1. Spirit Fanfics >
  2. Percy Jackson e o Guardião do Infinito >
  3. Destruição nas terras que nunca havia pisado

História Percy Jackson e o Guardião do Infinito - Capítulo 85


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei!! Falei que essa semana iria ter capitulo galera , e aqui está , voltando a ativa novamente e a todo vapor , e espero que gostem

Capítulo 85 - Destruição nas terras que nunca havia pisado


Percy : Eba retornamos ! 

Liese : Eba ... eba ... eba nada percy , significa que agora teremos que trabalhar mais ainda 

Slyvia : è verdade , já basta a gente ter que aguentar o Caos , Ordem , a cambada toda , e agora o autor resolve voltar

Artemis : A gente , nem é tão ruim assim não !

Slyvia :É , não é você que estar num reino , que nunca ouviu falar , nunca pisou , onde o perigo é nada mais do que o dia a dia , e para pior estou sozinha ainda 

Liese : Se acalma , lembra que eu também estou sozinha 

Slyvia : Mas você é você , já é acostumada a isso 

Liese : Como é que é ?!

Percy : Vai dar merda , então estou saindo ...

Liese e Slyvia : *Pegando Percy* o senhor pode ficar ai . * Elas jogam ele na parede* . Vai ficar ai até a gente acabar , e você vai dar sua opinião no assunto

Artemis : Se lascou 

Slyvia : Vamos Percy , diga se ela não é solitaria 

Liese : EU NÃO SOU 

Liese : Percy fala que eu não sou 

Slyvia : Percy fala que é sim 

Percy : Eu só queria ta comendo um pouco de panquecas azuis 

********************************************************************************************************************************

Levante-se prisão negra de seis pontas! – E neste momento vários pilares de luz negra levantaram-se do pontos em que coloquei

 

E logo formou uma barreira com a forma de um hexágono ! – Dito isso , as correntes estavam presas na besta, começou a se ramificar e encravar nas paredes da barreira

 

Enquanto tudo isso ocorria lá dentro e a besta tentava se libertar , mas sem nenhum sucesso , eu fiz minha foice voltar para sua forma , e com as mãos nuas , eu levantei uma e colocando-a para frente eu disse

 

Espiral das 4 estrelas ! – Eu disse fazendo uma luz brilhar de minha mão , e lá dentro , surgiram 4 estrelas , era bem pequenas , do tamanho de uma bola de bilhar , essas 4 estavam emparelhadas , formando um quadrado em volta da besta , essas 4 bolas de bilhar , brilhavam uma cor branca tão brilhante, que não se condizia com o tamanho delas

 

Vão...explodam ! – Eu falei enquanto fechava minha mão e num movimento de 180 , virava ela no movimento fechado , e neste momento , essas 4 bolas tocaram o chão , e o mínimo toque delas no chão , fizeram elas explodirem , a explosão se equiparava a destruição de um país inteiro!

 

Foi tão poderosa a explosão , que a barreira ela se expandiu , quase como uma bexiga que colocar ar der repente dentro dela , mas mesmo com o poder de destruição deste ataque a barreira não explodiu , e sim o raio de ataque subiu aos céus , e de lá um enorme brilho de luz , com uma onda de vapor imenso saíram de lá , como se fosse uma caldeira preste a explodir com a pressão !

 

Enquanto a fumaça se abaixava , eu sentei um pouco no chão desértico dali , esperando para ver se o monstro havia morrido ou não

 

Tenho quase certeza que ele morreu , mas vamos ver !

