História Perfect - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, Lucy Hale, One Direction, Sasha Pieterse, Shay Mitchell, Taylor Swift
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Lucy Hale, Niall Horan, Personagens Originais, Sasha Pieterse, Shay Mitchell, Taylor Swift, Zayn Malik
Tags Ashley Benson, Harry Styles, Hot, Liam Payne, Louis Tomlinson, Lucy Hale, Niall Horan, One Direction, Perfect, Romance, Sasha Pieterse, Shay Mitchel, Taylor Swift, Zayn Malik
Visualizações 353
Palavras 11.152
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI GENTE!!! SIIIM eu já voltei, voces nao estão podendo reclamar de mim hein! Postei dois capitulos ontem e já voltei para postar mais um hoje!!!
LISTA DE MUSICAS DO CAPITULO POR ORDEM
"Over Again - 1D"
"Don't tell me - Avril Lavigne"
"Gotta be You - 1D"
"Breaking Free - High School Musical"
"Everyday - High School Musical"
)______________________________________(
espero que gostem desse capitulo, ele esta beeeeem grande! E então espero que satisfaça voces! Eu nao sei muito bem quando vou postar o proximo por causa da faculdade, mas ele já está em andamento e prometo postar assim que der!!!
AVISO: O PROXIMO CAPITULO TERA CENAS FORTES ( HOT) PRIMEIRA VEZ DARRY, E NAO SERÁ CORTADA EM KKKK, VOCES VÃO VER, OU MELHOR LER TUDOOOO!
só to avisando por causa do publico que nao gosta, e do que gosta, se preparem!
EU QUERO AGRADECER E MUITO A TODOS VOCES, CHEGAMOS AOS 179 FAVORITOS, NAO DÁ PRA ACREDITAR!!!! OBRIGADA PESSOAL! ( AMO VOCES, até os leitores invisiveis kkkkk)
Sem mais enrolaçoes ... tenham uma boa leitura e espero que gostem!

Capítulo 50 - Songs for you


Fanfic / Fanfiction Perfect - Capítulo 50 - Songs for you

LEIAM AS NOTAS INCIAIS GALERA!!! 

AGRADEÇO! 

 

Uma semana, talvez duas, tinham se passado desde que Harry estragara tudo de novo! Ele estava totalmente desanimado, Zayn ainda continuava grudado em Diana, e parecia cada vez mais confuso com o comportamento de Harry, Louis no entanto ainda acusava Harry de estar levando as coisas para o outro lado, e Harry continuava respondendo que estava fazendo tudo aquilo para ganhar a aposta, mas Louis estava cada vez mais desconfiado e continua colocando o amigo contra a parede tentando forçar ele a confessar a verdade, mas isso nunca acontecia. Liam e Lucy por outro lado, continuavam incentivando Harry a tentar fazer as pazes com Diana, só que Harry já estava chegando a conclusão que nada que ele fizesse faria Diana perdoa-lo, Niall era  o único que parecia muito ocupado com a própria vida, por incrível que pareça, ele raramente se metia em algo relacionado a Harry ou Diana, mas agora já sabia o que estava acontecendo, e tinha conhecimento dos sentimentos de Harry sobre Diana, obra de Liam que abriu aquela boca grande.

― Não sei porque você simplesmente não chega e diz, “olha Diana to apaixonado por você, quer ficar comigo ou não?” ― Niall disse colocando os pés em cima da mesa de centro da sala da casa de Harry, o menino o encarou de cara feia.

― Como eu posso falar com ela se ela não quer nem olhar  na minha cara? ― Harry disse lembrando ao loiro que Diana não falava e nem olhava para Harry desde a festa na boate, e ele nem podia culpa-la, ela tinha razão, a apresentação da banda, a dedicação daquela musica fez com que todos acreditassem no lance entre Zayn e ela, que pelo visto não existia mesmo.

― Ah sei lá, prende ela em uma das salas. ― ele disse dando de ombros e Harry revirou os olhos.

― Vamos ensaiar na escola amanha, ela vai ter que ouvir outra musica minha. ― ele disse fazendo Niall revirar os olhos e Liam negar com a cabeça.

― Não é uma boa ideia, mas, podemos fazer uma reunião na casa de Lucy, chegamos lá de “surpresa” ― Liam disse e Harry o encarou, o menino tinha razão, na casa da Lucy a loira não teria como fugir, e melhor ainda, ele não estaria expondo ela como ela tanto detestava.

― Otima ideia Payne! ― Harry disse sorrindo e Liam deu de ombros sorrindo.

― Eu sei que sou brilhante! ― ele falou convencido e Harry gargalhou, os três começaram a acertar os detalhes e logo, escolheram a musica certa, Harry tinha escrito ela a algum tempo e a banda já vinha ensaiando a um tempo.

― Não podemos levar  o Louis. ― Liam disse de repente, Harry não gostava de excluir seu melhor amigo, mas sabia que Liam tinha razão, Louis só ficaria mais desconfiado, e tentaria estragar toda e qualquer interação entre Harry e Diana.

**********

 Diana estava jogada no sofá de Lucy, a casa estava fazia como sempre costumava ficar durante a semana, a loira estava com tanto sono que poderia dormir ali mesmo, mas como Lucy estava no banho ela estava encarregada de atender a porta, ela sabia que a morena estava aprontando alguma coisa, mas não era como se ela pudesse fugir daquilo de qualquer maneira, se ela não fosse até Lucy, Lucy iria até ela e carregaria o que quer que fosse junto.  A campainha tocou e a loira levantou bufando para atender, para a sua sorte, parados em frente a porta estavam os irmãos Malik favoritos de Diana. Agora que Niall namorava Liza, e Liza estava sempre com o loiro, que estava sempre com o grupo, Wali acabava estando sempre por perto também, e Diana gostava disso, era bom não ser a única solteira, e ainda poder contar com o jeito brincalhão da garota.

― Boa tarde! ― Wali disse com seu típico ar animado, ela entrou na casa abraçando Diana e logo se jogou no sofá, Zayn revirou os olhos rindo e também abraçou Diana.

― Tudo bem? ― ele perguntou e Diana afirmou fazendo uma cara de preocupação, a voz de Zayn ficava cada vez mais baixa e rouca, era obvio que ele estava prestes a perder a voz e por mais que Diana estivesse ajudando e tentando fazer com que isso não acontecesse o destino não estava a favor dele.

― O remédio que minha mãe te receitou não adiantou? ― ela perguntou se lembrando de ter levado Zayn até sua mãe e exigido que a mulher curasse seu amigo.

― Adiantou, quer dizer não esta mais ardendo, mas minha voz ainda está sumindo. ― Zayn disse preocupado e decepcionado, ele respirava musica, ter que pegar leve e cantar o menos possível estava matando ele, e ainda tinha a peça da escola que ele não tinha a mínima ideia de como iria fazer, Erica já tinha ameaçado tirar ele duas vezes só naquela semana por causa da voz dele, e a estreia era daqui a alguns dias.

― Erica não vai te deixar cantar assim. ― Diana disse triste confirmando as suspeitas de Zayn, ele apenas torceu os lábios e concordou com a cabeça. Era difícil para ele, ainda mais com as coreografias que ele teve que aprender, Zayn não estava no clima, e nem gostava de teatro , ou melhor, não gostava do fato de ter que dançar em frente a toda a escola, pais e professores, mas ele também não queria deixar Diana sozinha agora, ela contava com ele.

**********

Algum tempo depois Lucy já havia saído do banho e todos estavam em uma conversada animada quando a campainha tocou de novo, Niall e Liza já haviam chegado, então era Liam, mas ele não estava sozinho, atrás dele tinha um Harry com cara de culpa, ele logo lançou seu olhar sobre Diana, mas ela desviou os olhos azuis dos dele imediatamente, como se olhar para ele fosse corroer o corpo dela como um acido.

― Oi gente. ― Liam cumprimenta depois de depositar um beijo rápido nos lábios de Lucy, Diana sorri forçado sem mostrar os dentes, como se quisesse deixar bem claro que estava chateada com o amigo por ter trago Harry junto com ele.

