1. Spirit Fanfics >
  2. Perfect >
  3. Capítulo 39

História Perfect - Capítulo 40


Escrita por:


Capítulo 40 - Capítulo 39


Fanfic / Fanfiction Perfect - Capítulo 40 - Capítulo 39

“Antes de começar, Meredith levou eles para se sentar no sofá da sala e depois de estarem sentados, ela respirou fundo e falou o que estava acontecendo. 

— Eu tenho Melanoma Metastático no meu cérebro, e eu só tenho dois ou três meses.”

                                       •••

— Você o que? – Peter perguntou não acreditando nas palavras dela. 

— Eu tenho câncer Pete, estágio quatro. Há alguns meses eu tenho sentido os sintomas e hoje eu fui confirmar – ela falou se controlando para não chorar. 

— Não, não. Isso tem que ser alguma brincadeira – o garoto falou se levantando do sofá e andando de um lado para o outro — Por que você não me disse nada sobre os sintomas? 

— Eu achei que não era nada okay? Até aparecer um caroço nas minhas costas e eu entender que era grave – Meredith falou levantando-se e indo até o namorado — Eu já conversei com a médica, eu vou me internar em dois ou três dias. Mas mesmo assim, não é nada garantido que eu saia viva dessa. 

Então Peter parou de andar e abraçou a namorada começando a chorar, a garota ainda tentava se manter forte. 

— Eu não quero perder você, eu não posso perder você – ele falou tentando parar de chorar, mas era impossível. 

— Me desculpa. Eu vou sempre te amar, você só tem que lembrar disso – ela falou se soltando dele e limpou as lágrimas do namorado — E eu ainda não morri então vamos aproveitar o tempo que eu tenho juntos, okay? 

— Por que isso só acontece com as pessoas boas,  você não merece isso – Peter falou parando com o choro — Eu te amo muito, e eu vou fazer valer muito a pena esse tempo que você tem. 

— Eu te amo  – ela falou sorrindo pra ele. 

Os dois se beijaram e depois ficaram deitados no sofá, ela aproveitando o carinho que Peter estava fazendo em seu cabelo, ambos em silêncio, até Meredith pensar em algo. 

— Amor, você pode fazer um favor pra mim? – a garota perguntou. 

— É claro, qualquer coisa pra você ficar bem – ele respondeu, ainda estava triste pela notícia que recebeu. 

— Eu preciso que você pegue o celular que ele mandou pra mim – Meredith falou levantando um pouco a cabeça para olhá-lo. 

— Ta no escritório do seu pai, vai ser difícil pegar. Por que quer o celular? – Peter perguntou curioso. 

— Eu preciso contar pra ele sobre minha situação, eu queria que ele soubesse – ela respondeu voltando deitar a cabeça. 

— Tudo bem, eu pego sim. Como eu disse, eu vou te mimar muito durante esse tempo – Peter falou dando um sorriso. 

— Me mimar mais do que você já faz? – Meredith perguntou sorrindo. 

— Muito mais – o namorado respondeu. O clima ruim já rinha ido embora. 

A tarde passou e Peter teve que ir fazer a ronda pela vizinhança com seu uniforme de Homem Aranha, enquanto isso Meredith foi fazer o jantar. Quando estava na metade, May chegou. 

— Olá querida – May falou cumprimentando a garota com um beijo na bochecha — O Peter está aqui? 

— Ele saiu tem algum tempo, foi fazer a ronda dele – Meredith respondeu mexendo em uma panela. 

— Quer ajuda com o jantar? – a mulher perguntou já se arrumando para ajudar. 

— Pode ser – ela respondeu sorrindo. 

Quando o jantar estava quase terminando Peter chegou, conforme os anos foram passando, pararam de surgir vilões malucos e agora só existe alguns bandidos que a polícia e o Homem Aranha davam conta. De repente uma onda de tontura atingiu Meredith de novo fazendo ela jogar a colher no chão e se apoiar ao lado do fogão, Peter que estava colocando a mesa, foi correndo ajudar sua namorada. 

— Hey, amor. Ta tudo bem? – Peter perguntou preocupado. Meredith tinha falado os sintomas para ele mais cedo, antes de ir para ronda. 

— Minha cabeça – ela respondeu se apoiando no garoto. 

— Pessoal, o que está acontecendo? Meredith você ta bem? O que houve? – May que viu toda a cena perguntou preocupada. 

Os dois não responderam de imediato, Peter levou a garota no sofá e se sentou ao seu lado. 

— Temos que contar uma coisa não muito legal tia – Peter falou fazendo carinho nas costa da garota. 

— Meredith está grávida não está? – perguntou a mulher deduzindo. 

— Não, é uma coisa muito pior, muito ruim – a garota respondeu se recuperando da tontura. 

— Então o que é? – May perguntou se preocupando ainda mais. 

— Podemos contar depois do jantar? Só pra não ficar com um clima ruim – Peter sugeriu e sua tia concordou com um suspiro sabendo que não iram contar antes disso. 

O jantar ocorreu tudo bem, o casal conversaram coisas fúteis com May para dar uma descontraída, depois da louça lavada, eles foram para a sala e Perder quem deu a notícia de que a namorada estava com câncer. May ficou chocada com a notícia e derrubou até algumas lágrimas. Mais tarde ela foi pra casa de Happy e Meredith pediu para a sogra contar pra ele também. 

O casal foi para o quarro do garoto e se sentaram na cama, Peter foi até uma mesinha pegando algo e voltou a se sentar entregando pra ela. Era o celular. 

— Eu peguei quando estava fazendo a ronda, por isso que eu demorei mais que os outros dias – Peter explicou. 

— Eu não sei se eu consigo fazer isso – Mer falou pegando o celular. 

— Consegui sim, você é uma pessoa muito forte e eu vou estar aqui  com você o tempo todo – Peter falou segurando uma mão de sua namorada para dar apoio. 

A garota suspirou e em seguida abriu o celular indo na agenda onde só tinha um número, apertou para discar e colocou o aparelho em seu ouvido esperando. Estava chamando, a cada toque Meredith ficava mais nervosa, até que caiu na caixa de mensagem e a garota decidiu deixar uma. 

— Oi Steve, aqui é a Meredith, eu sei que passou um bom tempo e não sei se é esse número ainda e se você lembra de mim. Mas eu acredito e espero que sim por que eu tenho que te contar uma coisa, não é uma notícia boa – a garota falou e respirou fundo antes de contar a bomba — Eu estou com câncer Steve, no cérebro e provavelmente em outros lugares também, eu só tenho três meses eu acho. Mesmo eu fazendo o tratamento eu não sei se eu vou conseguir sobreviver. 

E então Meredith começou a chorar, tudo o que não chorou horas antes.

— Você não precisa deixar sua vida para vir até Nova York, pode ser só uma ligação no meu celular – ela falou o número tentando controlar o choro — Eu só queria que você soubesse, enfim, é isso. Eu estou com saudades. Tchau. 

Meredith desligou o celular colocando na cama e abraçou o namorado que começou a afagar suas costa tentando acalmar a namorada. Depois de um tempo a garota terminou de chorar, mas ainda estavam abraçados. 

— Eu estou cansada – ela falou começando a sentir as dores pelo corpo e o cansaço. 

— Vem, vamos tomar um banho para relaxar e depois eu faço um chá para você beber – Peter falou se levantando e puxando com cuidado a namorada para ir. 

Um parte já foi. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...