História Pequeno insano ( jikook ) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtanboys, Bts, Flex, Gay, Jeonjungkook, Jikook, Lemon, Parkjimin, Romance, Yaoi
Visualizações 304
Palavras 3.347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi

desculpem pela demora de UMA semana inteira sem capítulos, mas expliquei antes, espero que vocês estejam entendendo meu lado <3 e não, eu não desisti da fic, ela está aqui

não tão linda e maravilhosa, mas eu espero que vocês gostem

desculpem-me qualquer errinho, não tenho muito tempo para revisar então já sabem

boa leitura xuxus <3

Capítulo 11 - Cala a boca, Park Jimin


Fanfic / Fanfiction Pequeno insano ( jikook ) - Capítulo 11 - Cala a boca, Park Jimin

 

Jungkook tomou um susto assim que Jimin entrou no banheiro, onde o mesmo estava sentado com as costas encostadas no balcão da pia. 

--Toma suas cois... Wow. - o ruivo arregalou os olhos ao ver a situação de Jungkook bem em sua frente, com seu pênis explícito e a mostra. -Que grande, hyung. - concluiu o ruivo com um leve sorrisinho entre os lábios. 

Jungkook arregalou os olhos com o rosto já corado, então, engoliu a saliva em seco e pegou rapidamente a toalha da mão do pequeno e a colocou na cintura, tentando esconder o desastre. 

-O que... Quem mandou você entrar? - disse enquanto ainda ajeitava a toalha em sua cintura desesperadamente enquanto o ruivo só fazia rir do nervosismo aparente do maior. 

-Você não trancou a porta, então... 

-Você devia ter batido! - bateu os pés. 

-Se eu tivesse batido eu não teria te visto pelado. - explicou o ruivo com um sorrisinho malicioso entre os lábios.
Jungkook novamente engoliu o tanto que saliva que formava em sua boca, sentindo-a descer seca pela garganta e logo depois, suspirou pesado. Abriu a boca três vezes antes de conseguir falar alguma coisa, e quando falou, não pediu nada mais nada menos para que Jimin saísse logo do local e o mesmo -como sempre- negou descaradamente.

Era brincadeira, claro, Jimin decidiu obedecer  alguns minutos depois que Jungkook pediu novamente e dessa vez, transparecendo mais desconforto e ele entendeu perfeitamente, mas não podia dizer que não queria ter visto mais, porque ele queria.

E como queria. 

Mas por enquanto ficaria só com o desejo mesmo.

O ruivo foi até a porta do banheiro, onde abriu a mesma mas não saiu de imediato, ficou um tempo parado na porta até que resolveu falar oque estava entalado na garganta.

-Hyung. - com o corpo virado para Jungkook, o ruivo falou e logo depois olhou para o moreno novamente, e dessa vez, com um leve sorrisinho malicioso nos lábios. Encarou Jungkook de cima a baixo e focou na toalha verde amarrada em sua cintura. -Acho melhor cuidar disso antes. - disse sorrindo ao se referir ao pênis ereto de Jungkook quase se sobressaltando pela toalha. 

O maior corou imediatamente quando viu a sua própria situação, arrancando um sorrisinho malicioso e abafado de Jimin antes dele sair do banheiro batendo a porta com força bruta, causando um barulho estrondoso que até fez Jungkook se assustar com direito a um pulinho de leve.

Jungkook fechou os olhos e suspirou.

Merda. 

Seu pênis estava dando sinal de vida só por conta disso? Qual é, Jungkook!

-Aish! - indagou baixo, jogando a toalha na privada fechada e encarando o amiguinho abaixo com decepção. -Esperava mais de você, esperava mais. - encarou seu amigo de baixo enquanto levantava o dedo para ele.

Parecia que estava falando com alguma criança.

-Jungkook, você está falando com seu pênis? - escutou a voz de Jimin abafada vindo de fora, porém clara o suficiente para o moreno entender e presumir que o ruivo ainda estava na porta. Oque era verdade porque ele ainda estava na porta. 

Jungkook revirou os olhos e resolveu ignorar oque o menor dizia, então, com isso, ignorou também o fato de seu pênis estar latejando forte mesmo estando sem nada o cobrindo e fechou forte os olhos ao sentir a cueca boxer azul marinho roçando contra seu membro, dando um suspiro pesado de alívio no final.

-Pense em coisas nojentas Jungkook-ah! Ajuda! - disse Jimin, novamente. 

