bobão inocente de coração puro.

 

 

Mason: Trocamos de papel, então.

 

 

Finnick: Ah, você sabe que foi brincadeira. Você ria disso quando a gente estava no ensino médio. 

 

 

Mason: Antes da Mine, lembra? Se fosse só você, tudo bem. Mas claro, você tinha que usar a Mine contra mim.

 

 

Suspiro, sorrindo de leve.

 

 

Finnick: Você vai esquecer isso amanhã, né?

 

 

Mason: Você me drogou? - Ele ri.

 

 

Levanto, dando um soquinho no ombro dele.

 

 

Finnick: Te vejo por aí.

 

 

Saio, voltando para onde a Mine estava.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...