História Perdendo totalmente os sentidos - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Orochimaru, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shizune, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Hinaten, Lemon, Lgbt, Lovewins, Narusasu, Naruto, Sasunaru, Sasunaru!au, Yaoi, Yuri(algumas Partes)
Visualizações 235
Palavras 13.887
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Acabou!
Obrigada a todos que acompanharam essa jornada, que foi curta, mas, para alguns, extremamente longa. Estou muito feliz de finalmente ter terminado de corrigi esse capitulo, que senhor, foi extremamente cumprido, minhas sinceras desculpas. Obrigada pelos comentários, e muito obrigada pelos elogios que recebi ao decorrer desta historia, que com certeza não sera a minha ultima, pois agora estou apaixonada por escrever Sasunaru, me aguardem pois terá muito mais!

DESCULPA PELO CAPITULO GRANDE!!

Capítulo 4 - Exatamente tudo graças a eles.


Haviam se passado alguns dias desde que Sasuke não dava as caras no trabalho, e não atendia as ligações do loiro; que desde o dia em que lhe levou ao seu trabalho, acabou conquistando uma dor forte em seu peito, toda vez que se lembrava do que teria acontecido naquele dia. Não tinha duvidas que o modelo se culpe por Sasuke ter ido embora, apesar de não saber o motivo pela qual este se foi, se sentia péssimo todas as vezes que chegava ao trabalho — na qual realizaria com o ator — e não lhe encontrava lá. Apesar de Tsundade e Shizune dizerem incontáveis vezes ao loiro que o ator havia pegado uma virose, e que este não aparecia lá por algum tempo. Naruto achava que isso tudo não passava de uma mentira, para este não ir ao trabalho.

Só de pensar nisso, o modelo já se sentia muito mal. Sentia falta de Sasuke, e sentia muito por sinal. Este ficava olhando o vídeo que teria gravado com o moreno no instagram, diversas vezes, sucessivamente todos os dias na esperança do ator voltar para si. Naruto não entendia como, ou o porquê, mas, seu peito doía toda vez que pensava no ator, doía tanto que era quase como se estivesse quebrado por dentro. O que não fazia sentido, até porque, semanas atrás este odiava estar no mesmo ambiente que o moreno, e sabia que o ator sentia o mesmo em relação a si. Mas, logo após aquele pedido de trégua algo havia mudado drasticamente a relação deles. 

Agora, Naruto vagava de um canto para o outro daquele set, com o pensamento no Uchiha que estava sumido. A áurea do loiro estava tão pesada, que acabava afastando todos do set do mesmo, o que era incomum, pois este sempre teve uma energia muito boa.

— Naruto. — Chamou a voz da diretora das gravações, Tsundade. — Precisamos conversar. — disse, fazendo o loiro se virar para a mulher e andar em sua direção. Assim que o modelo chegou perto de si, a loira suspirou cansada. — Escuta, se o Uchiha não aparecer aqui daqui a dois dias, eu vou ter que cortar vocês dois do trabalho. — disse direta, com uma voz pesada. Tudo o que Tsunade menos queria era tomar aquelas providencias, mas, devido à ausência de Sasuke, estes estavam adiando muito as tomadas que gravariam para a campanha.  

—Mas... Você não pode fazer isso! — disse perpetuo. — E os fãs, eles não queriam a gente? Eu... — este foi interrompido pela mulher em seguida. Naruto estava muito perpetuo e angustiado, quase não acreditava no que estava ouvindo. 

— Odiaria tomar esse tipo de providencia, eu realmente detesto desapontar a todos. Mas, caso Sasuke não apareça aqui, eu infelizmente terei que tomar essas atitudes e cortar vocês. Eu estava ouvindo de sua agente esses dias, e você só ganhará férias caso termine esse trabalho certo? — conferiu, o loiro fez que sim com a cabeça, enquanto encontrava-se um tanto chocado, talvez isso apenas seja um grande truque se Tsunade para manda-lo ir atrás de Sasuke. — Foi o que eu pensei. — conclui esta, enquanto cruzava os braços.

— Mas, a onde caralhos eu vou encontrar Sasuke? — perguntou, após alguns minutos de silêncio, proporcionados justamente para o loiro pensar no que exatamente faria a seguir.

— Eu não sei — disse está abrindo um sorrisinho que o loiro acusou ser de maldade. — Você quer férias não é? Você quer esse trabalho, não quer? Então vai ter que procura-lo sozinho. — disse, deixando o loiro chocado com as palavras alheiras, mas, logo este abriu um sorriso motivado.

— Eu vou encontra-lo! — disse motivado, dando as costas para a diretora e correndo para fora do set. — Você vai ver! Eu vou encontra-lo, vamos fazer o melhor comercial e as melhores fotos já exibidas nessa campanha! — falou confiante, saindo do lugar, fazendo a mulher abrir um sorriso enquanto olhava o loiro sair.

Assim que o loiro saiu do lugar, este retirou o celular do bolso, e ligou para a única pessoa que poderia ajuda-lo nessa missão que era resgatar e levar o aliado de volta ao set de gravação e fazer o melhor comercial, e as melhores fotos de todas. Estes com toda certeza deixariam as concorrentes — Hinata e Tenten — no chinelo com suas poses, afinal, não podiam deixa-las ganhar.

— Alo Sakura? Você poderia me dizer a onde o Sasuke Uchiha mora? — perguntou, enquanto caminhava em direção ao estacionamento.

...

 Já fazia algum tempo desde que o loiro estava parado em frente à entrada da mansão que Sasuke Uchiha morava, bem, diferente da sua casa — que era um dúplex — o ator tinha a sua própria casa no bairro mais nobre da cidade. Havia varias celebridades e varias socialite que moravam no mesmo bairro do ator, inclusive seu melhor amigo morava lá. Este tentava arrumar coragem para apertar o interfone, de inicio, o loiro estava muito confiante e já via seu sucesso, mas, assim que chegou a casa do ator, sentiu-se um pouco apavorado. A ideia de este ser o culpado por Sasuke não estar indo ao trabalho, ou ter ido embora aquele dia, ainda peguinhava sua mente, e lhe deixava um tanto inseguro.

— Vamos logo Naruto! — dizia a agente rosada, esta que apertava a buzina do seu carro para fazê-lo acordar de seus pensamentos inseguros. — Aperta logo esse interfone, não tenho o dia todo! — reclamou a rosada, afinal, esta estava sendo o chofer do modelo desde que Jiraya (seu responsável legal) havia lhe proibido de usar o próprio carro. Fora que, eles estavam parados em frente à entrada faziam horas, esperando o modelo tomar atitude.

— Está bem, está bem! — disse dando-se por vencido, tocando o interfone em seguida. O aparelho fazia um barulho estranho ao ser tocado, e aquilo acabou deixado o modelo assustado.  Mas, após alguns segundos, ninguém lhe atendeu. — Bom, eu acho que ele não está em casa... — falou em um tom de alivio misturado com tristeza.

— Naruto?! — perguntou surpresa a voz do interfone. O modelo deu um pulo assim que ouviu seu nome, este agora só se perguntava como a voz por trás do interfone sabia que era ele.

— C-como você sabe quem sou? — respondeu um tanto assustado.

— Câmeras. — falou secamente, fazendo o loiro perceber que havia de fato uma câmera ali, perto do grande portão, esta estava sendo escondida nos arbustos que cercavam a mansão. — O que quer aqui? — perguntou a voz do interfone.

— Eu vim falar com o Sasuke. — disse serio. — Eu preciso muito falar com ele. — disse, deixando transparecer a urgência que necessitava falar com o ator. O modelo estava um tanto nervoso ao falar com Sasuke, isso já era fato. Mas, como este conseguiu transparecer tanta segurança a suas palavras, nem ao menos este sabia. Pois até então era só inseguranças que preenchia o espaço de tempo que se encontrava. — Por favor... — insistiu, com medo de que a voz por de trás do interfone negasse sua entrada. 

—Está bem. — falou a voz. — Afaste-se do portão, vou abri-lo. — pediu, o modelo fez como a voz havia lhe pedido, e se afastou. Logo, os portões da casa do ator foram abertos. Agora, os portões estavam abertos, prontos para Naruto entrar. O modelo, antes de entrar no território do ator, acenou para a agente, que apenas lhe mostrou o dedão, então, foi embora. — Entre. — pediu a voz, e o modelo novamente, obedeceu e entrou.  

Assim que entrou, deparou-se com uma longa pista até verdadeira entrada da casa. Naruto andou sobre a pista com angustia em seu peito, afinal, estava tão nervoso, tinha tantas perguntas... Ate porque, fazia muitos dias de que Sasuke não lhe dava noticias, este estava seriamente preocupado consigo, tinha tanto medo de chegar à casa do ator e o moreno pedir que este se retirasse de lá. Sentia mais medo ainda de chegar lá, e o mesmo afirmar que não participaria mais daquela campanha. Eles haviam se divertido tanto no Starbucks, que consequentemente acabou fazendo o loiro pensar que queria mais momentos assim com o aliado, que não queria mais ser seu inimigo e sim seu aliado para sempre. Queria tanto ganhar de Hinata e Tenten fazendo as melhores fotos e o melhor comercial de toda a campanha com o ator...

Logo, o modelo estava de frente à porta, este estava prestes a abrir a mesma, quando, Itachi apareceu à porta. Itachi estava com uma calça de moletom cinza, e uma simples camiseta preta, estava de pantufas, e bem, não estava lá muito arrumado, até porque, este estava em sua própria casa.

— Itachi? — perguntou meio incerto ao ver o irmão mais velho do ator a sua frente, Naruto conhecia todos os trabalhos deste, afinal, o Uchiha mais velho era simplesmente brilhante. Considerado este o ator mais brilhante e mais audacioso até então. Todos os seus trabalhos eram obras de artes, que haviam sido indicados ao óscar.

— Entra. — disse, dando espaço para que o modelo passasse, assim como o pedido, este entrou.

— Onde está Sasuke? — perguntou direto, enquanto adentrava no território do Uchiha. A entrada da casa de Sasuke lembrava muito a casa de um desenho animado produzido pela Netflix, Bojack Horseman(1). Era extremamente parecida.  A entrada da casa era uma sala de estar gigantesca, mas, diferente da casa do desenho, esta possuía mais de um andar, Naruto sabia disso, pois havia uma escada no meio da sala.

— Por que quer tanto vê-lo? — perguntou Itachi, sentando-se ao sofá. — Que eu saiba vocês dois não se suportam. Porque somente agora você decidiu vê-lo? — perguntou novamente curioso, enquanto olhava para o Uzumaki que fazia uma expressão culpada, era como se o loiro tivesse roubado algo muito valioso agora estava no tribunal sendo acusado de roubo por Itachi.

—Porque eu preciso falar com ele. — disse seco. — A onde ele ‘ta? — repetiu a pergunta, fazendo Itachi suspirar irritado com a pergunta do Uzumaki. Definitivamente, o loiro não sabia absolutamente nada sobre o que estava acontecendo naquela sala. Porque Itachi não lhe deixava vê-lo?!