Mas que merda ele ainda estava fazendo ali? 

E que merda ele estava falando? É ridículo, não é? 

-Talvez não seja tão ridículo assim. - sussurrou para si mesmo, duvidoso, mas balançou a cabeça logo depois que deu conta do que estava pensando. -Não, não, é ridículo sim. - confirmou. 

Jungkook vestiu rapidamente a camiseta que Jimin traira para ele -coincidentemente a camiseta que Jungkook não suportava usar porque era brega demais- e abriu a porta se deparando com o ruivo intertido e de braços cruzados encostado na parede de frente ao banheiro.
Revirou os olhos e saiu andando, acompanhado de um gnomo ruivo e feliz andando atrás de si.

-Você pensou em coisas nojentas? - perguntou Jimin, sem disfarçar o sorriso divertido que estava no rosto. Era divertido provocar Jungkook e Jimin sabia muito bem disso.

O maior demorou um pouco para responder, afinal, ele não pensou, mas cogitou a ideia de pensar e para ele isso era bastante constrangedor. 
-Não, Jimin, não pensei! - respondeu seco.

Jimin bufou e se jogou forte no sofá uma vez que ele já estava ao seu alcance. Já Jungkook, apenas se direcionou a escada, fazendo com que Jimin o olhasse torto.

-Você já vai dormir? - perguntou o ruivo com o cenho franzido.

Ainda era cedo, por que diabos Jungkook iria dormir agora?

-Uhum. - assentiu Jungkook coçando o cabelo e já subindo alguns dos muitos degraus da escada.

-Ah mas ainda ta cedo. - olhou o relógio que marcava mais de dez da noite. Certo, talvez nem tão cedo assim -Assiste comigo, hyung! - disse empolgado, mas tinha quase certeza que sua empolgação não iria funcionar com o maior.

Jungkook parou na metade e procurou os olhos brilhantes de Jimin em meio ao espaço enorme da sala, e quando achou, fez sua famosa cara de deboche e cruzou os braços.

-Você vai querer me estuprar, tarado! - brincou, arrancando um risinho de Jimin.

A essa altura, Jungkook sabia que Jimin era gay, claro, quem não saberia? Mas ele felizmente não tinha problema com isso, do mesmo jeito que não tinha problema em ouvir Jimin o flertando sempre, mas por agora ele só queria descansar, cuidar de Jimin não é tão fácil. 

-Deus me livre mas quem me dera. - respondeu o ruivo ainda com um sorriso entre os lábios.

Jungkook deu um leve risinho simpático andes de sair subindo o restante dos degraus e indagar um '' boa noite '' forte para que Jimin pudesse escutar. 

Sem mais nem menos, foi até seu quarto e nem se preocupou em arrumar a cama para dormir, se jogou na mesma e apenas colocou o edredom em cima de si, cobrindo todo o seu corpo e aninhando mais a sua cabeça no travesseiro mácio e fofinho da cama. 
 

***

-Hyung, eu quero mais sorvete! - falou Jimin pela 1827187 vez só naquela manhã, já tirando a pouca paciência que Jungkook tinha.

-Eu já coloquei 3 sorvetes no carrinho, Jimin. E para que diabos tu precisa de mais sorvete se está frio? Quer ficar doente é? - falou quase bufando enquanto empurrava o carrinho de compras na seção de produtos de cozinha, lendo a listinha que Min-ha havia deixado na geladeira e acrescentando no carrinho oque estava faltando em casa. 

-Eu não ligo se está frio, omma sempre me deixou tomar sorvete mesmo quando estava nevando! - protestou fazendo beicinho e se colocando na frente do carrinho, empatando Jungkook de movê-lo. Parecia uma criança de 5 anos quando sua mãe não deixava comprar oque queria, adorável porém irritante.

-Eu já disse que não sou sua omma. - falou debochado, movendo o carrinho para o lado de deixando Jimin com cara de paisagem. 

-Aish! - bateu os pés, protestando, mas Jungkook nem se deu conta de importar, oque fez com que Jimin agora fechasse a boca e emburrasse a cara,

Jungkook continuou vendo a lista e acrescentando as coisas no carrinho quando foi para a outra seção, agora de limpeza. 

