1. Spirit Fanfics >
  2. Perda De Sangue >
  3. Vale Sul

História Perda De Sangue - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente,blz?...tipo,o começo de todas as historias são meio bestas mas eu prometo que o desenrolar dessa historia vai ser bem legal... *-*

Capítulo 2 - Vale Sul


Fanfic / Fanfiction Perda De Sangue - Capítulo 2 - Vale Sul

Thomas e Benjamin sairam do shopping e foram para casa,no caminho eles conversavam,Benjamin estava desconfiado e amedrontado,pois teria que fugir de casa a noite para ir na festa no vale sul,ele tinha muito medo da quele lugar,pois des de pequeno ouvia historias assustadoras sobre o vale,mortes,suicidios,estupros e muito mais,porem,tinha que ir,não queria deixar o amigo sozinho,não poderia ver seu amigo ser lixado ou atacado por alguém se estiver bebado,Benjamin gosta muito de Thomas,na verdade ele o ama,mais do que ja amou alguém antes em sua vida.

Benjamin-Você tem certeza disso Thom? Eu meio que....não gosto muito daquele lugar...- insistiu Benjamin,tentando mudar as ideias do amigo.

Thomas-Relaxa Ben,eu já te disse,vai ficar tudo bem,a gente vai lá,fica meia horinha,beijamos as meninas e dps voltamos pra casa,vai ser moleza- Explicou Thomas,com uma calma imensa,porem,na cabeça de Thomas,ele também estava preocupado,mas estava com muita vontade de se divertir e perder a virgindade da sua boca e demais.

Thomas- E tem mais Ben,eu quero perder o BV,a gente tem que perder o BV,eu ja até arrumei aquelas meninas lá pra gente,a Emma e a Eva- Thomas tentou mudar de assunto pra fazer a cabeça de Benjamin.

Benjamin- É mas tipo.....ah,deixa pra lá...-Benjamin estava preocupado com sua saida escondida no anoitecer,quando chegaram cada um em sua casa,falaram com suas familias,jantaram e por fim foram para os quartos, se vestiram e se arrumaram para a festa.

Thomas estava pronto,seu cabelo negro estava penteado como o do "Elvis",ele estava com uma calça preta com rasgos nos joelhos,uma blusa cinza com estampa de caveira,uma jaqueta preta,seu brinco de argola cinza e um "All star"-(Sapato) preto de cadarços brancos,passou seu perfume mais cheroso,escovou seus dentes e parou em frente ao espelho do seu banheiro,se observou bem,sorriu respirou fundo e fixadamente disse ao espelho.

Thomas- Vocês vão pergar umas gatinhas hoje Thomas,então não vacila porra-  ele disse bem serio ao espelho,depois voltou a dar um soriso de lado,pegou seu celular e mandou uma mensagem a Benjamin...

Benjamin estava pronto, não penteou o cabelo,deixou bagunçado do mesmo jeito que ficou depois de secar sua cabeça com a toalha,colocou uma calça preta,um tenis da Adidas e uma blusa de frio azul escuro,se olhou no espelho,faltava alguma coisa,mas ele não sabia o que era,seus olhos castanhos ficaram verdes com a luz da lampada Led,Benjamin sentiu seu celular vibrar em sua sintura,pegou e leu a mensagem que Thomas lhe enviou "Ben,já estou pronto,me encontra la na praça do tronco mano,de lá vamos para o vale",Benjamin suspirou como quando alguém trabalha muito e esta cansado de trabalhar,desligou a luz de seu quarto e o trancou,abriu lentamente a janela,atravessou e depois fechou,desceu pelas telhas traseiras da casa e foi em rumo a rua,estava pensativo,se a mãe dele entrasse no quarto no meio da noite seria seu fim,mas de certa forma isso seria impossivel,pois ele havia trancado o quarto,enquanto pensava andando na rua ele percebeu que as lixeiras grandes de plastico estavam reviradas na rua,estavam todas quebradas e espalhadas,nunca tinha visto quilo antes,estranhou porem continuou o seu caminho até a praça,a rua estava deserta e escura,apenas pequenas névoas na altura dos pés tomavam toda a pista de via dupla,faltava apenas mais três ruas pra chegar na praça,Benjamin passou em frente a um beco e ouviu um barulho,um rosnado,quase como um som de um animal agonizando,parou de andar e foi até o beco para olhar mais de perto e ter certeza de o que era que estava causando os barulhos,chegando no beco,só havia papeis,papelões e conteiners de lixo,mas de novo o som,prem dessa vez era mais alto e agora parecia mais um lobo,Benjamin estranhou o barulho,lobos eram comuns em Vidrália,mas não tão pra dentro da cidade,nos bosques e vales tudo bem,mas nas ruas e rodovias?....já é pra se suspeitar e muito,mas,mais uma vez o barulho se fez soar pelo beco,Benjamin conseguiu ouvir como se estivesse vindo da lixeira,enquanto estava se aproximando ouviu um rosnado e uma fera saiu do lado da lixeira,andando calmantente,Benjamin,paralizou-se,a fera era enorme,ela só poderia estar deitada e depois ter se levantado por que um conteiner não iria conseguir tampar o corpo da quela criatura enorme,parecia um lobo gigante,fedia a cachorro molhado,carne podre e sangue,Benjamin estava com tanto medo,seus olhos se arregalaram,era como se o mundo estivesse pausado.