— Você deve ser mesmo muito sem noção para entrar aqui depois de tudo que fez ao meu irmão. — disse num tom bravo, enquanto ainda olhava para o modelo, Naruto sentia um pouco de medo de Itachi, ele confessava aquilo. Afinal, Itachi sempre pareceu muito ameaçador para si. E seus olhares negros estavam repletos de fúria a sua direção.

— Como assim? — perguntou, tentando desviar-se dos olhos do Uchiha, apesar daquilo ser totalmente inútil.

— Não se faça de tonto, Uzumaki. Você sabe muito bem o que faz com meu irmão, não venha se pagar de inocente ou algo do tipo, pois, diferente do meu irmão, eu não caio nos seus jogos. — falou enfurecido. Definitivamente, Naruto não entendia absolutamente nada do que o Uchiha mais velho estava lhe falando, parecia que este estava comunicando-se em outro idioma consigo, um bem difícil de entender.

— Do que você ‘ta falando Itachi? — perguntou ainda desentendido. — Quais jogos? Eu nunca fiz nem um jogo com Sasuke! — tentou esclarecer as coisas, apesar de não entender absolutamente nada do que estava acontecendo ali. O Uchiha suspirou cansado com a burrice alheira.

— Para de se fazer de inocente! — praticamente gritou, deixando o Uzumaki assustado com o tom de voz alheiro.

— Que barulheira é essa? — perguntou Sasuke, este que descia as escadas enquanto secava os cabelos com uma toalha branca qualquer. Este estava de calça jeans clara, camiseta preta e uma jaqueta verde-militar.  — Ei, Itachi, você viu a onde eu coloquei meu celul... — o moreno se alto interrompeu ao ver o modelo tão bem conhecido de pé a sua sala com uma calça jeans da mesma cor que a sua e uma camiseta branca, olhando-lhe com os olhos arregalados.

— Sasuke... — disse Naruto, ao ver que este lhe olhava fixamente para si.

— O que faz aqui? — respondeu frio, andando a sua direção. — Itachi, porque você o deixou entrar? — perguntou olhando friamente para o irmão, que se levantou para encarar o irmão mais novo.

— Eu queria dizer umas coisas pra ele. — disse, enquanto encarava o modelo, que por sua vez, estava em completo choque, pois não esperava ser recebido assim pelo moreno. — Mas, já que está aqui, acho que pode falar por si mesmo. Vou da uma volta. — disse, desviando seu olhar dos olhos azulados do Uzumaki para olhar para os olhos negros do irmão. Retirou a chave-remota de seu carro, e foi a caminho da saída do ambiente. Sasuke observou o irmão sair de cena para voltar a encarar o modelo.

— O que você veio fazer aqui? — perguntou novamente, com o mesmo tom de antes, o que consequentemente acabou deixando o modelo triste. Este encarava seus olhos azulados como se fosse lhe cometer um homicídio. Naruto sentia-se totalmente ameaçado.

— Eu... Eu vim falar com você — respondeu com um tanto de dificuldade, afinal, Sasuke lhe olhava de uma maneira tão assustadora, que, acabava sentido medo deste. Mas, Naruto havia chegado até ali, não deixaria um simples olhar ameaçador impedi-lo de falar.

— Eu não quero ouvir o que você tem a dizer, pode ir embora? — pediu rudemente. Naruto só se perguntava o que teria feito para Sasuke lhe tratar daquela forma tão fria.

— Eu não posso Sasuke... Não até você me ouvir, não até entender porque está agindo desta maneira comigo. — desembuchou com medo da resposta que teria a seguir. — Eu não entendo, estávamos tão bem há alguns dias atrás, estávamos nos divertindo tanto aquele dia no Starbucks e de repente... Você sumiu! Não atendia minhas ligações, e mentia para Tsunade, dizendo que está com virose, o que claramente, não esta... Eu só quero entender o que merda ‘ta acontecendo, entendeu? — Acusou este que falava tão seriamente, de verdade, dava para sentir o quão Naruto estava preocupado com Sasuke somente pelo som de suas palavras. O moreno lhe encarava com os braços cruzados.  — Eu só quero entender o que aconteceu com você... E entender o motivo de Itachi me tratar daquele jeito, apensas isso. — terminou, deixando transparecer a tristeza em suas palavras mais do que antes. Sasuke soltou um longo suspiro, descruzando os braços.

Sasuke Uchiha havia perdido completamente os sentidos da situação...  

— Você quer mesmo saber, Naruto? — perguntou, enquanto olhava para o modelo, que fez que sim com sua cabeça. — Você, você aconteceu. 

—Mas o que eu fiz para você SASUKE!! — gritava o modelo agora. — O que eu fiz de tão errado para você simplesmente sumir por tanto tempo?! — perguntava este ainda com o tom de voz elevado, este só queria saber o que estava acontecendo, e de certa forma, não sairia dali sem uma explicação do moreno. — Olha me desculpa, de verdade se te fiz algo que não gostou, mas... — este aos poucos foi acalmando seu tom de voz, ao perceber o quão estridente este estava. Mas, logo foi interrompido pelo moreno, que simplesmente desembuchou e disse:

—Você me fez gostar de você. — disse, fazendo o loiro arregalar os olhos azulados. Este quase não acreditava no que estava ouvindo, não poderia ser verdade, não poderia. Sasuke não tinha se afastado só porque simplesmente gostava dele. — Já não é motivo o suficiente? Já não é humilhante o suficiente para você? Esse era seu objetivo, não era? Fazer-me apaixonar por um cara heterossexual. — Terminou, olhando seriamente para o loiro, que simplesmente não conseguiu se aguentar e caiu na gargalhada ao ouvir tais palavras do ator. Deixando este extremamente envergonhado e ao mesmo tempo desentendido pelo fato do loiro estar rindo.

— Você achou que eu era heterossexual? Logo eu Naruto Uzumaki? — este riu mais um pouco, deixando o ator completamente desentendido.

— Sim, ué! Eu já vi você beijando varias mulheres em revistas, até corria um boato que você estava namorando aquela sua agente. — falou ainda confuso. Naruto parou de rir em seguida, e abriu um sorriso em seu rosto, o que para o ator não fez nem um sentido.  

— Eu sou totalmente gay, Sasuke. — confessou a sexualidade, enquanto ainda permanecia com um sorriso a face, era como se toda aquela preocupação que havia sentido, e todo o seu medo desaparecerem completamente. Sasuke arregalou os olhos assim que ouviu tal confissão.  — Eu não consigo acreditar ainda que você achou que eu era hétero! E, também não acredito que você se afastou de todo mundo só porque estava gostando de mim. — Completou, enquanto passava uma das mãos sobre os cabelos dourados. — Sabe... Eu nunca imaginei que você gostasse de mim, você sempre agia como se me odiasse, desde o dia que nos conhecemos você sempre deixou transparecer isso.  Na verdade, eu até achei que você fosse hétero. Você sempre gostou de mim? — perguntou um tanto envergonhado. 

— Não. Eu sou Bissexual, não heterossexual. — desembuchou ainda um tanto chocado pela descoberta. Mas, este suspirou, aproximou-se do modelo que estava com as bochechas coradas pela pergunta que teria feito. — Sim, eu sempre gostei de você Naruto. Desde o dia em que lhe vi naquele tapete vermelho, eu pensei em chamar sua atenção de alguma forma, então, eu forcei a nossa esbarrada. E deu certo não deu? Você esta aqui agora. — falou de uma força mansa, afastando uma madeixa do rosto alheiro que caia sobre os olhos azuis do loiro.

—Mas, não faz sentido... — disse ainda envergonhado. — Você sempre demonstrou que me odiava que me menosprezava porque você... — este fora interrompido pelo ator.

— Eu nunca fui bom em demonstrar que gosto de alguém, Naruto, e também... Eu sentia raiva de mim mesmo por ter me apaixonado por você, afinal, eu achava que você era hétero. Eu estava completamente errado. Achava que descontando minha raiva em você, se conseguisse ganhar seu ódio, meu amor sumiria. Mas, você nunca me ódio de verdade, não é? — perguntou, ainda encarando os olhos azulados alheiros, estes que estavam tão bem concentrados em cada palavra sua. 

— Eu nunca lhe odiei Sasuke. Na verdade, eu sentia um pouco de inveja de você no inicio, afinal, você sempre aparentou calmaria e foco no que fazia, todos seus trabalhos ganhavam prêmios, todas as suas atuações ganhavam prêmios, e bem, eu queria ganha-los também. Eu era fã seu em segredo, e de certa forma, eu não queria perder para você também. Queria ser tão famoso quanto você. — confessou, com as bochechas coradas pelas próprias palavras, esta era a primeira vez que Naruto falava tão seriamente sobre algo. — Mas, Sasuke, porque você foi embora aquele dia? — perguntou, fazendo o ator afastar-se um pouco e então virar-se de costas para si.

— Eu via a forma que você brilhava perante as câmeras, eu via o quão empenhado você estava, e o quão lindo estava. E de repente, você começou a olhar para mim enquanto fazia tudo aquilo, e eu simplesmente não consegui aguentar, já era sofrimento o bastante gostar de você e achar que você não gostava de homens. Pode parecer idiota para você, mas, eu só aceitei fazer esse trabalho porque soube que você seria meu parceiro. Pensei que por você ser meu parceiro, eu, poderia tentar lhe mudar. Pensei que pelos nossos fãs terem criado o termo ‘’Sasunaru’’ para referir-se a nos, eu conseguiria lhe conquistar. — falou, virando-se para olhar a expressão de Naruto, mas, este estava com os olhos cheios de lágrimas. — Ei, o que aconteceu? — perguntou, aproximando-se do modelo que estava com os olhos cheios de lágrimas, este passou a mão sobre seu rosto, e pela sua surpresa, Naruto não se afastou de seu toque. Acariciando a face alheira, vendo as lágrimas caírem de seu rosto, o loiro ficava tão bonitinho enquanto chorava. 

— Esse tempo todo eu achei que tinha feito algo muito terrível, eu achando que você me odiava m-muito... — disse, enquanto o ator delicadamente secava suas lagrimas com os dígitos, impedindo que mais lágrimas escapassem de seus olhos azulados. — Sasuke, porque depois de tanto tempo você só me contou isso tudo agora? — insistiu em saber, enquanto ainda encontrava-se com a voz chorosa.

— Porque eu não consigo mais esconder o que sinto idiota. — disse, tirando os dígitos que acariciavam a face chorosa alheira, para lhe dar um abraço, forte. — Eu não consigo mais. — complementou, enquanto ainda abraçava o modelo fortemente, este, que aos poucos entrelaçava os braços ao seu redor, agora, também lhe abraçando. — Eu te amo tanto que chega a doer. — falou, enquanto encaixava a cabeça no ombro do loiro, que lhe abraçava fortemente. 

—Eu... — começou o loiro, fungando o nariz, parando de chorar. — Eu também te amo Sasuke. (2)— completou, fazendo o moreno retirar a cabeça do ombro alheiro e lhe encarar. Naruto entreabriu os lábios e deixou escapar um sorriso tímido após a confissão. Agora, era Naruto que estava com a cabeça no ombro alheiro. — Eu te amo muito... — confessou novamente, agora retirando a cabeça do lugar que havia encaixado. Para olhar para o moreno, observava cada movimento alheiro em seus braços. — Talvez até mais do que eu mesmo. — falou ainda com o sorriso no rosto.

