História Perfect - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kizashi Haruno, Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Drama, Hentai, Romance, Sasusaku, Universo Alternativo
Visualizações 685
Palavras 1.318
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Dia Seguinte


Fiquei no celular deitado na minha cama, até a hora de ir dormir, que quando chegou, tomei banho e fui pra cama, acordei de manhã com meu celular despertando, me arrumei e fui pra escola, meu pai e meu irmão passaram o café todo me olhando, enquanto minha mãe tomava o dela tranquilamente, como se nada tivesse acontecido, na hora de ir pra escola, fui pegar a minha moto, não queria ir hoje com o meu pai, afinal ele iria me colocar na parede, e eu obvio, iria entregar o doce na hora.

_ Nada disso, senhor Sasuke Uchiha, você vem com a gente!

_ O quê? Com assim?

_ Vou pegar carona do papai também, afinal também sou filho dele.

Itachi praticamente me arrastou até o carro, e nós três passamos a ir pra escola.

_ Pode contando, Sasuke.

_ O quê?

_ Você ontem tava falando sozinho, e nem adianta falar que era a taça novamente, porque sabemos que não é.

_ Sabe papai, acho que sei o que é.

_ O que Itachi?

_ Uma garota de cabelos cor de rosa, olhos verdes, filha de dois funcionários de lá da escola...

_ Também pensei nisso.

Eu suspirei fundo, enquanto fechava os olhos, se eles sabiam por que ainda perguntavam?

_ Tá legal! Eu tô namorando a Sakura!

O carro ficou em silêncio, eles estavam surpresos, depois de alguns minutos, Itachi me falou:

_ Parabéns, e vê se não faz burrada, você ainda tem 16 anos.

_ Tá, eu sei.

Se eu e a Sakura nos tornássemos pais, o meu pai ia se juntar ao dela, e iriam torturar nós dois vivos.

Quando cheguei na escola, sair do carro e fui pra sala, e a mesma estava lá, encostada na sua carteira, enquanto conversava com suas amigas.

Passei por ela sem olhar pro lado, mas a mesma me segurou pelo braço, e me puxou pra ela mesma.

_ Não vai falar com a sua namorada, Sasuke? É feio, sabia?

_ Eu... É...

Eu não sabia o que dizer, meu coração batia tão forte quanto uma bateria de uma banda de heavy metal.

_ O gato comeu sua língua, Sasuke? – Ino me perguntou e depois deu risada.

Eu queria responder, mas minha voz não saia de jeito nenhum. Sakura me puxou pra mais perto dela, e então me falou:

_ Acho que podemos pular, essa parte, não é?

_ Parte? Que parte?

_ Essa de ficar corando, gaguejando...

_ Agindo como um idiota. – Pensei.

Sakura me olhava com a sobrancelha arqueada, e eu disse:

_ Bem, é que eu, eu nunca namorei antes, então...

_ Também nunca namorei, e olha só, eu tô tranquila.

Engoli seco, Ino e Hinata estavam praticamente rindo da minha cara, e eu me amaldiçoava por isso.

_ Anda Sasuke, tô esperando.

_ O quê?

_ O meu beijo.

_ Namorados se beijam, pelo o que eu saiba. – Ino falou olhando as suas unhas, enquanto Hinata ainda segurava a risada.

Olhei em volta não tinha quase ninguém, então não seria problema se eu a beijasse, aliás, o único problema é que seria na frente das amigas dela.

Eu então suspirei fundo, e encostei os meus lábios no dela, Sakura colocou sua mão delicadamente na minha bochecha, e eu segurei sua cintura, pedi passagem com a língua, e ela prontamente cedeu, fazendo assim com que eu explorasse sua boca, Sakura me abraçou fazendo com que eu fosse pra mais perto dela, e então ouvimos um pigarrear, e nos separamos, quem estava na sala era o professor de geografia, Obito, que além de ser meu professor era meu primo.

_ Quem diria hein?

Olhei pra sala inteira, e todo mundo estava lá, Karin e a tropa dela, eram os que mais estavam surpresos, e os outros meninos do time que ainda não sabiam do meu namoro com a Sakura também estavam.

_ Obito eu...

