1. Spirit Fanfics >
  2. Perdida >
  3. Duas garotas

História Perdida - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


oie espero que gostem e apenas um pedaço de historia de muitas

Capítulo 1 - Duas garotas


Fanfic / Fanfiction Perdida - Capítulo 1 - Duas garotas

me levantei de manha , de novo sem vontade, com os gritos da minha mãe com meu irmão, e mais uma vez  respirando fundo tentando decidir o que era aquilo, meu nome e Agatha , tenho 15 anos, seria inutil me descrever mas la vamos nos , eu sou o que  chamam de garota normal e estranha , conto com meu cabelo laranja e meu piercing no cepto pra pra contribuir com isso, e uns meses comecei na minha nova escola e com ela uma nova vida , nao que eu nao goste,  e apenas a primeira vez que eu mudo mas, muitos sabem o quao ruim e a sençaçao de sair de um ambiente agradavel pra um novo completamente diferente. Mas esse na e o unico problema , estou apaixonada por uma garota que conheci a umas duas semanas, em uma das vezes que eu tentava nao voltar pra casa, sobre isso e uma sensaçao nova, porque eu sempre achei que era ''hetera'' o suficiente pra nao ir pra o lado bi da coisa, claro que pais homofobicos e super protetores nao ajudava em nada.

Eu sempre fui o tipo animada quando criança mas isso mudou , com o tempo fiquei mais na minha ate quase não ter com quem falar ...mas n era ruim ate eu ter meus ataques de pânico e depressão e surtar em mim mesma...bem

Sobre essa garota eu sou suspeita de dizer, ela e incrivel, tem olhos puxados de mestiça e cabelos curtos de duas cores, ela e o que chamam de trans , e pra mim de  perfeita, somos da mesma altura e ela e mais velha 2 anos, acho que me apaixonei pelo jeito que ela  me olhava e me sentia unica , como ela me abracava e pedia apenas mais um pouco essa e a Hanna, uma garota de 17 anos que tem tatuagens pra esconder cicatrizes e sardinhas lindas no rosto.

Eu chego cedo apenas pra passar mais tempo la, meus pais brigam mais a cada dia , meu irmao e o genio e eu a burra e eu bem eu fujo o maximo possivel. Me sento no corredor mesmo, vazio e quente, apenas com meu fone , eu escuto a Hanna discutir com a namorada dela de novo , sim ela namora, mesmo assim, ela continuava ficando comigo, e eu n podia impedir , estava embriagada por ela.

- Oi Hanna

Falo quando ela passa por mim depois da namorada dela desligar o celular. Ela me olha e deita no meu colo me possibilitando fazer um cafune , ate ela se acalmar. As discuções eram inevitaveis a nick morava em outra cidade e ela aqui, as vezes as duas estavam bem outras como hoje , era como se fossem terminar a qualquer momento.

- ainda bem que voce esta aqui agatha, a nick quase nunca me entende mas voce me ajuda muito

Eu sinto meu rosto queimar tanto que minha respiraçao falha e eu tento disfarçar.

- hoje no ben de novo ?

- hoje no ben de novo

Ben era um amigo nosso que por mais que enchesse o saco, era carinhoso e bom o bastante pra receber nois duas na casa dele por uns dias. A gente comia hamburgueres e tomava sorvete ate as 5 da manha , era incrivel.

Fiquei com ela deitada no meu colo ate o movimento começar.Ela me da um selinho e desliza sua boca ate meu ombro me mordendo de leve. Faço uma careta e ela sorri.

- Te vejo na saida Gatha

Eu sorrio sem jeito e ela sai andando pelo corredor. Essa garota me faz bem.

O sinal toca as 13;20, e de la vamos pra casa do Ben. Ele estava deitado mexendo na guitarra ja velha e usada .

- e ai Ben 

- oi Ben

- e ai garotas , o que foi dessa vez?