— Naruto... — chamou-o, selando os lábios alheiros aos teus, em um simples e apaixonante selinho, um puro e delicado toque e selar de lábios. Que por sua vez, foi muito bem recebido ao loiro, que fechou os olhos para apreciar mais do pequeno gesto. — Eu não consigo me segurar, depois de ouvir tudo isso... — relatou o moreno, assim que afastou seus lábios dos do modelo, que os entreabriu, ainda com as bochechas coradas.  — Eu te desejo tanto. — completou encarando os olhos azulados, estes que horas atrás estavam marejados, e agora, encontravam-se um tanto vermelhos pelo choro.

— Tudo bem, teme, eu também. — disse, aproximando-se dos lábios do ator novamente, para lhe dar um selinho, este que ao selar os lábios aos teus, entrelaçou os braços ao redor do pescoço deste. O selinho não demorou muito, e logo foi desmanchado, afastando-se dos lábios alheiros, mas, não por completo. O loiro deu um pequeno sorriso após o beijo. — Eu te quero tanto quanto você me quer. — terminou ainda sorridente, ah, as palavras tão dóceis e desejáveis de Naruto, estava quase lhe forçando a realizar o seu mais profundo desejo, que era transar com o amado. 

Sasuke simplesmente não aguentou, puxou o loiro para mais um beijo, após ouvir tais palavras dos lábios alheiros. Este aproveitou que o loiro estava com os lábios semiabertos para encaixa-los aos teus, começou com pequenos selinhos, apenas para que o moreno conseguisse penetrar a boca alheira com sua língua, acariciando a mesma começou. De repente, o moreno passou a tomar conta dos lábios do modelo, guiando a língua alheira para seus caminhos, dominando totalmente o beijo, este que estava sendo realizado de uma forma tão apaixonada. Todos os seus sentimentos estavam sendo absorvidos pelos simples selar dos lábios.

O beijo imposto pelas celebridades era calmo, sereno, mas, muito apaixonante, era totalmente diferente deste que Sasuke havia forçado ao loiro quando chegou ao estúdio, o modelo estava bastante empenhado nos lábios alheiros, e em descobrir todos os caminhos impostos pela língua do modelo. Arrancando gemidos de quase sem ar de ambos, estes paravam para respirar aos poucos, mas, novamente voltavam aos lábios um do outro, a todo o vapor.

De calmo e apaixonante, tornou-se algo um tanto mais carnal, envolvendo agora o desejo de ambos os rapazes ali. Naruto apertava os cabelos negro alheiros, enquanto beijava o dono deste, puxava aos poucos e entrelaçava os dedos nas madeixas, fazendo com que entre beijos, o ator sorrisse para si. À medida que o beijo tornava-se mais rápido, mais desesperado pelos lábios, o loiro puxava os cabelos alheiros, fazendo o moreno soltar gemidos de dor provocados por este estar sem ar. Sasuke quase nem dava espaço o suficiente para deixar o loiro respirar, ele não dava mesmo, pois, precisava de seus lábios aos teus, precisava ouvir seus grunhidos sem ar para indica-los que aquilo não era um sonho do moreno.

O moreno passava às mãos as costas alheiras, enquanto ainda estava com os lábios alheiros preso aos teus. Descendo aos poucos até chegar às nádegas do modelo, este que sem perder tempo, apertou um das bandas das nádegas do rapaz, fazendo o modelo por sua vez soltar um pequeno gemido entre os beijos. 

— T-teme... — falou ofegante após escapar dos ferozes beijos do ator. Deixando apenas um filete de saliva ligando as línguas, logo, este foi desfeito, e o modelo começou a respirar na tentativa de recuperar o folego perdido e partir para a segunda rodada. — Vamos para o quarto. — disse, após recuperar seu folego, este ainda estava com os braços ao redor do pescoço do moreno, o rapaz puxou o moreno desta vez para mais um beijo repleto de desejo, e por sua vez, o ator aceitou, concedendo o espaço para deixar a língua alheira penetrar sua boca. Agora, era o modelo que conduzia o beijo e o ator agora, guiado pela língua, esta que entrou a sua boca toda cheia de prazer, entrou de uma maneira rápida, fazendo este ser guiado por todo aquele percurso insaciável.

Sasuke apertou novamente as nádegas do modelo, desta vez, forte. 

— Vamos lá pra cima. — disse, entre beijos, enquanto levantava o modelo para fazer com que este, entrelaçasse as pernas em sua barriga, para leva-lo para cima, em seu colo. O loiro soltou uma risadinha enquanto era preso ao colo de Sasuke, voltando cada vez mais insaciável em busca da língua alheira, até o momento em que se separaram novamente, afinal, tudo o que o modelo menos queria era desconcentrar o Uchiha e faze-lo cair da escada.

Naruto havia parado o beijo enquanto Sasuke subia as escadas, mas, aquilo não significava que teria parado. Enquanto era segurado pelo moreno, o modelo lhe deu um beijo à bochecha, traçando um caminho ate seu pescoço, onde Sasuke acabou ganhando uma mordida — não muito forte ao local — que logo foi coberta por beijos. Sasuke havia soltado um pequeno grunhido devido ao ato inesperado, o que fez o modelo sorrir. Descendo mais seus beijos, afastando um pouco a jaqueta alheira, que de certa forma, atrapalhava um pouco a visão do loiro da área. Ate que chegou ao seu trapézio. Dando-lhe um beijo assim que chegou ao local.

Logo, Sasuke chegou ao fim das escadas, — Naruto nem se quer havia percebido isso — e agora entrava em seu quarto a todo vapor, derrubando Naruto em sua cama, que por sinal, era grande, tão grande quanto à do modelo. O modelo foi separado do colo do ator, que se recuperava da jornada das escadas até o local. — Não que Naruto fosse pesado — mas, a trajetória já era grande o suficiente quando se andava sozinho, daí, com uma pessoa no seu colo, obviamente ficava um pouco mais complicado, mesmo Sasuke sendo forte, este sentiu um pouco de dificuldade. 

O loiro sentou-se a cama, assim que foi posto sobre esta. E logo, começou a observar os movimentos do moreno, que estava parado próximo da cama, retirando sua jaqueta verde-militar, — esta que deixava Sasuke tão bonito— rapidamente, quase em um ato desesperado, jogando-a em um canto qualquer ao ambiente; que por sinal, estava com as luzes apagadas, mas, havia uma grande janela com uma enorme varanda iluminando o quarto com os raios do dia. Após o moreno retirar sua jaqueta, o modelo não perdeu tempo, puxou-o para cama, com outro selar de lábios, Naruto Uzumaki havia tornando-se totalmente fissurado nos lábios do moreno.  Agora, era Naruto que permitiu o guiamento pela língua do moreno, esta que estava com tanto desejo quanto a sua, fazendo movimentos desesperado arrancando suspiros dos mesmos, ambos deitaram sobre a cama, com o Uchiha em cima do modelo insaciável.  

O modelo lhe beijava como se o mundo estivesse a um fio de acabar, e Sasuke fosse o único rapaz que estava junto com ele naquele fim de mundo, Naruto havia um folego muito grande, que acabava deixando Sasuke quase sem ar de tanto beija-lo. O loiro passava suas mãos às costas alheiras, até que separou os lábios dos de Sasuke para continuar com a trilha de beijos que fazia na escada. Logo, parou o beijo dando um selinho aos lábios do Uchiha, que agora, respiravam um tanto ofegante. Beijou o canto da boca alheira, e começou a traçar seu caminho — novamente — indo de sua bochecha para seu pescoço, e de seu pescoço para sua área favorita, o trapézio. Sasuke saiu de cima do corpo do loiro, para sentar-se ao lado do loiro, puxou-o para sentar em seu colo, enquanto aproveitava as beijocas do Uzumaki. 

— Tira a camisa... — disse o loiro em forma de sussurro, enquanto saia do trapézio alheiro para o ouvido deste. Após dizer o que queria ao moreno, este foi até o lóbulo da orelha alheira e mordeu a região. O moreno mordeu os lábios com força após receber a mordida a seu lóbulo, que era uma região sensível em seu corpo. Novamente, privou os próprios gemidos e então, olhou para o loiro, que mantinha seus olhos azulados nos teus, aguardando fazer o que lhe foi pedido.

Sem perder tempo, o moreno retirou a sua camiseta preta — de vagar — afinal, queria ver a expressão no rosto alheiro ao encontrar um corpo tão definido e forte quanto o seu, mas, o moreno não chegava a ser um cara extremamente musculoso, nem um cara totalmente magro, era quase como se fosse uma fusão dos mesmos. Este tinha o corpo perfeito, ele sabia muito bem disso, afinal, as garotas que eram suas fãs não paravam de falar dele após retirar a camisa.  Naruto mordeu os lábios sensualmente, enquanto olhava para a fisionomia alheira. 

— Lindo pra caralho... — deixou escapar de seus lábios, assim que lhe viu sem camisa. Sasuke só se perguntava para onde teria ido aquele garoto que chorava horas trás pela confissão alheira. Sorriu da mesma forma para Naruto, este que agora se tornou tão decifrável. Naruto provavelmente queria marcar o corpo de Sasuke com suas mordidas e suas unhas.

— Agora você — falou, enquanto o rapaz estava prestes a abocanhar seu trapézio e enche-lo de mordidas e chupões. Naruto afastou-se da região que clamava para ser mordida, e então, sorriu e retirou sua camiseta branca, deixando a mostra aquele belíssimo corpo digno de um modelo, bronzeado. Sasuke entreabriu um sorriso malicioso a face, afinal, o modelo era ainda mais bonito de perto, este agora só se perguntava se as outras partes do seu corpo fossem tão lindas quanto a que vias agora. Vendo que o modelo estava prestes a abocanhar seu trapézio novamente, Sasuke empurrou-o para ficar no controle da situação novamente. 

Ficando por cima de Naruto, vendo o loiro abrir um bico insatisfeito, pois não havia conseguido morder a área que tanto queria em Sasuke. O ator soltou mais um sorriso ao ver a expressão e o bico à face alheira, ah, se Naruto soubesse o quanto ele queria domina-lo, e o quanto era dominante na cama, este provavelmente se espantaria. Sem perder tempo, fez exatamente o que o loiro estava fazendo consigo horas antes de assumir o controle e mudar de posição. Deu-lhe um beijinho simples aos lábios, depois no canto deles, percorrendo um caminho de suas bochechas ao seu pescoço. Este se aproximou da área, e a cheirou. O modelo tinha um estranho cheiro de sabonete de bebê, não que isso fosse exatamente algo ruim, na verdade, era algo até que fofo. Era quase como se fosse uma surpresa na verdade, pois sempre imaginou que Naruto tomasse banho com sabonetes carros, mas, pelo jeito, estava errado.  Abocanhou a região rapidamente, cravando seus dentes no local, fazendo o loiro soltar um gemido dolorido.  

