História Pequenos Segredos - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Idade Média, Período Medieval, Taekook, Vkook
Visualizações 3
Palavras 1.016
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


SUGESTÃO DE TRILHA SONORA PARA LER O CAPÍTULO:
https://youtu.be/qM8JQC5G4

Capítulo 4 - A Taverna dos Amantes


Fanfic / Fanfiction Pequenos Segredos - Capítulo 4 - A Taverna dos Amantes

Ser casado por anos é bem complicado. Se a convivência no trabalho em si, já podia ser difícil, imagina ter que conviver com alguém 24 horas por dia. Chega uma hora que as brigas e desentendimentos simplesmente começam e ficam mais e mais frequentes, isso é completamente normal.

Com 4 meses de "casados", logo que Hoseok começou com seus sintomas, Park Jimin, começou a passar mais e mais tempo na taverna onde ainda trabalhava, agora, sozinho e sentindo a falta de seu amado. Ele começou a beber mais e mais e passou a nem ligar para o que os clientes faziam ou deixavam de fazer, o que causou brigas, até mais do que costumava ter antes.

As brigas de casais eram as mais frequentes, a mulher descobria que o marido estava bebendo com os amigos em vez de ir comprar comida para seu bebê, como havia dito. Descobria que ele estava tendo um caso. Ou, até mesmo, que ele estava espalhando boatos sobre ela e a vida pessoal, e/ou até mesmo sexual, dos dois.

Em um específico dia, dois homens, aparentemente um casal homossexual, estava discutindo sobre alguma coisa. Jimin não conseguia simplesmente deixar isso para lá como fazia com os outros casais. Talvez por identificar a cena como o seu próprio relacionamento dele com Hoseok.

Ele se aproximou do casal, mas não interviu. Um dos garotos, de olhos e cabelos negros, saiu furioso da taverna enquanto o outro, de cabelos castanhos e pele extremamente clara, sentou-se perto de Park Jimin.

- Dia difícil? - Perguntou Jimin ao garoto.

- Nem me fale. - O garoto levantou o olhar até Jimin. Seus olhos cheios de lágrimas.

- Seu cônjuge? - Perguntara curioso.

- Agora ex. - Ele suspirou e abaixou a cabeça. Uma longa pausa.

- Sou Park Jimin. - Lhe estendeu a mão.

- Min Yoongi. - O garoto lhe cumprimentou e forçou um sorriso apenas para ser educado.

Mas a noite não acabava ali, muito menos a relação dos dois. Pelo contrário, estava apenas no início.

(...)

Park Jimin ouvira seu cônjuge lhe chamar, queria voltar e ver o que aconteceu, lhe dizer a verdade que ele tanto queria ouvir, mas seu corpo não aceitava isso. Seu corpo queria que ele fosse pra outro lugar, o lugar que, agora, era seu porto seguro. A casa de Min Yoongi.

Os dois se encontravam todos os dias na taverna e quando fechava, iam para a casa de Yoongi. As vezes Jimin dormia lá, mas na maioria das vezes, voltava de madrugada para seu verdadeiro "lar", com seu verdadeiro cônjuge.

No começo, quando eles tinham acabado de começar com esse caso, Jimin evitava Min Yoongi o máximo que podia. Mas o de pele extremamente clara não aceitava isso tão facilmente e continuava a insistir no outro. Não demorou muito e Park Jimin simplesmente parou de evitar seus instintos e começou a ter realmente um caso com Min Yoongi. Oficialmente.

Park Jimin bateu forte na porta que tanto vira esses últimos meses.

- O que houve? Jimin? Está tudo bem? - O garoto a sua frente lhe encarava assustado.

- Ele sabe. - Disse apenas.

- Ele? Quem? Jung Hoseok? Como ele soube? - Perguntou calmamente entrando em sua casa e se sentando à mesa. Park Jimin fez o mesmo.

- Eu não sei. Não sei nem a quanto tempo sabe. - Ele abaixou a cabeça. Yoongi começou a lhe fazer um carrinho. - Eu não queria que esse momento chegasse.

- É natural que isso iria acontecer em algum momento. - Reconfortou-o.

- Mas por que tinha que ser assim? Por que agora? - Ele se sentia culpado, mesmo que sua relação com Hoseok não fosse lá uma das melhores, Jimin não queria o magoar, não gostava do que tinha feito... mas na verdade, ele, la no fundo, também não se arrependia.

A verdade é que ele queria ter os dois, tanto Jung Hoseok quanto Min Yoongi, e não conseguia aceitar que não poderia, até porquê, no final, nem sempre todos podem ser felizes.

- Você pode ficar aqui essa noite, se preferir. - Disse Yoongi calmamente.

- Obrigada. Por tudo. - Sorriu fraco, mas ainda assim sincero, sendo retribuido pelo mais velho. - Eu realmente não sei o que fazer Yoongi. - O mais velho apenas o abraçou sincero.

- Vai ficar tudo bem.

(...)

Era a hora de voltar para casa agora. Já estava muito tarde e Hoseok provavelmente está na cama, dormindo. Jimin preferia assim, em sua cabeça, se imaginava acordando o outro gentilmente e lhe explicando toda a situação. Mas seu subconsciente sabia que ele não conseguiria o acordar, não suportaria isso.

Ele se aproximou da porta da frente da casa. Será que ele deveria bater? A casa ainda era dele na teoria, mas as coisas ainda estão "normais"?

Não. Jimin decidiu não bater. Certo, apenas entrar. Mas e agora? Deveria chamar Hoseok?

- H-Hoseok? - Droga, sua voz falhara, insegurança. - Hoseok? - Chamara de novo. Ninguém respondia.

Park Jimin caminhou lentamente para o quarto dos dois e avistou Hoseok deitado na cama, dormindo, como previsto. Ele se aproximou do maia velho e brincou com seus fios de cabelos fracos.

- O que aconteceu com você, Hobi? - Sussurrou para si mesmo. - Você nunca mais sorriu. Isso é culpa minha? - Ele se ajoelhou ao lado da cama, olhando melhor seu rosto. - Está tão pálido, tão fraco, tão... Tão sem vida. - Isso doía. Mesmo que não sentiase mais paixão por Hoseok, pensar aquilo dele doía.

Ele ficou o admirando durante alguns longos minutos. Por fim, suspirou, se levantou, beijou sua testa e saiu.

- J-Jimin? - Hoseok soltou abrindo os olhos lentamente.

- Sim? - Olhou para o mais velho. O coração acelerado.

- Você está tendo um caso, não está? - Ele se esforçou ao máximo para se sentar na cama.

Park Jimin virou seu corpo completamente para o mais velho. Suspirou pesado e concordou com a cabeça.

Jung Hoseok continuou o encarando, forçou um sorriso triste, acentiu e se deitou novamente para dormir enquanto o outro se virava e saía do local, voltando para a casa de Min Yoongi, como de costume.

O peito de ambos doía muito. Mas isso devia ser feito, esse momento iria chegar mais cedo ou mais tarde, como consequência, isso era inevitável. 


Notas Finais


Ignorem qualquer erro, espero que tenham gostado e até o próximo capítulo :33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...