1. Spirit Fanfics >
  2. Perdão por te escolher (gaanaru) >
  3. Primo inconveniente

História Perdão por te escolher (gaanaru) - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Alguém disse que ia postar ontem né,
alguém né;
estou em Paris fuso horário sabe.
Desculpa real, tipo bugou tudo ai quase que eu perdi um cap. inteiro, pra não me estressar fui ver só hoje depois de limpar casa, consegui recuperar e terminei.
Boa leitura

Capítulo 25 - Primo inconveniente


Fanfic / Fanfiction Perdão por te escolher (gaanaru) - Capítulo 25 - Primo inconveniente

Casa Gaanaru- Sala

Naruto on

 

Kankuro- as cores de dentro é bem melhor que as cores de fora, a cor da casa é feia

naru- feio é sua cara_ múrmura. O imbecil do primo do ruivo se joga no sofá

kankuro- o que vai ter de jantar?_ cú de baitola

gaara- hinata chegará daqui a pouco, provavelmente cansada, eu não tive tempo de fazer as compras, melhor pedirmos alguma coisa pro jantar

kankuro- ahh primo, voce sabe que eu não como o que qualquer um faz, eu gosto de fazer minha própria comida, será que voce pode ir no mercado comprar algumas coisas pro seu amado fazer sua própria comida?_ pisca os cilíos varias vezes rapidamente na tentativa de ser fofo

gaara- tudo bem, eu vou ao mercado

kankuro- é por isso que voce é o meu favorito_ abraça e beija no rosto o ruivo

tente raciocinar comigo, será que por respeito e educação devo ser amável com o parente do meu namorado, para agradar o gaara como mamãe disse? para não tornar um ambiente chato, mesmo essa bixa deixando bem claro que tem interesses maiores no meu homem, devo ficar quieto e assistir meu primo dar em cima do meu namorado na minha frente por puro bom senso? eis a questão, ser infantil ou maduro? qual devo escolher?

 

O ruivo vai ao mercado, yamato, kakashi e a anja ainda não voltaram, estou sozinho na sala com o resto de aborto

-tira o pé do meu sofá novo, eu ainda nem tive tempo de colocar um forro nele

kankuro- quem coloca forro no sofá é só pobre mesmo

-foda-se, a casa é minha, quem manda aqui sou eu

kankuro- quanta petulancia_ abaixa os pés ainda trajados de sapatos do sofá brilhante preto. A porta principal é aberta

hina- chegueii.....?! primo?

kankuro- olá hinata

hinata- hm, não entendi nada mas ok

- voce se perdeu?

hina- sim, mas uma pessoa muito legal me ajudou

-depois voce me conta como foi 0 seu primeiro dia de aula, quero saber toda a fofoca

hina- tá rsrs, vou preparar o jantar

-não, voce deve estar cansada, vamos pedir uma pizza só

hina- então tá, vou para meu quarto

kankuro- qual é o seu quarto?

hina- não sei, não tive tempo de escolher ainda

kankuro- então deixa primeiro eu escolher o meu

hina- 

-o último da direita é meu

kankuro- tanto faz_ sobe as escadas e depois de um tempo desce

kankuro- já escolhi e deixei minhas coisas lá, agora voce já pode escolher o seu hinata_ mal chegou e já quer sentar na janelinha dando ordens por ai como se a casa fosse dele, dai me paciencia jashin

hina- tá_ novamente a porta principal é aberta

yamato- chegamos

hina- bem vindos_ sobe as escadas

yamato- senhor kankuro? o que faz aqui?

-infelizmente ele vai dormir aqui essa noite

kakashi- vou subir, preciso tomar um banho_ caminha até a escada, onde eu estou escorado, na passada o platinado sussurra no meu ouvido

kakashi- toma cuidado com esse cara, ele tem um péssimo caráter, é do tipo que joga sujo e tem interesses diferentes pelo Gaara-sama

-to ligado

kakashi- boa sorte_ sobe para o segundo andar

kankuro- eu contei quatro quartos para 6 pessoas, certamente em um ficará o meu priminho e esse cabelo amarelo, em outro a hinata, eu sozinho claro, no caso yamato, voce vai dormir no mesmo quarto que o kakashi_ o moreno cora

yamato- ah t-tudo bem, eu posso colocar um colchão no chão

kankuro- por que? se voce se importa tanto em dividir a cama com um amigo, eu posso dormir com meu priminho, o kakashi dorme com o naruto e voce dorme sozinho no quarto

-isso não será possível

yamato- e-eu não me importo em dormir com o kakashi na mesma cama, afinal somos amigos desde sempre

-na brotheragem

yamato- hurrum, já vou agora_ sobe as escadas

-eu também não estou afim de ficar olhando pra sua cara gorda

kankuro- mais respeito criança_ subo para meu quarto

Abro a porta e acendo a luz....

