1. Spirit Fanfics >
  2. Percy Jackson e os Herdeiros do Caos 1: Do Caos ao Ladrão >
  3. O Outro Lado do Embate

História Percy Jackson e os Herdeiros do Caos 1: Do Caos ao Ladrão - Capítulo 26


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem a demora. Aqui está. Tentei dar uma aprimorada nas cenas de luta, espero que gostem.

FINALMENTEEEEEEEEE. Vamos ter a adaptação! PERCY JACKSON+DISNEY!
Imaginem só a abertura! Uma tela preta, e do nada, uma voz:
"Olha, eu não queria ser um meio-sangue"

Enfim, boa leitura.

Capítulo 26 - O Outro Lado do Embate


O OUTRO LADO DO EMBATE

 

Percy Pov

 

Depois daquele grande estrondo, saí correndo na direção de onde eu tinha ouvido os sons de luta, até que finalmente cheguei na entrada de uma caverna, e me deparei com uma cena bem estranha, e também preocupante

Meu irmão, largado no chão da caverna, se apoiando contra a parede, mas com os olhos totalmente negros, olhando pro nada, totalmente alheio  ao mundo em volta dele. E sem sinal de Phobos, enquanto seu irmão, Deimos, agora na forma adulta, aparentando ter seus 20 e poucos anos, estava sentado numa poltrona, comendo pipoca e olhando pro Henry, com os olhos vermelhos cintilando.

-MAS QUE MERDA TÁ ACONTECENDO AQUI?-grito, sem entender nada.

Rindo, Deimos gir a poltrona pra me encarar.

-Ora, ora, Perseus. Finalmente decidiu se juntar a festa?-disse ele, erguendo-se da poltrona, que sumiu junto com seu balde de pipoca. Ele estalou os dedos, e uma armadura amarela reluzente surgiu ao redor de seu corpo, assim como um elmo, e duas espadas médias.

-Pode vir, capacho!-chamei, girando contracorrente e invocando também meu escudo.

Acho que ele não gostou muito daquilo. Deimos rugiu irritado, e brandindo as duas espadas, partiu para cima de mim. Tá, hora de lutar. Ele é muito maior e tem força física absurdamente maior, mesmo levando em conta que eu tenho força muito maior que o padrão, mas eu ainda tinha apenas 10/11 anos era bem pequeno, enquanto ele era um deus Então eu tinha duas coisas pra usar a meu favor. Meu tamanho menor e minha velocidade. Um ou dois acertos dele e eu estou fodido, mas pra isso ele precisa conseguir me acertar. Vamos nessa.

 

3ª pessoa pov

 

Deimos investiu com uma das as espadas, mas teve o golpe bloqueado pelo escudo do jovem guerreiro, que usando sua velocidade tentou um contra-ataque mirando as costelas do deus, mas que foi defletido pela outra lâmina do mesmo.

Deimos começou uma série de ataques rápidos e brutais, mas Percy era um borrão de tanta velocidade, se esquivando e defletindo ataques. No entanto, lentamente, a dupla combatente ia se aproximando de uma das paredes da caverna. Percy tentou uma finta, esquivando de uma investida direta do oponente e tentou um corte com a lâmina de contracorrente, mas a espada apenas danificou a armadura do deus, que aproveitando o choque do semideus por seu ataque infrutífero, deu com o cotovelo em sua nuca, mandando-o de encontro ao chão.

-Morra, moleque!-bradou o deus do pânico. No entanto, ainda no chão, Percy, como o filho de Poseidon que é, utilizou os poderes de portador dos terremotos, tirando o equilíbrio de seu adversário, e então rolou para o lado se esquivando do ataque, e soltando brevemente suas armas, fazendo jus ao título de Campeão de Héstia, lançou uma lufada de fogo na direção do rosto de seu adversário, fazendo-o gritar de dor e se afastar, e o momento de distração fez com que ele desativasse sua armadura de energia, e permitiu que Percy se afastasse e recuperasse suas armas.

O filho de Poseidon tem um corte feio na sobrancelha direita, com sangue escorrendo pela face e atrapalhando a visão do olho daquele lado, assim como vários arranhões menores pelo rosto e o resto do corpo. Deimos está com o rosto todo queimado, e está soltando fumaça, mas não é por causa do fogo. Não, seus olhos escarlate e seu cabelo ruivo brilham de ódio, e sua própria temperatura corporal começa a aumentar, com uma aura vermelha o envolvendo. A benção de Ares. Tal pai , tal filho.

-GAAAAAAAH!-gritou Deimos, ensandecido, partindo para cima de Percy. Ele golpeava repetidamente, com força e brutalidade. Tudo o que o jovem semideus podia fazer era se proteger com seu escudo, mas mesmo este, golpe após golpe, ia se despedaçando, cada ataque das espadas arrancando um pedaço dele. E por fim, em um poderoso golpe lateralizado, o deus do pânico lança do já despedaçado escudo para longe.

No entanto, mais uma vez, no momento crucial, Percy tomou a decisão certa, e se esquivou do golpe, pra então canalizar os poderes de terremoto em seu punho e desferir um potente soco nas costelas de seu oponente, que com o som de algo sendo dolorosamente quebrado, foi lançado contra a parede. Mas, houve um porém. No meio da esquiva e golpe do jovem Perseus, Deimos conseguiu virar uma de suas espadas, e desferiu um rápido ataque, abrindo um largo talho no torso do jovem herói.

Ferido e enfraquecido, Percy se apoia com um dos joelhos no chão, pressionando parte do ferimento com a mão, tentando conter em parte o sangramento. Ao mesmo tempo, agora com duas ou três costelas quebradas, Deimos cospe um pouco de ícor, e depois de um leve acesso de tosse, começa a se levantar, apesar de segurando as costelas e manco. Ainda pressionando o ferimento com uma das mãos e limpando o sangue do rosto, Percy também tenta levantar.

E é naquele momento que um grande pulso de poder ecoa dentro da caverna.

 


Notas Finais


Desculpem a demora. Tentarei lançar o próximo amanhã, mas sem promessas. O próximo é o último capítulo a respeito do desafio de Ares. Se pudessem me dar um feedback eu agradeço. Valeu galera.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...