A fera se deu conta de que Benjamin estava no beco,lhe olhou com ódio,franziu seu rosto e arriou seus labios mostrando suas presas,Benjamin estava na curva de entrada do beco,e a fera no centro do beco,Benjamin já não sabia o que pensar,ele tenatava se mover mas não conseguia,era como um feitiço ou algo assim,mas a fera se irritava a cada segundo,com um movimento bem lento a fera se ergueu ficando em apenas duas patas,era um ser de pelos negros e olhos amarelos como o sol,a fera se aproximava lentamente de Benjamin,suas salivas caiam no chão,fazendo um barulho de goteira no beco,suas garras das patas arranhavam o chão fazendo um agudo horrivel,Benjamin estava completamente apavorado,não sabia o que fazer,tudo no seu corpo estava falhando,congelado,a fera chegava mais perto,agora estava em uma distancia de 5 pasos,tudo no corpo de Benjamin já não respodia mais,estava em transe,mas sua conciencia o mandava gritar,gitar o mais alto que pudece pra tentar espantar a fera,então,ele encheu seu peito de ar,e berrou....."AAAAAAAARRRRHHH!!" Seu grito não foi um grito comum,foi tão forte,sonoro e alto que fez as poças de agua e baba do beco vibrarem,as janelas dos apartamentos que davam visão ao beco racharam e a fera caiu no chão tampando os ouvidos com as patas frontais.

Tudo em seu corpo voltou a responder,conseguia se mover e falar,mas,observou a fera estava deitada,ela se levantou tirou as patas dos ouvidos e rugiu para Benjamin,o mesmo saiu correndo,e enquanto corria conseguia ouvir o rosnado da fera e as suas garras arrastando no chão,a fera estava indo atras dele,Benjamin atravessou correndo duas ruas que faltavam até a praça e a fera inda estava atras dele,podia ouvir os carros que ela esbarrava soarem os alarmes,ele conseguia ver a esquina que dava na praça,atravessando a esquina ele bateu com tudo em alguma coisa,pra ser mais exato em alguém e esse alguém era Thomas,Benjamin se levantou e pediu descupas a Thomas,olhou para tras e ja não via a fera,a rua estava deserta,ficou mais calmo,porem Thomas não..

Thomas-você ficou louco Ben? Correndo assim no meio da noite?- perguntou com um tom de estranhamento 

Benjamin-Eu estava sendo perseguido por algum cachorro ou um lobo gigante eu sei lá,só,vamos sair daqui ta ?-implorou benjamin a Thomas com muito medo de ficar na quele lugar.

Thomas-Então tá,vamos logo pro vale sul então-Thomas e Benjamin foram em rumo ao vale,ao chegar se depraram com um enorme lago escuro e com muitos sapos e grilos tocando melodias animalescas,mas,mais a frente ouviam o som da musica e la estavam muitos jovens comemorando e dansando na beira do lago,Thomas avistou Emma e Eva e os dois foram falar com elas,Para Thomas a noite estava apenas começando,mas para Benjamin a noite iria ser longa..muito longa....

 

CONTINUA....


Notas Finais


Ooi gente,mil perdoes pelos erros de escrita que estiverem no texto ai é que celular com corretor é ó...uma bosta...mas entt,é isso ai,vou postar mais um talvez hj na madrugada,vai depender se meu sono vai querer kkkk aqueles,entt é isso vlw flw bjs e bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...