História Perdido em seu olhar - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Kaede, Kagome Higurashi, Rin, Sesshoumaru
Tags Continuação, Final Alternativo, Hentai, Inuyasha, Rin, Sesshoumaru, Sesshy, Sesshyrin
Visualizações 181
Palavras 938
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse é o ultimo por hoje mas amanhã espero estar postando mais ^^

Capítulo 13 - Uma mente nublada


Fanfic / Fanfiction Perdido em seu olhar - Capítulo 13 - Uma mente nublada

A garota saiu da cabana e já sentia os efeitos do ar fresco da noite, andou um pouco mais  e olhou ao seu redor, estava intrigada que um jardim não tivesse flor nenhuma, até que reparou que próximo a uma cascata havia um pequeno botão de lírio tentando brotar. Rin se agachou para olhar o mesmo admirando sua luta, juntou as mãos e começou uma oração que conhecia para desenvolvimento de plantas, era na verdade uma magia de miko mas Rin não a via assim por sentir que não era sua energia e sim a da natureza que trabalhava. Logo a plantinha estava desabrochando e dela surgiu uma belíssima flor, um lírio branco que estava em seu total esplendor. Rin sorria igual uma boba venda a beleza daquela linda flor. Desde criança amava flores, sempre fazia coroa delas para seu Lord, as lembranças começaram a invadir-lhe e uma cálida lágrima rolou por sua face.
-Não me diga que essa flor a ofendeu madame?
Rin se assustou e se virou imediatamente. Droga como não percebera a aproximação de um youkai, isso era quase impossível, ele não emanava nada de seu poder mas Rin tinha certeza, ele era um youkai. Ela lutava para que o nervosismo não a tomasse, seus lábios estavam comprimidos pela tensão, quem era aquele? Ele está com Karasu? O que fazer?
-Calma criança assim pode ter um problema no coração, porque você estaria tão nervosa? Está fazendo algo de errado?
O grande youkai se aproximou da garota que o encarava agora com medo, ele era grande e forte, carregava uma lança e seus cabelos eram vermelhos como o fogo.
-E-eu... -"Droga Rin isso não é hora de gaguejar!" pensou consigo - Eu não estou fazendo nada demais, apenas dando uma volta.
-Hummm, sei, mas porque então está desobedecendo as ordens de nada de flores no jardim? - o grande youkai levantou uma das sobrancelhas inquisidor, parecia estar se divertindo no interrogatório e presenciando o nervosismo da garota.
-Ah é que na verdade eu a vi de longe e vim retira-la imediatamente, afinal ela está fazendo um grande estrago nas forças de defesa desse Shiro e pode até matar alguém, que sem querer a veja assim tão bela...- Rin estava sendo irónica pois não acreditava, quem em sã consciência teria todo um jardim sem nenhuma flor?
-kkkkk gostei de você garota! Como se chama?
Agora Rin voltou ao seu estado de tensão, lembrou de Natsume e que ele iria ficar muito bravo com ela se estragasse o disfarce. O óleo estava funcionando o youkai não percebera que era humana. Mas alguém ao fundo vinha gritando o seu nome de forma totalmente imprudente, essa voz... Era Natsume!
-Rin-chan! Rin-chan! Onde você se meteu?!
O Youkai a olhou sério e a garota arregalou os olhos, agora estava com medo pois não sabia de que lado aquele youkai estava. 
-Então seu nome é...
-AH! Finalmente te encontrei garota! Ufa! No que estava pensando? - Natsume surgiu entre os arbusto segurando os ombros da menina que sentia um certo alívio imediato com a presença do recente amigo, finalmente Natsume percebe a presença de Ookimaru.
-Oh, general, que surpresa! -Natsume ria amarelo como uma criança que foi pega aprontando.
Ryojin surgiu logo atrás de Natsume, tirava uma folha do meio de seus cabelos, Rin se assustou com seu surgimento entre as folhas, ela não sabia quem era aquele, ele analisou a cena sem nem se quer olhar para Rin e rapidamente se pronunciou.
-Vamos agora! Voltaremos para a cabana, Ookimaru venha conosco , há muito o que ser conversado.
O general mais velho assentiu com a cabeça e os seguiu até o interior da cabana, esclareceriam toda a historia com a menina e montariam um plano do que fazer com a humana.
...


Era noite e Sesshoumaru iria passar mais uma noite em claro, estava na sacada de seu quarto observando a lua, usava um kimono branco com detalhes em azul marinho, o vento frio batia contra o youkai balançando suas longas madeixas brancas, ele estava a vontade. Não que ele precisasse dormir como os humanos , todas as noites, mas estava a muito tempo sem dormir, não lembrava quando foi a ultima vez que conseguira pegar no sono. Sua mente sempre parecia nublada, como se anos de sua vida tivessem sido apagados, aquilo incomodava profundamente o youkai, tentava se lembrar, mas do que não sabia ao certo. Tinha a eterna sensação de que estava faltando algo, ou talvez esquecido de algum compromisso importante. 
Sesshoumaru sentiu um cheiro que não era comum , vinha do jardim, então o mesmo desceu flutuando da sua sacada que ficava no terceiro pavimento e foi em busca da fonte do cheiro anormal. Ele poderia mandar um guarda para averiguar mas já que não iria dormir mesmo, teria a noite inteira livre. Quando chegou na fonte viu que era uma flor que brotou na beirada da cascata que havia aos fundos do Shiro. tinha um cheiro forte mas agradável. Porque aquilo o incomodava? O que há de relevante numa simples flor? Aquilo estava começando a atrapalhar seus pensamentos que não estavam mais claros como antes. Com tudo isso o mesmo estava irritado novamente, era um estado quase que natural nos últimos tempos, ele foi e arrancou a maldita flor quando ia amassa-la e jogar fora sentiu mais uma ver seu cheiro, aquilo estava o deixando inquieto, então pensando bem , decidiu guardar a flor, pois agora queria descobrir porque aquilo o afetava.
Voltou ao Shiro e foi diretamente em direção aos aposentos do único que poderia lhe ajudar, o youkai corvo e seus poderes da mente.
...


Notas Finais


E aí, o que estão achando da Fic? ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...