-lindo

O quarto é gigante, maior que de sunagakure, as paredes são de cor preto brilhante e com pequenos traços de laranja forte em formato de triangulos irregulares, tem um degrau para separar a cama das demais coisas. A minha esquerda tem uma escrivaninha com uma cadeira, em cima dela tem muitos lápis de cores das melhores marcas, lápis pretos e grafites de vários tamanhos organizados em potes laranjas decorados, muitos papéis cansons empilhados, folhas sulfites, réguas, borrachas, tudo bem organizado, em todo quarto tem vários quadros de fotografia vazios que eu com certeza vou preencher todos com meus desenhos, a cima da escrivaninha tem uma prateleira com muitos ursos, aquele baka realmente gosta de urso e ainda se nega a lembrar disso

Do outro lado, no canto da direita tem outra escrivaninha com um computador, algumas pastas vazias empilhadas, canetas e cadernos, acho que ele pretende trabalhar algumas vezes aqui, acima também tem uma prateleira, porém vazia, do lado mas a frente tem uma comoda de madeira maciça do estilo antigo com perfumes, desodorantes, cremes de pele e outras coisinhas, do lado da comoda o banheiro

Ao lado da "minha" escrivaninha tem um guarda roupa de 8 portas de correr imenso, sendo 4 portas do meio espelhos, cor cinza escuro. Tem um tapete de veludo cor chumbo que ocupa toda a área antes do degrau, tem 2 puffs chumbos também. Subindo o degrau se encontra a cama

-!E? besta he_ a cama está em cima de um tapete redondo laranja intenso, a cama é preta, os lençóis brancos, em cima dos lençóis tem pétalas de rosas vermelhas espalhados, acredita rs, é obra daquele ruivo besta que eu amo tanto. Dos dois lados da cama um  criado mudo com abajur, em cima de um havia um porta retrato sem foto, atrás da cama a janela coberta por cortinas de seda preta

-quem fez essa decoração teve muito trabalho em_ me atiro na cama de cara para o teto

-até aqui rs_ o teto era estampado pelo universo, dava pra ver cada estrelinha, planetas, supernovas, como se estivessem ali e eu pudesse pegar com a mão, quão perfeito é esse quarto

-quero tomar um banho daqueles agora, to podre

 

Narradora on

sala de star

gaara- voltei

kankuro- bem vindo_ pega as compras das mãos dele, não deixando escapar a oportunidade de acariciar a mão do ruivo na passada, leva os alimentos para a cozinha

gaara- todos já chegaram?

kankuro- sim, estão todos tomando banho agora_ o ruivo começa a subir as escadas

kankuro- já não falei que estão tomando banho? voce vai só atrapalhar, vem aqui me fazer companhia enquanto isso_ o ruivo segue para a cozinha

gaara- o que vai cozinhar?

kankuro- voce trouxe bastante coisa, muitas variedades, mas acho que vou fazer um rámen de porco

gaara- é a comida favorita do naruto

kankuro- ah quer saber vou fazer algo mais prático, vou fazer um molho picante agora_ corta os ingredientes e coloca na panela para fritar

kankuro- voce sabe cozinhar priminho?

gaara- só o básico

kankuro- então vem aqui, deixa eu te ensinar_ puxa o ruivo para perto do fogão, o deixando atrás de si, pega a mão do ruivo e leva sob a espumadeira não largando sua mão em nenhum momento e começa a mexer

O ruivo tenta desgrudar um pouco seus corpos, mas o moreno não sede, kankuro empinava o máximo a raba, na tentativa de encostar minimamente no brinquedo de gaara

gaara- eu acho que já aprendi_ solta sua mão com dificuldade e segue para sentar em um banquinho atrás do balcão que separava a sala da cozinha

kankuro- já coloquei água, agora só esperar ferver_ se senta em um banco na frente do ruivo separados pelo balcão

kankuro- por que voce nunca vai me visitar, meu pai yashamaru está com saudades de voce

gaara- eu estava muito ocupado com a empresa do meu pai

kankuro- por que me rejeitou com tanta convicção sendo que voce gosta? eu fiquei surpreso quando fiquei sabendo do naruto

gaara- naquela época eu não gostava, e voce é meu primo legítimo, mas o maior motivo de mim estar com o naruto, é que eu o amo, como jamais amei outra pessoa, eu não consigo me ver com outro alguém independente do sexo_ o moreno segura na mão pálida de gaara