Harry também cumprimenta os outros, mas Diana o ignora, ele se senta no sofá ao lado de Wali que esta ao lado da loira, logo o menino inicia uma conversa tímida com Wali, Diana se levanta cansada de ouvir  a voz dele e se encolhe em um dos pufes e fica mexendo em seu celular, ela não podia acreditar que aquele ser estava ali agindo como se nada tivesse acontecido.

― Vai ficar me tratando assim até quando? ― a voz rouca questiona e Diana não precisa tirar os olhos do celular para saber que ele esta parado em frente a ela.

― Não tenho ideia do que você esta falando. ― ela responde dando de ombros e finge uma gargalhada como se tivesse acabado de receber uma mensagem interessante, a loira nem sabe explicar porque fez isso, mas ver o rosto de Harry se contorcer de nervosismo foi uma vitória que ela não podia deixar de apreciar.

― Você age como se eu fosse o pior ser humano do mundo. ― ele respondeu parecendo chateado enquanto buscava o olhar da menina.

― Talvez você seja. ― ela diz como se não se importasse, fingindo uma indiferença cortante que não convence nem ela mesma.  ― Já pensou nisso?

―  Já, na verdade penso nisso todos os dias desde que te deixei naquele palco. ― Harry admite e Diana finalmente o encara, ela gostaria de ter  preparado sua defesa antes de encarar aqueles olhos verdes, mas era tarde demais, Harry Styles estava pronto para começar a derrubar suas barreiras.

― Não comece com esse papinho garoto, você sabe que não confio em você. ― ela diz tentando parecer dura e torcendo para que Harry acreditasse em suas palavras, para que elas ferissem ele de alguma maneira.

― Eu sei, tem motivos para isso, mas já não sei mais o que fazer para te mostrar que eu mereço uma segunda chance, que sinto muito por ter quebrado sua confiança....

― Já pensou em sumir? Em não falar mais comigo? ― Diana questionou como se fosse a coisa mais obvia e normal a se fazer.

― Não vou desistir de você. ― Harry disse se afundando nos olhos azuis de Diana, a menina franziu o cenho e fechou a cara ainda mais. ― Não posso desistir de nós...

― Não dá pra desistir de algo que nunca se teve.  ― Diana rebate e Harry sente seu coração quebrar em pedacinhos como ele queria saber o que ela ganha ao quebra-lo tanto assim, mas era obvio que ele não podia esperar nada mais dela, Diana era assim, ela não gostava de ser feita de idiota, e uma vez magoada, ela se tornava cruel.

― Ei Harry, vamos cantar. ― Liam chama e Harry acaba se afastando ainda chateado, como se estivesse com uma ferida aberta ele se junta ao circulo, e eles começam a cantar, no inicio Liam faz questão de tocar alguns covers, e então eles começam a cantar algumas musicas da banda, Diana não se importa, ninguém esta a encarando ou provocando ela, então ela apenas escuta as musicas e digita coisas no celular.

― Ei, vamos lá, você não vai ficar aqui isolada. ― Wali diz estendendo a mão para a loira e Diana revira os olhos, ela nunca ia entender como era capaz de arranjar tantas amigas dispostas a cuidar da vida dela e convencer ela de fazer coisas que ela não queria fazer.

― Estou bem aqui. ― Diana responde e é a vez de Wali revirar os olhos como se Diana estivesse agindo como uma idiota, o que só talvez pudesse ser real.

― Ah não está não. ― Wali diz mais exasperada e completa. ― Qual é? É uma reunião de amigos, devíamos ficar todos juntos.

― Infelizmente nem todos são meus amigos. ― Diana diz e lança um olhar para Harry, Wali segue seu olhar e revira os olhos de novo.

―Será que você não pode esquecer nem por um momento que ele é um babaca que cometeu erros com você, e apenas agir como se ele fosse um primo distante da Lucy que você acabou de conhecer? ― Wali disse rapidamente e Diana franziu o cenho sem conseguir conter o riso, um dia ela descobriria de onde Wali tirava tantas ideias malucas.

― Porque ele seria um primo de Lucy? ― Diana pergunta rindo e Wali da de ombros como se não importasse.

― Ah, mesmo cabelos castanhos escuros, quase negros, olhos verdes, pele branca, mas podemos dizer que Lucy é a anã da família. ― Wali respondeu como se pensasse sobre o assunto e Diana gargalhou levemente, não era possível que a Malik estivesse mesmo dando atenção aquela historia, Wali riu e estendeu a mão para Diana novamente, a loira a agarrou e se deixou ser guiada para a roda de musica que existia na sala, ela até cantarolou algumas musicas da banda quando Niall sorriu abraçado a Liza.

― Podiamos cantar aquela nova, acho que as meninas iam gostar. ― o loiro disse lançando um olhar pelo grupo e se demorando um pouco mais em Diana, a loira poderia estar ficando paranoica mas por algum motivo a atitude, e até a frase de Niall parecia ensaiada.

― Qual nova? ― Liam perguntou e também parecia saber exatamente o que tinha que dizer, aquilo deixou obvio que existiam muitas musicas novas, musicas que Diana estava perdendo por não ir mais aos ensaios da banda.

― Over Again. ― Niall respondeu risonho e olhou de Liza para Harry e depois rapidamente deu um olhar de lado para Diana, e a loira podia garantir que tinha algo errado ali.

― Essa é realmente boa. ― Harry concordou e Zayn apenas franziu o cenho confuso, ele estava muito silencioso, provavelmente economizando a voz, ou simplesmente com dor na garganta, ele nem ao menos cantava todas as musicas, apenas se esforçava em umas para cantar a sua parte. O moreno parecia saber de que musica eles estavam falando, mas por algum motivo também não parecia convencido e nem satisfeito pela escolha tão abrupta.

― Ah obrigada! ― Niall agradece se gabando e algumas pessoas do pequeno grupo riem.

― Você compôs? ― Diana pergunta tentando descobrir se vinha alguma armadilha por ali.

― Eu e Harry. ― Niall responde como se não tivesse importância e dá de ombros, e antes que Diana possa dizer alguma coisa, Liam começa a tocar a melodia no violão.

Disse que nunca a deixaria

Pois nossas mãos se encaixam como a minha camiseta

Sem palavras por causa de três palavras, amaldiçoado

Um turbilhão de pensamentos que fizeram meus pés doerem

Nossos corpos interligados por seus lábios. ― Liam começa a cantar e Diana o encara, ele parece tranquilo e sereno, mas aquelas palavras não são deles, e Diana as reconhece, fora Harry quem prometeu que não a abandonaria e a abandonou mesmo assim.

E ela está se sentindo tão mal, desde que está só

Um buraco no meio do meu coração como um pólo

E não é brincadeira para mim

Então nós podemos fazer tudo outra vez. ― Niall canta como se estivesse orgulhoso de alguma coisa, ele manda um sorrisinho para Diana e ela sabe que o loiro também faz parte daquilo de alguma forma, ele sabe o que esta acontecendo, e o pior, parece ser cumplice.

Se você esteve fingindo desde o início, como agora

Com um aperto forte, então, meu beijo

Pode remendar seu coração partido

Talvez eu sinta falta de tudo o que você disse para mim

Eu posso te emprestar as partes quebradas

Que podem se encaixar assim

E eu te darei todo o meu coração

Para que possamos começar outra vez. ― os três cantam juntos, Liam, Niall e Harry, Zayn apesar de obviamente conhecer a musica permanece em silencio, e encara Diana como se questionasse o que era aquilo, as meninas por sua vez ou se perdem nos rapazes cantando, ou encaram Diana e Harry como se soubessem que isso tem alguma coisa a ver com eles, mas também eles não poderia ter deixado mais obvio não é mesmo?  Logico que Diana estava fingindo, fingindo ser dura, fingindo odiar Harry, como fez desde o principio. Ela não queria os pedaços dele, não queria reconstruir nada, não queria recomeçar nada, ela só queria que ele a deixasse em paz para que ela fosse capaz de esquece-lo.

