História Percy Jackson e a Procura pelo Verdadeiro Amor - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Afrodite, Calipso, Hera (Juno), Percy Jackson
Tags Hera X Percy, Percy Love, Percy X Afrodite, Percy X Calypson
Visualizações 669
Palavras 1.665
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Droubble, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


É isso... Bem... espero que gostem. Não curto escrever essas cenas, sério... Mas as vezes é legal... Bem, não foi esse o caso. Não me senti a vontade escrevendo sobre ambos, e quase não escrevi. Por isso não ficou tão bom quanto muitos outros.

Capítulo 13 - Calor Agradável


“Tem alguma coisa de errado...” - Percy pensou, olhando pra baixo… Onde se encontrava Quione, o encarando com uma vermelhidão no rosto.

- … O que foi? - Ela perguntou, não entendendo o motivo dele parar seus beijos em seu pescoço.

Percy piscou, percebendo ter ficado tempo demais a observando.

- Nada. - Ele respondeu, antes de descer novamente e a beijar. Ambos se beijaram de forma delicada… As mãos de Percy percorriam o corpo de Quione de forma atrevida, passando pelos seios, cintura, coxa e bunda, como se ele soubesse o que estava fazendo… Ele era virgem… Ele e Quione nunca tinham feito isto…

Ao pararem de se beijar, Quione o encarou por um segundo. Seu rosto completamente avermelhado, e seus olhos contendo uma pitada de luxúria que enevoou a mente de Percy. Ele só conseguia pensar no quão bela e atraente Quione era. Seus cabelos negros e sua pele branca igual a neve criava um contraste tão único e incrível que era impossível não dizer que ela era uma Deusa linda ao ponto da perfeição.

- … Percy… Estou com calor… - Quione disse completamente perdida em sua luxúria.

O moreno ouvindo isso ficou nervoso instintivamente. Quione não gostava de calor… Ele sabia disso… Ele entendia isso…

Percy colocou as mãos com força no colchão da cama, e tentou se levantar para se afastar dela, querendo lhe deixar resfriar como ela queria… Ou ele pensava que ela queria, mas estranhamente as mãos de Quione não permitiram. Elas continuaram ao redor de seu pescoço, lhe mantendo grudado nela.

- … - Quione não disse nada, enquanto se aproximou de Percy, e deu um leve grunhido em seu ouvido, fazendo todos os pelos do corpo do jovem se arrepiar: - Me ajude a tirá-lo de mim…

Percy ficou completamente em branco por um segundo, antes de seus olhos se arregalarem.

“… An… Oh! Wow!” - A mente de Percy era lenta, mas quando ele entendeu o que aquilo significava, um tremor percorreu seu corpo e sua circulação sanguínea acelerou.

- A-Ajudo… - Percy disse nervosamente, enquanto se abaixava e começava a beijar novamente sua namorada. Quione se apertou contra Percy e colocou suas pernas ao redor da cintura do moreno, enquanto se deixava ser apertada abaixo dele.

Os dois se separaram por um segundo para tomar fôlego, e se encararam completamente anestesiados de desejo.

Quione mordeu o lábio.

“O que estou fazendo?” - Ela pensou, enquanto não conseguia controlar suas mãos de se enfiar entre as vestes de Percy, e começar a retirar a parte de cima das roupas do jovem, que não perdendo tempo fez o mesmo com as de Quione, que logo teve seus seios completamente expostos, afinal… Deusas não precisavam usar sutiã (e nem gostavam).

Quando os seios de Quione ficaram completamente livres, Percy perdeu um segundo os encararando. Eles tinham o tamanho perfeito, suavemente maiores do que as mãos dele, além de biquinhos rosados e durinhos.

- P-Perfeitos… - Percy falou, enquanto a jogava sobre a cama, e deitava-se acima dela… Só que dessa vez seu alvo não foi a boca da morena, e sim seus seios. Sua boca avançou sobre o esquerdo, enquanto sua mão direita apertou-se contra o esquerdo.

“E-Ele… Era realmente um pervertido como Gaia disse… Ele sabe exatamente o que esta fazendo...” - Quione pensou, enquanto se contorcia de prazer. Suas pernas se esfregavam de agonia devido a quantidade de excitação que descia pelas suas pernas e molhava os lençóis.

- Agh… Arh…! - A voz de Quione soava fracamente a cada gemido fazendo Percy cada vez mais excitado… Ele não conseguia se controlar quando o assunto era Quione… Ela mexia cada célula de seu ser por completo.

Uma das mãos de Percy se cansou, e começou a descer mais… Passando pela barriga e chegando a parte inferior das roupas da garota que ele ignorou por completo, já colocando sua mão por dentro dela e descendo até a intimidade, onde ele passou o dedo por toda a extensão… Do clitóris até quase a entrada de seu cuzinho.

Quione gemeu e tremeu por completo enquanto uma de suas mãos subiu e agarrou a nuca de Percy, antes de o puxar para um beijo profundo.

Uma das mãos do loiro apertava o seio direito dela enquanto a outra mão tinha dois de seus dedos acariciando a entrada encharcada de Quione.

- Pare de brincar… - Quione pediu, após um tempo.

Percy engoliu em seco… A voz dela era tão sexy nesse momento… Era tão frágil como o gelo.

O moreno acenou, antes de penetrar dois dedos de vez dentro dela e começá-la a masturbá-la com uma velocidade considerável, enquanto aos poucos ia aumentando a mesma.

Quione tinha os olhos fechados, gemendo em apreciação… Ela decidiu que não ia mais lutar contra sua vontade… Ela realmente queria isso… Ela queria fazer sexo com Percy.