kankuro- voce nunca teve a chance de tentar com outra pessoa, não pode afirmar isso, afinal corpos são todos iguais, não há diferença entre o naruto e qualquer outro homem

gaara- não se trata de corpos, se trata de espírito, se trata de pacote completo, não posso apenas gostar de algumas coisas em alguém, preciso amar por inteiro, por esse fato ele é único e sempre será, sua panela está derramando_ recolhe as mãos

kankuro- quase me esqueci_ apaga o fogo, serve o molho em duas tigelas e leva até o balcão lentamente pelo fato de estar quente e as tigelas cheias

gaara- não pretendia comer

kankuro- vamos não faça desfeita, eu coloquei todo o meu carinho no molho pensando em voce

gaara- .................... ok, só um pouco_ kankuro leva as tigelas para cima do balcão, em uma perca de força e deslize na mão, o líquido cai sobre toda a camisa branca de gaara

gaara- AAHI

kankuro- perdão primo, voce está bem? eu sou um desastrado mesmo, tire logo a camisa antes que se queime mais, deixa eu te ajudar_ ambos começam a desabotoar a camisa do ruivo, a tira e joga no chão

kankuro- eu vou  limpar isso_ pega um papél toalha da gaveta, se ajoelha na frente do ruivo e começa a limpar suavemente aquele abdomen trincado

gaara- não precisa, eu faç-

naruto- mas que merda tá acontecendo aqui?_ naruto estava em pé na sala, trajando um pijama azul bebe puro com os braços cruzados e uma áurea fria em volta de si, observando aquela cena_ use a criatividade e imagine a cara dos dois, sujos de molho, com o cara sem camisa e o primo ajoelhado na frente hehe

gaara- amor, eu p-posso expli-

naru- voce fica quietinho pra mim_ aponta para o ruivo

naru- que falta de educação não esperar os outros para comer, se voce se sujou vai tomar banho, como pode ver eu já sai

gaarapv- ele não gritou, isso é preocupante

O ruivo sobe as escadas como ordenado, dava até pra ver suas orelhinhas de cachorro imaginária baixas e o rabinho entre as pernas

. . .

naru- bom senso rum, ser um anfitrião paciente, recepcionar um parente bem.... foda-se pra tudo isso_ caminha vagarosamente até kankuro que se segurava no balcão

Para na frente do moreno com um ar de superioridade como nunca

naru- voce vai limpar toda a minha cozinha tá ouvindo, jogue essa camisa fora_ da uns chutinhos na camisa ao chão_ temos algumas longas horas ainda para a noite acabar, nesse tempo não pronuncie sequer uma palavra para o gaara, não faça nenhuma gracinha ou eu te boto pra dormir na praça_ o encara intensamente

kankuro- essa casa não é só sua

naru- então voce duvida que isso possa acontecer?_ dá um pequeno sorriso de canto_ o que eu mando ele faz, sabe por que? porque eu sou o marido dele, é comigo que ele passa todas as noites, é a minha imagem que ele pensa pra se masturbar, é o meu nome que ele chama gemendo, é a minha garganta que o faz gozar, é o meu corpo que ele deseja...

kankuro- m-as quanta b-besteira

naru- ga-gaguejou por que? não esqueça que voce é só um estorvo de favor na casa de alguém, voce está muito longe de casa, konoha é bagunça e em talarico é tiro playboy_ calmamente o loiro se vira e sobe as escadas com as mãos na cabeça

kankuro- por que meu coração está acelerado? é só um  pirralho oras, se voce acha que pode me humilhar e sair calmamente assim, voce está muito enganado naruto

 

O loiro caminha até o ultimo quarto da esquerda e bate na porta

hina- Oii, o que foi?

naru- nada demais, só quero avisar que vou pedir uma pizza e comer no quarto, voce pode preparar algo pra comer ou pedir pizza também, aqui o número_ entrega o cartão para a morena_ voce tem dinheiro? quer um pouco?

hina- não, não, eu tenho

naru- eu não vou sair do quarto hoje, então boa noite anjo

hina- a tá boa noite loiro_ por que ele está tão sério e sereno? isso não é normal

naru- avisa o kakashi e yamato também

hina- tá_ o loiro calmamente caminha até seu quarto

.

.