Podemos pegar a mesma estrada

Dois dias nas mesmas roupas

E eu sei o que ela dirá se eu fizer essa dor sumir

Podemos parar por um minuto

Sabe, dá pra perceber que seu coração não está presente. ― Harry começa a cantar e encara Diana, como se implorasse que ela o ouvisse, que ela o desse uma chance, para que eles pudessem conversar, para que só daquela vez, a conversa dos dois pudesse ter o coração dela, mas ela não queria isso. ―  Diga-me com sua mente, corpo e espírito

Eu posso fazer as suas lágrimas caírem

Como os chuveiros que são britânicos

Se estivermos juntos ou separados

Nós dois podemos remover as máscaras

E admitir que nos arrependemos desde o princípio. ― ele continuou, e Diana o encarou  irritada, ela não tinha nada para admitir, ela não estava errada, ele estava, ele a abandonou, ele prometeu coisas que não era capaz de cumprir, ele era o único que não merecia confiança, o único que devia admitir seus erros, e ele não faria ela chorar de novo, e então ela segurou suas lagrimas mesmo sentindo o olhar de todos sobre ela.

Se você esteve fingindo desde o início, como agora

Com um aperto forte, então, meu beijo

Pode remendar seu coração partido

Talvez eu sinta falta de tudo o que você disse para mim

Eu posso te emprestar as partes quebradas

Que podem se encaixar assim

E eu te darei todo o meu coração

Para que possamos começar outra vez.  ― os três cantam juntos de novo e Zayn encara Diana, é obvio que ela esta tentando se controlar, como aqueles idiotas não notavam que estavam pressionando ela? Falando dela como se soubessem o que ela esta sentindo? Cantando sobre a vida dela, coisas que ela não queria que ninguém soubesse.

Você nunca vai saber como se dar bem sozinha

E você nunca mostrará fraqueza por desapegar

Acho que você ainda está triste, se ainda está terminado

Mas você quer mesmo ficar sozinha? ― Harry canta o verso praticamente sozinho, mas aquela é a parte de Zayn na musica, então o moreno se esforça para cantar o fim do verso enquanto encara os olhos de Diana, ele não canta para se juntar ao jogo, seja lá qual for, que os meninos estão fazendo, mas sim para mostrar apoio a sua amiga, mostrando que ele esta ali, e que aquilo é só uma musica e que não vai derruba-la, mas a voz de Zayn continua falhando miseravelmente.

Se você esteve fingindo desde o início, como agora

Com um aperto forte, então, meu beijo

Pode remendar seu coração partido

Talvez eu sinta falta de tudo o que você disse para mim. ― Liam canta encarando Zayn como se o moreno tivesse feito algo errado, estragado algo, mas Zayn ignora, e o menino continua tocando o violão.

Eu posso te emprestar as partes quebradas

Que podem se encaixar assim

E eu te darei todo o meu coração

Para que possamos começar outra vez

Se você esteve fingindo desde o início, como agora

Com um aperto forte, então, meu beijo

Pode remendar seu coração partido

Talvez eu sinta falta de tudo o que você disse para mim

Eu posso te emprestar as partes quebradas

Que podem se encaixar assim

E eu te darei todo o meu coração. ― os três voltam a cantar olhando um para o outro e voltando para Diana, a menina nesse momento já está com os braços cruzados em um típico gesto de defesa, e já tinha colocado no rosto sua melhor mascara de sarcasmo como se tivesse achado aquilo tudo uma piada.

Para que possamos começar outra vez. ― Liam canta franzindo o cenho ao ver o rosto de Diana, a sala entra em silencio por um momento, então a loira bate palmas estaladas e vagarosas, como Louis fez quando ouviu a conversa ente Diana e Harry no corredor da escola.

― Realmente, é uma bela musica. ― Diana diz com um sorriso irônico e todos olham para ela, a menina sorri ainda mais e estende a mão para Liam. ― Eu conheço uma incrível também.

Liam estende o violão para Diana, nenhum deles a não ser Lucy, já tinha visto a loira tocando, mas obviamente isso iria mudar, se eles queriam brincar daquele jeito, então ótimo.

 - Você segurou a minha mão e me levou até em casa, eu sei

Enquanto você me dava aquele beijo

me fez dizer: ooh

Você enxugou minhas lágrimas, afastou meus medos

Por que você teve de ir embora? ― Diana começa a tocar e encara Harry como se perguntasse para ele aquilo, e então ela continua. ― Acho que não foi o suficiente ganhar um pouco do meu amor

Os caras são tão dificeis de se confiar

Eu não te disse que eu não sou que nem aquela garota

Aquela que se entrega toda? ― ela questiona como se estivesse comparando com aquelas com quem ele sempre anda, a maioria das pessoas naquela sala estão tensas, mas algumas já conseguem entender o que esta acontecendo ali. ― Você acha que eu iria desistir de tudo por você, desta vez?

Você achava que isso era algo que eu ia fazer e chorar?

Não tente me dizer o que fazer

Não tente me dizer o que falar

Você fica melhor assim. ― os olhos de todos estavam presos nela, ela podia sentir a tensão palpável no ar, era tão pateticamente obvio que Harry não esperava por aquilo que ela quase se sentiu culpada ao ver os olhos dele se tornarem tão tristes. ― Não pense que o seu charme

E o fato de que o seu braço está agora em volta do meu pescoço

Vai te trazer pra dentro da minha calça, eu terei que te mandar embora

E te fazer nunca mais esquecer. ― ela abriu um sorriso tão cínico, que ela poderia estar sendo considerada uma daquelas vadias malvadas dos filmes, mas sinceramente? Naquele momento ela não se importava, ela estava tão cansada, que ver o rosto surpreso e chocado de seus amigos, e o olhar envergonhado e triste de Harry trazia uma sensação de satisfação para seu corpo. ― Eu vou te mandar parar, pensei que eu gostasse muito de você

Mas eu estou realmente irritada

Então saia da minha cabeça, caia fora da minha cama, é, isso mesmo

Eu não te disse que eu não sou que nem aquela garota

Aquela que se entrega toda?

Você acha que eu iria desistir de tudo por você, desta vez?

Você achava que isso era algo que eu ia fazer e chorar?

Não tente me dizer o que fazer

Não tente me dizer o que falar

Você fica melhor assim

Essa viagem de culpa que você me colocou não vai me enlouquecer

Eu não fiz nada de errado.

Qualquer pensamento de você e eu acabou . ― ela queria gritar aquele verso, mostrar a ele que não importava o quanto ele tentasse soar romântico, ela não cederia, não havia sido ela a quebrar o coração de ninguém, ela não tinha feito nada de errado, ele era o errado da historia. Só que Diana não percebia, que naquele momento, era ela quem estava quebrando o coração de Harry Styles. ― Você acha que eu iria desistir de tudo por você, desta vez?

Você achava que isso era algo que eu ia fazer e chorar?

Não tente me dizer o que fazer

Não tente me dizer o que falar

Você fica melhor assim. ― e de repente alguém tirou o violão de sua mão com tanta força que Diana sentiu o instrumento bater com força contra seu corpo a machucando, ela chegou a cortar um dos dedos na corda, ao olhar para cima ela viu o olhar irado de Lucy, ah lindo, sua melhor amiga estava contra ela! Mas a loira não deixaria se intimidar, ela levantou e encarou Harry pronunciando o ultimo verso da musica de forma lenta, e dolorosa para ele. ―  Fica melhor assim

Eu estou bem melhor sozinha mesmo.

E então ela simplesmente pega sua bolsa jogada no sofá da sala e sai da casa de Lucy sem dizer uma palavra a ninguém, alguém a está seguindo, mas Diana não tem certeza se quer a presença dele, talvez ela não quisesse ninguém por perto naquele momento.

― Ei. ― ele puxa o braço da loira, ela já disse que odeia a forma como todos fazem isso? Bom, ela odeia.

― Não Zayn, não quero conversar. ― ela disse se soltando e o menino a encarou como se implorasse para que ela não o afastasse. ― Serio, isso foi o fim para mim, eu não ligo que eles sejam amigos do Styles, mas se juntar a ele para me humilhar? Para agir como se eu fosse a culpada?

― Tenho certeza que essa não era a intenção. ― Zayn tentou dizer sua voz falhando fazendo ele querer se xingar, maldita hora que ele tinha que ficar rouco.

―Não? Você viu a cara de Lucy? Viu como ela simplesmente arrancou o violão da minha mão? ― Diana esbravejou, era obvio que aquilo era uma espécie bizarra de complô, eles deviam querer fazer ela se sentir paranoica.