A gente se joga na cama  e se aninha perto dele, que coloca a guitarra no chao e abraca nois duas. O Ben era gay entao eu me sentia mais tranquila que perto dos meus amigos heteros , e eu como bissexual nao fico tentada (ok talvez um pouquinho). A  Hanna conta sobre a ultima discuçao sobre algo bobo de novo, mas que deixou a nick irritada, algo como a Hanna usar couple com outra pessoa. depois de ouvir acalmamos ela e começamos a conversar sobre outros assuntos, pra tentar ficar mais confortavel naquele ambiente. O Ben foi tomar um banho apos algum tempo de conversa deixando eu e ela na cama. Eu me encosto em um lado e fico no celular quando ela se aproxima e ficamos abracadas ali, claro que meu controle estava no limite e eu me aproximo do pescoço dela depositando alguns beijos .

- Ei para estou ficando com vergonha.

Eu me afasto um pouco e fico no celular, ela volta a me abraçar um pouco depois, e o Ben volta pro quarto.Vamos pra um ensaio da banda dele, quer dizer nossa, porque eu faco as gravaçoes e cuido da midia de cada um. Entao eu faço meu trabalho e eles treinam .Depois de ficar em pe por muito tempo eu me sento em um canto e fecho os olhos pra relaxar. Sinto alguem se aproximar de mim e quando abro os olhos ela estava proxima o sufuciente pra sentir minha respiraçao.

- Voce fica tao fofa dormindo

E me beija delicadamente , depois se senta do meu lado e coloca as mao na minha coxa fazendo carinho. Ja eu sentia que meu coraçao tinha ido tirar ferias pq eu estava sem ar. Encostei minha cabeça no ombro dela e ficamos ali ate ir embora.

Fomos de maos dadas, ideia da Hanna ,e eu n reclamei, era gostosa a sensaçao da mao macia dela na minha. Tomamos sorvete e fomos pra casa do Ben. Eu tomo banho e coloco um shorts curto e folgado de moletom uma blusa sem mangas e solto meu cabelo liso e comprido.Chego no quarto e ela estava flertando com o Ben.

Claro que, eu sei que ela quer ficar com ele, mesmo que ele n goste dela (e o que ele e seu gosto por caras falam), e a possibilidade deles ficarem seja bem pequena mas quando vejo os olhos dela sobre ele e ele tentanto afastar sinto um peso que nao era pra estar ali. Sim eu sei que tem algo muito mais serio nisso, o fato dela namorar e ficar com pessoas sem a namorada dela saber ou o fato de eu conhecer ela a menos de 3 meses e ja me sentir incrivel apenas por isso, mas entendam que foi ela que me ajudou a entrar na banda , e foi ela que me inspirou a raspar uma parte do cabelo. Aquela garota mexia comigo de uma maneira louca, era a primeira vez que eu me apaixonei por uma garota de fato, antes disso uma pequena lista de 3 namorados fracassados e incrivelmente escrotos.

Eu me sentei no colchao que ficava no lado da cama e , me esforçei pra nao sentir ciumes (coisa que eu realmente odeio sentir mas sempre fico calada), fiquei mchendo no celular e apeas dava algums olhadas na direçao deles.Claro que  Ben fez piadinhas sobre eu estar com ciumes e eu revirava os olhos e me concentrava no que quer que meu celular mostrasse.

- Ela nao me ve desse jeito ne gatha?

- Ela tem ciumes de voce idiota.

- eu nao sei do que voces estao falando

Ela se aproxima de mim e senta no meu colo.

- Faz um texto entao falando o que voce sente e me mande agora

Ela sorri , droga, e eu n tenho como dizer nao, eu escrevo.

''voce e a garota mais incrivel que eu ja conheci e nao estou falando apenas do fato de ter tatuagens desenhadas pelo seu corpo ou pelo falo do seu cabelo curto deixar sua nuca aparecendo de forma sexy ou pela sua risada gostosa , ou pelo fato de voce sempre brincar falando que somos casadas , de como voce me beija e tira todo meu ar, e amo voce tanto por fpra como por dentro, por ser sensivel e madura, por e deixar feliz apenas por existir por ter sardinhas fofas e por ser mais teimosa que uma mula. E eu amo voce mesmo assim e mesmo que um dia voce de certo com outra pessoa fico feliz de ter te conhecido ''

E mandei , e me escondi atras da coberta e disse pro Ben descer por que se ele lesse eu o mataria. e ele desceu enquanto ela lia .

