1. Spirit Fanfics >
  2. PERDENDO A LINHA - Taeyong >
  3. 01

História PERDENDO A LINHA - Taeyong - Capítulo 2


Escrita por: e monbesta_


Notas do Autor


E aí, como estão? Nada a dizer, não sou muito falante como a nana skks. Mas pra quem não lembra do capítulo, espero que gostem.

Boa leitura! 💛🔥

Capítulo 2 - 01


Fanfic / Fanfiction PERDENDO A LINHA - Taeyong - Capítulo 2 - 01

– Atrasado no seu primeiro dia de aula Senhor Lee? - a professora perguntou a Taeyong que acabava de chegar no meio do primeiro horário, o maior sorriu sínico mandando uma piscadela para a professora.

– Desculpa senhorita. - direcionando seu olhar para mim me olhou dando um sorriso de lado.

Bufei por me lembrar do acontecido anteriormente ficando com minhas bochechas ruborizadas. Ele caminhou até a mim sorrindo abaixando a cabeça para me olhar.

– Será prazeroso voltar a estudar com você. - sussurou. – Uma experiência excitante talvez. - sentou-se atrás de mim me deixando completamente incomodada.

Nunca gostei de Taeyong e isto é fato! Ele sempre fora um galã metido a garanhão. Safado demais da conta, já pegou várias e várias deste colégio, um ser completamente rodado!

Além de ser um péssimo vizinho, que nunca me deu paz a partir dos meus 13 anos, acho que era porque ele sempre teve essa essência de pegador - como seu pai, um galã.- e a partir dessa idade eu começava a ganhar corpo. 

Safado!

O resto da aula correu bem, o sinal para o recreio soara e meu melhor amigo Nakamoto Yuta veio falar comigo.

- Quer ir lá em casa hoje? - sorriu angelicalmente fazendo meu coração quase pular pela boca.


Não sei o respondia ou caia para trás de tanto amor por este japonês fofo.

Sorri boba o encarando me perdendo em seus olhos.

- S/N? - perguntou estalando os dedos em frente minha face, me despertei do transe sorrindo amarelo para o maior.

- Desculpe, o que disse? - cocei a nuca.

- Se quer ir lá em casa, minha mãe fará daquele bolo de frutas que você gosta e me pediu para te convidar. Ai iremos poder estudar um pouco física! - Sorriu apoiando seu tronco em minha frente deixando nossos rostos próximos.

- Claro que eu quero. - sorri completamente corada fechando meus olhos com a proximidade assim que vi o mesmo umidecer os lábios esperando o momento mais aguardado da minha vida, meu primeiro beijo com Nakamoto Yuta.

- Então até mais tarde! - beijou minha testa saindo da sala, abri os olhos na maior cara de tacho boquiaberta.

- Cuidado que vai escorrer a baba. - Taeyong jogou um lenço para mim bufei irritadissima.

- Aish garoto! Saia daqui! - me levantei irritada sendo segurada pelo maior que me puxou para mais perto de si deixando a mim constrangida com tanta proximidade.

- O que você vê de bom nesse nerd? Não vê que eu, sou mil vezes melhor que ele? O cara nem tem atitude garota! Aposto que nem pegada ele deve ter! - sorriu de lado.

- Ele é muito melhor que você, não é rodado, é inteligente e educado, sabe conversar e encantar qualquer garota! Diferente de você, parece uma puta Taeyong, nem pegada tem, essa sua beleza não serve pra nada! - soltei todo o ódio que sentia pelo ruivo, ele nem é feio mas eu odeio ele!

- Pois eu posso provar que sou mil vezes melhor que esse japa sem sal! - Taeyong beijou meu pescoço fazendo uma onda de arrepios subir por meu corpo, apertou minha cintura fazendo-me dar um pulo de susto. Mas logo meu corpo relaxou com os beijos molhados que o maior depositava em meu pescoço.

E por um momento até me esqueci de que estava nos braços de Lee Taeyong, garoto este que eu odeio e que é uma puta!

- Sua danada! - sussurou em meu ouvido enquanto sua mão alisava minha coxa.

Nunca tive sequer um contato com algum garoto assim, minhas bochechas estava vermelhas como tomate, arrepios rondavam meu corpo de uma onda de calor se formou em todo meu ser.

O ruivo sorria ladino enquanto beijava a região do meu colo, desabotoando o primeiro botão da minha camiseta do uniforme.

- Já chega seu safado! - chutei sua canela e sai correndo para o banheiro deixando o garoto na sala resmungando de dor.

Lavei meu rosto me olhando no espelho, ajeitei minha roupa e em minha mente só se passava uma coisa:

Minha pegação com Taeyong na sala.

- Esse ruivo safado! Vou matar esse Taeyong, onde já se viu? Tentar me converter para o mundo do mal e ainda tocar no que é de Yuta! - dizia para mim mesma na cabine do banheiro. - Aish, vou matar esse garoto!

•••

Os dois últimos horários tinham tudo para correr da melhor maneira possível, se não fosse Taeyong, claro. Este que a partir do meio do quarto horário começou a me cutucar com seu pé, hora ou outra passando a ponta de seu tênis em minha bunda me fazendo bufar.

Sempre quando ia reclamar ao professor Taeyong parava, me dando nos nervos. E suas provocações pioraram ainda mais quando Yuta se sentou ao meu lado para resolvermos o dever juntos.

Yuta é um anjo, um príncipe, um deus grego, um amor de garoto, nerd mas nem por isso deixa de arrancar suspiros de várias garotas, inclusive os meus, claro.

Sempre gostei dele e sempre fomos muito próximos, e isso é algo maravilhoso para mim.

- Até que enfim! - comemorei quando o sinal tocou, eu e Yuta guardamos nossos materiais e saímos para a entrada da escola.

- Te vejo lá em casa às 13:30. - sorriu parando em minha frente.

- eu estarei lá, não se preocupe. - Fiquei na ponta dos pés depositando um beijo em seu rosto apoiando minhas mãos em seu peitoral. - Woah... Você é musculoso Yuta! - brinquei sentindo seus músculos arrancando uma risada gostosa do mesmo.

- Só você mesmo S/A! - beijou minha testa saindo. Fiquei ali na porta do colégio sorrindo feito idiota vendo meu melhor amigo ou melhor, crush, se distanciando até entrar no carro de seu pai.

- Lindo... - murmurei para mim mesma após Yuta mandar um tchauzinho e o carro dar a partida.

- Sou! - Dei um pulo após ver Taeyong ao meu lado, bufei ajeitando a alça de minha mochila e comecei a caminhar. - Calma garota, vou te dar uma carona! - disse me levando até sua deslumbrante e maravilhosa moto.

- Não quero, não preciso, não vou com você! - bati o pé irritada me preparando para sair dali e ir logo para minha casa, arregalando os olhos ao sentir minhas bochechas ruborizadas com sua fala:

- Fica tranquila S/N, você ainda vai subir muito nessa garupa, e no meu colo também! - mandou uma piscadela sorrindo de lado.

Aish!


Notas Finais


Taeyong abusado, yuta todo amorzinho, façam suas apostas!

E se vcs ainda não viram, esta é perverted boy, uma versão mais radica desta fic onde tem mto bang bang https://www.spiritfanfiction.com/historia/perverted-boy--taeyong-nct-17742179.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...