História Perfect- Third season - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Shawn Mendes, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Harry Styles
Tags Drama
Visualizações 179
Palavras 1.202
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Sexo! E a burrada que eu fiz!


Fanfic / Fanfiction Perfect- Third season - Capítulo 7 - Sexo! E a burrada que eu fiz!

Pov's Sophia 

Estamos no nosso quarto, e depois de crianças dormindo e enfim e tarde eu quero mesmo que o maldito celular do meu marido não toque, Harry se senta comigo sobre o colo dele, e me acaricia, suas mãos fazem o desenho do meu rosto ele, parece querer me observar, me puxa para ele me beija, intensamente, a quanto tempo não fazemos isso, ou não chegamos a isso.  

Ele me puxa como se quisesse que nossos corpos fossem um, me deixo ser guiada, ele me põe abaixo do corpo dele, me beija, suas mãos descem minha camisola, e de leve ele a retira, levo minhas mãos e retiro sua camiseta, giro ele na cama, quero muito dar prazer a ele, julgando o fato de que ele está sem isso a algum tempo, ele sorri, não dissemos nada apenas nós tocamos, faço uma trilha de beijos pelo seu abdômen, ele geme baixo, chego a sua bermuda e brinco com meus dedos, ali apertando pouco o volume da sua box, ele geme, desço o short e sua box junto, pegou seu membro com as mãos dele, e o  masturbo minhas mãos são firmes e ele apenas fecha os olhos e geme, coloco ele na boca e chupo com vontade, ele geme alto, e eu sorrio ele se lembra das crianças eu acho  e se controla, intensifico meus movimentos e hora ou outra eu sugo toda sua extensão levando ele a loucura, ele fica rígido na minha boca e goza. Espero o prazer dele passar, mas antes disso ele me joga abaixo do corpo dele, me prendendo, estou nua, ele segura minhas mãos acima da cabeça me encara isso significa que tenho que ficar quieta, sua boca vai ao meu mamilo, ele roda sua língua no bico do meu seio e suga com força eu gemo, ele faz o mesmo no outro seio e desce a boca sobre a minha barriga, ele morde devagar e eu souto gemido de dor, ele vai a meio das minhas pernas e as coloca abertas reclinadas sobre a cama; 

-Quietinha! 

Sua língua me chupa toda, e eu chego a gritar de prazer, ele faz movimentos circulares no meu clitóris, minhas pernas se mexem involuntariamente e ele segura elas, continua a me chupar, eu estou louca de tesão e muito molhada, ele continua a chupar meu clitóris, e coloca seus dedos em mim, entrando e saído, puxo os lençóis eu não vou aguentar mais...eu tenho um orgasmo na boca dele, e ele me chupa até que os tremores de prazer passem.  

-O que você quer Sophia? 

-Você dentro de mim! 

Ele se ajoelha entre minhas pernas, e se masturba um  pouco está completamente ereto, e sem dizer nada ele me penetra, seu membro e afundando em mim, o que me faz gemer alto, ele se deita, ergue minhas pernas no alto, as colocando sobre quadril dele , suas mãos seguram as minhas, e ele me penetra, entra e sai de mim, com estocadas fundas, eu gemo ele geme, nossas respirações estão frenéticas... 

-Mas rápido amor! 

Ele obedece, me estocando, mas rápido, sinto ele duro dentro de mim, eu não consigo aguentar e logo tenho outro orgasmo, ele morde meu pescoço, e goza, fica sem se mover, seu rosto está enterrado na curva do meu pescoço, espero ele e eu controlarmos a respiração, e logo ele me encara, sem sair de dentro de mim; 

-Eu te amo! E... como pude me esquece disso! 

-Do que está falando meu amor? 

-Nada Sophia! E só que estar com você depois de meses sem isso, você não tem noção do quanto isso e magico.  

-Eu te amo meu amor! 

