História Perdido em seu olhar - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Kaede, Kagome Higurashi, Rin, Sesshoumaru
Tags Continuação, Final Alternativo, Sesshoumaru, Sesshyrin
Visualizações 109
Palavras 923
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Minna vou postar mais esse capitulo , espero não estar enjoando vocês kkk
:*

Capítulo 3 - Um amuleto da Sorte


Fanfic / Fanfiction Perdido em seu olhar - Capítulo 3 - Um amuleto da Sorte

Eram passadas das 15:00hs e eles poderiam continuar o caminho e chegar a estrada principal antes do anoitecer mas algo não deixava Rin em paz com a ideia de seguir sem ajudar aquele povo que não pareciam nada bem.

-Nossa tem alguma coisa errada com essa gente.- Rin não entendia o comportamento dos aldeões. 

-Pode ser pior do que aparenta. Você consegue sentir Shippou?- Kohaku não parava de encarar a maior casa da cidade, uma verdadeira mansão.

-Sim, vem daquela casa grande.

Os dois estavam sérios e pareciam em alerta. Rin também sentia pois teve o treinamento de miko com Kagome e sempre teve uma aptidão natural para o arco e flecha e a luta com espadas usando sua própria energia purificadora. 

-Vocês acham que a energia maligna está afetando todos os aldeões? Se for isso temos que ajuda-los. 

-Rin isso pode atrasar a sua viagem. - Não que Kohaku estivesse com pressa de encontrar o Lord do Oeste mas sabia que era importante para Rin.

-Isso pode esperar um pouco afinal estou indo sem data marcada nem convite não é mesmo? - riu sem humor ao pensar que não tivera um contato se quer durante todos esses anos.

-Nya! Então está decidido, vamos esperar o anoitecer e invadir a mansão e acabar com o youkai que está perturbando esse vilarejo. -Shippo pareceu animado com a ideia de uma batalha.

 Quando a noite chegou os três jovens e Kirara invadiram pelo fundo da mansão, mas logo ao pularem os muros foram surpreendidos por dezenas de aldeões com tochas e inchadas, pareciam hipnotizados e cansados, seus olhos estavam totalmente brancos e repetiam a mesma frase:

-Não são bem vindos! Não são bem vindos!

-Não são bem vindos! Não são bem vindos!

-Mas o que diabos está havendo aqui?! -Shippou não queria ferir aldeões inocentes, essa não era a batalha que estava esperando.

-Eles estão sob o controle do Youkai não os machuque! - Rin parecia vasculhar a casa com o olhar procurando pelo youkai maldito que estava se escondendo atrás daquela gente inocente.

Os aldeões marcharam em direção ao pequeno grupo que de imediato se desviaram, Kirara se transformou e Rin montou nela puxando Kohaku consigo, Shippo , que agora dominava a arte de se transformar, virou uma águia e saiu do ataque.

-Ele está na casa! - Rin apontava para o quanto na extrema direita da mansão.

Quando todos chegaram já entraram e se depararam com uma cena inesperada, havia um berço e dentro um lindo bebê youkai, era um youkai cobra pois seus olhos eram como o de uma serpente, seus cabelos verdes e sua pela alva como algodão.

-Mas não pode ser esse bebê que está causando tudo isso?! -Kohaku parecia incrédulo.

-Mas é ele...- Diz uma voz doce e feminina de trás de algumas cortinas.

-Quem é você? -Rin olhou para a mulher que se aproximava constatando ser apenas uma humana mas ainda assim muito bela com longos cabelo negros e um olhar sedutor, Rin voltou seu olhar para o bebê, parecia hipnotizada pela criança mas curiosa ao mesmo tempo.

-Eu me chamo Yuki e esse é o Unjin, ele é cria de uma Youkai cobra que liderava esse vilarejo, mas infelizmente sua mãe faleceu lutando para proteger a aldeia e ele ficou em seu lugar, por isso que os aldeões temem forasteiros, pois se descobrirem o nosso amuleto podem interferir e virem a lhe fazer mal.

-Entendi, sua vila usa um youkai cobra como fonte de sorte, mesmo sabendo das consequências. -Shippo parecia incomodado com aquilo, na verdade estava com raiva por usarem um bebê daquele jeito.

-Que consequências? - Rin parecia confusa com aquela afirmação do amigo.

-Um youkai cobra é fonte de muita sorte mas também precisa de energia vital para se manter, e como o bebê está sem sua mãe para alimenta-lo ele está se alimentando do aldeões. -Kohaku direciona um olhar severo à Yuki.

-Não me olhe assim jovem exterminador, todos aqui estão de acordo que para prosperarmos devem haver sacrifícios.  

Rin olhou mais uma vez a criaturinha em sua frente dentro do berço e então sabia que o mesmo estava condenado a uma vida de abusos, quem sabe no futuro o pequeno se rebelasse contra a vila havendo mais tragédias.

-Vamos levar ele para a Vila dos youkais Cobras, fica no nosso caminho.

-O quê!!! Você tem certeza Rin? E se ele começar a se alimentar de você.

-Eu entendo Kohaku mas não vejo alternativa mais justa que essa.

-Mas Rin o que você entende de bebês? Você ainda parece uma.

-Shippou cala a boca não vê que não é hora para isso?! E além do mais eu já sou bem grandinha!

Shippou cruzava os braços debochando da tentativa de ser madura da garota mas corou ao lembrar da cena do rio, pensou consigo que era realmente uma hora imprópria para aquilo.

-O que? Vocês não vão levar nosso príncipe à lugar algum! - Yuki gritou abrindo a porta atrás de si e deixando entrar dezenas de aldeões - Peguem eles! Não deixem levarem nosso amuleto!

Rin rapidamente pegou o bebê no colo e montou em Kirara, Kohaku lutava contra alguns aldeões com cuidado para não feri-los

-Shippou abra caminho! - Pediu Kohaku que tentava afastar os aldeões zumbis.

-Pode deixar comigo. Tsubushi Goma!!!

Rapidamente os aldeões se dispersaram com o movimento de giro do pião gigante. Com todos em fulga só puderam descansar quando tiveram a certeza que despistaram a multidão enfurecida. Tendo assim um novo destino rumo a vila dos youkais cobras.

 


Notas Finais


Minna obrigado por acompanharem e comentarem, estou gostando muito de escrever minha primeira Fic graças a vocês. : *


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...