Gaara estava sentado na cama trajando um pijama preto puro, esperando ansiosamente seu namorado chegar. O loiro entra no quarto

naru- relaxa, não fiz merda

gaara- fico aliviado

naru- ainda...!

naru- eu vou pedir uma pizza e vamos comer aqui no quarto, voce não vai descer lá em baixo pra nada ou vai muito se ferrar

gaara- ah ok, contanto que voce não fique bravo. O que aconteceu foi que-

naru- não quero saber_ caminha até a cama, sobe o degrau, deita o ruivo e se deita sob ele

naru- por que encheu essa cama de rosas? sabe que não vamos fazer

gaara- só achei que seria romantico

naru- mas eu gostei....._ o ruivo escora as costas na cabeceira da cama, o loiro senta em seu colo e o beija

era um beijo nem rápido, nem lento, um ósculo perfeito do encontro de línguas sedentas se forma, a cada instante mais obsceno o beijo se tornava, as mãos do loiro adentra a camisa preta que Gaara vestia, acaricia seu abdomen e recebe alguns gemidos de dor vindo do maior, naruto tira as mãos, e aprofunda mais o beijo segurando na nuca do ruivo, encerram o beiijo com vários selinhos molhados

naru- voce se queimou

gaara- um pouco_ o loiro estica o braço até o criado mudo, abre a gaveta e pega uma pomada. Com carinho tira a camiseta do ruivo e espalha a pasta por todo abdomen vermelho dele

naru- eu enfaixaria mas queimaduras aconselham mais deixar curar ao ar livre

gaara- obrigado amor_ beija a testa do loiro_ desculpa

naru- ele vai falar mau de mim para seus parentes, vai dizer que voce escolheu alguém horrível, mal educado, ele vai manchar sua imagem por minha culpa_ abaixa a cabeça entristecido ainda em seu colo

gaara- eu não me importo, eu não devo nada a eles_ levanta o queixo do loiro_ esqueça isso, somos só nós dois agora_ o beija carinhosamente

.

.

A pizza chega e quem desce para pegar é naruto que já aproveita para levar ao quarto uma jarra de água com gelo, para de madrugada gaara não precisar descer

 

00:00 hs

Naruto estava deitado ao lado de seu namorado com a cabeça no peito dele, ambos já alimentados e de dentes escovados

gaara- voce ter avisado a senhora kushina no avião facilitou muito pra mim, eu imaginei que seria bem pior o dia de hoje, mas foi bem peculiar

gaara- de onde veio esses nomes, shukaku e kurama?

naru- kurama é a espécie de raposa mais feroz que existe, nós descobrimos isso juntos lendo um livro, quando eu era pequeno tinha o costume de morder pessoas desconhecidas que me tocavam, assim foi com voce, quando nos conhecemos eu mordi sua mão, dai voce me apelidou de kurama

gaara- então voce era canibal rsrs

naru- só um pouquin

naru- shukaku voce deve saber o que é

gaara- já ouvi esse nome, é de uma lenda conhecida da Síria, pessoas que ficavam presas em tempestades de areia juravam ter visto um espírito revestido por areia, um monstro frio e sombrio, que aterrorizava a mente daqueles que o olhava nos seus olhos assustadores, é o que me contaram quando eu era mais novo

naru- voce me contou essa lenda, nós gostava mos de contar lendas urbanas um para o outro, quando voce era criança seu olhar era sinistro, igualzinho ao do shukaku, decidi te apelidar assim

gaara- agora entendi

naru- o que voce e o meu pai conversaram?

gaara- sobre jogo, eu não entendo nada sobre isso, apenas fiquei quieto o escutando, ele é palmerense acho

naru- é, aff nem fala, quando criança e raramente ele chegava cedo do trabalho, as vezes me colocava pra dormir e ficava narrando o jogo inteiro, eu fingia que estava dormindo pra ele parar de falar e literalmente sempre dormia

gaara- parece divertido

naru- quando voce fez a tatuagem da sua testa? e o que significa?

gaara- eu paguei um tatuador chamado kishimoto quando eu tinha 14 anos, ninguém nunca soube dessa tatuagem, ela significa amor em japones, eu nem me importei com o significado, mas o símbolo tem um formato de X só por isso eu a escolhi

naru- voce escreveu uma palavra no seu corpo que vai durar a vida toda sem ao menos saber o que ela representa

gaara- basicamente

naru- voce é besta

gaara- pelo menos sou "gato" né

naruto- ah isso é, e gostoso também _ lambe o mamilo do ruivo

gaara- argh. Tira a camiseta também

naruto- não, é voce quem está queimado, não eu

gaara- não quer que eu te alivie um pouco

naruto- hoje não, estou bravo com voce, só vamos dormir

gaara- ok_ dá um selinho demorado no loiro, e com a mão acaricia as costas do menor até pegarem no sono

 

 

 

 

continua um dia..


Notas Finais


título do próximo cap.= Treta


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...