 

15*Minutos depois

 

Eu estava a quinze minutos sentada bolando um plano , e vendo possíveis cenários para mim chegar no castelo , pelo que o relógio marcava , eu estava a meio mundo ainda

 

Foi quando eu escutei um estrondo vindo da barreira

 

Mas o que ? – Eu digo levantando e quando coloca meus olhos para barreira , finalmente consigo ver a criatura , já que a fumaça e poeira tinha abaixado

 

Me aproximei um pouco , e vi que a criatura estava olhando para mim , e quando eu tentei chegar mais um pouco perto , ela tentou me atacar , mas a barreira impediu , e logo me afastei

 

Parece que desse ataque você não saiu ilesa não é mesmo ! – Eu disse me afastando

 

Ela tentou se levantar para me atacar e estava conseguindo ate que a criatura foi atiginda por varias agulhas negras que eu fiz aparecer da barreira

 

E logo ela foi caindo novamente no chão

 

Isso , seja uma boa criaturinha e durma e me deixe em paz ! – Eu disse olhando friamente para ela que parece que começou a entender o que eu estava dizendo , enquanto fechava seus olhos

 

A barreira será desfeita quando eu já estiver longe , então não se preocupe , ela protegerá você de ataques de fora também , assim como você também não poderá atacar

 

Agora , bye bye – eu digo indo em direção ao Castelo

 

E depois dali , comecei a andar seguindo a marcação do relógio

 

Pvo : Liese

*Durante a abertura do portão*

 

È... rápido temos...a intrusa ! – uma voz fala isso , enquanto ao que parecia , eu estava no fundo de um mar cinza , e meu corpo subia da infinidade da escuridão logo abaixo de mim , e cada vez me aproxima mais da superfície , e cada vez mais eu conseguia ouvir com clareza que o que parecia eram 2 vozes discutindo , até que ...

 

Eu levantei meio assustada !

 

Onde eu estou? – Eu digo enquanto minha visão não estava 100% , mas logo ela foi retornando , e eu comecei a perceber aonde eu estava

 

Ah...! – Eu disse com desgosto

 

Ainda estou nessa merda de caverna ! – Eu disse um pouco mais alto e reclamando , até que escutei

 

Vocês escutaram algo? – Uma voz lá de fora disse

 

Rapidamente , eu fui perto da barreira das ilusões , e olhei para baixo e lá encontrei a origem da voz

 

Monstros malditos ! – Eu pensei comigo , expressando um olhar de desgosto

 

Devemos procurar o intruso! - Um disse

 

Ela não deve estar muito longe ,lembre-se ela estava ferida ! – Um monstro disse virado de costas para a caverna , então não podia ver seu rosto

 

Meu senhor tem razão ! Devemos procurar , ela estar por perto , estou sentido !

 

Talvez ela esteja escondida, eu senti um resquício da áurea de um guardião ! – O de costas comentou

 

Merda! – Eu disse

 

Escutaram isso! – Um diz olhando para traz

 

Eu rapidamente tampei minha boca ! – Não permitindo minha respiração fazer barulho

 

Eu olhei para meu corpo rapidamente , e apertei minha mão

 

Parece que meu poder estar mais calmo , ainda bem que selei grande parte dele , mas o problema é que o restante que eu tinha , já estar na reserva final , não posso entrar em combates prolongados , vou ter que depender só da minha força física mesmo ! – Eu pensei enquanto via a quantidade de seres que estava ali

 

Caso eles me encontrem , terei que dar um jeito de fugir e rápido ! – Eu disse já planejando uma saída , só que eles começaram a se aproximar perto de mim

 

Senhor , ali não tinha uma caverna não ! – Um comenta

 

Tem certeza ? – Ele pergunta

 

Tenho , posso jurar que tinha uma caverna ai , eu lembro que passei patrulhando aqui ontem

 

Estranho , vamos verificar isso... você suba lá ! – o cara que estava de capuz disse

 

Certo meu senhor ! – E ele deixa sua arma e começa a subir

 

Merda! O que devo fazer ?! – Eu comecei a me preocupar , o cara de capuz não parece que é um simples monstro não , sinto algo nele

 

Vamos mais rápido ai , não temos o dia todo ! – o outro fala irritado

 

Certo , certo , já estou quase lá ! – Ele diz chegando mais perto

 

Eu rapidamente pego a adaga de minha perna , pronto para fazer uma morte rápida ... até que ...

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado desse capitulo , não teve Percy , mas olha quem apareceu de volta , nossa querida Liese , não é mesmo , e que plano é esse que eles querem que não descubram , fique ligados , cenas dos proximos capitulos Brinks galera
Até o proximo capitulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...