― Ela só queria evitar brigas. ― Zayn tenta apaziguar as coisas e completa. ― Era obvio que você estava provocando Harry com aquela musica.

― E o que foi que ele fez cantando aquela musiquinha dele? ― Diana rebateu irritada, será possível que até Zayn ficaria contra ela? ― Não importa, pra mim já deu!

A loira se vira andando mais rápido, e Zayn tenta ir atrás dela, mas não adianta.

― Diana! ― ele tenta gritar mas a única coisa que acontece é sua voz diminuir mais ainda e uma ardência irritar sua garganta, ele odiava aquela sensação de impotência.

*********

―Está feliz agora? ― Zayn perguntou forçando sua voz a sair e encarou Harry com raiva. ― No que você, no que todos vocês, estavam pesando?

― Nós só queríamos ajudar. ― Liam disse inocentemente, como se não pudesse acreditar na briga que estava acontecendo por causa de seu plano.

― Não entendem não é? Ela não quer musicas, não quer declarações, e não quer que você haja como se ela fosse a errada, cante musicas como se ela tivesse quebrado seu coração. ― Zayn começou a dizer, a cena seria hilária pelo fato da voz dele estar falhando e afinando enquanto ele tenta discutir com Harry, mas naquele momento nada conseguia ser engraçado. ― Foi VOCÊ. ― ele diz batendo o indicador no peito de Harry. ― Que quebrou o coração dela! Se por algum motivo você quer consertar isso, pare de cantar e compor musicas como se ela estivesse magoando você! Se quer consertar as coisas, aprenda a corrigir seus erros, a aceitar que se você esta chateado, foi porque VOCÊ fez merda e não ela!

E então ele se vira para Wali e faz sinal com a cabeça, a menina não precisa perguntar nada, ela sabe exatamente o que tem que fazer, timidamente ela pega suas coisas e segue seu irmão porta a fora.

― O que foi aquilo? ― ela pergunta assim que eles já estão bem distantes da casa de Lucy.

― Aquilo foi Harry sendo um idiota! ― Zayn responde irritado, ele não entendia o porque, mas Diana tinha mudado tudo naquele grupo, Niall não era só o brincalhão idiota mais que de vez enquanto se lamentava por ser um ‘perdedor’, ele agora era mais confiante, apesar de continuar com as brincadeiras levava as coisas mais a serio, e até estava namorando! Liam, ainda continuava sendo o pai do grupo, mas aprendeu a se abrir, a brincar mais, e se soltar mais desde que conheceu Diana. Harry apesar de ainda agir como um babaca na maioria das vezes, tentava desesperadamente acertar as coisas, tinha se tornado mais receptivo, se misturava com as pessoas, se afastava de outras que não o faziam tão bem, e em alguns momentos conseguia ser adorável. E ele? Bom, Zayn não conseguia mais ignorar o comportamento dos amigos, não se importar com nada, ele queria que as coisas dessem certo, e se pudesse ele queria proteger as pessoas a sua volta, colocar um pouco de razão na cabeça das pessoas. Até Louis parecia mais calmo e menos implicante as vezes, mas tudo isso era pela convivência com uma loira estourada? Ou por descobrir que eles precisavam liberar esse outro lado deles para poder resolver as coisas?

― Eu gostei da musica... ― Zayn não tinha ideia do que sua irmã tinha dito antes disso, mas ouvir aquela frase vez ele franzir o cenho e encarar Wali. ― O que? É uma boa musica não é?

― Não disse que não era, não se trata disso. ― ele disse e suspirou procurando as palavras certas para explicar a musica. ― Harry compõe as musicas como se Diana tivesse alguma culpa em tudo isso, ele não consegue simplesmente assumir sua culpa, e quando o faz, ele sempre diz que precisa que ela o perdoe porque se não ela vai o ‘destruir’.

― Então quer dizer que ele parece culpar ela por não o perdoar é isso? ― Wali pergunta e Zayn assente, ela pensa quieta por alguns segundos e então completa. ― Pensando por esse lado, ele é realmente um idiota!

*************

Alguns dias depois o clima ainda é tenso, é a véspera da peça e nada está nem remotamente bem. Louis e Harry andam discutindo outra vez, Liam e Lucy parecem discutir também, o que não é normal para o casal grudento, Niall é só sorrisos quando esta com Liza, mas quando a ruiva se vai ele apenas abaixa a cabeça e escuta as pessoas falando a sua volta sem dar a mínima atenção. E Diana, bom ela simplesmente parece disposta a ignorar tudo e todos, outra vez ela entra na escola com fones de ouvido, algo que não usava a um bom tempo, se encaminha para um canto isolado e abre seu livro que esta quase no final. Ela não esta com raiva de Liza, nem de Wali, e nem de Zayn, mas esta chateada com o resto do grupo, e como não é justo pedir que ninguém se afaste só porque ela está mal, ela mesmo se afasta.

― Podemos conversar? ― a voz feminina diz e Diana suspira, estava esperando por aquele momento, era obvio que a menina não aceitaria o silencio de Diana por muito tempo.

― Veio me dizer que eu estou errada? ― Diana pergunta sem tirar os olhos do livro e é a vez da garota suspirar.

― Na verdade não, até porque você não me escutaria. ― ela diz e joga o pequeno corpo ao lado da loira. ― Vim te pedir desculpa, demorou um pouco para que eu entendesse o seu lado.  ― Lucy se vira para encarar Diana que finalmente fecha o livro para prestar atenção na garota. ― E de qualquer forma, não é justo eu me meter nos seus problemas.

― É, tem razão, não é justo. ― Diana diz e encara Lucy que torce os lábios tristemente. ― Sei que quer me ajudar, mas tem que parar de consertar as coisas por mim, sou eu quem tenho que tomar a rédea da minha vida.

― Eu sei, sinto muito. ― Lucy disse e depois abriu um sorriso fraco para a loira. ― Me perdoa? Não consigo ficar brigada com você!

― Tudo bem chata. ― Diana diz e deixa que Lucy a esprema em seus pequenos braços, é só então que ambas notam a figura morena desanimada andando até elas.

― Oi Zayn. ― Lucy diz voltando ao seu típico bom humor. ― O que foi? Parece chateado.

Zayn não responde,  isso é estranho, porque ele abre a boca varias vezes mas nada sai, é só então que Diana nota, seu pesadelo se tornou realidade. Como que para confirmar suas suspeitas, Zayn pega o celular nas mãos e digita algo mostrando a tela para as meninas, Diana e Lucy arregalam os olhos e a loira sente um arrepio na espinha.

“ EU ESTOU SEM VOZ!”

*************

A correria e o nervosismo de Erica quando descobriu a noticia não foi nada comparado com o que Diana sentiu ao descobrir que dos dois substitutos o mais habilitado era Harry. Não que ela quisesse atuar com Louis, beijar o menino, mesmo sendo um beijo técnico dava arrepios na garota, e não era arrepios bons. Mas naquele momento ela teria aceitado aquilo, só para não ter que lidar com Harry.

Ela voltou para a casa pensando em uma desculpa, qualquer coisa que a livrasse de fazer a peça amanha, mas quando mais ela tentava, menos ela encontrava uma saída.

― Eu posso dizer que peguei a gripe de Zayn, e que estou com febre, ou sei lá, posso dizer que também perdi a voz. ― ela dizia andando de um lado para o outro dentro de seu quarto e Lucy gargalhou.

― Não seja dramática, e Erica não vai acreditar nisso de qualquer forma. ― a morena respondeu e Diana chiou tristemente. ― Não pode ser tão ruim assim.

― É péssimo! ― Diana garantiu e se sentou no banco em frente  ao seu teclado que ficava no canto do quarto. ― Estou em um filme de terror! Se ela conseguiu substituir o Zayn, ela consegue me substituir também.

― Caso tenha esquecido a única substituta menina é a Shirley do primeiro ano, e além de não lembrar uma fala, ela sempre trava quando sobe no palco. ― Lucy lembrou e Diana concordou com a cabeça, era verdade. ― A não ser que a Sasha aceite te substituir.

― Ah, tenho certeza que ela adoraria! Não só pegar meu papel, mas também poder beijar o Styles a vontade com uma boa desculpa para isso. ― Diana disse e pareceu mais irritada do que gostaria, Lucy a encarou erguendo as sobrancelhas e Diana revirou os olhos. ― Não começa!

