1. Spirit Fanfics >
  2. Perdendo peso, ganhando amor >
  3. Obrigado, Jesus!

História Perdendo peso, ganhando amor - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Oláááá, amorecos da tia Nicole! Como estão?

Cá estou eu aproveitando que o meu cel está me ajudando e postando mais um capítulo pra vocês.

Só jogo uma pergunta no ar: quem aparecerá no nosso capítulo de hoje?

Mas, primeiro, agradeço aos coments mais lindos do mundo deixados por:

😥Nana
😥@yumi_Eleanorus
😥Mimi
😥Yara
😥@Leegayzinho
😥Edward
😥@Michellemabelle
😥Lô
😥Ka
😥Cipher

Vocês são pessoas mais que especiais na minha vida.

E bora ler?

Capítulo 4 - Obrigado, Jesus!


Fanfic / Fanfiction Perdendo peso, ganhando amor - Capítulo 4 - Obrigado, Jesus!

John levantou cedo. Sua ansiedade não o deixava dormir plenamente quando sabia que tinha que resolver algo. E esse algo precisava ser feito o mais rápido possível: encontrar uma academia e começar a malhar já pra ontem.

Levantou, pôs a primeira roupa que viu pela frente e foi para a cozinha fazer seu café. Passou o café para ele e Ringo separados, pois o amigo sempre gostara de café com bastante açúcar e seu café seria com adoçante. Arrumou a mesa para os dois e começou a fazer sua omelete de frios. Pegou queijo, presunto e peito de peru e misturou com os ovos. Quando terminou de fazer, o cheio de omelete e côco inundava a cozinha:

Ringo: O que tá fazendo? Tá um cheiro bom de côco. É doce?

John: Esqueceu que faço a omelete com óleo de côco?

Ringo: Ah,é! Pensei que aquelas suas compras ontem seriam mais caras, mas até que não foi tanto assim.

John: Também achei, Rings! Tomara que os outros meses sejam assim também.

Falavam isso porque, assim que saíram da consulta, John e Ringo foram ao mercado. Compraram uma cartela de ovos, adoçante, alguns frios, iogurte zero, frutas, legumes, verduras, óleo de côco e outras coisas para dieta. Lennon estava feliz de poder começar essa nova fase de sua vida.

Assim que terminou a omelete, botou-a em um prato e foi para a mesa, começando a comê-la depois que fez seu café com leite. Comia calmamente sob o olhar de Ringo:

Ringo: Eu ainda não acredito que você vai emagrecer comendo omelete.

John: Também não, mas se o doutor Harrison diz…

Ringo: Ah, George! - falou suspirando lembrando do médico.

John: Vai marcar mesmo algo com ele?

Ringo: Claro que vou! Você acha mesmo que eu vou deixar aquele homem escapar? Duvido!

John: Entendi! Vai comigo hoje procurar academia?

Ringo: Vou, sim! Eu disse que vou te apoiar nisso e vou te apoiar mesmo, embora eu não concorde com o motivo.

Lá iam eles para aquela conversa. Ringo sempre deixou explícito que não concordava com John emagrecer por causa de Sutcliffe. Não entendia porque o amigo se rebaixara tanto por causa de um macho escroto daquele. Lennon era um cara bonito, inteligente, talentoso. Então por que se diminuir desse jeito? Não podia se diminuir daquele jeito! Parou de pensar consigo quando viu a expressão do amigo:

Ringo: Não vou mais te perturbar com a minha opinião, embora você saiba claramente o que eu acho. Já está pronto?

John: Já! Você lava a louça porque eu fiz o café.

Ringo: Certo, sr. Lennon!

***

Aquela era a terceira academia que entravam. As duas primeiras John não havia gostado. A primeira porque tinha muita gente e ele não se sentia confortável com muita gente olhando pra ele enquanto malhava e a segunda porque viu que os professores pareciam não ligar para os alunos que não estavam no padrão. Ele torcia para que gostasse daquela porque já estava perdendo a confiança e a paciência.

O acobreado e Ringo chegaram na recepção e viram uma mulher ruiva vestida com roupas de ginástica lixando as unhas. Ela parecia não querer estar ali:

Ringo: Com licença… querida… meu bem - ele tentava chamar a atenção da recepcionista, mas não conseguia.