-Meu senhor Jesus Cristo, que caro. - indagou ao pegar o lava roupas líquido que Min-ha usava -que também era o mesmo que a sua mãe usava, porém nunca havia visto o preço, até agora. -Como esse povo consegue gastar tanto dinheiro assim? Nossa senhora. - falou aquele que vivia em festas caras bebendo das melhores bebidas e comprando das melhores bolsas, isso é, a um ano atrás quando ele não estava de castigo. -Jimin, você sabe onde tem aquela... - disse entertido olhando as coisas ao seu redor. Mas se assustou quando virou o rosto e não viu mais o ruivo ao seu lado. -Ué.. Jimin? - falou alto esperando por uma resposta. Mas não a teve e isso fez com que seu sangue subisse, aliás, o mercado era enorme, se Jimin se perdesse ele estaria lascado para procurar. -Jimin? - saiu andando com o carrinho, procurando pelo menino.

Agora pronto, adeus salário. 

-JIMIN! - gritou novamente, dessa vez, quase correndo pelos corredores extensos do mercado. -Ah mas.. Jimin! - disse quando viu o garoto parado em frente aos congelados, falando com alguém totalmente desconhecido para Jungkook.

O moreno foi até ele rapidamente, e o mesmo levou um susto ao sentir o carrinho se chocando contra suas costas.

-Jimin, caralho de asa! Quem mandou tu sair de perto? Jesus amado, garoto! Quer me matar do coração? Eu hein. - falou Jungkook, interrompendo a conversa de Jimin e ignorando completamente o fato de que ele estava conversando com alguém desconhecido.

-Calma, Jungkook, nossa, não é pra tanto.

-Como não é pra tanto? Se eu te perdesse eu ia dar adeus ao meu salário, então é claro que é pra tanto!

-Você tava preocupado com o salário e não comigo? Que gentil. - debochou e virou a cara indo novamente conversar com o garoto que estava em sua frente.

E só agora que Jungkook reparara sua presença ali novamente, então olhou para o homem alto e moreno que mantinha um sorriso enorme no seu rostinho largo. Tinha os cabelos ruivos mas não tão vermelhos como o de Jimin, e vestia roupas desleixadas porém com muito estilo, isso Jungkook tinha que concordar.

-Hum-rum. - arranhou a garganta, interrompendo novamente a conversa dos dois e fazendo com que ambos o olhassem torto.

A conversa que Jungkook nem estava prestando atenção apesar de estar praticamente entre os dois.

-Que foi, Jungkook? - retrucou Jimin, revirando os olhos.

Jungkook até ia falar, mas foi interrompido pelo ruivo diante de Jimin antes mesmo de deixar escapar uma palavra da sua boca. 

-Você deve estar ocupado Chim, acho que a gente deve conversar outra hora, eu passo na sua casa se quiser. - finalmente Jungkook pôde escutar a voz do cara, e para sua surpresa -ou não-, sua voz causava arrepios em qualquer um, até mesmo nele. Digo, em Jungkook. 

Jungkook franziu o cenho.

Que negócio é esse de passar em casa? 

Sem mais nem menos, o moreno se pronunciou também.

-Posso saber quem é você? - perguntou seco para o garoto.

Jungkook tinha essa mania de não ser simpático com ninguém que ele não conhece, fazer oque.

-Eu sou..

-Ele é meu amigo, Jungkook - dessa vez foi Jimin que interrompeu a conversa dos dois, fazendo com que Jungkook o olhasse desentendido. 

-Sou Hoseok. - sorriu o garoto, estendendo a mão para Jungkook que sim, hesitou um pouco mas logo depois a segurou e fez uma pequena reverência quando viu o ruivo também fazendo. -Prazer. - falou.

-Claro, claro. - fingiu simpatia e forçou um sorriso amigável.

-Acho que já vou indo, Chim. Depois passo na sua casa, se quiser. - o aparentemente mais velho falou novamente com um sorriso amarelo no rosto. 

Jimin apenas assentiu e acenou um tchau para o ruivo, que saiu segundos depois e desapareceu com seu carrinho de mão em meio a tantos corredores longos do mercado. Logo Depois, o menor se virou para Jungkook e ignorou completamente sua figura ali então foi andando na frente, deixando o moreno lá plantado e sem entender nada. 

-Jimin! - gritou, indo atrás do mesmo. -Jimin! - disse novamente assim que chegou perto o suficiente do menor, empurrando o carrinho quase lotado bem ao seu lado, mas o menor nem ligou para sua presença e apenas andou um pouco mais rápido que o normal, oque fez Jungkook brevemente revirar os olhos. -Oh caralho de asa!