Pov's Harry 

Essa e a hora, que depois de transar com minha esposa, que a meses eu não tinha comigo na cama assim, bate o desespero, eu amo a Sophia, como eu fui me esquecer disso, de nós e deixar tudo isso por sexo, com uma mulher que eu tinha acabado de conhecer, ela se vesti, me encara e eu abro os braços para que ela deite no meu peito, acabamos por adormecer. 

[...] 

-Não sabe como é bom acordar com seu cheiro! 

-Eu uso esse perfume sempre Harry! 

-Eu sei...dormiu bem? 

-Melhor do que nunca!  

-O que a família dinossauro vai fazer hoje? 

-Jura que vai ficar conosco? Sem celular, sem correr para o escritório, ou viagens de última hora? 

-Sou seu e dos nossos filhos pelo fim de semana inteiro.  

-Parece sonho! 

-Mamãe, papai podemos entrar?  

Estou abraçado com Sophia ainda deitados, estou realmente a devanear minha esposa, como muito tempo não faço, ouvimos uma voz da porta e nós entre olhamos; 

-Está vestida? 

-Estou! 

-Podem entrar turma do barulho! 

Nossos filhos entram no quarto, Sophia se senta na cama, e Alice logo vai para colo dela, os meninos se espalham pela nossa cama, e Alice e logo a primeira a perguntar; 

-Mamãe o que vamos fazer no fim de semana? 

-Eu não sei o que querem fazer? 

-Papai o senhor vai ficar conosco? <Peter me questiona> 

-Papai, vai passar o fim de semana com vocês! E a mamãe podia fazer panquecas para o café?

-Eba panqueca! <Todos dizem juntos> 

-Claro, você fica em casa, e eu cozinho! Ótimo! 

-Sem reclamações! 

Alex diz e Sophia ri da voz autoritária dele, ele iria dizer o que eu iria dizer. Descemos com as crianças para a cozinha, por habito e Sophia saber cuidar de tudo, Elizabeth ou se quer Taylor, não ficam na casa nós fim de semana então somos só nós, quatro filhos e uma esposa linda! Sophia vesti hobby preto, por baixo disso apenas uma camisola, as crianças pijamas e Alice querendo ajudar Sophia já está repleta de farinha, Stefan sem camisa como eu, e Alex e Peter também, os meninos se parecem comigo, altos para a idade, magros, e cabelos caracolados, Alice e muito parecida com Sophia, apenas os olhos marcados de verde intenso como os meus, minha família e linda, e estar aqui com eles me faz sorrir largo e parecer um palhaço para meus filhos, como? Uma crise e algum tempo se dedicando ao trabalho e eu troquei tudo isso por sexo. Pior se Sophia soubesse do que aconteceu, eu nunca mas teria o amor dela, meus filhos viveria a triste história que ter pais separados, a mesma que eu vivi. Não quero isso para eles, não quero isso para mim, mas como eu concerto essa bagunça que eu fiz? 

-Tudo bem? Alice está te chamando tem meia hora? <Sophia diz me cutucando os braços, estou sentado no balcão em frente ao fogão e ela prepara panquecas.> 

-Eu não ouvi! Estava perdido em pensamentos! O que foi filha? 

-Seu celular está tocando papai! 

-Traz aqui para papai! 

Alice vem como foguete da sala, e pego celular em mãos e para minha infelicidade e Cristina, penso um pouco antes de qualquer coisa, eu sei que se atender, vou ter uma desculpa sumir e fica com ela, me relaxa a sensação de não ter que ficar nesse furação de crianças e casa e a  bagunça, mas são meus filhos minha esposa e eu amo ela, então desligo o celular. 

-E importante? 

-Não! Eu disse sou de vocês esse fim de semana! 


Notas Finais


Harry você e um idiota! E eu quero mesmo que a Sophia, arranque o que você tem no meio das pernas quando descobrir a verdade!
Comentários furiosos?
Beijokas!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...