História Perdido nas sombras da vida ( mitw ) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Visualizações 138
Palavras 1.085
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Crossover, Drabs, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tenha uma boa leitura

Capítulo 1 - Capítulo 1


APRESENTAÇÃO TARIK

olá prazer meu nome é tarik pacanhan tenho 19 anos não estudo em nenhum lugar moro em um hospício ou como eu prefiro lugar sem liberdade , motivo de eu estar nesse lugar simplis por meu pai odiar o fato de ser gay e é obvio que não estaria aqui so por ser gay também por ter matado minha mãe e os garotos que faziam bullying comigo oque aconteceu meu cerebro entrou em crise e meu corpo começou a reagir a essa crise bem pra ser mais claro perdi a minha sanidade por 1 hora e acabei matando minha mãe e aqueles garotos inúteis então desde esse momento não tive mais alegria , animação ou a sessão de liberdade , fui considerado não um assacino mas sim um garoto que pode perder a sanidade e acabar fazendo atos ruins e escolhas pessimas e que so precisa de ajuda e auxilio essa foi a conclusão que tiraram sobre mim bem eu me arrependo muito de ter matado minha mãe por ela ser a unica que me apoiava esses anos que fiquei aqui fui molestado diversas vezes por funcionarios que vinham dar meus remédios eu chorei diversas vezes por isso mais não só , por também a única coisa que se passava por minha  cabeça ser a sena de eu esfaqueando minha mãe seus gritos seus pedidos de ajuda o seu sangue em meu rosto em meu corpo aquele dia aquele maldito dia que eu matei quem me amava e perdi minha liberdade eu.... Ainda não esqueci de sequer um detalhe , mas agora minha guarda está com minha tia ja que meu pai agora mora em paris , ela fez uma coisa boa pelo menos pra mim como ja estou supostamente melhorando eu vou poder voltar a estudar uma coisa bem ironica eu odiava estudar e agora é a unica sensação de liberdade que vou ter achei que nunca mais poderia  sentir animação mais estou sentindo isso só não demonstro isso mas estou bem animado de poder ver o sol novamente e sair desse lugar imundo isso não parece grande coisa mas pra quem ficou aqui desde seus 12 anos isso parece ótimo hum? , eu sei que a maioria do tempo não vou prestar atenção na aula e sim na paisagem que vai ter la fora não sei como vai acontecer ainda mas vão me explicar tudo amanhã

° UM DIA DEPOIS °

Amanheceu e eu ja acordei com a minha tia e alguns representantes do hospício chamando por meu nome quando abri meus olhos minha tia pegou alguns papeis setou em uma cadeira com um grande sorriso em seus lábios e começou a falar

Patricia - oi subrinho vim dar uma notícia maravilhosa que acho que vai gostar

Tarik - ...- permaneci em silencio

Patricia - tarik vc vai poder estudar novamente e ter a liberdade que todos adotão em suas vidas! - fala entusiasmada- vai fucionar assim vc vai ficar aqui por mais 3 semananinhas se vc demonstrar alguma melhora vc vai poder vim morar comigo mas em 2 e 2 semanas vc vai voltar para aqui falar com um psicólogo ver se sua mente está instavel ou não e se estiver tudo em ordem em alguns anos ou meses nada foi definido ainda vc podera morar comigo esse é um novo tratamento para os pacientes terem uma certa melhora e vc vai ser o primeiro a testar esse tratamento se eu não me engano o nome desse tratamento é impulso de melhora

Tarik - obrigada - sorri

Para eles verem que estou tendo um avanço terei que fazer coisas como sorrir demonstrar afeto ser gentil com os psicólogos etc eu farei de tudo pra sair desse lugar do fim do poço para tentar ser feliz novamente , agora que eles sairam alguns dos piscicologos viram ver vomo estou e eu não estou enganado um acaba de destrancar a porta mas uma coisa não comun acoteceu o sr linnyker entrou com um garoto que aparentava ser 2 anos mais velho que eu

Sr linnyker - olá tarik esse é meu filho mais novo mikhael , mikhael comprimenteo !

seu filho revirou seus olhos e veio em minha direção logo estendendo sua mão para eu o cumprimentar e como tenho que mostrar "avanço" não recusei o conprimente

Sr linnyker - vamos apresentece não fique ai como um tolo

Mikhael - iai meu nome é mikhael linnyker mas prefiro que me chamem de mike  tenho 21 anos e só - ele resmungava depois de sua rapida e desinteressante apresentação

Se notava que esse mikhael não usava palavras formais como seu pai ou eu propio e sim palavras mais soltas que provavelmente todos da sua idade devem falar , para eu não parecer desentereçado  também me apresentei

Tarik - olá sou tarik pacanhan e tenho 19 anos - falei com um sorriso forçado

Sr linnyker - ohh tarik vejo que ja está tendo uma certa melhora é acho que aquele novo tratamento te deixou animado

Depois de um longo diálogo com o sr linnyker ele foi pra seu horario de almoço e deixou mikhael comigo e falou que era pra ir conversando comigo e tudo que acontecer era pra ele anotar , 5 minutos depois ele não saia de seu celular até eu chamar sua atenção

Tarik - não fará o que seu pai avia lhe pedido

Mike - arf - ele praticamente se arrasta pelo chão e se senta a minha frente - pq vc não é igual aos outros loucos ?

Tarik - como ?

Mike - os outros riem igual a lunaticos gritão e é serio vc é novo até demais pra estar aqui

Tarik - ahh entendi sinceramente não sei só sou assim normalmente

Mike - achei que esse lugar seria mais intereçante - revira seus olhos

Tarik - aqui é um hospício não a Disney - aponto para seu celular - como funciona?

Mike - não sabe?

Tarik - eu sei oque é mas não como se usa

Mike - ok quer que eu te explique?

Tarik - claro

Quando ele ia falar é enterrompido pela porta sendo destrancada revelandado seu pai que logo o chama para irem embora e ele logo se levanta acena para mim e vai embora dava pra se notar um alivio por estar indo para casa em 3 semanas que parecem a eternidade sera a minha vez de ir embora daqui desse inferno que só traiz magua e tristeza pra quem está preso aqui.


Notas Finais


Obrigada por ter lido bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...