― Mas eu nem disse nada! ― Lucy se defendeu erguendo as mãos em sinal de rendição.

― Idiota! ― Diana resmungou e depois encarou Lucy com um enorme sorriso no rosto. ― Você!

― O que tem eu menina? ― Lucy perguntou confusa virando sua bolsinha nas mãos.

― Você pode me substituir, sabe todas as falas e fez teste para o mesmo papel que eu, e você canta muito bem...

― Você só ta esquecendo alguns pequenos detalhes! ― Lucy disse interrompendo a loira que a encarou como se perguntasse quais eram esses detalhes. ― Primeiro, você não sabe se eu quero substituir você, e antes que pergunte a resposta é não! ― Lucy disse levantando um dedo, e depois levantou o outro falando. ― Segundo, eu me apaixonei pela minha personagem, e ainda posso atuar e beijar meu próprio namorado. E não, eu não quero ter que beijar Harry Styles, me desculpa, mas prefiro que seja você a ter que fazer isso. ― Lucy disse puxando o terceiro dedo, e Diana a encarou como se dissesse “muy amiga” para Lucy que apenas ignorou dando de ombros. ― Terceiro, quem faria o meu papel? Acha mesmo que deixaria qualquer uma pegar meu papel e beijar Liam?

― Mas vocês mal tem cena de beijo..

― Ainda sim elas existem! ― Lucy interrompe Diana novamente, e Diana aperta alguns teclas do teclado como se fizesse o som daqueles desenhos animados quando o personagem ‘perde’.  E então elas começam a ouvir um barulho estranho vindo do lado de fora da casa, Diana encara seu quarto e se vira para Lucy como se perguntasse o que esta acontecendo, mas Lucy apenas dá de ombros sem saber o que dizer e elas escutam um violão e de repente uma voz conhecida começa a cantar.

―Garota, vejo nos seus olhos, você está desapontada

Porque sou o tolo que você abençoou com o seu coração

Eu o despedacei. ― Diana e Lucy arregalam seus olhos surpresas, e então Diana sabe que a amiga não sabia mesmo de nada daquilo, a loira encara Lucy e sussurra.

― Vocês brigaram? ― ela pergunta e Lucy nega com a cabeça. ― Então porque Liam tá cantando uma serenata?  ― Lucy faz cara de assustada e dá de ombros, ela de fato não tinha ideia de porque seu namorado estava cantando uma serenata em frente a casa de Diana. Juntas elas correm até a janela de Diana, e bem debaixo dela estão três meninos.

 ― E garota, que bagunça eu fiz com sua inocência

E nenhuma mulher no mundo merece isso

Mas aqui estou eu lhe pedindo mais uma chance. ― Liam  está cantando e Diana jura que tem vontade de quebrar o violão na cabeça do amigo, ela não entende porque ele esta fazendo isso, mas ali esta Liam, ele lança um olhar estranho para Lucy como se não esperasse que a morena estivesse ali, e só então Diana realmente acredita que a amiga não sabia de nada daquilo.

Podemos nos apaixonar, mais uma vez?

Parar a fita e rebobinar

Oh, e se você for embora, sei que vou desaparecer

Porque não há mais ninguém

Tem que ser você. ― Harry Styles era o único que não tinha um violão nas mãos, talvez ele não soubesse tocar, mas isso não importava, Diana não podia acreditar que ele estava fazendo aquilo de novo, mas daquela vez, a letra era apenas alguém pedindo desculpas por ser um idiota, e aquilo se parecia mais com a verdade. Ele estava bem posicionado, alguns passos a frente de Niall e Liam, Liam do seu lado direito e Niall do esquerdo. 

Só você

Tem que ser você

Só você. ― os meninos se juntaram a ele, e Diana notou algumas pessoas que estavam nas casas e não estavam trabalhando também começaram a abrir suas janelas, a aparecer nas portas, tudo por causa daquela cena ridícula!

Agora garota, eu ouço em sua voz e como ela treme

Quando você fala comigo, não pareço comigo mesmo

Você quase já se cansou

E suas ações falam mais que palavras

E você está prestes a desabar com tudo que você já ouviu

Não tenha medo, eu não vou a lugar nenhum. ― Liam canta enquanto toca a melodia no violão, dando passos desajeitados em um tipo de dança esquisita, as pessoas na rua paravam para a ver a cena, Diana não podia estar mais envergonhada. Parte da loira estava contente, porque era algo que qualquer menina desejaria certo? Os caras mais cobiçados da escola fazendo uma serenata para ela no meio da tarde, a musica era linda, eles estavam bem vestidos, e isso era demais. Mas, outro lado, e o que predominava no momento estava envergonhada e enfurecida, quem eles pensavam que eram para expor ela assim?

Eu estarei aqui, ao seu lado

Sem medo, sem choro

Oh, e se você for embora, sei que vou desaparecer

Porque não há mais ninguém.  ― Harry canta outra vez tomando a frente do grupo, como se fosse escalar a janela de Diana, ele lança um olhar profundo a Diana, e a loira o encara como se ele fosse louco, ele sorri interpretando o espanto dela como um bom sinal.

Tem que ser você

Só você

Tem que ser você

Só você. ― os três cantam juntos, Harry ainda tem seus olhos verdes fixados nos de Diana que está apoiada na janela parecendo chocada e completamente vermelha, Lucy ao seu lado cobre a boca com as mãos também surpresa com a cena, Harry não tinha ideia se aquele plano iria funcionar no inicio, mas ele já tinha feito de tudo, e Zayn tinha razão, ele tinha que mostrar para ela que não a culpava, e que ela era a única para ele, que outro modo de fazer isso a não ser é claro, cantando?

Oh garota, podemos tentar mais uma, mais uma vez?

Mais uma, mais uma, podemos tentar?

Mais uma, mais uma vez

Eu vou fazer melhor

Mais uma, mais uma, podemos tentar?

Mais uma, mais uma

Podemos tentar mais uma vez para fazer tudo melhor? ― Harry canta sozinho bem debaixo da janela de Diana, ele tem vontade de escala-la e pegar a loira em seus braços uma vez, dizer as três palavras que estavam entaladas, que estão entaladas em sua garganta a tanto tempo.

― Porque tem que ser você

Tem que ser você

Só você

Só você

Tem que ser você

Só você

Tem que ser você

Só você.  ― eles terminam de cantar e Harry sorri abertamente para Diana, ele espera que ela grite algo como “EU TE AMO” para ele, mas isso não acontece, ela parece petrificada com os olhos arregalados e o maxilar travado, ele jura para si mesmo que aquela era uma expressão de surpresa, que ela tinha gostado da surpresa, ele até ignora o olhar de todos na rua sobre ele e seus amigos, então ele apenas encara Diana por mais um minuto e nota que ela não vai dizer nada, então ele diz.

― Vai me perdoar?

*******

Diana some da janela por um tempo, e Lucy ainda fica vários minutos ali parada, Harry esta quase desistindo e indo embora, ele troca olhares com os amigos que dão de ombros.

― Talvez não tenha sido uma boa escolha de palavras. ― Niall chuta sem saber o que aconteceu e dá de ombros.

― Talvez não tenha sido uma boa ideia. ― Liam diz sentindo o olhar das pessoas sobre ele e se encolhendo minimamente.

― Será que foi a musica? ― Harry se questiona olhando dos amigos para a janela que agora estava vazia, Harry imaginava Lucy tentando convencer Diana de levantar da cama e ir falar com ele, quando um estalo mostrou a porta da frente sendo aberta por Diana, ele sorriu contente como se tivesse de ver um milagre acontecendo e sem notar caminhou até a entrada da casa, ele estava quase na porta quando a loira sorriu sem mostrar os dentes e se inclinou para o lado como se tivesse pegando algo. Harry franziu o cenho confuso, e notou que seus amigos estavam poucos metros atrás dele, Lucy desceu as escadas correndo, mas não foi rápida o suficiente, meio segundo depois Harry estava completamente encharcado.

O susto foi tão grande que ele demorou para conseguir piscar os olhos e notar que Diana segurava um balde azul nas mãos, a única rosa que tinha em sua mão estava desmanchada assim como seu penteado e seu coração. Ele fez uma serenata e ela jogou um balde de agua nele!