Em seguida, o moreno beijou o local, suavemente para amenizar a dor que acabou fazendo o modelo sentir. Mas, logo abocanhou o lugar novamente para dar-lhe um chupão — daqueles bem dados — na região, na onde deixaria a pele bronzeada marcada por algumas semanas. Era exatamente isso que o Uchiha queria, queria marcar a pele bronzeada alheira inteira, somente para dizer perante a todas aquelas câmeras que este posava, que Naruto Uzumaki lhe pertencia. 

— Sasu..ke — gemeu o nome alheiro um tanto com dificuldade pela dor que sentia. Este agora tentava amenizar sua própria dor puxando os cabelos negros do ator com força. Sasuke terminava sua arte retirando seus lábios da pele avermelhada perante o chupão que teria recebido. Aquilo provavelmente ficaria roxo, Sasuke sabia disso, mas, este nem ao menos se importava. Desde que todos soubessem que o modelo lhe pertencia, nada mais importava.

Continuou traçando seu caminho, beijando o trapézio alheiro e lhe dando uma mordida forte na região, Naruto curvou-se um pouco ao sentir os dentes alheiros aquela região, e gemeu novamente de dor. Sasuke continuou, dando-lhe um beijinho no ombro próximo a região em que teria marcado — o esquerdo no caso — logo, afastou-se e foi até as clavículas deste, que ainda permanecia com as mãos aos cabelos negros de Sasuke, acariciando-os e puxando a cada mordida que recebia.

Beijou as clavículas do loiro, que agora, mordia seus lábios, na tentativa de reprimir seus gemidos. O moreno continuou beijando o local, até que decidiu que queria chupar aquela área, e bem, foi exatamente isso o que fez, começou a chupar aquele local, fazendo este tornar-se vermelho, sentia Naruto puxando seus cabelos, devido ao chupão que ganhava.

Quando se deu por satisfeito, parou seus chupões, e foi em direção aos lábios do loiro, este que havia passado alguns segundos longes dos seus. Tomou-os por completo, agora, de uma maneira calma, sentindo apena o carinho proposto pelas línguas, mas, Naruto estava um tanto impaciente, e clamava por mais, queria arrancar gemidos de Sasuke da mesma forma que este estava arrancando de si, sentia-se completamente injustiçado, ele também queria marca-lo. Este fazia uma movimentação rápida aos beijos, querendo ser o dominante do beijo. Mas, antes que Naruto conseguisse aquele triunfo, o moreno afastou-se dos lábios alheiros com uma mordida nestes.

— Ah, eu não aguento mais, Naruto... — Disse, enquanto este ia em direção ao seu ouvido, para morder o lóbulo alheiro, ao chegar à região, mordeu o local, fazendo o loiro novamente soltar um gemido dolorido. — Quero tirar toda a sua roupa... — sussurrou roucamente no ouvido alheiro, fazendo o loiro arrepiar-se.

— Então a tire, Sasuke... — respondeu, dando-lhe permissão para fazer tal ato. O loiro perante aos seus desejos infames mordeu os lábios enquanto olhava para o Uchiha que agora lhe encarava, com os olhares totalmente devotados aos de Naruto. Este lhe deu um sorriso, safado, por sinal. Saiu de cima do corpo alheiro e logo da cama. 

— Fique de pé. — falou com aquela sua voz mandona, e superior a de Naruto. O loiro obedeceu enquanto mantinha seus olhos azulados aos negros do moreno. Seus olhos demonstravam o quão submisso o rapaz estava em relação ao amado neste exato momento. Como Sasuke queria, o modelo se levantou, este ficou a ficou a sua frente. Sasuke sentou-se na beirada da cama, enquanto o modelo permanecia de pé.

O loiro passou a mão pelo seu corpo, acabou tocando nas marcas deixadas por Sasuke, estas que estavam um tanto sensíveis ao toque, mas, preferiu ignora-las para fazer seu show. Passou a mão pelo próprio abdômen ate que chegou a sua virilha. Desabotoou o botão de sua calça, enquanto mordiscava os lábios olhando diretamente a Sasuke, afinal, queria que este curtisse o seu show particular. Logo, abaixou o zíper lentamente, e agora, abaixava sua calça, deixando está ficar a altura de suas panturrilhas para retira-la rapidamente e joga-la em um canto qualquer do quarto.  Deixando o loiro seminu, apenas com aquela cueca boxer vermelha as partes intimas.

— Gosta do que vê Sasuke? — perguntou o obvio e com uma voz sedutora, pois, entre seu showzinho particular, o moreno havia ficado ereto, Naruto sabia disso, pois havia um volume em sua calça jeans. Sasuke, por sua vez, ao ver o pênis ereto, sorriu malicioso, realizaria o tão aclamado sonho de ser chupado. Sem perder tempo, retirou o cinto que segurava sua calça, desabotoou a mesma, e em seguida, abaixou seu zíper, agora, ele jogava a calça jeans em qualquer lugar, permanecendo também de cueca, que por sinal, também era uma cueca boxer, mas, era preta. Naruto via o grande volume entre suas pernas, e então, ajoelhou-se na frente deste.  Olhou para Sasuke, antes de fazer seu próximo ato, e colocou suas mãos sobre o membro alheiro ainda coberto pelo tecido da cueca. Este não precisou de uma resposta concreta do moreno para saber o que teria que fazer a seguir.

Retirou a cueca que atrapalhava sua visão do membro alheiro, e jogou-a em um canto qualquer, fazendo o moreno liberar um pequeno suspiro ao sentir Naruto tocar no seu pênis.

De primeira, Naruto admirou-se com o tamanho, mas, em seguida, olhou para os olhos do Uchiha que praticamente clamavam para que lhe tocasse e lhe chupasse, dando o que o moreno queria, o loiro começou:

Começou com simples movimentos de vai-e-vem ao membro grosso e ereto a sua frente; masturbou-o de maneira devagar, de primeira, este ouvia os gemidos de prazer que eram escapados dos lábios de Sasuke, que aparentemente estava curtindo bastante ter as mãos do modelo em seu membro; masturbando-o de vagar, afinal, não queria alivia-lo totalmente, na verdade, queria que Sasuke se aliviasse com sua boca, não com suas habilidosas mãos. Naruto era um punheteiro nato, sabia todos os truques para chegar ao ápice, então, não era de se esperar que fosse tão habilidoso ao masturbar alguém. Cada um tinha seu próprio jeito de fazer alguém chegar ao ápice, bastava o modelo descobrir qual era o de Sasuke para fazê-lo gozar.

— Ahr... Naruto... me chupa... — pediu entre gemidos de prazer, este estava deliciando-se com os toques do loiro, mal podia esperar por tê-lo por completo.

Como o pedido, Naruto suspirou, e olhou para Sasuke que aproveitava bastante o momento. Passou um de seus dígitos sobre a glande do pênis alheiro, acariciou a mesma com o polegar por alguns segundos, ate que os gemidos de prazer de Sasuke começassem a ecoar pelo local devido ao ato repentino. Passou seus dedos pela coroa peniana e então, aproximou-se lentamente da glande, na qual alisava com os dígitos ainda. Deu-lhe um beijo na região, e em seguida, com sua língua — muito habilidosa por sinal — passou por toda região, desde sua glande a o corpo. Sentia o Uchiha arfar a cada toque, ah, céus, o moreno estava curtindo toda aquela experiência. Logo, abocanhou a glande, deixando Sasuke aos suspiros ao sentir seu pênis na boquinha do Uzumaki, esta que era quente e úmida — devido à saliva que era produzida no lugar —. 

Naruto começava com movimentos de vai-e-vem enquanto abocanhava toda a glande alheira, este infelizmente não possuía uma garganta profunda, se não, adoraria sugar todo aquele membro pela sua garganta, continuou com os movimentos lentos ate que com a ajuda de suas mãos, começou a masturba o corpo do mesmo; rápido, enquanto Naruto lhe fornecia um boquete, com bastante vontade, repleto de olhares depravados, enquanto se deliciava com a visão de Sasuke estar quase chegando ao seu ápice. Naruto continuava masturba-lo enquanto sua boca passava a língua por toda a extensão deste, brincando com as bolas antes esquecidas com a mão livre, Sasuke arqueou as costas, e gemeu, provavelmente estava quase lá. Logo, o loiro soltou a mão de suas bolas e voltou a focar somente na masturbação, abocanhando o pênis alheiro.

— Anw... Naruto... — disse quase chegando ao seu ápice, este puxou os cabelos dourados alheiros com força, liberando gemidos doloridos deste que lhe fornecia um boquete, empurrou a cabeça do modelo mais para frente, para engolir mais o seu pau.

Não havia algo mais libidinoso no universo do que ter o loiro entre as suas pernas, ajoelhado a sua frente, lhe chupando e sugando — não totalmente — seu pênis. Seus olhos estavam marejados com lágrimas devido à força que o moreno havia aplicado para fazê-lo engolir todo o seu pênis. Ofegante, ainda pressionando a cabeça alheira, gozou, gozou tudo — quase tudo — na boquinha alheira. Naruto durante todo o ato permaneceu com os olhos fixados aos do amado, em nem um momento se quer deixou de encara-los. Alguns jatos de porra acabaram escapando da boca do loiro, fazendo estes cair sobre seu rosto, deixando-o sujo com a porra alheira. 

Naruto quase sentiu que engasgaria com todo aquele liquido esquisito invadir sua boca, dando-se o luxo do prazer de engolir todo o sêmen do moreno, que assim que gozou, afastou a cabeça de Naruto do membro, enquanto erguia todo o seu tronco para trás. Logo após chegar ao seu ápice, este voltou a olhar para o loiro este que conseguia ser tão bonito ate mesmo com o rosto sujo de porra. Agora, sem sequer fazer uma careta, o loiro engolia todo o sêmen de Sasuke ainda encarando o amado. Assim que engoliu tudo, colocou a língua para fora, havia alguns requisitos da porra que foras engolidos ali ainda, seus olhos estavam um tanto marejados também, mas, ainda continuavam com aquele olhar para o ator. Com o polegar, o loiro passou o dedo sobre as ‘’sobras’’ que haviam caído em seu rosto quando Sasuke ejaculou tudo em sua boca, sem nem um aviso. Aproveitou que este ainda lhe encarava, para retirar as ‘’sobras’’ de sua bochecha e introduzi-las em sua boca, fazendo uma pose sensual exclusiva para o moreno, chupando todo seu dedão, obscenamente.

— Porra... — deixou escarpar Sasuke, enquanto observava o loiro de uma forma tão obscena chupar todo seu dedão, da mesma forma que teria feito com seu pênis. — Você é realmente uma puta — disse palavras obscenas, enquanto passava as mãos sobre o próprio pênis, acariciando este.

— Eu sou? — perguntou com um sorriso obsceno, subindo a cama por trás de Sasuke, dando-lhe um abraço por trás, agora tendo os braços o redor dos ombros deste. 

— Sim, você é. — disse da mesma forma, segurando os braços alheiros que lhe prendiam em um abraço. — Mas você não é uma puta qualquer Naruto. — falou, ainda com o tom de voz obcecado por luxuria e prazer. Olhou por cima de seus ombros, e viu que o loiro ainda sorria de uma forma bastante assanhada para si. — Você é minha puta. — enfatizou a palavra minha, passando as línguas sobre os dentes, fazendo agora o loiro soltar-se do abraço, assim que foi solto, o moreno não perdeu tempo, prendeu-o na cama segurando seus punhos contra os lençóis de alta classe da cama. 

