História Perfect. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Beijo, Drama, Musical, Preconceito, Tristeza
Visualizações 9
Palavras 1.817
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Luta, Musical (Songfic), Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Antes de mais nada espero que gostem dessa nova estória, ela não é comum, más é para que todos vejam que todos podem ser perfeitos, essa lição não é só para vocês como para mim também, por favor dem atenção a ela.

Capítulo 1 - Amor.


Fanfic / Fanfiction Perfect. - Capítulo 1 - Amor.

 Eu estava nervosa e minhas mãos estavam no vestido rosa pink que usava, e os cabelos pretos e lisos estavam soltos sobre meu ombro, exeto pela mecha de cabelo do lado direito da minha cabeça onde tinha uma linda trança embutida que dava um efeito legal, parcialmente soltos.

 Acho que eu estava linda e fofa também, claro que estava, até troquei a borracha do meu aparelho para rosa pink, conferi no espelho o metal brilhava então evitaria come até o fim do baile, se estivesse com algo preso alí, ele nunca que ía me olhar de jeito algum.

 Olhei para pista fazendo careta, as garotas mais populares estavam dançando e rodopiando na pista com os garotos mais desejados da escola inteira, os mais bonitos e fortes; só não mais bonito que o garoto que eu gostava, o meu amor.

 Suspirei o procurando pelo local, o problema foi que não estava esperando que ele se aproximasse e me estendesse uma das mãos, olhei para ele e depois para trás era isso mesmo?Eu estava sendo convidada para uma dança, pelo amor dos meus sonhos.

 Sorri e dei minha mão a ele, uma parte de meu vestido arrastava no chão então o levantei mostrando meu tênis brancos, por de baixo do vestido.

 Fomos até o meio da pista, a música do Ed Sheeran, Perfect estava tocando enquanto ele me pegava pela cintura e rodopiava pelo salão, sei que todas me envejavam ele era o mais lindo, seu rosto rosado e seus cabelos dorados, sem fala que contava as melhores piadas, não existia garota mais sortuda que eu, meu lindo garoto o mais perfeito de todos.

Encostei minha cabeça no teu ombro, sentindo o cheiro dele era de canela...um cheiro adocicado de canela, o melhor cheiro que eu já sentira, tirei a cabeça do seu ombro, o que fez meus olhos se encontrarem com os seus, olhos castanhos méus que sorriam com toda bondade existente no mundo. Ele era meu mundo inteiro.

Aproximei meus labios do seus e...


Senti um travesseiro na minha cara,  abrir os olhos me sentando e deixando o objeto que fôra jogado em mim caído no chão, minha irmã mais nova estava me olhando com cara de nojo.

-Desculpe, Tam mais eu não podia perde a chance de te acerta com o travesseiro - ela descruzou os braços e apontou para o espelho.

Olhei em sua direção, eu tinha um bico nos olhos, um pouco feio por sinal.

-Estava me dando um pouco de ânsia de vômito seu bico e o que dizia...Ben oh Ben me beije - ela fez um bico e fingiu beija o ar - Cair na real, você é tão feia que nem o espantalho da cidade te quer - e com essas palavras gentins ela saio e bateu a porta do quarto.

 Olhei no espelho novamente e percebi estava com o bico ainda no rosto, ò desmanchei e dei de ombros...meu Ben, outro sonho com o baile da escola um que tinha passado a dois messes, daqui a três dias começava as aulas da universidade.

 Ben estudaria lá também, más não na turma de educação fisica, eu não o veria com tanta frequencia... era uma pena, queria tira fotos para poder monstra mais uma vez a meu pai, que era um editor de uma revista de moda e beleça, era impossivel não quererem o coloca na capa era tão lindo.

 Me levantei, sei que ninguém além de Adám meu amigo tão magrelo e alto quanto eu, me olhava, mais não era por isso que me achava feia. Eu não era, meus cabelos escoridos e pretos eram brilhantes, enquanto apesar se possuir um corpo magro e alto de mais para uma garota, tinha lá meu charme, eu era linda.

 Me achava linda e era o que importava, fui até o banheiro e escovei os dentes, infelismente eu não precisava de aparelho mais, amava troca as borrachinhas. Terminei  de escova os dentes e tomei meu banho, sair de toalha e foi até meu guarda roupas, olhei meus lindos conjuntos, usaria uma roupa da cor vermelha viva, olhei para meu reflexo, olhando meu cabelo pensando se o prendia ou se usava uma trança como sempre, sorri.

 -Trança - falei rindo.

 Vesti meu conjunto e logo comecei a trabalha em meu cabelo, peguei algumas pricilhinhas pequenas de borboleta coloridas e coloquei no bolso da jaqueta vermelha que usava ( fazia parte do conjunto ), meus dedos rápida mente trabalharam em uma trança embutida de lado, estilo protagonista de Jogos Vorazes, a única diferença é que eu pendia as pricilhas em alguns pontos do meu cabelo, olhei no espelho, ficou legal.

Encerrei a trança com um amarrador dá cor branca na ponta do cabelo, o próximo pronto foi puxá os lados da cordinha que todos chamavam de trança, para a mesma fica um pouco gorda no meio, usei os dedos para tenta enrola a parte menor que deixei de fora, más meu cabelo era muito liso.

 Suspirei, meus olhos verdes estavam meio vermelhos,porquee passei a noite jogando basquete, com meus irmãos mais velhos, coloquei meus óculos, e sorri estava pronta para busca minha foto de formatura na escola onde passei os meus últimos 3 anos, com Ben olhando ele de longe, mais passei.

 Dessi as escadas com minha muchila grande nas costas, minha mãe estava colocando a mesa e quando de olhou tomou um susto.