― Porque fez isso? ― Harry escutou Lucy perguntar, mas ele não conseguiu dizer nada, nem mesmo questionar o comportamento de Diana, ou esperar a resposta dele, com o sorriso sumindo de seu rosto, e seus olhos ardendo pela dor em seu coração e pela humilhação ele se virou e saiu correndo passando por Liam e Niall sem dar atenção para os dois.

******************

Diana não conseguia dizer o que tinha acontecido, mas depois de passar o resto da tarde ouvindo Lucy falar em sua cabeça, e de ter visto não só o olhar de decepção no rosto de Niall e Liam, mas o devastado de Harry, ela se sentia um lixo. Mal dormiu a noite, a culpa pesando em seus ombros. Obvio que a serenata foi vergonhosa para ela, mas o que ela fez com Harry foi ainda pior, por mais que ele a tivesse machucado antes, ela se sentiu péssima.  

Aquela manha era a grande estreia, eles foram liberados das ultimas aulas, e Erica deu uma bronca em Diana ao notar as olheiras da menina, Zayn estava lá, como uma maneira de dar apoio moral a Diana, eles conversavam por mensagens e o menino era o único que não estava magoado com ela, apesar de ter admitido que ela pegou pesado. Quando Harry chegou para vestir o figurino que graças a deus não precisou de muitas mudanças ele nem olhou para Diana, como se olhar para ela fosse arrancar um pedaço dele. Quando Erica chamou parar dar as ultimas dicas Zayn se sentou ao lado de Wali que já estava ali e Liza chegou logo depois, o elenco foi para trás das cortinas, Harry ficou de um lado de Diana e Liam do outro, nenhum dos dois deu muita atenção para Diana, ela suspirou e ouviu as instruções de Erica.

― Harry, Diana. ― a menina chamou e os dois olharam para ela. ― Sorriam, vocês são um casal apaixonado e não dois jovens indo pra forca.

Ela saiu de trás das cortinas e foi possível ouvir ela agradecendo a presença e esperando as pessoas chegarem, a escola inteira estaria ali. Diana estava tão nervosa com as vozes e risos lá fora que ela não sabia o que fazer, pior que isso era ter Harry torcendo os dedos ao seu lado sem nem olhar para ela.

― Harry? ― ela chamou depois de finalmente tomar coragem, ele murmurou um “hum” sem olhar para ela e ela suspirou. ― Eu, eu só queria, queria pedir desculpas por ontem.

― Pelo o que? Por ter me dado um banho em uma tarde fria, ou por ter me humilhado na frente da sua vizinhança e dos nossos amigos? ― ele perguntou e apesar de seu discurso carregar um tom irônico, ele parecia extremamente chateado.

― Não é como se você fosse um santo também, você sabia que eu estava chateada com você, o que deu na sua cabeça para ir na minha casa e fazer toda aquela cena? As pessoas já foram contar para minha mãe, e... ― ela não foi capaz de terminar, os olhos de Harry finalmente tinham se voltado para ela, mas ela preferia que isso não tivesse acontecido, ele parecia quebrado.

 ― E? E parece horrível demais ter alguém se prestando aquele papel para te pedir desculpa? Ter alguém tendo que chegar aquele ponto para que você escutasse? Ah! Me desculpe, eu não sabia que era tão ruim para você....

― Não é isso, é que eu, eu estava envergonhada e brava com você e você não devia...

― Vem cá, que tipo de pedido de desculpa é esse? ― ele rebate e se afasta, Erica logo chega mostrando que é a hora deles entrarem no palco. ― Boa sorte.

É a única coisa que ele diz antes de se afastar e Diana sente como se um abismo estivesse entre eles.

***********

Eles já tinham feito a cena onde Elizabeth conhece Taylor, a típica cena em que a garota cai e depois de esbarrar em alguém e derruba seus livros no chão, Diana já tinha vivido aquilo na vida real, com um dos olhares sobre ela, Louis, só que ao contrario da peça e filmes, o dela foi horrível, Louis a tratou como lixo e deu motivo para ela passar a ‘odiar’ todos eles. Depois de algumas cenas, e algumas musicas já terem sido cantadas, Harry e Diana estavam atrás do palco enquanto Lucy e Liam faziam uma cena com Niall.

― Ei, vocês dois! ― Erica chamou e os dois olharam para ela. ― Estão estragando a peça! Se olham como se fossem lesmas em vez de pessoas! ― ela ralhou irritada e Diana abaixou o olhar. ― Vocês são apaixonados, e isso não é um comedia sem classe ouviu?

Erica saiu e Diana sabia que a menina tinha razão, ela e Harry estavam se evitando, e ela odiava isso, mas não conseguia fazer outra coisa. A próxima cena era deles, e eles teriam que cantar uma musica. Diana ensaiou tanto aquela musica com Zayn que assim que ela entrou no palco procurou o olhar do menino na primeira fileira, ele sorriu para ela a encorajando e Diana acabou encarando o resto da plateia, foi um erro. Algumas fileiras atrás de Zayn estavam Misha, e Sasha, elas estavam atrás de Louis que ria de alguma coisa que as duas falavam, outras meninas e meninos que andavam com elas também riam e apontavam Diana, naquele momento Diana notou que aquele grupo sabia que ela tinha sido abandonada no dia do teste, porque Louis riu quando Misha balbuciou “acho que ele vai abandonar ela no palco de novo.” As mãos de Diana tremeram, ela começou a achar que todos estavam rindo dela, se Misha sabia daquilo, provavelmente toda a escola sabia, estavam ali só para ver se a historia ia se repetir. Vendo que Diana tinha bloqueado Harry repetiu sua fala e improvisou como se Diana não precisasse responder, ele viu os olhos de Erica se arregalarem com medo de tudo dar errado, e então mandou que soltassem a melodia. Ele se aproximou de Diana e logo notou o que a menina encarava, e naquele momento ele não se importava em ter sido humilhado por ela, porque ele estava vendo que ela estava se lembrando de quando ele a deixou sozinha, ela estava com medo, e era tão obvio que Harry logo parou ao lado dela, e puxou Diana de maneira que ela ficasse de frente para ele, ele segurou suas mãos, e apesar de muita gente achar que aquilo fazia parte da peça, seus amigos sabiam que não.

  ― Nós estamos planando, voando

Não existe nenhuma estrela no céu

Que nós não possamos alcançar. ― ele canta encarando os olhos da menina e brincando com as mãos dela, erguendo-as no ar ao falar das estrelas.

Se tentarmos

Então estaremos nos libertando. ― Diana canta timidamente, ela pisca rapidamente e depois absorve o olhar profundo que Harry lhe dá, ao sentir o aperto da mão dele sobre a dela, ela sente como se estivesse segura.

Você sabe que o mundo consegue nos ver

De um jeito diferente de quem nós somos. ― Harry canta depois de olhar rapidamente para a plateia, Diana acompanha o olhar dele, e depois eles voltam a se encarar por um momento, era como se não fosse Elizabeth e Taylor ali, de alguma forma quando era ela e Harry, nunca existiam personagens, eram só os dois, e ele parecia cantar aquilo para ela, como se dissesse que as pessoas não enxergavam o que eles verdadeiramente eram juntos.

― Criando espaços entre nós

Até que separem nossos corações. ― ela canta outra vez e ele parece confirmar minimamente com a cabeça, Harry sentia como se aquele verso, aquela musica descrevesse o que ele vinha sentindo desde que a conheceu. Ele sentia que queria estar com ela, mas o mundo não o via como ela o via, e ele parecia disposto a acreditar no que as outras pessoas achavam dele, até sentir como era perde-la, e então ele notou que o verdadeiro Harry só existia quando ele estava com ela.  Diana se afasta teatralmente e coloca a mão sobre o peito, mas o olhar dos dois continua ligado.

Mas sua fé me dá força

Força para acreditar. ― eles cantam juntos sem quebrar o contato visual, é como se o auditório estivesse vazio, não tinha Erica lançando olhares como se eles estivessem fazendo algo errado, não tinha os amigos trocando olhares como se estivessem presenciando um milagre, não tinha o grupo de Misha alternando comentários maldosos, risinhos e olhares furiosos, não tinha Louis os encarando de cara feia, era só os dois e a musica.