— Então, me faça totalmente seu, Sasuke... — pediu em meio a um desejo de luxuria, beijando os lábios alheiros que estavam em cima dos teus, este sorriu entre o selar de beijos, e depois, soltou-os.

 Assim que seus lábios foram soltos, o moreno deu-lhe um beijinho ao queixo do loiro, e trilhou novamente um caminho até seu peitoral, só, que desta vez, em vez de dar-lhe um chupão, o moreno foi diretamente para os mamilos que por sua vez, eram rosados e estavam um tanto eretos — assim como seu pênis —. Sasuke mordeu os pequeninos e o loiro arfou. Lambeu o mamilo direito, e mordeu o esquerdo, depois chupou o esquerdo fazendo um som obsceno. Este continuou acariciando e provocando o mamilo alheiro, enquanto o loiro gemia devido ao prazer que sentia quem diria, o Uzumaki era sensível naquela região.

O moreno continuou a provocar seus mamilos, dando petelecos em um, enquanto chupava o outro, acariciava um e chupava o outro, ficou assim por algum tempinho ate que Naruto começou a gemer manhosamente:

— Sasuke... — gemeu de forma manhosa o nome alheiro, fazendo o citado morder os lábios ao encarar a face de Naruto, que lhe encarava com olhos repletos de luxuria, afinal, o loiro jamais parou de olha-lo desta forma. — Eu quero... — falou ainda manhosamente, ah, Sasuke não saberia como recusar um desejo daqueles, ainda mais agora, que o modelo já estava tão submisso aos seus toques, que gemia a cada gesto seu.

— O que você quer Naruto? — perguntou apenas para provoca-lo, o moreno sabia muito bem que era seu pênis que o modelo queria, sabia muito bem que este queria ser fodido pelo seu pau, mas, queria ouvir da boca do modelo.

Naruto fez um bico manhoso, ao ouvir as palavras de Sasuke, afinal, não era obvio? Naruto tinha que ser estudado, pois era o único ser humano que o moreno conhecia que conseguia ser fofo e safado ao mesmo tempo. Este quebrava totalmente o equilíbrio das coisas em seu universo. 

— Eu quero que você.... —disse, tentando desviar os olhos de Sasuke olhando para o outro lado, mas, era inútil, pois Sasuke havia pegado em seu queixo e feito este olhar para si, não tinha como escapar dos olhos de um Uchiha. — Eu quero seu pau... — disse de uma forma tão manhosa e fofa que quase fez o moreno delirar. Como era possível, ele estava tão pervertido e safado há alguns segundos atrás; chupado o pau alheiro, e agora, estava ali, todo manhosinho.  — Dentro de mim. — completou ainda tímido.

‘’Nem preparei o terreno ainda, e já quer ser fodido? Impressionante!’’ — disse o ator mentalmente, enquanto olhava o seu amado todo manhosinho clamando por mais prazer. 

— Você vai tê-lo. — disse, fazendo um grande sorriso ser aberto aos lábios de Naruto. Afinal, o modelo queria muito aquilo. — Mas... — o sorriso começou a se desmanchar. — Não agora. — disse num tom malvado.  Naruto fez um bico novamente, que o moreno simplesmente não resistiu e lhe deu um beijo. — Vira. — pediu autoritário, saindo de cima do corpo bronzeado alheiro. Vendo Naruto obedecer cada pedido sem com um biquinho aborrecido pela demora de preliminares. — Fica de quatro. — pediu novamente, e sem questionamentos, apenas com um bico manhoso a face, o modelo lhe obedeceu.

Ter Naruto de quatro a sua cama era realmente seu sonho. Este observou aquela bundinha empinada, e acabou reparado o quão bonito era tê-lo de quatro. Apesar deste ainda estar com cueca, mal podia esperar para tirar o tecido, mas, segurou-se. Saiu da cama e foi até o criado mudo que não ficava tão longe da cama em que Naruto estava de quatro, perfeitamente empinado. Abriu a primeira gaveta, a onde o ator guardava algumas coisinhas pervertidas para lhe dar prazer enquanto se masturbava.  Retirou de lá um lubrificante, e camisinhas.

— Não é pra espiar! — repreendeu o loiro que ameaçava a olhar para o que Sasuke estava fazendo.

Logo, o Uchiha voltou à cama, e deu-lhe um tapa, — não muito forte — nas nádegas alheiras, causando um grunhido de dor aquele que havia sido estapeado. Retirou a cueca vermelha que atrapalhava sua visão, tanto do pau alheiro quanto das nádegas bronzeadas. Assim que retirou, jogou este em algum canto qualquer no quarto. Olhou para admirar a anatomia alheira, afinal, não era todo dia que Sasuke sentia-se honrado de ter a pessoa amada de quatro em sua cama. De fato, o loiro era realmente lindo, muito, muito lindo por sinal.

 — O que foi? — perguntou este, estragando totalmente seus pensamentos.

— Não é nada, apenas estava admirando. — falou, sem nem um pudor, por algum motivo, sentiu que o modelo corou-se ao ouvir tais palavras do ator. — Pode abrir um pouco as pernas, Dobe? — perguntou então o loiro fez como o pedido e abriu um pouco as pernas.

Sem mais delongas, afinal, estava um tanto cansado de tantos preliminares, queria partir logo para a parte em que fodia o loiro de varias formas possíveis. Despejou o lubrificante em seus dedos, e acabou despejando um pouco na entrada alheira, o que acabou fazendo Naruto curvar-se um pouco. Acariciou a região com o polegar, e então, encaixou o primeiro dedo.

Viu o modelo se contorcer perante o toque, e a invasão em seu orifício anal, sentiu-se um pouco desconfortável com a presença do dedo, mas, logo este foi acostumando-se coma penetração. Ao ver que o modelo já havia acostumado com a invasão de seu primeiro digito, começou a fazer movimentos de vai-e-vem, afinal, este teria que fazer um excelente trabalho para que o loiro se acostumasse e não sentisse tanta dor ao ser penetrado pelo seu pênis. 

— Ahnn... Sasuke... — gemeu o loiro assim que este começou com a movimentação, agarrando os lençóis. — Eu quero seu pau.. — choramingou entre gemidos, Sasuke queria foder o modelo, sim ele queria, mas, não queria que este sentisse dor, então, teria que esperar para atender o desejo do loiro.

Logo, com seus incríveis movimentos de vai-e-vem, já que o modelo estava assim tão relaxado, acrescentou seu segundo digito deixando a penetração ao canal ainda mais estimulante e rápida. Era com toda certeza mais fácil de se manusear a penetração ao ser inserido dois dígitos. Gemidos de aceitação foram recebidos assim que Sasuke começou a acelerar as coisas, com os dois dígitos penetrando o Uzumaki.  E então, o tão aclamado terceiro, alargando o orifício anal alheiro, este soltou um grunhido de dor assim que o terceiro e provável ultimo dedo foi inserido. Diferente dos dois primeiros, o modelo não teria soltado até então gemidos de dor, provavelmente porque este se masturbava bastante com apenas dois dedos. Então, obviamente não estava acostumado com três dedos.

‘’Naruto era realmente um pervertido ‘’ — pensou Sasuke, ao ver o loiro daquele jeito. Sentia seu pênis ereto só com os gemidos que o loiro soltava, a cada vez que o moreno acelerava o movimento de vai-e-vem de seus dedos fazendo sons obscenos devido à movimentação.  O Uzumaki já não aguentava mais, suas pernas encontravam-se até mesmo bandas devido à velocidade que o moreno havia aplicado. Este quase não conseguia sustentar a posição que estava.

Já havia alargado o canal o suficiente, este pensou em colocar mais um dedo, antes de penetrar seu pau ao canal. Mas, assim como o loiro, este já não aguentava mais tantos preliminares, estava louco para ir diretamente para a ação. Seu pênis estava ereto, e agora pulsava em sua mão — que não estava alargando o modelo —. Aos poucos, retirou todos os dígitos que davam prazer ao loiro, à entrada encontrava-se perfeitamente molhada e bem escorregadia, as movimentações de seus dedos com a ajuda do lubrificante acabaram deixando o canal bastante escorregadio. Tanto que ao retirar seus dígitos da entrada rosada, o lubrificante havia transbordado um pouco e agora escoria sobre aquela entrada.

Passou a glande ao redor daquela entradinha rosada, que agora também estava pulsante. As pernas do rapaz estavam bambas, mas, ao sentir o membro alheiro ao redor de seu ânus, apertou fortemente os lençóis e fez força para não sair daquela posição. Naruto estava querendo o pênis alheiro dentro de si mais do que tudo, este mal podia esperar para senti-lo dentro de si. Sasuke também estava com a mesma vontade, mas, de qualquer forma, este não queria machuca-lo então seus atos era um pouco mais divagares. Ao acariciar a entrada alheira com seu pau, este resolveu mudar de posição. 

— Naruto — chamou, enquanto parava de acariciar a entrada alheira com seu membro, fazendo este cair na cama. O loiro não estava aguentando mais permanecer naquela posição, então ai cair sobre a cama, soltou um suspiro de alivio. Sasuke havia pegado pesado ao masturbar seu ânus.  

— O que? — disse manhosinho, enquanto olhava para o amado sobre seus ombros, este estava um pouco ofegante também.  Os olhos azulados olhavam para Sasuke que agora, sentava-se com as costas apoiadas na cabeceira da cama, o loiro fez uma expressão confusa. O moreno colocou a camisinha em seu pau em seguida.

— Senta no meu pau. — pediu, fazendo o rapaz arregalar os olhos e depois sorrir depravado, afinal, era tudo o que o loiro mais queria era sentar no colo do Uchiha e quicar sem parar. Este saiu da posição que se encontrava, e engatinhou, com um pouco de dificuldade até Sasuke, o rapaz encarou o pau alheiro e depois o amado. Sasuke pegou o loiro que estava parado a sua frente pela sua cintura, e colocou-o em cima de si, este apoiou suas mãos aos ombros do amado, enquanto o amado soltava uma de suas mãos da cintura do modelo e colocava em seu pau. Agora, o loiro estava de joelhos entre as pernas de Sasuke, que segurava o próprio membro indicando o local que Naruto teria que sentar, como se tal ato já não fosse obvio. O loiro em seguida retirou uma de suas mãos do ombro do Uchiha, fazendo este retirar a mão que estava em seu pau para que Naruto pudesse segura-lo. Sentiu a glande tocar o seu orifício anal e com uma expressão dolorosa a face, olhou para o amado que agora lhe ajudava.

O Uchiha sem mais delongas, enfiou seu pau na entrada alheira, — não por completo — mas foi o suficiente para fazer o Uzumaki abrir uma expressão dolorosa em seu rosto, logo este, devagar, encaixava um pouco mais o pênis alheiro a sua entrada.  Naruto sentia sua entrada arder na medida em que pressionava o pau alheiro em seu interior a dor era tão forte que mesmo com sua entrada inteiramente lambuzada de lubrificante este puderas sentir tamanha dor, a dor era tanta que não podia impedir que seu corpo se contraísse, esmagando o invasor com força, fazendo ambos os rapazes gemerem de dor. Sasuke na tentativa de amenizar a dor passou a masturbar o pau do modelo que antes então havia sido esquecido. Massageando aos poucos até que o loiro acostumasse com a invasão de seu membro e relaxasse um pouco mais ate este sentir-se bem para continuar. O modelo devido a forte dor que acabou sentindo antes acabou por encostar sua cabeça no ombro do ator. Fora que havia arranhando-o forte também devido à dor que acabou sentido. 