-Que foi Jungkook? - perguntou Jimin já impaciente e virando para Jungkook assim que ele parou o carrinho. -Fala! 

-O que foi? Tá com raiva? 

-Tô - respondeu ligeiramente.

Ué.

-Que? Por quê? 

-Porque você fez ele sair!

-Ele quem?

-O Hoseok, sua anta!

-Hoseok? - pensou. -Ah mas eu nem conhecia ele...

-Mas eu conhecia, e eu gosto dele! Estávamos tendo uma conversa maravilhosa depois de 1 mês sem nos falarmos eai você chega e faz ele ir embora, seu.. seu.. Aish! - resmungou e saiu andando novamente, andando não, batendo os pés. 

-Jimin, perai.. - falou novamente enquanto lutava com o carrinho para se aproximar do menor.

Jimin realmente estava com raiva, afinal, ele estava falando sério. Sempre teve uma queda por Hoseok no colégial mas disfarçava muito bem então por isso ele nunca havia notado, e por uma parte era até bom ele não notar porque até onde Jimin sabia Hoseok não era gay.

Oque era realmente uma pena para Jimin, e de certo modo para Hoseok, porque segundo o menor, ele não sabe oque está perdendo.

-Oque foi? - resmungou novamente, mas dessa vez, sem olhar para Jungkook.

-Olha, desculpa.. Eu não queria, você sabe, fico preocupado quando vejo alguém que não conheço falando com você e aquele lá tem cara de tarado. 

Jimin não queria, mas tinha que concordar. Hoseok realmente tem uma carinha de quem fode todo mundo pela frente, oque é verdade, ele realmente fode todo mundo que vem pela frente. Todo mundo menos Jimin.

-Você não é meu irmão Jungkook, é so meu babá. E outra, eu converso com quem eu quiser, não tem necessidade de se intrometer, tá? Eu hein. Que saco! Você poderia ser simpático pelo menos uma vez na vida, Jungkook.

Caralho, ele realmente tá com raiva. - pensou enquanto coçava a cabeça.

Jungkook suspirou.

-Tudo bem, desculpe. Vou ser mais simpático na próxima vez. - forçou um sorrisinho amarelo.

Jimin sorriu. 

Não o sorriso de olhos que ele possuía, mas sim um sorrisinho de simpatia, oque foi realmente muito fofo, afinal, Jimin era todo fofo. 

Os dois seguiram andando pelos corredores calados, Jungkook pegava as coisas que faltavam na enorme lista e as colocavam no carrinho, quase nem piscava, só saía pegando aquilo que tinha o mesmo nome sem mesmo se importar com o preço, claro, Min-ha deixara um de seus milhares de cartões em casa porém apenas para compras necessitas, que no caso é essa, e Jungkook não podia reclamar do limite até porque o cartão possuía um bom limite de crédito, o suficiente para pagar todas as 500 coisas que estava no carro. 

O moreno agora se encontrava no caixa, recebendo a ajuda quase inútil de Jimin -porque o mesmo até agora só havía pego a caixa de leite- para colocar o restante das coisas no caixa, e quando enfim terminou depois de 6 reclamações de pessoas diferentes pedindo para andar logo com a situação, ele pagou e colocou as sacolas no carrinho. Lá fora, teve que pedir um táxi, apesar do mercado ser perto, os dois não eram páreo para segurar um monte de sacolas e tirando isso, Jungkook tinha certeza que teria que fazer tudo sozinho conhecendo a figura de Jimin. 

Não demorou muito para chegarem em casa, receberam uma breve ajuda do motorista para deixar as coisas dentro e Jungkook até lhe ofereceu mais dinheiro como gratidão, porém o mesmo não aceitou e foi para o seu carro, saindo com o mesmo minutos depois. 
Diferente de Jungkook, Jimin entrou na frente e o deixou lá conversando com o motorista, então foi direto para o banheiro escovar seus dentes com a pasta nova que havia comprado e logo depois que saiu do banheiro, avistou Jungkook pra lá e para cá, da cozinha pra sala e da sala pra cozinha. 

-Quer ajuda? - retrucou o ruivo, se aproximando de Jungkook que agora estava com 3 sacolas em mãos indo em direção à cozinha. 

-Não precisa, obrigada. - forçou e claro que Jimin percebeu. O moreno já estava ficando vermelho de tanto peso e força que botava para falar.

Jimin revirou os olhos.

Teimoso.

