História Pequenos suicidas da noite - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Suícidio
Visualizações 12
Palavras 640
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Álcool, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Sonata da morte - One Shot


Fanfic / Fanfiction Pequenos suicidas da noite - Capítulo 1 - Sonata da morte - One Shot

.Sonata da morte.

Pelas ruas andava uma pequena menina seu nome Ahmya, seus pensamentos não mudavam des do dia quando começou a se sentir só. 

Sempre com uma máscara no rosto, braços enfaixados e o corpo todo coberto quando criança lá pelos seus 7 a 8 anos era constantemente abusada e espancada, seu pequeno corpo era invadido só de lembrar no meio da rua começava a chorar baixinho.

Chegava em seu apartamento as presas, tirava a blusa de frio e jogava para qualquer canto e ia para o seu quarto "Sozinha de novo" foi o que disse entre suas lágrimas. Tirava a faixa do braço e novamente voltou a se corta algo que jurou para si mesma que não iria fazer de novo.

Pegava a garrafa de wisk que estava ao lado dela e começava a beber no gargalo, sabia que quando aquele fosse ali ver a mesma seria espancada novamente. Então se levantou enfaixado os  braços novamente escondendo a garrafa e arrumando a bagunça dela.

Talvez antes dele chegar Ahmya poderia fazer algo e esse algo era se matar, não aguentava mais chorar pelos cantos do apartamento, se cortar no meio do banho, beber para tentar afastar as magoas e tomar remédios contra sua depressão profunda.

Ouviu o som da porta se abrir e viu o homem a olhar um olhar frio e sinistro para a jovem, se o olhar do homem estava assim significava que ele nn estava bem, estava com raiva e ira descontar tudo nela seus roxos e cicatrizes iram ganhar novos companheiros.

Um som familiar vinha o som da chuva e de trovões, foi o que ela ouviu antes de escutar o som do abajur ser atacado contra a mesma ela se defendeu colocando os braços contra o rosto ferindo-se.

Seu cabelo agora era brutalmente puxado, ela foi arrasta para um quarto e jogada contra a parede e o homem que nem se importava com a menina começou a bater nela, xingala e chutala. 

"Para..." foi o que ela disse e quase desmaiando olhou para o chão e viu o seu próprio sangue lá, e a última coisa que se ouvia naquele quarto era o som da chuva.

Quanto em si tudo isso começou? Pq foi morar com aquele homem? Pq não foge? Pq não se mata logo? Era novamente as vozes em sua cabeça acordava chorando e com dores em toda parte de seu corpo ate sua intimidade doía, isso significava que o homem abusou dela novamente.

Toda vez que isso acontecia ele saia de casa e fica semanas sem aparecer ou vinha logo no dia seguinte para torturar e machucar ela.

"Eu desisto" Disse sozinha antes de se levantar mancando, pegando remédios e uma corta que ela tinha para se caso realmente estivesse pronta para acabar com tudo isso.

Ser um passarinho livre e talvez reencontrar seus pais novamente.

"Eu não estou sozinha..."

"Eu serei livre"

"Para ser quem realmente sou"

"A sonata da morte ira tocar no exato momento que eu me enforcar"

Quando o mundo se torna pequeno de mais as pessoas se tornam grandes de mais, pensamentos sobre a morte e tudo que desejamos a canção e a sonata da morte não sai de minha cabeça.

Pensou Ahmya antes de colocar a corda em volta de sua cabeça e se enforcar, mas antes de tudo tomou o seu último remédio para a depressão.

"Eu irei finalmente encontrar vcs"

"Eu espero que vcs estejam bem"

"Sou apenas uma pequena suicida da noite"

"Sei que nada ira mudar no mundo se eu estiver viva ou morta"

"Mas mãe eu sei que eu te amo"

"E pai me perdoe por tais atos"

"E irmã vc sempre me apoiou mesmo quando eu fazia coisas erradas"

"Agora a sonata da morte está tocando mais alto"

"Finalmente vou encontrar vcs..."

.Sonata da morte.

"Nome: Ahmya

Idade: 16 anos

Hora do óbito: 19:37 da noite

Causa da morte: Suicídio"




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...