— Pronto amor... — Sorriu enquanto soltava o membro alheiro aos poucos, passando uma de suas mãos aos cabelos dourados do parceiro, que aos poucos retirava as unhas que havia cravado aos ombros do moreno. Sua cabeça ainda estava no seu ombro, e as caricias que acabou recendo acabaram por acalma-lo. — Está tudo bem agora — continuou acariciando seus cabelos, este se sentia um pouco culpado, afinal, havia feito de tudo para que o loiro não sentisse tamanha dor, mas, no final acabou falhando (3). Logo, o Uzumaki passava os braços ao redor dos ombros do amado, dando-lhe um abraço. Aos poucos, retirou a cabeça dos ombros largos do amado para olhar para si.  

Seus olhos azulados estavam marejados d’agua, mas, o loiro acabou por liberar um sorriso para o moreno, que até então estava com uma expressão preocupada a face alheira. O loiro acabou dando um beijinho na ponta do nariz do amado, e então pegou suas mãos — estas que acariciavam seus cabelos — e as colocou em sua cintura. Naruto por pura e instantânea vontade, a fim de acostumar-se com a invasão, começou a mexer seus quadris para cima e depois para baixo, ainda fazendo uma expressão dolorosa. Sasuke por sua vez também soltava gemidos doloridos, mas, Naruto não iria parar. Novamente com a tentativa de se acostumar, repetiu o ato, e agora, sem a expressão dolorida a face. Começou a quicar no pau alheiro de vagar, afinal, ainda estava acostumando-se. Soltando longos gemidos manhosos enquanto permanecia com seus olhos aos de Sasuke, que prendia os gemidos aos lábios com dificuldade enquanto também olhava para os olhos do amado.  

— Mexa-se — pediu entre gemidos retraídos enquanto segurava fortemente a cintura do modelo, que ao jogar a cabeça para trás, voltou a colocar seus braços ao redor das costas alheiras. Naruto gemia perante as quicadas que dava ao pau alheiro, ainda devagar no caso, mas, arranhava as costas do amado, fazendo este gemer. — P-porra... — gemeu o moreno, não conseguindo se controlar. Agora, assim que o loiro se alto permitiu a acostumar com a penetração, rebolava e quicava ao mesmo tempo liberando longos gemidos arrastados.

 —Ahn... Sasu...Ke — dizia um tanto descontrolo perante aos gemidos arrastados, ele rebolava no pênis alheiro, e quicava em seguida, fazendo-o sentir sensações até então desconhecidas na cama. Arranhava as costas do moreno com prazer, enquanto fornecia todo aquele show, gemia a todo vapor enquanto ainda continuava com sua rebolada, ouvia os palavrões do moreno devido aos seus toques. — Me fode com força.. Ahn — gemeu manhoso enquanto olhava nos olhos do moreno que gemia em meio a palavrões, este parou de rebolar em seu colo, e foi totalmente domado pelo o Uchiha, que apertava sua cintura com força e fazia-o quicar com mais força em seu pau. Este acabou cravando suas unhas a região da cintura do Uzumaki, mas nem sequer se importou, pois o loiro gemia descontroladamente igual uma putinha.  — Ahn... Sasuke... — gemia novamente perante a movimentação acelerada, arranhando as costas do amado com força, mordendo seus lábios e erguendo-se  totalmente para trás, este agora agarrava fortemente Sasuke, que gemia tanto quanto o amado. De sua cintura para suas nádegas o moreno foi, apertando estas com força fazendo o loiro gemer manhosamente seu nome, novamente. Continuava com o movimento rápido, provocando sons indecentes naquele local, de suas bolas se chocarem com a entrada alheira, estavam ambos loucos de prazer.  — Eu te amo... — dizia entre gemidos, abraçando o moreno enquanto continuava gravando suas unhas ao local. Parando agora de arranha-lo, o loiro retirou suas mãos das costas alheiras e foi até a face do moreno, que gemia tanto quanto ele. Prendeu-o em um beijo obsceno e escandaloso onde sua língua era a dominante, o beijo continuou intenso na medida em que Sasuke continuava forçando seus quadris ao seu pau. Mas, logo o beijo acabou sendo desfeito, pois Naruto gemia sem parar.

— Ahnn Eu te amo tanto... — confessou entre gemidos, soltando os quadris alheiros voltando para apertar a cintura do amado, que se curvava perante os toques de Sasuke, agora, era o loiro que assumia o controle, rebolando no pau alheiro provocando mais gemidos do Uchiha. — E-eu ‘tô quase.... — Alertava o Uchiha que cravava as unhas a cintura do modelo, que apenas assentiu com um longo gemido, continuando a rebolar e a quicar naquele membro. O ator retirando uma de suas mãos da cintura alheira, agora, passou a domar o pau do modelo, que pulsava e praticamente clamava por também ser tocado. O moreno começou a masturba-lo coma ajuda do liquido pré-gozo. Masturbando este de uma forma rápida.  

— Anh... S-Sasuke desse jeito e-eu vou... —disse entre gemidos ofegantes, enquanto ainda continuava a quicar e a rebolar forte ao pau alheiro. — E-eu não vou aguentar... — alertou com um gemido manhoso, enquanto agora apenas quicava ao pau.

— Anhh... Naruto e-eu vou... — falou com um pouco de dificuldade enquanto agora ofegante jogava a cabeça para trás, e depois voltava com a mesma para olhar para o modelo que também estava quase ao seu ápice.  — V-vamos juntos... — falou com dificuldade, enquanto o modelo apenas assentiu com a cabeça, e então, a ejaculação dupla foi alcançada com sucesso, fazendo o moreno erguer-se e o loiro cair sobre seu peito, ejaculando na própria barriga e na barriga alheira, ambos agora estavam completamente cansados e ofegantes e um pouco suados.  Naruto levantou seus quadris aos poucos, retirando o membro do moreno de seu orifício anal. E acabou por sua vez, retirando a camisinha do pênis alheiro, esta que havia sido totalmente preenchida pelo gozo do ator; jogou-a em um canto qualquer no quarto, depois, voltou a abraçar o moreno, que acariciava seus cabelos dourados agora. — Precisamos de um banho.. . — Disse um tanto ofegante enquanto ainda acariciava os cabelos do aliado.

— Sim, mas eu ‘tô com preguiça de ir... — relatou, enquanto fechava os olhos azulados para apreciar ainda mais o carinho que recebia. — Quero continuar aqui, com você. — confessou, manhosamente enquanto ainda recebia carinho. As palavras do loiro fizeram o moreno sorrir.

— Você vai ficar, mas, no banho. — disse parando de acariciar os cabelos alheiros, retirando o rapaz de cima de seu corpo. — Itachi já deve estar chegando. — completou enquanto observava o loiro, que agora estava impregnando em seus lençóis.

 — O banho pode ser até tentador nesse momento, mas estou muito cansado. — falou enquanto acomodava-se aos lençóis da cama que não lhe pertencia. — Quero dormir com você. — falou, abrindo os olhos para encarar o moreno, que ainda encontrava-se na mesma posição ofegante, agora com um sorriso ao rosto. Sasuke definitivamente tinha o melhor sorriso do mundo na humilde opinião do modelo. 

— Tudo bem. — disse, deitando-se ao lado do loiro, puxando outro lençol para cobrir seu corpo.  Já havia escurecido, Sasuke sabia disso, pois a iluminação do quarto havia mudado o ambiente; este quase não acreditava que teria passado a tarde e o começo da noite fazendo amor com a pessoa que tanto amava. Naruto abriu um sorriso ao ver que o moreno havia cedido deitar ao seu lado.

— Então... Já que você me ama — começou, enquanto olhava para a face cansada do moreno, que assim que o loiro havia começado a falar, voltou a olhar para ele. — E eu também te amo... — começou a ficar com as bochechas coradas, ele não sabia ao certo como dizer aquelas coisas para o amado, sentia vergonha e mesmo sabendo que este lhe amava, sentia um pouco de medo da rejeição.  — P-porque a gente não começa a namorar? — gaguejou um tanto tímido, aquilo foi o suficiente para o moreno começar a rir, deixando o loiro ainda mais tímido do que se encontrava, agora escondendo seu rosto nos lençóis.  

— Você está me pedindo em namoro, dobe? —perguntou o obvio, enquanto ainda ria um pouco pela maneira que o loiro havia lhe peido em namoro.

— Sim, teme! E-eu estou! — falou ainda envergonhado retirando aos poucos o lençol que cobria seu rosto. — Você aceita? — perguntou agora olhando para o amado, esperando sua resposta. 

— Aceito! — disse com um sorriso vitorioso a face, este que nem ao menos precisou pensar para dizer tais palavras. O que acabou fazendo o Uzumaki rir de nervosismo. — Eu te amo. — declarou novamente, aproximando-se ainda mais do loiro para dar-lhe um selinho.

— Eu também te amo, Sasuke. — falou sorridente após a declaração do amado. 

...

O casal dormia calmamente, o loiro havia tomado conta da maior parte da cama, deixando o moreno com apenas um espacinho pequeno para deitar-se e se mover, logo, aos poucos, o moreno foi abrindo seus olhos, até despertar-se por completo. Olhou para o modelo que dormia ao seu lado na cama, indicando que não havia sido um sonho seu. Este suspirou e saiu da cama cuidadosamente para não acordar o namorado. Espreguiçou-se ao colocar os pés no chão frio, e se levantou da cama, ainda tomando cuidado para não fazer com que o loiro acordasse, bocejou e caminhou em direção ao criado mudo que ficava perto de sua cama. Encarou o próprio celular, e sorriu, Itachi devia ter achado seu celular e colocado ali. Pegou o mesmo, e em seguida, desbloqueou o aparelho, que tinha como foto de bloqueio uma paisagem do sol se pondo, precisava urgentemente trocar a foto.

Aproveitando que o loiro dormia calmamente sobre a cama, agarrando alguns lençóis deixando de bruços, deixando suas costas bronzeadas de fora, o moreno pensou em tirar uma foto deste que dormia tão calmamente. Então, abriu a câmera de seu instagram e tirou uma foto, esta que por sinal saiu perfeita, raios da luz do sol batiam sobre a costa do moreno, deixando este extremamente belo a foto. Após tirar a foto do modelo, este obviamente salvou e em seguida, enviou, para que todos os seus seguidores vissem a beldade que era aquele modelo dormindo tão calmamente. Colocou a foto que havia tirado do mais novo namorado em seu plano de fundo do celular, e foi andando pelado até o banheiro de seu quarto.