_ Os pais de vocês sabem, né?

_ Sabem. – Ela respondeu no meu lugar, e olhei de canto pra ela, Sakura estava com as bochechas coradas, mas sua expressão era a mesma de sempre.

_ Tudo bem, vocês namoram mais na hora do intervalo, agora se sentem em seus lugares, que a aula vai começar.

Eu sentei em meu lugar e meu primo passou a dar a aula, quando ela acabou, Karin foi até Sakura, e perguntou:

_ O que foi aquilo?

_ Um beijo, nunca viu não?

Eu sabia que ali daria confusão, por isso levantei da minha cadeira, e fui até a Sakura:

_ Sakura, é, vamos dá uma volta, esquece a Karin.

_ Você tem razão.

Ela se levantou da sua cadeira, e sorriu de boca fechada pra Karin, mostrando assim as suas covinhas, Karin olhou Sakura com raiva e a gente saiu da sala.

_ Ela gosta de você.

_ Como?

_ A Karin gosta de você, viu só como ela ficou?

_ Mas ela e o Suigetsu?

_ Também não entendo.

_ Po-posso pegar na sua mão?

_ Deve.

Segurei na mão dela, que visivelmente era um pouco menor que a minha, mas ainda sim se encaixava perfeitamente.

A gente parou na lanchonete, e fomos lanchar, Sakura sentou do meu lado, e passou a comer o seu lanche.

_ Se antes eu queria a Karin, longe de você, agora mesmo que eu quero distância dela, tá me ouvindo?

_ Tô, não precisa ficar assim, eu não quero nada com ela, aliás, nunca gostei dela mesmo.

_ Hum.

_ Não precisa ficar brava desse jeito. – Falei colocando a minha mão direita, em cima da mão dela.

Eu esperava que Sakura tirasse minha mão, de cima com ignorância, mas ela me surpreendeu, colocando sua outra mão em cima da minha.

_ Certo, vou confiar em você.

Sorrir pra ela, e ela sorriu pra mim, Sakura tinha um sorriso lindo, e eu me perguntava do por que, ela não sorria mais vezes.

Depois de lanchar, a gente se levantou e fomos pra sala, eu a abracei ela cintura, e ela me disse:

_ Gostei da sua atitude, é isso aí, tem que fazer as coisas, sem eu mandar, Sasuke.

_ É...

Chegamos na sala, e Tsunade já estava na sala, quando viu nós dois, nos olhou surpresa, e depois soltei a Sakura rapidamente.

Tsunade não falou nada, só esperou o restante da turma chegar, pra dá a sua aula, fiquei sentado no meu lugar olhando pra frente, assim que Karin e os seus amigos, entraram na sala, pensei que iria rolar treta, mas não, Karin só passou pela minha namorada, com a cara fechada.

_ Bem, vamos dá o inicio a aula! – Tsunade disse se levantando da cadeira, e então aquela aula começou.

Olhei disfarçadamente pra Karin, vi que ela estava visivelmente chateada, mas tirei os olhos dela em seguida, eu nunca imaginei em toda a minha vida, que a Karin fosse apaixonada por mim, afinal ela nunca demostrou nada, aliás, ela quase nem fala comigo.

Foram duas aulas seguidas, da Tsunade, Naruto tava quase dormindo na carteira, ao lado do Shikamaru, os dois eram preguiçosos, mas ao contrário do Shikamaru, o Naruto não era lá muito inteligente, e por isso eu me pergunto, como é que diabos o Naruto ainda tá no time?

Parei de prestar atenção nesse povo, e voltei a prestar atenção na aula, quando a aula acabou, Tsunade falou:

_ Boa sorte mais tarde, meninos!

A gente agradeceu e saímos da sala, a única coisa boa daquela velha, era que ela é torcedora fanática do nosso time.

_ Vamos. – Sakura me falou e eu confirmei.

Nós dois passamos a andar um do lado do outro, e quando chegamos na portaria, eu perguntei, coçando a nuca:

_ Vai ver o jogo?

_ Vou. A gente se vê lá no estádio, as três né?

_ É.

Sakura me deu um selinho, e foi embora com o pai dela, enquanto eu ia caminhando até o carro do meu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...