O moreno continuou a masturbando por dentro das roupas, antes de se cansar e recuar até as pernas dela, onde ele com ambas as mão começou a puxar todo o restante das roupas dela e a jogar em um canto do quarto.

- H-Hey! O que pensa esta fazendo?! - Quione gritou, envergonhada. Ela estava agora completamente nua na frente dele… Fazia séculos que ela tinha sexo com alguém, e mesmo tendo nenhuma vergonha de sua figura, ficar completamente nua era algo na frente de alguém era… Estranho. Principalmente com esse sentimento estranho e persistente em seu peito.

Percy a encarou por um segundo, antes de voltar seu olhar para a intimidade da garota… A abertura rosinha e encharcada era simplesmente muito convidativa.

O moreno não disse nada, antes de se aproximar de Quione, e se colocar novamente sobre ela… Dessa vez beijando-a na boca, fazendo-a relaxar novamente. A mulher se deitou na cama mais uma vez, enquanto o moreno começou a descer por seu corpo em uma trilha de beijos e chupões pelo seu corpo até que finalmente chegou até a entrada da intimidade da garota.

Percy ofegou por um segundo até lentamente descer e passar a língua por toda a extensão da intimidade dela antes de desdicir esperimenta o gosto por completo. Sua língua penetrou dentro da intimidade dela fazendo movimentos de sobe e desce, querendo experimentar cada centimetro de dentro dela. Quione gemia de prazer, e se contorcia, enquanto apertava os cabelos dele o forçando contra a sua intimidade.

- Anh! Percy! Mais fundoo! - Ela gemeu completamente anestesiada de desejo.

Suas paredes encharcadas estavam começando a se apertar, demostrando a chegada de seu orgasmo. E esse sentimento se tornou ainda mais intenso quando Percy colocou um dedo dentro dela, começando a penetrá-la rapidamente enquanto chupava com força os lábios vaginais e o clítoris. Sua outra mão apertava com força um dos seios dela, deixando-a completamente louca.

- Percy! E-Eu vou…! - Ela não conseguiu completar a frase, enquanto sua intimidade apertou-se ainda mais antes de um esguicho sair de sua intimidade e molhar toda a parte interna da boca do moreno, que não parou de chupar nem por um segundo.

Quione soltou os cabelos de Percy, mesmo assim ele não se afastou nem por um segundo. Os seios da morena subia e descia rapidamente, enquanto ela ofegava. Percy terminou de limpar toda a intimidade de todo o liquido que ela despejou, e finalmente se afastou.

Ele encarou a mulher que corou.

- O que esta olhando? - Ela perguntou tentando soar dura. Percy sorriu.

- Nada… Só o quanto você fica fabulosa envergonhada. - Ele comentou.

Quione apertou os olhos.

- Não estou envergonhada! E termine logo esse seu serviço antes que eu mude de ideia! - Ela ameaçou… Mas era pura mentira. Ela não aguentaria parar por agora.

Percy sorriu, antes de lentamente retirar suas calças e sua cueca, ficando completamente nu. Seu membro duro pulou para fora de sua cueca, e ficou completamente erguido, pulsando.

Quione o observou, e mordeu os lábios. Aquela cena… Era excitante para dizer no mínimo.

Percy se colocou na posição de penetração, e olhou para a morena a procura de permissão.

Quione somente revirou os olhos, antes de se apoiando na cama ela empurrar seu corpo em direção do membro do loiro, fazendo o mesmo aos poucos começar a penetrá-la. Ambos soltaram o folego pesado que seguravam, enquanto sentiam seu corpo se sincronizar de prazer.

Percy começou a se movimentar dentro dela, provocando gemidos suaves de prazer de Quione. A mulher não ficou para trás, enquanto se movimentando também. Sua cintura acompanhava os movimentos de Percy em sentindo contrário ao dele, provocando mais prazer para ambos.

As unhas de Quione aprofundavam-se na pele do moreno, provocando arranhões e marcas vermelhas por toda a extensão das costas dela. Suas pernas estavam presas ao redor da cintura do corpo dele, enquanto a velocidade de movimentação dentro dela aumentava a cada segundo.

O quarto era naturalmente frio… o lugar onde eles estavam era frio… Mas ambos suavam.

Percy metia com força, não tentando ser cuidadoso a mínima, e Quione parecia gostar. Ela não queria alguém que ficasse com cuidadinho, ela queria fazer algo que lhe deixasse louca, e Percy estava fazendo certinho.

- Perseus… E-Eu estou quase lá… - De repente Quione disse… Ambos não tinham trocado muitas palavras durante o sexo.

- E-Eu também… - Ele respondeu, enquanto aumentando a velocidade.

Uma aura branca e dourada divina cobria o corpo de ambos, enquanto aos poucos o sentimento de êxtase proveniente do orgasmo atingiu ambos, fazendo seus movimentos mais lentos, e beijos mais saborosos.

Ambos permaneceram em silencio, enquanto trocando leves beijos, antes de finalmente se encararem por alguns segundos. Suados e ofegantes… Deuses eram em muitos aspectos quase normais… Eles não suavam pelo cansaço, e sim pelo calor proveniente de seus corpos divinos e pelo prazer que recebiam um do outro.

Quione sorriu.

Seu sorriso era tão belo, e isso foi a única coisa que Percy conseguia pensar.

- Quer fazer de novo? - Ela perguntou, enquanto Percy assentiu. - Ótimo, mas agora eu fico por cima.


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Mais alguns capítulos e essa fic acaba... Depois de dois anos. Puta que me pariu!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...