Naruto acordou com barulho de fechamento da porta do banheiro, fazendo-o despertar um tanto assustado. Olhou para os cantos daquele quarto, tentando identificar a onde estava, suspirou aliviado ao perceber que ainda estava no quarto do Uchiha. Este percebeu o quão bagunçado o quarto estava, com varias roupas suas e do namorado totalmente espalhadas pelo chão, uma verdadeira zona por sinal. Lembrava-se muito bem do que teria acontecido ontem, do pedido de namoro, de absolutamente tudo! Aquilo de certa forma deixava-o com as bochechas coradas. Começou a ouvir o som irritante de seu próprio celular tocar, despertando-o de seus pensamentos. O loiro levantou-se da cama, e só ai se tocou o quanto seu traseiro doía. E não doía pouco não, doía muito! 

— Ah, porra! — disse perante a dor que sentia, acariciando sua bunda para ver se a dor diminuía, mas, não, não diminuiria por um bom tempo. Naruto precisaria colocar gelo naquela região, e provavelmente teria algumas dificuldades para sentar-se. O barulho estridente do seu toque de telefone ainda ecoava em seus ouvidos. — Já vou, já vou! — anunciou a chegada para o aparelho, que continuava infernizando-o, este caminhou com dificuldade até a sua calça, que por sorte, não estava tão longe assim de si. Retirou o aparelho do bolso de sua calça jeans atendeu o aparelho que já estava lhe infernizando, nem se quer olhou para a tela que indicava quem lhe ligava, apenas atendeu a ligação. — Alo?

— Naruto Uzumaki sua piranha!! — gritava a voz estridente do melhor amigo Gaara do outro lado da linha. — Que merda está acontecendo contigo?! Porque eu estou vendo vídeos do Uchiha nos seus storys e uma foto sua na casa dele? Eu preciso de explicações urgentes!! — falava a voz desesperada do melhor amigo, deixando o loiro totalmente desentendido, do que ele estava falando, como assim fotos dele na casa de Sasuke?

— Que... Como você sabe que eu ‘tô na casa dele? — falou totalmente desentendido ouvindo o som da risada do ruivo do outro lado da linha.  — Meu deus eu não acredito que esqueci totalmente dos urubus que cercam essa casa!! — falou num tom desesperado, enquanto sentava-se cuidadosamente sobre a cama, colocando os lençóis em seu corpo. Naruto ainda estava com o cheiro impregnando de sexo em seu corpo.

— Toda internet sabe, meu amor! — falou num tom histérico. — Que se foi fazer ai em cachinhos dourados? Porque se foi provocar esse urso? — perguntava agora curioso. — Ai meu Deus! Uzumaki não me diga que você...

— Sim... — falou um tanto envergonhado fazendo o amigo gritar do outro lado do telefone igual uma fangirl. 

— Eu sabia! O amor sempre supera o ódio! — disse felicíssimo, fazendo o modelo rir pela forma que o amigo estava feliz com aquilo, mas, aparentemente rir daquele jeito acabava doendo certas regiões, e em meio a risadas do loiro, este acabou soltando um pequeno grunhido de dor. — Vish Naru, pelo jeito a noite foi tão boa que você não vai conseguir sentar por uma semana. — falou ao ouvir o grunhido de dor do melhor amigo. — mas, me conta ai... Os boatos de Sasuke ser bom de cama são verdadeiros? Ai, caralho! Conta-me tudo logo piranha! — falou fazendo o Uzumaki rir.

— Sim, ele é... Tão bom que acho que vou ficar aleijado. —exagerou, fazendo o melhor amigo gritar do outro lado da linha. — Então, advinha! Estamos namorando agora. — confessou um tanto tímido. — E o pior de tudo, ou o melhor de tudo, e que foi exatamente tudo graças à campanha que estou participando com ele. — disse, deitando-se sobre a cama, com cuidado.

— Ai que inveja, eu quero um namorado também. — choramingou o ruivo, fazendo o Uzumaki rir novamente. — Que bom que meu casal favorito está junto! ... Ai para com isso Lee! — dava para se ouvir do outro lado da linha Rock Lee dando beijos ao ruivo.

— Ui, você está com o sobrancelhudo? Não sabia que você curtia sobrancelhas grandes, Gaa! — disse rindo um pouco.

— Ah, fecha a matraca ai, aleijado! — ofendeu o melhor amigo, fazendo este ri, dava para se ouvir claramente o som dos beijos do tal Rock Lee no ruivo do outro lado da linha. — Ai, Naru, eu vou ter que desligar, o negocio aqui ‘ta ficando quente.

— Tudo bem vai lá se divertir com seu sobrancelhudo. — caçoou, rindo mais um pouco, ouviu o ruivo rir do que havia dito. — Até mais tarde Gaa, te amo minha piranha ruiva — falou com um sorriso a face.

— Até mais cachinhos dourados, amo você. — Completou, encerrando a ligação em seguida.  Assim que desligou a chamada, o loiro foi diretamente para o instagram, a onde optou para ver os story’s dos amigos, o primeiro que viu foi o de Ino, esta que havia postado diversas fotos apenas de biquíni curtindo em sua piscina ao lado do namorado.  Típico da Ino, Uzumaki pensou enquanto ainda continuava olhando os Storys, o próximo que este optou em ver, foi o de Sasuke, que havia tirado uma foto sua enquanto dormia.

— Ah, você acordou. — falou o moreno entrando no quarto apenas de toalha, indo em direção ao loiro para dar-lhe um beijo a testa de bom dia. — Bom dia, dobe. — falou após depositar um beijinho em sua testa.

— Bom dia. — falou envergonhado após ver a sua foto em seu instagram.

— O que foi? — perguntou. Uzumaki mostrou a foto para o namorado que sorriu. — Você gostou da foto?

— Gostei, mas gostaria mais se estivesse você comigo nessa foto. — falou fazendo um biquinho, levantando-se com uma expressão de dor a face, devido à noite passada. Este havia se levantado com os lençóis grudados em seu corpo. — Mas, ainda bem que vamos ter uma sessão de fotos no trabalho hoje então... Ai meu deus o trabalho!

— ‘Ta doendo muito? — perguntou referindo-se a noite passada.  — Me desculpa...

— Não se desculpe, teme! — falou irritadiço. — Eu estou bem, isso aqui não é nada, e além do mais... A dor acaba fazendo-me lembrar de ontem. — disse sorridente para o namorado, que aproveitou que este estava parado a sua frente para selar os lábios alheiros com um selinho apaixonante. Sasuke estava com um cheirinho tão bom de sabonete— Bem, eu vou tomar banho, eu estou fedendo. — falou olhando para o próprio corpo.

— Okay, vai lá. Vou estar de esperando lá na cozinha. — falou dando um beijinho a sua testa. — Se quiser, tem cuecas novas naquela porta ali, o closet. — Naruto assentiu com a cabeça e foi em direção ao local indicado. — Mas não se preocupe com isso vou coloca-las na cama, quando sairmos para o trabalho à empregada vai da uma geral aqui. 

...

O loiro descia com certa dificuldade as escadas da casa do namorado, este acabou vestindo as mesmas roupas que havia usado ontem, apesar de ser do tipo que detestava usar as mesmas roupas no dia seguinte, havia as colocado mesmo assim. Provavelmente o modelo passaria no shopping depois do trabalho e se lotaria de roupas novas somente para compensar o fato de não estar bem vestido o suficiente para si. Com esforço, este finalmente chegou à cozinha, onde encontrou Itachi sentado ao balcão ao lado de Sasuke, que por sinal, Sasuke estava deslumbrante, comparado a si. O namorado usava uma calça preta, com um dos joelhos a mostra. A mesma jaqueta verde-militar de ontem, que por sinal, deixava o moreno extremamente belo. A Jaqueta estava totalmente fechada, e o moreno usava um sapato todo branco. Já Itachi, este estava de pijama. Havia na bancada alguns pães e copos de vitamina.

— Bom dia... — disse o loiro um tanto envergonhado ao entrar na cozinha dos Uchiha, que por sinal, que cozinha linda. Parecia muito com a do BoJack horseman.

— Bom dia — disse o Uchiha mais velho. — Naruto, me desculpe pelo o que eu disse ontem, eu estava apenas querendo proteger meu irmãozinho. — desculpou-se com o Uzumaki que lhe deu um sorriso tímido.

— Que isso, eu que tenho que te pedir desculpas. — Disse envergonhado, sentando-se no meio dos Uchihas. Sasuke riu pela expressão envergonhada do namorado.

— Então é real e oficial o casalzinho? — perguntou Itachi quebrando o gelo, colocando um copo de vitamina de abacate para o loiro beber. — Modelos não podem comer pão não é? — falou pegando uma fatia de pão que estava encima da mesa colocando manteiga no mesmo.  — Eai, a noite foi boa pra vocês? Porque eu ouvi cada gemido ontem, que meu senhor amado... Naruto você ’ ta bem?  Quer gelo ou algo assim?

— Sim, eu ‘tô bem... — Falou o loiro envergonhado encarando a vitamina que foi posta a sua frente.

— Nii-san, para de envergonhar meu namorado... — falou Sasuke revirando os olhos para o irmão, que abriu um sorriso para este. — Você não tinha que estar na exposição do Deidara não? — falou praticamente expulsando o irmão que quase se engasgou com a fatia de pão após ouvir isso.

— Puta merda, Otouto!Eu já disse pra você não falar esse nome na mesa! — Falou devorando o pobre pão todinho, levantando-se e pegando o pão do prato do irmão que o xingou por ter pegado a ultima fatia de pão. — Naruto-kun, se você fizer meu adorável irmãozinho chorar eu vou quebrar sua cara todinha! — ameaçou, fazendo o modelo engasgar-se com a bebida que mal havia começado a tomar.

— Nii-san!! — repreendeu o mais novo levantando-se da cadeira também. — Para de assustar meu namorado! — falou fazendo o mais velho rir, enquanto agora abocanhava o pão do Uchiha mais novo— Meu pão.. Aniki seu obeso! — reclamou com um biquinho, enquanto sentava-se ao lado do namorado, que se encontrava com um sorriso a face, este nunca tinha visto Sasuke fazer um biquinho daqueles. 

— Você não merece esse pão. Eu vou sair agora, bom trabalho para vocês dois pombinhos. — completou saindo da cozinha com pão na boca, correndo em direção à saída da casa, este aparentemente nem se importava com o fato que iria sair de pijama.

— Tsc, meu pão... — lamentou o Uchiha que agora bebia a vitamina de abacate com um biquinho raivoso. Naruto riu com o bico raivoso de Sasuke, fazendo este olhar para si após ouvir o namorado rir. — O que foi, dobe? — perguntou fitando-o com seu olhar, enquanto terminava de beber a vitamina.

—Nada não. — disse com uma voz divertida, terminando de beber a vitamina levantando-se em seguida.  — Vamos? Não estou nem um pouco a fim de fazer Hinata e Tenten terem o melhor comercial, muito menos as melhores fotos. — completou passando os braços ao redor dos ombros do namorado, que segurou os braços alheiros que lhe davam um abraço. O loiro deu-lhe um beijinho em sua bochecha, e logo se afastou com um sorriso.