Nós estamos nos libertando. ― Harry canta mais alto e um sorriso escapa dos seus lábios contagiando os de Diana.

 ― Nós estamos planando. ― ela cantou sorrindo para ele, e ele completou cantando e rindo.

Voando. ― ele cantou e girou com os braços abertos como se fosse um avião, uma sensação de liberdade e amor enchendo ao seu peito ao ver o sorriso se alargar no rosto de Diana ao observa-lo.

 ― Não existe nenhuma estrela no céu

Que nós não possamos alcançar

Se tentarmos, nós nos libertaremos

Whoa, nós nos libertaremos. ―eles cantaram juntos, cada um cantando sua nota perfeitamente bem, e Harry sorriu e piscou para a menina quando ela virou para um lado do palco voltando atuar e ele virou para o outro.

Você pode sentir isso crescendo

Como uma onda que o oceano controla? ― ele cantou se virando para encara-la, seus olhos encontraram o dela, e ela se livrou do casaco nerd da sua personagem, e Diana riu antes de cantar sua parte.  Harry conseguia sentir, o sentimento que ele nutria por aquela loira era exatamente como uma onda que o oceano não controla, uma onda que começou naqueles olhos azuis.
Conectado por um sentimento

OOh, em nossas almas. ― Diana cantou segurando as mãos perto do coração em um sorriso enorme no rosto, Harry começou a andar até a menina em uma dança hilária que fez Diana ter vontade de gargalhar, como ele conseguia tirar aquele sentimento de culpa e de vergonha do peito dela tão rápido quanto os colocou lá?

― Levando até o alto

Para que todos possam ver. ― eles cantam juntos segurando as mãos um dos outros rapidamente e Harry vira Diana de frente para plateia, como se quisesse cantar isso para cada uma daquelas pessoas, não importava o que eles pensavam, ele e Diana estavam se libertando ali, bem na frente de toda a escola.

Nós estamos nos libertando. ― Harry canta e começa a dançar em volta de Diana enquanto ela sorri.

Nós estamos planando. ― Diana canta seguindo Harry com o olhar enquanto ele gira em volta dela abrindo os braços como se fosse mesmo voar.

Voando. ―ele canta e Diana segue os movimentos dele ao erguer os braços para cima como se quisesse pular de alegria, ela não tinha ideia de quanto tempo tinha ficado brava com ele, mas naquele momento aquilo parecia uma besteira.

Não existe nenhuma estrela no céu

Que nós não possamos alcançar

Se tentarmos, nós nos libertaremos

Whoa, nós nos libertaremos. ― eles cantam novamente rodando um em volta do outro, rindo e cantando como se o resto do mundo não existisse, algumas pessoas falavam coisas boas, como se fosse a melhor apresentação do mundo, outras pareciam chocadas, e tinham outras como Misha, Sasha e Louis que além de chocados estavam revoltados. Mas o casal no palco não se importava!

Correndo. ― Diana canta e quando Harry está tão perto que poderia beijar seus lábios, ela ergue um dos braços e dança em volta dele como se fosse começar a correr pelo palco.

― Escalando. ― ele responde cantando e sorrindo da atitude da menina, então ele começa a ‘seguir’ ela pelo palco como se estivessem brincando de pique e pega.

Para chegar ao lugar. ― ele continua cantando e aponta um dedo para Diana como se a incentivasse, e então ela entra na canção junto com ele. ― Para ser tudo que nós podemos ser

―Agora é a hora. ― Harry canta e puxa a mão de Diana, puxando ela para ele, ela sorri e se junta ele na musica. ― Então estaremos nos libertando.

―Mais que esperança

Mais que fé. ― Harry canta segurando as mãos de Diana nas suas, ela nem nota a sua mãe que tinha prometido ir na estreia chegando, apenas continua fissurada em Harry, a mãe dela se encosta na parede e encara a filha sorrindo, e então ela nota o sentimento que a filha tanto nega naquele momento.

Isto é verdade

Isto é destino

E juntos. ― Diana canta e nesse momento Wali levanta puxando Zayn e Liza consigo e começa a bater palmas, algumas pessoas imitam a cena, até Niall, Liam e Lucy que estão ao lado do palco esperando sua vez começa a bater palmas assim como a mãe de Diana que encara a filha com um sorriso. Harry se juntou a ela no fim do verso. ― Nós vemos chegando

Mais que você

Mais que eu. ― Harry canta se aproximando ainda mais de Diana e ela sorri timidamente para ele, mal notando as palmas ecoando pelo auditório, ou sua mãe ali na parede sorrindo para a filha

Não querer, mas precisar. ― ela cantou espremendo as mãos de Harry na sua e vendo o sorriso do menino se alargar ainda mais no rosto do menino, e então ele se junta a ela novamente. ― Nós dois nos libertando

― Planando. ― Diana canta e Harry faz com que Diana saia girando pelo palco, Diana ri e se vira para ele quando ele volta a cantar.

 ― Voando

― Não existe nenhuma estrela no céu

Que nós não possamos alcançar

Se tentarmos

Então estaremos nos libertando. ― eles cantam juntos novamente dançando como se só existissem os dois, naquele momento Harry não se sente mais quebrado por ter magoado a menina, mas se pergunta como ele foi capaz de fazer isso. Diana não se sente mais furiosa com ele, mas se pergunta porque ela não o perdoou logo.

Correndo. ― ela canta se soltando novamente e Harry a segue imediatamente.

 ― Escalando. ― ele canta e enlaça a cintura de Diana com o braço enquanto ela sorri para ele como se eles estivessem em um parque, não um parque qualquer, mas o parque da primeira noite em que se abriram um para  outro, e estivessem brincando, e não em um palco em frente de toda a escola.

Para chegar ao lugar

Para ser tudo que nós podemos ser

Agora é a hora

Então estaremos nos libertando. ― eles cantam ainda abraçados, e finalmente os olhos dele se voltam para a plateia e eles notam as pessoas que os olhavam durante todo esse tempo, e pior que isso faz Diana tremer, Harry a solta ficando de frente para ela novamente, e segurando as mãos da menina com delicadeza. ― Você sabe que o mundo consegue nos ver

De um jeito diferente de quem nós somos. ― eles cantam como se dissessem aquelas palavras um para o outro, e a musica para de tocar. Finalmente Diana nota que devia estar interpretando Elizabeth e não aproveitando para relembrar porque ela gostava de estar com Harry, ela esta prestes a se soltar quando acontece, ele segura o rosto dela com as duas mãos e traz os lábios da menina para os seus.

**********

Todo o elenco, e grande parte da plateia sabia que aquele beijo não existia no texto, e Erica só não ralhou com eles porque todo mundo bateu palmas, e porque ela não ia interromper a peça. Diana sente a língua de Harry fazer pressão contra seus lábios e dá passagem a ela, logo seus sabores se misturam. Ela não tem ideia de quando tempo eles ficam ali, mas as mãos de Harry não sai de seu rosto, eles parecem tão saudosos e só se separam quando a voz debochada diz na plateia.

― Então a peça vai continuar ou vocês vão procurar um quarto de motel? ― Diana se afasta envergonhada, e logo ela nota que era Misha, ela estava irritada e tentava irritar Diana também. ― Aposto que isso  vai dar problemas por causa de Zayn.

A loira joga e então todos encaram Diana, ela se sente envergonhada, e nota que sua mãe esta ali a olhando sem entender nada, ela sai do palco e corre para o banheiro, Erica se desespera e Harry continua parado sem acreditar no que havia acontecido.

Zayn estava prestes a ir atrás de Diana assim como Lucy, mas a mãe da loira os impede e vai até a filha.

― O que aconteceu? ― a mãe dela pergunta entrando no banheiro atrás de Diana e encontrando a menina cobrindo o rosto com vergonha.

― Eu estou tão envergonhada. ― Diana admitiu e a mãe franziu o cenho.

― Porque? Você foi ótima! ― a mãe elogia e Diana nega com a cabeça. ― O que esta acontecendo?

Diana resume a historia esperando o olhar de descrença e de vergonha surgir nos olhos de sua mãe, mas isso não acontece, ela apenas abre um sorriso para a filha e chama a garota para um abraço.

