1. Spirit Fanfics >
  2. Perdão 2 >
  3. Menino (18)

História Perdão 2 - Capítulo 18


Escrita por:


Capítulo 18 - Menino (18)


Maria foi embora.

No outro dia ela preparou o café para Miranda e sentou na cama para conversar.

Maria : se sente melhor?.

Miranda : não.

Maria : pelo menos voltou a comer.

Miranda : sou igoista mas não a ponto de deixar meu filho com fome.

Fez carrinho na barriga.

Maria : a senhora estar gravida?.

Miranda : estou.

Eles ouviram os gritos de Mila e Henrrico brigando.

Henrrico : sei que queria ficar comigo ontem mas ,na hora não quis mas estar estranha des que voltou da casa do seu pai.

Mila : Henrrico ,estou magoada e não vou me deitar com você.

Miranda : não é justo eles brigarem por mim.

Maria : ela sabe.

Miranda : contei a ela.

Maria : disse para parar enquanto era tempo agora olha oque aconteceu.

Miranda : foi só uma noite.

Maria : mas agora sua irmã estar brigando com o marido dela por causa de você,tem que fazer oque é certo.

Miranda : vou fazer,só tenho que arrumar coragem.

Maria : eu estou aqui.

Miranda foi até a sala e chamou Henrrico para conversar .

Mas os pais deles já estavam ali na sala,Mila depois veio também.

Miranda : Henrrico, não brigue com a minha irmã atoa.

Mila : não irmã.

Miranda : eu me apaixonei por outro.

Henrrico : isso é bom.

Miranda : fiz algo errado,sei que não foi certo mas me deitei com ele e disso ontem descobrir que estou gravida.

Disse chorando.

Henrrico : quero você longe daqui,tendo ou não relações com você te dei meu nome e você e você jogou na lama como pode sujou a imagem de todos aqui.

Mila : Henrrico por favor não deixe minha irmã longe de mim.

Henrrico : quem é o cara?.

Miranda : não importa e não ensistam por que eu não vou falar,só peço o perdão de vocês.

Ela se ajuelhou.

Eles todos ajudaram a ela a levantar.

Henrrico : não tenho raiva de você, só estou triste por não ter sido sincera e não ter pedido o divorsio ,mas  não tem como eu ficar com raiva de você me desculpa por não ser um marido e me perdoa como te perdoou?.

Ela disse sim com a cabeça.

Miranda : oque vai fazer comigo?

Henrrico : fazer uma casa para você aqui do lado,mas se o pai do bebê não aparecer vou dar meu nome a ele.

Miranda : aceito a casa ,mas eu não quero que faça ele tem pai mas não quero falar com ele, vou preucurar um advogado e vou trazer a carta de divorsio.

Todos a abraçaram.

Mila : vai dar tudo certo.

Henrrico : pode ficar aqui até a casa ficar pronta,vamos fazer tudo em sigilo para que seu nome seja preservado tudo bem?.

Miranda : sim,obrigado.

Ela entrou no  quarto e ficou chorando .

Miranda : agora é só nós dois.

Ficou fazendo uns carrinhos enquanto conversava com o  bebê.

Mila : por que estar tão preucupado com o divorsio,quer continuar com ela.

Henrrico : não,não é isso,amor se ela tivesse falado para mim daria o divorsio para ela sem pensar,mas ela foi fundo com outro homem.

Mila : todos fazemos escolhas erradas vamos ficar agora apontando o erro dela.

Henrrico : você tem razão,mas não é justo sua irmã criar esse bebê sozinha,acho que para ajudar temos que encontrar o pai desse bebê.

Mila : não,nunca vamos saber quem é ,ela se nega a falar sobre o pai,mas tenho certeza que ela vai falar,ela não é igoista assim.

Henrrico : será mesmo.

Nesse mesmo dia veio um telegrama.

Dizendo que o pai delas morreu,elas ficaram muito triste e no outro dia elas se prepararam para ir no interro,ele morreu de problema no corração.

Voltaram arrazados de lá.

Elas só conseguiam chorar e ficar triste.

Depois de dias de luto a casa de Miranda ficou pronta e ela foi morar lá com tudo pronto do jeitinho que ela queria o quarto do bebê era lindo todo azul,pois tinha descoberto a pouco tempo que o bebê era um menino.

Maria era a empregada pessoal dela.

Mila com seis meses e Miranda com seus três.

Henrrico já tinha dado o divordio dela.

Mila : vejo minha irmã tão feliz com a gravidez ,tão realizada.

Henrrico : igual nós dois.

Ela o abraçou.

Mila : não é justo ,ela ficar com toda a responsabilidade de criar um filho sozinha.

Henrrico : me ofereci mas ela disse que não quer .

Mila : acho que ainda pensa que o pai do bebê vai aparecer,mas ele não vai ,por que ele é um covarde que sumiu sem arca com suas responsabilidades,oque vai ser da minha irmã e de meu subrinho agora.

Henrrico : para oque precisar ,iremos estar aqui,ela tem seus defeitos mas somos uma familia e não iremos abandona-la.

Mila : isso não é justo,se papai tivesse vivo ,ele se envergonharia de mim ,como vou cuidar de um filho se nem da minha irmã sei cuidar direito.

  Henrrico : vamos estar aqui para tudo,você não pode se culpar ela não precisa disso agora .

Mila : ta



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...