— Vamos. — se levantou após terminar de beber a vitamina, deu um beijo na bochecha do Uzumaki e pegou em sua mão, guiando-o este até a saída da casa dos Uchiha. Naruto andava com um pouco de dificuldade devido à noite passada, este andava com um pouco mais de lento do que o normal. — Naruto, quando chegarmos ao set eu irei pedir para alguém te dar uma bolsa de gelo. — caçou, apesar de aparentar estar falando a verdade. Definitivamente Sasuke faria aquilo. Caminhou até a garagem que estava aberta, devido ao fato de Itachi ter saído primeiro com seu próprio carro. Retirou do bolso de sua calça a chave-remota de seu carro, e logo as portas foram abertas, o loiro sentou-se ao seu lado no banco do passageiro enquanto o moreno estava sentado no do motorista. Fechou os pinos do carro para trancar a porta, e em seguida deu partida.

— Temos que elaborar um plano. — desembuchou o loiro, enquanto observava o namorado sair da garagem. — Tipo, eu ainda não sei atuar muito bem, como faremos aquele comercial? — perguntou ainda olhando para o moreno.

— Apenas aja naturalmente, finja que não há câmeras lá, apenas foque-se em mim, e deixe que eu faça a magia acontecer. — Falou calmo, enquanto saia de sua casa, já pegando a estrada para ir para o trabalho. — E em relação às fotos, o que iremos fazer, tem alguma sugestão? 

— Porra, a gente não conseguiu treinar nem uma pose. Mas, eu tenho um plano, que vai deixar todos hipnotizados conosco.

— Tem é? Qual é seu plano? — falou enquanto olhava para o modelo, que fazia uma expressão endiabrada a face, coisa boa provavelmente não viria dali.   

— Vamos fazer o seguinte... Vamos usar muita tinta! — começou este, com um sorrisinho endiabrado aproximando-se dos ouvidos de Sasuke.

...

Assim que botaram os pés naquele estúdio, todos dali — sem exceções — começaram a encara-los, boquiabertos. Afinal, estes chegaram de mãos dadas, com aquela cara de ‘’não tem nada acontecendo ‘’ aparentemente, todos ali se encontravam em extremo choque, como aquilo era possível? Porque eles estavam de mãos dadas? O que havia acontecido com aqueles inimigos mortais? Era exatamente tudo o que as pessoas responsáveis pela filmagem, fotografia, iluminação e imagem podiam pensar naquele momento. Naruto havia finalmente conseguido, havia trazido o moreno de volta ao estúdio, àquilo era quase inacreditável para todos que trabalhavam ali, até porque, Naruto havia chegado de mãos dadas ao ator, que dias atrás surtava por este ser seu parceiro. 

— Naruto! — falou Hinata, aproximando-se do amigo que havia acabado de entrar no set, fazendo todos olharem para si. — Você está bem? — perguntou, olhando para este que estava de mãos dadas ao antigo rival. — Você está usando as mesmas roupas de ontem, está tudo bem? — perguntou agora um pouco preocupada com o amigo que apenas sorriu para a morena que acabou fazendo uma expressão totalmente confusa. 

— Você pode nos dar licença, Hinata? — falou o ator, passando um de seus braços ao redor dos ombros do namorado, sorrindo para este em seguida, que também lhe deu um sorriso. — Temos que ir. — falou caminhando em direção a Tsunade que fingia não estar surpresa com a chegada do casal, deixando Hinata confusa para trás. 

— Eu o trouxe. — falou o loiro dando um beijo na bochecha do namorado, que encarava a mulher com olhar de tédio, não aguentava mais ficar tanto tempo parado naquele lugar com todo mundo secando ele e o namorado.

— Eu estou vendo, eu sabia que você conseguiria. — disse, deixando o modelo confuso. — Você está usando as mesmas roupas de ontem, já até imagino como convenceu ele a..

— Já entendi! — cortou a fala da mulher, este estava tão surpreso, como todo mundo sabia que ele estava usando a mesma roupa de ontem? Sem duvidas, precisava imediatamente trocar as roupas. — Não precisa me expor... — falou envergonhado, fazendo a mais velha rir.

— Podemos começar logo com isso? Eu não tenho o dia todo não. — falou o moreno de uma forma seca, fazendo a mulher parar de rir. 

— Está bem. — falou após ouvir as reclamações de Sasuke. — Vamos começar o ensaio fotográfico então. — a mulher acompanhou as estrelas do dia até o set de fotografia, fazendo todos que estavam ali segui-los também. 

Logo, todos estavam encarando-os, principalmente o ex-casal de namoradas que se encontravam sentadas atrás das câmeras para não atrapalhar o local. Tsunade estava ao lado de Shizune, com um megafone as mãos, conversando com a mesma sobre algo que os rapazes não conseguiam de fato escutar, devido à longitude que se encontravam no momento. O fotografo dava os últimos ajustes em sua câmera enquanto seus ajudantes arrumavam a iluminação, estava quase tudo perfeito para começarem a sessão de fotos.  A moça que retocava as estrelas do momento se afastou, e correu para o lado de Tsunade, para cochichar algo em seu ouvido. 

— Vamos começar rapazes? — falou o fotógrafo, Orochimaru, este que falava com um ar de empolgação a face.  — Pois então, eu quero que relaxem e apreciem o momento. — completou, fazendo um sinal para um de seus assistentes ligarem o som.

— Você está pronto, Sasuke? — perguntou lançando olhares apaixonados para o amado, que riu com a pergunta que era mais que obvia. 

— Eu já nasci pronto. — respondeu para o namorado que sorriu com a resposta. Estavam prontos para arrasar os corações de todos daquele ambiente. Logo, um dos assistentes daquele local ligou o rádio.

‘’ O show vai começar ‘’ — pensou o modelo, enquanto encarava o amado com um sorriso.   

Ao sentir o som da música, os rapazes começaram a se aproximar um do outro, com um sorriso repleto de desejo pela vitória. Logo, começaram a posar para as câmeras, na medida em que a música era aumentada, as poses tornavam-se mais quentes. Com um gostinho de quero mais, a cada toque apaixonado, a cada pose engraçada e sensual que estes faziam, acabavam impressionando a todos, que apenas chocados se perguntavam o que teria acontecido com eles, que eram rivais, inimigos de carteirinha assinada, estavam rindo e se divertindo perante beijos e poses.

A vitória já estava no papo. 

Os antigos rivais brincavam perante as câmeras enquanto pegavam o balde de tinta, que estava disponível perto do set justamente para que estes se sujassem e deixassem as fotos com um ar mais de naturalidade, mais engraçadas e espontâneas. Jogando a tinta um no outro, uma batalha de tinta havia começado no local, onde não teria exatamente um vencedor, pois, já eram vencedores. As risadas continuavam ecoando pelo local, e definitivamente, podia sentir o quanto estes estavam se divertido, chegava a ser um pouco ate invejoso o fato de eles conseguirem se divertir assim, entre as câmeras. Com certeza, seus atos acabavam causando inveja às pessoas ali, na verdade, provavelmente, estes deixariam até mesmo o publico que veria as fotografias com inveja. 

Logo, a guerra de tinta havia acabado, e o set branco encontrava-se perfeitamente bagunçado, com marcas de mãos nas paredes, com todas as cores representantes da bandeira LGBT. Assim que a tinta teria acabado, os garotos se olharam, e automaticamente pensaram em fazer uma pose sensual para as câmeras, afinal, estes também queriam deixa-los apaixonados. Era como se os rapazes haviam perdido totalmente os sentidos do espaço e do tempo em que se encontravam, era exatamente assim que se sentiam. Era como que se apenas estivessem eles dois naquele ambiente, repleto de câmeras para capturarem todos os seus olhares sedutores e apaixonados.

O plano do Uzumaki havia dado certo, afinal.  

Haviam enfeitiçado as câmeras, e as pessoas ao seu redor, que estavam todos boquiabertos com a proximidade alheira. A vontade de ganhar das meninas era tão extrema que era quase como que Naruto se esquecesse da dor em seu traseiro, como se aquela dor provocada por uma noite cheia de prazer não lhe impedisse mais, afinal, Sasuke e Naruto eram duas magníficas estrelas, que davam tudo de si e brilhavam somente uma para outra naquele céu metafórico. Os sorrisos, as risadas, todos soados de uma forma tão natural, sem sequer um esforço físico estas teriam sido arrancados, se pudessem descrever um sentimento para aquelas fotografias, seria claramente a naturalidade, causada de uma forma tão extrema e apaixonante por ambos, estes não forçavam nem um movimento, apenas faziam conforme sorriam. Conforme se tocavam, enfeitiçavam ainda mais as câmeras, deixando aquele que fotografava seus momentos em completo êxtase. 

— Isso, isso! Quanta emoção, quanta paixão! Quanta naturalidade, que magníficos!! — pirava o fotografo que praticamente gritava essas palavras para o casal, que sorriam um para o outro nesse exato momento. Eles haviam conseguido.  — Pega a bandeira, cubram-se com a bandeira, temos uma capa para fazer de rosto da campanha. — falou estridente.

Obedecendo ao fotografo, os rapazes se vestiram com a bandeira, enquanto ainda sorriam um para o outro. Naruto passou os braços ao redor do ombro do amado, e deu um enorme sorriso para a câmera. Eles não haviam usado todo o material disponível no set, mas, quem se importava? Eles haviam provados para todos naquela sala que o amor vencia tudo, até mesmo a inimizade entre eles.

— Mais uma, mais uma foto e finalizamos! — anunciava o fotografo sorridente. 

Sasuke olhou para o amado, que sorria de uma forma tão bela e desinibida, como se absolutamente nada fosse abalar o meu momento. E sorriu para este, de uma forma apaixonada, entrelaçou os braços ao redor do pescoço do mesmo e deu-lhe um selinho, que foi bem recebido ao modelo, que lhe abraçou fortemente. Entreabrindo os lábios para receber a língua alheira na sua boca, este permitiu a entrada da mesma, que agora, era totalmente dominado pela mesma. Começaram um beijo calmo e apaixonante, fazendo o fotografo praticamente ter um sangramento nasal, eles haviam conseguido, haviam provado para todos que o amor vencia todas as barreiras, que até mesmo os piores inimigos podiam ser amigos, podiam se amar. E exatamente tudo graças à campanha, aos seus fãs, que loucamente imploraram a participação do casal. O beijo soava mais como um começo de uma vitória, formalmente conquistada devido aos seus loucos e estranhos fãs. 

 


Notas Finais


Bojack Horseman(1): É uma serie em formato de animação criada pela Netflix, caso procurem a casa deste no Google, entenderam do que o Naruto disse.

Eu também te amo Sasuke. (2): Pensem comigo, Naruto havia ficado dias sem noticias do amado, e obviamente, este, acabou sentindo sua falta, em toda a fanfic eu acabei deixando algumas pistas de que Naruto gostava de Sasuke também. Fora que Naruto antes era seu fã, então, claro que este amava ele.

(3)Explicação do Narutinho ter sofrido dor: Eu pesquisei um pouco, e perguntei para alguns amigos, que me disseram que quando você fica muito tempo sem rola, ou quando você esta muito ansioso para fazer o ato, — dependendo do tamanho também — mesmo com lubrificante você pode sentir dor.


Desculpem os erros, ou qualquer coisa do tipo, obrigada a todos que leram♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...