1. Spirit Fanfics >
  2. Pequeno Grande Derek. - Sterek >
  3. POP. Problemas oficial do Pack.

História Pequeno Grande Derek. - Sterek - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - POP. Problemas oficial do Pack.


— Ele é tão miúdo. — A garota o examinava o segurando na ponta dos dedos.  — Como diabos isso aconteceu? — Questionou o colocando na mesinha de centro e Derek respirou fundo. 

— Eles estavam enfrentando uma bruxa, ela ia atingir o Stiles e nesse mesmo momento eu entrei na frente e matei ela. — Derek falou sério e a garota que até então o olhava, começou a rir. 

— Puta merda, ele tá parecendo o Simon de o Alvin e os esquilos falando. — A garota zombou fazendo Stiles rir e assentir concordando. 

— Era esse que estava faltando para a lista extensa pequeno polegar. — Stiles falou risonho olhando para Derek que brilhou seus olhos em vermelho. — Uis, ele ficou irritado. 

— Quando eu crescer eu vou te matar, Stiles. — Derek ameaçou fazendo Stiles rir. 

— Eu, Jesus, isso está muito bom. — A garota murmurou ainda rindo. 

— E quem é você mesmo? — Derek questionou e a garota apenas riu mais, ficando vermelha de tanto que riu. 

— Eu não, eu não posso ficar aqui, — Ela falou ofegante e se encaminhou para a porta da sala. — Eu vou ligar para o Max. — Avisou secando uma lágrima e Stiles assentiu segurando o riso. 

— Vai, pode rir. — Derek falou revirando os olhos e Stiles negou com a cabeça mordendo os lábios e respirando fundo. — Eu deixo, mas saiba que quando eu crescer eu vou te matar. — Ameaçou, Stiles não aguentou e começou a rir, a voz de Derek estava muito engraçada e depois do comentário da amiga estava impossível não associar a voz de Derek com a voz do esquilo. 

— Eu te fazer assistir Alvin e os esquilos só para você ter uma noção do quanto a sua voz está parecida, puta merda. — Stiles riu se sentando no sofá e Derek se permitiu olhar para ele e ver o quão belo era o mais novo com aquele sorriso nos lábios, mesmo que o motivo fosse a zombaria de sua situação. 

— Quem era aquela garota? — Questionou depois de um tempo e Stiles viu pela janela da sala a amiga conversando com alguém pelo telefone. 

— Layla, eu a conheci um pouco depois que você voltou para o México. — Stiles responde. — Ela é gente boa, está falando com o marido nesse momento. 

— Então ela é casada. — Murmurou Derek pensativo. — Bom.. Muito bom. 

— O que é bom? — Stiles questionou voltando sua atenção para o pequeno Derek que deu de ombros. 

— Nada muito importante. — Derek respondeu e Stiles entre cerrou os olhos na direção dele. 

— Então tá, pequeno polegar. — Stiles soou desconfiado fazendo Derek desviar o olhar e depois desviou o olhar para o teto ficando pensativo. — Por que você voltou? 

— Estava cansado de brincar de gato e rato com Kate e decidi voltar. — Derek omitiu o real motivo sem deixar de dizer a verdade. 

— Huh, entendo. — Stiles murmura. 

— E você? — Derek questionou e Stiles o fitou confuso. 

— Como assim e eu? — Stiles devolveu a pergunta e Derek deu de ombros. 

— Você voltou também, por que? — Reformulou a pergunta e Stiles pareceu pensar. 

— Senti saudade de casa. — Respondeu e Derek assentiu. 

— Apenas isso? — Questionou esperançoso. 

— Senti falta dos filhotes também. — Respondeu e Derek assentiu segurando naquela pontinha de esperança dele ter sentido a sua falta também. — E você? 

— Eu o que? 

— Só sentiu falta da cidade ou de algo além disso? — Stiles questionou e Derek não conseguiu ler os sentimentos do castanho com clareza devido ao seu tamanho e amaldiçoou aquela bruxa maldita por isso. 

— Pode-se dizer que eu voltei por alguém também. — Derek respondeu e Stiles apenas assentiu. 

— Breaden vai ficar muito feliz quando te ver, digo, quando você voltar ao normal. — Stiles diz e Derek franze o cenho. 

— O que? Ela está na cidade? — A surpresa na voz de Derek deixou Stiles visivelmente confuso e Derek se lembrou que um dos fatores por ele se apaixonar por Stiles era que na maioria das vezes nem precisava sentir o cheiro químico das emoções dele, os olhos e as expressões faciais eram fáceis de se ler. 

— Pensei que vocês tinham combinado de voltar, ela apareceu pouco depois da bruxa, faz umas duas semanas que ela está na cidade, por que está surpreso? Vocês não estão juntos? — Stiles questionou e Derek negou. 

— Não, eu nunca estive com ela, aquela puta me passou a perna no México quando estávamos atrás de Kate e fugiu com a vagabunda da Argent junto com as garras da minha mãe e a caixa que mantém o Nogitsune. — Derek responde e Stiles arregalou os olhos. — Um dos motivos de ter voltado além da saudade, e da pessoa que falei, foi para vir falar com o Argent e o Peter sobre isso. — Continuou e Stiles o encarou. 

— Por que aquela vaca pegou as garras da sua mãe e o Nogitsune? — Stiles questionou confuso e Layla entrou na casa com os olhos arregalados. 

— Temos um problemão. — Avisou e Stiles suspirou fechando os olhos passando as mãos no rosto. 

— Deixa eu adivinhar, começa com P,  tem O no meio e termina com P. — Stiles falou e Layla franziu o cenho. 

— Puteiro Ocidental da Putaria? — Layla questionou confusa fazendo Stiles e Derek rir. 

— Não garota, Problemas Oficial do Pack. — Stiles respondeu rindo ao se levantar e pegou Derek com delicadeza tomando cuidado para não o machucar. 

— Ah, faz mais sentido. — Layla murmurou e depois assentiu. — E sim, é um problema com o Pack. 

— E o que houve? — Stiles questionou colocando Derek no bolso do peito da camisa xadrez que usava e Derek pensou em reclamar, porém o cheiro e o coração de Stiles perto de seu ouvido tirou qualquer tentativa de oposição sobre aquilo. 

— Eles pegaram a Kate. — Layla respondeu e Stiles arregalou os olhos junto de Derek. — E mataram a Braeden. — Falou e ambos os dois arregalaram mais ainda se possível os olhos. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...