John: Ei! Eu gostaria de informação. Você pode ajudar a gente?

Mesmo assim, ela não atendia ao chamado dos dois amigos. Vendo que ela não os atenderia mesmo, John deu um tapa no balcão totalmente nervoso:

John: Quer saber? Eu desisto dessa merda! Eu só queria malhar pra emagrecer, mas já que ninguém quer me ajudar, eu vou embora daqui.

Quando se virou para sair da recepção, viu um homem que também vestia roupas de ginástica chegar naquele espaço. Os dois trocaram um olhar que preencheu aquele lugar. Ringo, que estava do lado do amigo, percebeu que o desconhecido havia gostado de Lennon, mas do jeito que Lennon era cego, não havia percebido nada. Resolveu agir:

Ringo: Com licença, você pode nos ajudar? Eu e meu amigo estamos querendo uma informação, mas acho que a sua amiga tem algum problema de audição porque a gente chama e ela não responde.

Paul: Mil perdões! - falou de maneira nervosa e constrangida - Um minuto, por favor! Jane…

O homem desconhecido chegou perto da recepcionista e falou algo que a deixou totalmente desconcertada. Os amigos a viram guardar a lixa e voltar a ter a postura que deveria ter em uma recepção. Quando saiu do lugar, o homem foi até a dupla:

Paul: Meu nome é Paul McCartney! Em que posso ajudar vocês?

John: Deixa pra lá! A gente vai embora daqui.

Ringo: A gente não vai, não! Prazer, Paul! Meu nome é Richard, mas pode me chamar de Ringo - falou apertando a mão do outro - e esse é meu amigo John. Nós queremos saber quanto custa pra malhar aqui.

Paul: Muito prazer, Ringo! Bom, podemos conversar na minha sala. Podem me acompanhar?

Os amigos se olharam como se decidissem se iriam ou não, mas resolveram ir. Qualquer coisa era só saber os valores e iriam embora. Seguiram o desconhecido e entraram em uma sala.

Só naquela sala é que John observou o outro. Tinha cabelos negros como a noite, pele branca, olhos que não dava pra saber se eram castanhos ou verdes, uma boca rosada e uma barba que dava todo o charme ao seu rosto. Olhou mais atentamente e viu que tinha coxas firmes e um corpo delicioso, com mãos grandes igual ele gostava. Se não fosse tão apaixonado por Stuart, com certeza tentaria algo com ele. Mas a quem ele queria enganar? Ele nunca teria nada consigo. Quem gostaria de ter algo com alguém tão repugnante como ele? Stuart tinha toda a razão! Saiu daquele pensamento quando ouviu a voz do moreno:

Paul: Me desculpem pela Jane mais uma vez. Isso não vai mais se repetir. Bom, vocês querem informações, mas eu também preciso de algumas. O que, exatamente, vocês querem?

Ringo: Na verdade, é só o John que vai malhar.

John: Traíra! Você disse que iria malhar comigo. Tá me abandonando?

Paul sorriu vendo aqueles dois. Com certeza, eles dois deviam ser como ele e seu amigo George. Quando viu que eles tinham parado, pigarreou para ganhar atenção novamente:

Paul: Então, John, o que, exatamente, você quer aqui na academia?

John: Acho que tá mais do que claro que eu quero perder peso. Por que todo mundo me faz essa pergunta? - perguntou nervoso.

Paul: Desculpa! É porque não é claro. Você poderia querer tranformar o seu peso em massa, praticar fisiculturismo, treinar para lutas em determinadas modalidades que precise de pessoas grandes. Por isso é necessário perguntar. Me desculpa se isso perturba você.

Lennon olhou para o homem a sua frente e viu que ele era sincero quando pediu desculpas. Sentiu-se mal por ter sido grosso com a primeira pessoa que, realmente, parecia querer ajudar:

John: Me desculpe, Paul! É que repetir coisas a todo o tempo me deixa nervoso. Enfim, eu quero perder peso e não ficar flácido. Dá pra fazer isso?

Paul: Claro que dá! Você teria que fazer uma atividade aeróbica para perder peso e a musculação para enrijecer a pele. Se fizer só a musculação, você só ganhará massa, ficará maior. Entende?

John: Sim! E quanto custa?