― Não importa o que aquela menina diga, você é tão talentosa, bonita, inteligente e leal, e ela só esta com inveja disso. ― a mulher diz acariciando os cabelos dourados da menina. ― Você não tem com o que se preocupar amor, seus amigos te adoram, e é só isso, é uma pena que nem todo mundo entende isso.

― Não está brava comigo?

― Pelo o que? Por ser querida e ter um menino apaixonado por você? ― a mãe rebateu e Diana arregalou os olhos assustada. ― Ah querida, está na cara daquele garoto, dê uma chance para ele, e para você. Todos erramos, e eu nunca te vi tão feliz como agora a pouco no palco.

Antes que Diana pudesse responder, Zayn, Wali e Liza apareceram na porta do banheiro e a menina desviou o olhar para eles.

― Vamos, o pessoal conseguiu tirar o Harry do palco, e organizar o auditório, Liam e Lucy estão encenando, e está chegando no final da peça, a próxima cena é sua e do Harry. ―Wali começou a falar rapidamente e Diana concordou com a cabeça.

― Trouxemos seu figurino. ― Liza disse e mostrou um vestido rodadinho para Diana que sorriu e concordou com a cabeça sem saber o que responder.

― O que esta fazendo aqui Zayn? ― Wali perguntou mas o menino não teve tempo de digitar uma resposta a menina fechou a porta do banheiro na cara dele.

― Eu vou deixar você com suas amigas. ― a mãe de Diana disse com um sorriso orgulhoso e saiu do banheiro.

**********

Pelo menos uma vez em sua vida

parece não haver segunda chance

Então eu acredito que eu e você temos que aproveitar o

máximo que puder-mos. ― Diana entra no auditório pela porta de trás, Wali e Liza entram atrás dela e desejam boa sorte, ela esta atrasada, Harry deve ter improvisado, porque agora a voz dele já preenchia o auditório, parecia perdido e tímido e tentava achar Diana, ela o via do fim do auditório, mas poucas pessoas a tinham visto.

Fazer durar para sempre

e nunca olhar para trás. ― ela canta timidamente, é difícil esta ali atrás sozinha, o microfone que Wali havia lhe entregado está tremendo, deve ser porque ela esta tremendo de nervosismo. Harry começa a buscar ela ainda mais desesperadamente ao ouvir a voz dela.

É a nossa vez, e eu estou  amando onde estamos. ― ele canta ainda passando os olhos pela plateia e procurando Diana com o olhar, isso faz ela sorrir consigo mesma, e ao se juntar a ele na musica ela começa a caminhar pelo meio do auditório, no corredor que separa as fileiras de cadeiras, e chama a atenção das pessoas enquanto passa. ― Porque esse momento é tudo o que nós temos.

Todos os dias de nossas vidas. ― Harry canta e finalmente encontra Diana, o olhar de todos sobre ela o ajuda nessa tarefa, ela esta linda com o vestido azul claro, quase branco, rodadinho, e os cachos presos em um coque frouxo que obviamente tinha sido improvisado, os olhos azuis tinham sido retocados com a maquiagem, e ela parecia tão perfeita, ele queria pedir desculpa por ter beijado ela na frente de todos, mas ela simplesmente sorriu o tranquilizando como se aquilo tivesse acontecido a muito tempo.

Quero te encontrar lá, quero te segurar firme. ― ela canta e mantem seus olhos nele para que consiga avançar entre a multidão sem se encolher.

Vamos correr. ― ele cantou e fixou seus olhos verdes em Diana sorrindo e ela se juntou a ele. ―  enquanto somos jovens e temos fé!

e manter a fé!

Todos os dias. ― ele cantou novamente e desceu um degrau em direção a Diana, ela riu e se juntou a ele. ―  a partir de agora

vamos usar as nossas vozes e gritar bem alto!

Pega na minha mão.  ― ela cantou e esticou as mãos para ele, Harry logo desceu os degraus do palco e se apressou até ela segurando a mão dela.

Vamos juntos comemorar! ― eles cantam juntos e ele corre junto com ela de volta para o palco antes que Erica venha ralhar com eles.
Eles dizem que você devia seguir. ― Diana canta rindo e começa a dançar de costas para Harry.

― E correr atrás dos teus sonhos. ―ele canta seguindo ela como uma criança correndo atrás de sua inspiração.

Mas e se você se perder e perder a você mesmo. ― Diana canta e se vira de frente para Harry e ele quase tropeça, mas continua sorrindo.

O que isso realmente significa? ― ele canta fazendo uma careta engraçada e fazendo a menina rir.

 ― Não importa para onde vamos.  ― ela canta novamente e segura o colarinho de Harry.

Começa de onde estamos. ― ele aponta para o palco e depois toca o nariz no dela sorrindo. Então ela se junta a ele na musica. ― Não existe mais nada na vida

quando ouvimos o nosso coração

E por sua causa

tenho força para começar!

Todos os dias

das nossas vidas

Quero encontrar te ter lá. ― eles cantam um para os outros, os sorrisos são tão grandes que é capaz de rasgar o rosto deles. Lucy abraça Liam observando a cena e esperando para entrar em cena, eles estão tão felizes, depois de tantos planos, eles só precisavam deixar que Diana ou Harry precisassem um do outro, e tudo se resolveria sozinho.

Quero te segurar firme. ― Diana canta e puxa Harry pelo colarinho outra vez fazendo seus corpos se chocarem outra vez e um sorriso enorme aparecer no rosto do menino assim que ele volta a cantar com ela. ― Vamos correr

enquanto somos jovens e temos fé!

e manter a fé!

Todos os dias

A partir de agora

Vamos usar nossas vozes e gritar bem alto

Pega na minha mão

vamos juntos

comemorar!

― Nós vamos trazer de volta nós vamos fazer isso juntos! ― Harry canta sorrindo e pegando a mão de Diana na sua entrelaçando os dedos dos dois.

É melhor desta maneira e mais forte agora do que nunca! ― Diana canta e eles se voltam para o publico depois de trocarem um olhar cumplice.

Nós não vamos perder porque nós temos que escolher!

É assim que tem de ser! ― eles cantam de novo juntos e Niall troca um olhar com Liza sorrindo para ruiva  que observa o casal como se estivesse vendo uma das cosias mais bonitas do mundo.

Todos os dias das nossas vidas

Quero encontrar te ter lá quero te segurar firme

Vamos correr enquanto somos jovens e manter a fé! ― o resto do elenco se junta a eles cantando e pouco a pouco sobem no palco, Lucy logo se posiciona ao lado de Harry, e Liam ao lado de Diana como manda a coreografia, quando Liam segura as mãos de Diana ele a aperta firme mostrando que esta feliz por ela, e Lucy pisca para Harry querendo dizer o mesmo então eles finalizam a musica. ―  Todos os dias a partir de agora vamos usar as nossas vozes e gritar bem alto!

Pega na minha mão vamos juntos comemorar!

E algumas cenas depois a peça acaba, então Diana corre até  mãe dela que a abraça e diz que esta orgulhosa, antes que Harry possa ir até lá e se apresentar no entanto a mulher tem que sair correndo para o plantão, Diana sorri e volta para os amigos, e é então que todos notam que no fundo eles não precisavam ter armado nenhum plano. Ao ver o braço de Harry em volta dos ombros de Diana todos ficam felizes, e até Louis que não gostou muito de nada daquilo decide esperar e não arruinar a felicidade genuína que toma conta de Harry. Não precisava de nenhum plano elaborado, nenhuma musica de amor, nenhuma declaração publica, eles só precisavam entender e passar por um momento em que precisariam um do outro, e então eles notariam que era um erro continuar brigado. 


Notas Finais


MAIOR CAPITULO QUE JA ESCREVI ATÉ HOJE NESSA HISTORIA!!! kkkk
Então gostaram? Foi bom? Mais ou menos? Ruim? kkkkk
Desculpa qualquer erro, nao deu tempo de revisar e eu estudei hoje o dia todo então... tava meio cansada...
Já sabem,... favoritem, indiquem pros colegas e COMENTEM!!!
PS: Obrigada por terem voltado aos comentarios, pensei que tinham me abandonado e é muito bom saber que isso nao aconteceu!
BEIJU e até o proximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...