O ruivo sem mais nem menos, pegou uma sacola da mão de Jungkook abruptamente e logo depois pegou mais algumas que estavam no chão fazendo com que Jungkook o olhasse torto e duvidoso.

-Oque? - retrucou e Jungkook negou com a cabeça, sinalizando que era um nada. 

Jimin ajudou Jungkook a colocar todas as sacolas na cozinha e arrumar tudo no balcão, e depois que terminou, subiu em um espacinho que havia no balcão e se sentou no mesmo, arfando logo depois.

Observou Jungkook que parecia concentrado organizando as comidas nos armários e sorriu ao ver a figura adorável que ele ficava quando estava concentrado.

-Do que está rindo? - retrucou Jungkook sem tirar os olhos do armário aberto.

-De você. 

-Eu sou palhaço é? 

-Não. - sorriu. -Mas se fosse seria mais fácil. 

Jungkook o olhou torto e largou as coisas no balcão.

-Mais fácil por quê? - perguntou desentendido enquanto cruzava os braços.

-Seria mais fácil se você fosse um palhaço, só assim eu não teria vontade de tirar toda sua roupa, ao invés disso, eu teria vontade de rir de você. - falou sincero fazendo com que o moreno arregalasse os olhos.

Certo, Jungkook estava acostumado com os flertes de Jimin para cima dele, mas por essa ele não esperava. 

Jungkook até abriu a boca para falar, mas como sempre, foi interrompido antes de alguma palavra sair. 

-Mas tudo bem Jungkook. É melhor assim, você dizendo que é hétero e não me dando mole, sério, é realmente melhor assim. - retrucou baixo, transparecendo agora um tom mais grave que o normal. 

-Jimin.. - falou se aproximando, oque Jimin nem notara pois o mesmo estava concentrado em suas próprias palavras. 

-Não, Jungkook. É realmente mais fácil para mim pois sei que se eu pensar que você é realmente hétero, não tenho chances nenhuma e isso facilita muito para mim, claro, me deixa triste, mas eu estou acostumada, pelo menos não vou precisar correr atrás de você. - abaixou a cabeça. 

-Jimin.. 

-Mas caralho Jungkook, você... você é tão lindo, puta que pariu! Já faz mais de uma semana que você está aqui e sinceramente, minha vontade de te beijar é tão grande, tão grande Jungkook que você não tem ideia. Quando te vi pela primeira vez eu nem pensava que você seria isso tudo mas agor...

Sem mais nem menos, Jungkook avançou para Jimin e colou seus lábios ligeiramente contra os do ruivo falante em sua frente, o calando de uma vez por todas. 

Jungkook o beijou, interrompendo todo o falatório que ele estava fazendo.

Interrompendo todos os pensamentos que ele estava tendo.

Interrompendo todos os sentimentos ruins que estavam agindo dentro dele.

Interrompendo tudo.

Ele o beijou. 

E é claro, Jimin ficou surpreso, tão surpreso que nos primeiros 4 segundos nem se deu conta de fechar os olhos.

O beijo estava tão doce e tão diferente do que Jimin havia experimentado quando ele estava bêbado. Estava tão sensível, não pedia passagem com lingua nem nada, no momento apenas tinha seus lábios úmidos colados contra os do moreno a sua frente. 

E dessa vez, Jungkook não se sentia nada culpado, errado ou alucinado. Não, ele estava sóbrio, tinha juízo e sabia exatamente oque estava fazendo, tinha total coinciência de que estava beijando a Jimin e não a qualquer pessoa. 

Jimin sentiu vagarosamente o doce gosto úmido e doce da língua do moreno passeando por toda sua boca úmida e quente. Era prazeroso, sim, era prazeroso para Jimin sentir a língua de Jungkook dançando lentamente junto com a sua e prazeroso para Jungkook poder encaixar sua boca perfeitamente com a do ruivo e sentir o breve gosto docinho mas ao mesmo tempo amargo que Jimin possuía. 

O fazia querer mais, o fazia querer sentir mais.

E acredite, mesmo sem quase esforço nenhum, mesmo que o beijo esteja sendo calmo, seus pulmões já estavam sedentos por ar fresco. 

-Jungkook.. - falou Jimin, quebrando o beijo e já ofegante. O menor colou sua testa com a do moreno, ainda de olhos fechados respirando fundo enquanto procurava bruscamente por algum ar. 

-Cala a boca e me beija, Park Jimin. 










Notas Finais


so digo uma coisa: se preparem que agora vai srsrrsrss

até o proximo cap xuxus <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...