História Perfect - Imagine Jungkook. - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 187
Palavras 1.102
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura ♥️

Capítulo 38 - XXXVIII


Fanfic / Fanfiction Perfect - Imagine Jungkook. - Capítulo 38 - XXXVIII

 (Dia Seguinte)

Chego na faculdade com Jungkook, já que ainda era cedo, nós fomos procurar pelos outros. Encontramos Yoongi mexendo no computador e ouvindo música, e uma mulher ao seu lado. 

– Hyung? – Jungkook. Nos aproximamos e nos curvamos para a mulher.

– Oi? – Yoongi. 

– Quem é ela? 

– Ah, essa é Chin-Sun, estuda música comigo e com Nam. – Yoongi. 

– Prazer. – Chin-Sun. 

– Prazer é nosso. – Jungkook. Nos sentamos com os dois, fiquei mexendo no celular enquanto a aula não começava. 

O celular de Jungkook começou a tocar, a foto era uma mulher. 

– Alô, tia? – Jungkook. – Estou na faculdade, por que? / Aconteceu alguma coisa com ele? / Eu vou tentar. / Acho que não demoro para chegar, dependendo do trânsito. / Ok, tchau. 

– Aconteceu alguma coisa? 

– Minha tia me ligou e disse que meu vô está no hospital. – Jungkook. 

– E você vai até Incheon? – Yoongi. 

– Sim, tenho que ir agora. – Jungkook. 

– Mas você vai perder a aula. 

– É o jeito. – Jungkook suspira e se levanta pegando suas coisas. – Acho que volto antes do ensaio começar. – Me beija e se curva para Yoongi e Chin-Sun. –. até. 

– Toma cuidado. 

– Tomarei. – Jungkook. – Tchau. 

– Tchau.  

– Será que foi algo sério com o vô dele? – Yoongi. 

– Espero que ele melhore. 

|...|

Estava quase perto das aulas acabarem, eu, Kim e Tae Estávamos fazendo grupo para uma atividade que o professor passou. 

– Bom Dia Alunos. – o diretor entra, nós todos ficamos em pé. – Alguém aqui é parente ou amigo de Jeon Jungkook? 

– Jeon Jungkook? – Tae. 

– Sim. – Diretor. – Nasceu em 1997, 1 de setembro. 

– Nós três o conhecemos. 

– Venham aqui, por favor. – Diretor. Nós três fomos com o diretor, até sua sala, lá estavam todos.

– Aconteceu alguma coisa com ele? 

– Bom, a notícia é bem chocante, então se preparem. – Diretor. – Então... Ele sofreu um acidente. 

– O que?! – Nós todos gritamos. Na hora, meu coração já estava quase saindo pela boca. 

– Como assim? – Jhope. – Como ele se acidentou? 

– Não me explicaram, apenas me disseram que ele está em um hospital em Incheon. – Diretor. 

– Temos que ir vê-lo! – Namjoon. Nós saímos e fomos até Jin para avisá-lo. 

|...|

Nós já estávamos em Incheon, indo em direção ao hospital, eu já estava muito preocupada, não conseguia pensar em outra coisa, minhas mãos tremiam e meu coração não parava de bater freneticamente rápido. 

Entramos no hospital e fomos até a recepção. 

– Jeon Jungkook. – Jin. 

– Quarto 57. – A moça falou, antes que ela falasse mais alguma coisa, fui até os quartos. Vi a mãe de Jungkook, irmão e seu pai sentados em umas cadeiras. 

– Como ele está? Ele está bem? Como isso aconteceu? 

– Calma. – Sra Jeon falou. – Ele está bem, ele está inconsciente. – Tenta me acalmar. 

– Mas, como isso aconteceu? – Os meninos chegaram e ficaram ao meu lado. 

– Ele estava vindo para cá, soubemos que um motorista estava em alta velocidade e bateu em Jeon.– Sra Jeon.

– Posso entrar para vê-lo?

– Ainda não podemos. – Sra Jeon. – Estamos esperando o Doutor nos avisar, ainda vão fazer alguns exames. Não se preocupe, vai ficar tudo bem. 

– Ok... – Me sentei em uma cadeira e baixei a cabeça, esfregando meus olhos, estava com uma grande vontade de chorar.

Enquanto todo mundo conversava, eu ainda estava com a cabeça baixa. Algumas vezes, umas enfermeiras entrava no quarto e saia sem falar nada.