 -Querido o que essa menina tem? Sempre parece um espantalho, com um conjunto da mesma cor, sempre, não basta ser tão alta quanto os meninos - ela empinou o nariz de desgosto.

 -Não sei do que está reclamando nossa Tamara é linda, gostei do cabelo princesa - ele me jogou um beijo e eu sorri pegando duas laranjas e colocando na mochila.

 -Como você é editor de uma revista de moda?Está cego? - perguntou e ele a ignorou.

 Sorri e sair da casa, fechei o portão e olhei para o ceú.

- A DIA LINDO - comentei e sorri começando a correr.

Meu esporte favorito era correr, ainda mais até a escola, no caminho tinha um quartel,  podia - mos ver os soldados, os mesmos eram quentes, com corpo grandes e torneados, lindos más nada igual a meu Ben, ele era o mais quente da cidade.

 Continuei a correr ninguém era tão rapida quanto eu, um dia ainda seria parte da seleção para as olimpíadas, eu sei, ainda bem que minhas pricilhas eram das que não machucavam, meu irmão que gostava de inventá coisas e sabia que eu gostava de está bonita as fez para que eu pudesse correr e fica arrumada com elas.

 Minha mãe sempre falava que suas invenções eram ridiculas, não achava, eram úteis.

 Chegei ao prédio imponente como era comum grande e cheio de adolecentes que só estavam atrás da miseravel foto de formatura, andei para dentro da escola, o corredor não estava cheio, poís não eram aulas só fotos mesmo, para busca alí,  tinhamo dia todo.

  Procurei pelo Ben na multidão até meus olhos se encontrarem com os de um garoto alto e forte, os seus cabelos loiros estavam bagunçados e estava com as mãos no bolso da calça ele sorriu para mim, acenei de volta.

  -Tamara... veio ver que merda saio sua foto ? - perguntou ele debochando.

  -Engraçado Bennie, mais tenho certeza que a minha foto é a mais linda dessa escola - disse dando lingua a ele.

Uma cabeleira loira surgiu do além.

 -Ben deixa a Tamara em paz, ela tem alto estima , é ótimo - minha melhor amiga Mary falou colocando a mão no ombro do garoto.

 -Bom para ela - disse ele dando de ombros.

  Ouvimos um som de algo caindo olhei logo para o lugar, alguns garotos riam enquanto se afastavam do que tinham derrubado, um menino que era um pouco mais baixo que eu, ele era acima do peço e estava de cabeça baixa pegando seus livros, ele sempre andava com eles.

 -Desgraçados - falei com raiva.

Meus amigos tentanram me segura mais fui até o menino, me abaixei e o ajudei com os livros.

-Obrigada - disse ele aceitando minha ajuda.

  Por fim olhou para mim, seu rosto rosado estava meio palido acho que pelo susto de ser jogodo no chão, e suas mãos gordinhas estavam termendo enquanto ele pegava um dos livros, apanhei o último e estendi minha mão para que ele pegasse, acho que por isso que nossas mãos se encostaram, senti um arrepio bom passa pelo corpo inteiro.

 Nossos olhos se encontraram, seus olhos meos estavam me encarando, e eu não conseguia pensa em mais nada se não como aquele menino era lindo.

 A forma como a mão gorducha dele, era fofa e parecia se contransta junto a minha e como era quente e acolhedora, olhei para sua boca era vermelha e convidativas, seu rosto era bonito, simelee todo era.

Nosso momento foi quebrado pelos meus amigos.

 -Ben cara, reaja não deixe esses caras de tratarem assim - o outro Ben falou.

 O meu Ben que estava abaixado se levantou, eu fiz o mesmo ficando vermelha.

 -A escola acabou foi a última vez - disse ele suspirando.

Ele bagunçou os cabelos dorados com as mãos fofinhas.

-Mesmo assim...- comecei a anda para longe dos dois.

Meu coração disparava, nossas mãos se tocaram...se tocaram, estava tão perto que senti um arrepiou por todo o corpo, me imaginei o beijando de verdade...senti seu cheiro como fazia na sala por senta atrás dele, sempre cheirava seu pescoço discretamente era tão bom.

Estava olhando meu reflexo no espelho do banheiro quando Mary entrou.

 - Por que você sempre foge quando ver o garoto que gosta? - perguntou ela negando com a cabeça.

Mary era tão alta quanto eu e tinhamos praticamente o mesmo corpo, mais personalidades o postas.

 - Por que o Ben... é fofo lindo e não me olhar gosta de você não de mim - falei triste.

Ela revirou os olhos.

- Porque ele acha que o primeiro beijo dele foi comigo... más nós sabemos que trocamos de lugar naquela festa - disse ela dando de ombros.

-Foi o melhor beijo da minha vida - falei suspirando.

- Pena que ele não sabé - disse, suspirei.

 Ao menos eu o tinha beijado e nunca vou me esquece mais deve está se perguntando e o outro Ben? Aquele fracasado? MEU MELHOR AMIGO, ele não é o que eu amo.

 Gosto do menino que é maltradado por sempre ter cido acima do peso, que ninguém quer, mais só porque ele não é no padrão de "normal", ninguém ver o rosto lindo que tem e a alma, e eu louca apaixonada roubei seu pprimeiro beijo...

 Foi errado? Não ligo, porque era a única forma dele ser beijado naquela festa e de eu o ter perto, minha melhor esperiencia da vida.

 -Aquele é o Ben meu primeiro e único amor até hojé, ele não é qualquer um... -falei olhando meu reflexo.


Notas Finais


É isso surpresos? Talvez, não eu sempre quis conta história de casais diferentes por isso essa ideia veio e estou tentando ver no que da e o que a louca da Tamara vai aprontar.
Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...