Paul: Bom, a mensalidade é 125 euros por mês. Pode pagar por trimestral que é 300, semestral que é 546 ou anual que é 912. Temos também alguns planos: o platina, que custa 100 euros que você precisa malhar pelo menos por 06 meses, o ouro, que custa 90 que você precisa malhar pelo menos por 08 meses e o prata, que custa 83 reais, que você precisa malhar pelo menos por 01 ano. Em todas essas escolhas, você pode tanto fazer musculação quanto as outras atividades. Temos treino funcional, GAP, Alongamento, Zumba, Jump, Pilates no solo, Lambaeróbica, Bike indoor, Ritmos e Boxe. Tudo isso está incluído. Na parte da musculação, você terá um personal trainer personalizado pra te ajudar a fazer os exercícios de maneira correta para não se machucar.

John e Ringo estavam encantados. Ele poderia fazer tudo aquilo mesmo por aquele preço? Não podiam dizer que era barato, mas pra tudo aquilo que ele oferecia, estava bem acessível e John havia gostado tanto do ambiente quando do homem que estava à sua frente. Começou a imaginar se valia a pena quando ouviu novamente a voz de McCartney:

Paul: O pagamento pode ser feito em dinheiro ou cartão. Funcionamos de segunda a sábado. Temos também um horário promocional que é de dez e meia da manhã ás quatro da tarde. Custa 75 reais por mês, mas acho que você não vai poder. É horário de trabalho, geralmente.

John: Pra mim é inviável. Eu gostei muito daqui e de tudo o que você apresentou. Eu vou fechar. Vou malhar aqui.

Paul: Excelente! Deixa só eu procurar por aqui no computador a ficha pra você preencher. Se você quiser, já podemos marcar o seu teste físico agora.

John: Claro! Vamos, sim!

Quando Paul encontrou a ficha, preencheu-a rapidamente com as informações de John e marcou o teste físico para o mais rápido possível. Já estavam terminando quando John perguntou:

John: A quanto tempo trabalha aqui, Paul? Desculpa a curiosidade, mas é que eu percebi que, enquanto falava, não olhou para nenhum papel e nem ficou receoso de dar as informações.

Paul: Nem deveria. Fui eu que montei os preços - falou com um sorriso no rosto.

Ringo: Como assim?

Paul: Eu sou o dono da academia e também trabalho aqui. Não gosto de ficar parado em casa - falou terminando de digitar - Pronto, John! Agora só falta escolher o personal. Eu gostaria de fazer uma sugestão. Posso? John?... John?... Tem alguém aí?

O acobreado ainda estava surpreso. Aquele homem totalmente simpático e disponível era o dono do local? Ele não devia ter nem 30 anos direito e já era dono de algo? Voltou à realidade quando viu dois dedos estalando em sua frente:

John: Desculpe! O que você disse?

Paul: Disse que tinha uma sugestão de personal pra você. Posso?

John: Claro! Quem você me sugere?

Paul: Eu queria que você treinasse comigo. Posso te garantir que faremos um excelente trabalho juntos. Posso treinar você?

Deus deveria gostar muito dele pra botar aquele homem lindo em sua frente e querendo treiná-lo. Estava quase levantando as mãos pro alto gritando "Obrigado, Senhor!". Nem precisou pensar muito pra responder:

John: Aceito, sim, Paul! Eu vou adorar treinar com você.

Paul: Ótimo! Tenho certeza que vamos nos dar muito bem e fazer um excelente trabalho. Confie em mim que eu confio em você.

John: Ok! Muito obrigado por tudo, Paul, e até o dia do teste físico - falou apertando a mão do personal.

Paul: Obrigado você por confiar em mim. Até!

John e Ringo, que ficou em silêncio a maior parte do tempo observando a interação daqueles dois com um grande sorriso no rosto, saíram da sala já marcando de ir em uma loja especializada de roupas de ginástica para comprar uma roupa e sapatos adequados para tal.

Já Paul, dentro de sua sala, olhava para aquela ficha e, pensando no acobreado que saíra a pouco de sua sala, sorriu olhando para a tela do computador e falou consigo mesmo sorrindo:

Paul: Que homem, meu Deus! Obrigado, Jesus, por pôr um homem desse na minha vida!


Notas Finais


Obrigada, Jesus!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...