A resposta foi curta e seca.

'' eu amo minha namorada, melhor pararmos por aqui , eu vou parar pelo menos''

eu respondi um ''ok''

e preferi ficar sozinha ,entao sai andando pela rua ate uma lanchonete e surtar em silencio , pelo pior fora do mundo...eu me odeio por ter feito aquilo.fiquei na lanchonete ate as 1:30 da manha, mas tdo bem por que ela era daquelas que fica 24 horas aberta, me sentia mal e nao queria levantar da mesa. Entao os dois aparecem na porta e me avistam.

- ela esta ali

- vou pegar ela

Ela se aproxima e m pega pelo braço

- ei

- de mim voce nao foge , esqueceu que é minha esposa?

eu coro mas , meu coraçao ainda doia

eles anunciam um sequestro e me levam pra casa do Ben de novo. Eu fico de baixo da coberta e  ela tenta sentar no meu colo e me fazer abraçar a mesma. Eu nao colaboro.o Ben resolve ligar o computador e me puxa pra me juntar a ele num bate papo com pessoas estranhas por video, a maioria sao so caras mostrando o pau ou se masturbando mas sempre tem gente legal naquele meio , das ultimas vezes a Hanna fez um amigo e eu fiquei com ciume pelo fato dele dar em cima dela, entao tentei achar alguem tambem mas toda vez que um cara aparecia a Hanna me abraçava e beijava meu pescoço e minha boca ou falava que a gente namorava  ate ele desistir ,e ela ficar dizendo que eu era so dela, claro era irritante, mas ela ser assim comigo nessas horas me fazia sentir que eu era importante. Hoje entrei com o Ben mas como sempre ele desistiu facil depois de a maioria dos caras nao prestar tanta atencao nele e foi flertar com um dos caras que ele conversa me deixando ali falando com aquelas pessoas.

Eu passei um tempo ate falar com uma garota legal e fofa, estavamos nos dando bem ate a Hanna ,e abraçar e a garota desligar constrangida.

- Hanna para

Eu tento de novo, e a Hanna repete ate eu segurar as maos dela e tentar escrever que somos irmas

- tem certeza disso gatha?

droga , droga ,eu desisto ,ela me beija e o cara desliga

Ela passa todas as pessoas interessantes e eu resolvo ir dormir emburrada. claro que nao consigo. o Ben vai jogar um jogo online e a Hanna conversa com a namorada. Eu me viro e viro mas durmo. Vou pra escola mas eles nao como sempre faltando , vou pra casa de la, e como sempre vazia. meus pais trabalham e meu irmao so joga no quarto. resolvo me arrumar. Tomo um banho, coloco uma saia preta e uma blusa branca , uma meia rastao e botas ate meu joelho, depois me maqueio e vou pro ensaio.

chego la e nao falo muito com a Hanna fico conversando com,  a Carol, uma garota fofa de 17 anos que de certa forma eu fico as vezes e a gente da selinhos e da as maos as vezes, mas a Hanna nao gosta nada.

- quer largar minha mulher?

- olha pelo que eu sei ela e minha

eu fico envergonhada mas digo

- pedi divorcio e voce aceitou

ela me olha e me puxa pela cintura.

- nao assinei nada.

eu coro e o ensaio todo foi as duas brigando por minha causa, mas por incrível que pareça a Carol gostava da Hanna também, eu estava confusa com a Hanna, mas com ela agindo serio pra me ''pegar'' de volta eu nao sabia o que fazer apenas...

- ok eu volto atras do divorcio mas apenas pra voce parar

- bem feito viu

e ela me puxa pela cintura e aperta minha bunda me fazendo arfar.

