História Perfect Imperfection - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Personagens Originais, Sana, Tzuyu
Tags Michaeng, Twice
Visualizações 37
Palavras 576
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), LGBT, Musical (Songfic)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oí eu aqui de novo bebês🤗♡

Capítulo 19 - Desnorteada


Fanfic / Fanfiction Perfect Imperfection - Capítulo 19 - Desnorteada

Pov's Mina











      Ja estava quase chegando no Japão, em questão de minutos veria minha mãe de novo e a tiraria das mãos daquele homem cuja a qual costumava chamar de pai, não foi fácil escapar daquele passeio mas era preciso, minha está mãe correndo grandes riscos nas mãos daquele crápula, ele à adoeceu, balanço minha cabeça tentando afastar os maus pensamentos.

   - Senhores passageiros por favor desliguem seus aparelhos eletrônicos, o avião ja vai pousar...

     Sinto meu celular vibrar, era uma ligação de Jihyo, mas  por agora não poderia antender, tenho uma tarefa à cumprir.










~Enquanto isso no hospital do Havaí~

       











 Eu não sei muito bem por quanto tempo eu dormi, nem a onde estou, mas sentia uma forte dor na minha cabeça, fui abrindo os olhos aos poucos e logo pude ver imagens turvas de um quarto cor branco gelo, vi um soro em meu braço e havia uma menina com mechas rosadas e alaranjadas no cabelo dormindo em uma poltrona que havia perto da cama onde eu me encontrava deitada.
      Fiquei alguns minutos pensando ou tentando lembrar de alguma coisa, tipo o motivo para eu estar aqui mas nada via a minha mente, fui despertada com uma garota um pouco alta de cabelo loiros compridos adentrando o quarto e logo sorrindo ao me ver.

  - CHAENG!- Vi a outra garota que estava dormindo despertando e enquanto se espreguiçava pareceu se dar conta da situação e olhou para mim assim como a loira, mas diferente da outra garota ela se acabou em lágrimas, logo depois vindo me abraçar.

  - Você acordou finalmente- a de cabelos castanhos dizia chorosa

      - Onde eu estou?

    - Você está em um hospital Chaeng, precisa descansar, está muito doente.

    Assente, em concordância logo vejo a porta se abrindo e revelando outra figura que me parecia familiar.

   - Posso falar com ela uns minutinhos?- a ruiva que acabará de estar presente se pronunciou causando expressões cunfusas no rosto das duas, mas eu estava um tanto curiosa, quem seria essa garota? Seu rosto não me era estranho.

      - Quem é...

  - Meninas poderiam sair por uns minutos?- cortei a fala que ambas estavam a dizer em uníssono. Esperei que as mesmas saíssem do cômodo para então prestar atenção no que a mais velha teria à me dizer.

    - Mina corre perigo, você me fez uma promessa, por favor a cumpra!- havia um pouco de medo na sua voz mesmo tendo soado ameaçador.
      Foi ai que meu sonho, ou melhor pesadelo,invadiu subitamente a minha mente, eu correndo em um corredor, e a garota cuja a qual eu conhecia bem no fim dele, me suplicando fragilmente por ajuda.

   Levantei-me as pressas daquela cama, arrancando o soro de meu braço, não me importando com as dores encomodas na minha cabeça e fui correndo até a porta.

    - Me espere no estacionamento nos fundos do hospital, tem um carro azul escuro lá, com uma mochila, à roupas lá- Ascente e antes de correndo pelo corredor dos quartos daquele lugar, em busca da saída. 

    Um solavanco de lembranças vieram como um flash, todas as lembranças ou boa parte delas se passaram resumidamente em minha cabeça, foi ai que tudo começou à se fazer sentido, só agora estava voltando aos poucos minha consciência embora ja estaja acordada à algum tempo... 

            

   -Só espero que ainda dê tempo Minari- e Junto aquelas vozes que  me aclamavam-me logo atrás de mim pelo corredor, continuei correndo até consegui sair pela saída de emergência.

















               



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...