– Com licença, vocês são os pais de Jeon? – o Doutor chega. 

– Sim. – Sra, Jeon. 

– Examinamos Jeon Jungkook, ele sofreu uma pequena fratura no joelho, por sorte, apenas só alguns machucados em seu rosto. – Doutor. 

– Podemos vê-lo? – Sr Jeon. 

– Sim, mas ele ainda está inconsciente. – Doutor. – Se tiverem algum problema, me chamem. 

– Obrigado. – Cada um entrava e passava um tempo no quarto, eu seria a última. Finalmente chegou minha vez, entrei e vi Jungkook deitado na maca, ligado à alguns aparelhos. 

Cheguei perto e vi seu rosto com alguns machucados, sua perna engessada. Passei minha mão por seu cabelo e seguro sua mão. 

– Nossa, Jeon Jungkook. Você me deu um grande susto... Mas eu agradeço à Deus que você está bem. – Beijo sua mão. – Eu quero que você melhore logo, não quero mais vê-lo desse jeito. Eu não vou sair daqui até que acorde. Te amo. – Depois de alguns minutos, saí do quarto e voltei aos meninos. 

– Você tá bem? – Jin. 

– Mais ou menos...

– Vem cá. – Jin me puxou e me abraçou.

|...|

Apenas eu, Sra Jeon, Sr Jeon e Jonghyun ficamos no hospital. Os três estavam dentro do quarto com Jungkook e eu no refeitório, ainda não havia almoçado. Almocei e voltei para o corredor. 

– Kim SN! – Jonghyun. 

– O que? O que aconteceu? 

– Jungkook acordou. – Jonghyun. Entrei no quarto e Jungkook, estava conversando com o Doutor. 

– Tem certeza que está bem? – Doutor. – Se sentir algo, me chame imediatamente. 

– Entendi, senhor. – Jungkook. O doutor percebeu que estava alí e sorriu para mim. 

– Você é namorada dele não é? – Doutor. 

– Sim. 

– Vou deixá-los a sós. – Doutor. Me curvo para ele e o mesmo sai.

– Jungkook... – Fui até ele. – Você está bem?Graças a Deus. – Não aguento e começo a chorar. 

– Noona, não chora. Eu estou bem. – Jungkook.

– Sabe o quanto eu me preocupei com você? – Falo com dificuldade. 

– Noona... – Jungkook começa a chorar. Nunca o tinha visto chorar daquele jeito. – Quando o acidente aconteceu e eu estava no chão, eu só conseguia pensar em você. Eu estava com muito medo. Não chore, estou me sentindo culpado, desculpa... – Soluça. 

– Não... Não se sinta culpado, a culpa não é sua. – Ele negava com a cabeça, seguro seu rosto. – olha para mim. – Fez o que pedi. – A culpa não é sua. Vai ficar tudo bem. – Assentiu. – Eu te amo. 

– Eu também te amo, Noona. – Jungkook. Beijo sua testa e enxugo suas lágrimas. Alguém bate na porta e emergência endireito. – Pode entrar. 

Uma enfermeira entra com uma bandeja em mãos. 

– Seu almoço, Jeon Jungkook. – Enfermeira. 

– Ah, obrigado. – Jungkook. Ajudei a Jungkook ficar sentado e a enfermeira colocou a bandeja sem sua frente.

– Licença. – A enfermeira sai e Jungkook me olha.

– O que? 

– Eu não quero comer isso não. – Jungkook. 

– Come, Jungkook, é o que você pode comer. 

– Não. – Jungkook. – Eu não vou.

– Aish. – Cheguei perto e comi um pouco. Não era bom mesmo, mas fingi estar bom. – Uau, é maravilhoso. 

– É horrível né? – Jungkook. 

– Sim, mas, Jungkook, você tem que comer. – Ele cruza os braços. Percebi que Jungkook estava triste. – Jungkook. 

– Hm? – Jungkook. 

– Quando você sair daqui, eu prometo que faço para você aquele prato que você adora. – Falo com esperanças. Jungkook sorriu e começou a comer. Me sentei no sofá e pego meus livros, e começo a estudar. 

– Noona. – Jungkook. 

– Oi. 

– Eu te amo. – Jungkook. 

– Também te amo, agora come tudo, ok? – Ele assentiu que nem uma criança e eu ri.


Continua...


Notas Finais


Obrigada por ler?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...