- ok mas eu sou a amante

e a Carol me manda um beijo e olha de relance pra Hanna.

o ensaio acaba e eu , a Hanna e o Ben vamos pra casa dele.

jogamos verdade ou consequencia descubro coisas sobre ela que eu nao queria mas era bom descobrir sobre ela. claro desafios como fazer ela beijar o Ben eram engraçados por que ele estava muito desconfortavel. e depois que ela me desafiou a tomar essencia de baunilha eu fiquei levemente enjoada. Mas teve os que eu gostei como o de poder ver ela sem blusa ou dela tocar meus seios. Teve o que me chateou , em que ela preferiu comer gengibre a me beijar. mais tarde o Ben foi pra um canto e eu fiquei deitada longe dela .

ela se aproxima.

- por que esta assim comigo?

porque voce me deixa confusa?porque age como se me quisesse e depois nao?

- por nada

ela me analisa 

- e pelo texto? esqueça ele e esqueça minha resposta

ela me abraça e eu beijo o pescoço dela, depois sobe no meu coloco e eu aoerto a cintura enquanto ela me da varios selinhos.

- pensei que voce tinha me dito uma vez que tinha 8 crushes

- eu tenho mas gosto de voce

ela me morde, e eu afundo no pescoço dela

- tao cheirosa

ela sorri timida, as sardinhas dela apareciam quando ela corava

a gente dorme abraçadas aquela noite

eu acordo com ela em uma licaçao com a ''momolada'' ( como estava salvo o numero da nick no telefone dela) o Ben me olha e saimos do quarto pra comer e conversar, o Ben me enche de perguntas e eu rebato perguntando sobre os caras que ele conversa. Ela fica la por horas e meu peito aperta, claro que nao sou uma opçao valida, ela namora.

eu levanto pego minhas coisas e vou pra casa. fico la o dia todo sem sair apenas lendo no meu quarto e lembrando das mordidas e da risada gostosa da Hanna imaginando se ela iria sair da minha cabeça um dia.

ficar em casa me deixava depressiva , mas eu tentei meu melhor. Voltei a ver eles segunda na escola. a Hanna estava fria comigo , mas usava o casaco que eu dei,ficava perfeito nela. o Ben estava estranho mas eu nao notei de começo. vou pra aula e durante aqyel semana fico aerea. o Ben me chama e fala que é serio.

- agatha...preciso falar com voce..

- O que foi?

- olha..eu nao sei como aconteceu mas...

- fala logo

- Eu transei com a Hanna

- O que? como assim?

eu dou risada, porque era a pior piada do mundo 

- e serio

- me jure, pela sua mae

ele jura e meu mundo cai

- mas eu juro que nao gostei, queria experimentar e ela queria fazer comigo...descul-

- nao tudo bem , eu e ela nao temos nada

- Ela nao esta falando comigo tambem

converso com ele sobre outro assunto e vou embora. chego em casa e me tranco chorando muito, na minha cabeça a imagem deles juntos desse jeito reina e eu me sinto insignificante. 

eu resolvo agir normalmente , mas a Hanna era fria, ate o momento que eu escrevi uma das musicas e todo mundo amou...menos ela que disse isso pra todos menos pra mim, e eles me contam....eu e ela discutimos e ela me bloqueia...

eu me senti tao perdida sem ela...tao mal...eu era viciada na Hanna, era viciada no jeito dela, na musica que ela ouvia por causa do namoro (phycho, redvelvet) nas da lady gaga e da britney spears como a gente cantava juntas e como eu amava ela ... e pra ela eu era absolutanente nada , fui bloqueada sem mais nem menos. com o Ben eu tentei me acertar mas ver ele e imaginar aquilo era inevitavel ate ele comecar a namorar e eu dar uma nova chance..eu amo ser amiga dele e nao e uma garota que vai desfazer isso ne.apesar de tudo ainda penso nela Mas eu estou tentando superar ela ainda esta la mas eu nao a vejo nunca , claro foi rapido e acabou rapido mais nada aconteceu bem ...ate  eu esbarrar em um garoto de olhos verdes e cabelo castanho ou eu achava que era um ....

-oi

-oi

e meu coracao parar


Notas Finais


espero que tenham gostado, perdao pelos erros e obrigada por ler ate aqui


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...