História Perfect (Repostada) - Capítulo 1


Escrita por: e Shipper_Hyung

Postado
Categorias EXO
Personagens Chen, D.O, Kai
Tags Abo, Alfa!chen, Bottom!soo, Chanho, Chendo, Chensoo, Exo!dad, Exokids!, Kyungdae, Menção!chanho, Ômega!soo, Omegaverse, Shipp Flop Pq Sim, Top!chen, Universo A/b/o
Visualizações 142
Palavras 2.640
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bem, era para eu estar repostando essas minhas fics na segunda
Mas aconteceu umas paradas na escola e eu tenho que ficar de repouso na cama
E como hoje eu ia ter visita eu tive que descer da casa da minha mãe, dai ta dando para eu repostar a fic
Por favor me deem muito carinho~~ ;v;

Capítulo 1 - Alfa Brincalhão


 

Encontrar alguém bom na sociedade nem sempre era lá a tarefa mais fácil, ainda mais se você é uma pessoa tímida e quieta, isso dificultava muitas coisas, agora, se encontrar alguém é difícil, tente imaginar encontrar um alfa que não fosse canalha o suficiente para te largar grávido ou te marcar por acidente, e Do Kyungsoo tinha esse grande desafio

Seus poucos amigos sempre tentavam o ajudar nessas coisas, Luhan foi sempre o que mais arrancava o ômega de casa e tentava arranjar um alfa para ele, mas nunca era um trabalho fácil tirar o Do de sua cama quentinha

Porém, com o final do colegial e o começo da faculdade, seus amigos conseguiam ter mais facilidade em ajudar o menor do grupo a sair por ai e tentar socializar mais, mas nem mesmo com isso o ômega aceitava sair com alfas por encontros as cegas

E essa teimosia dele fazia Junmyeon, o namorado de seu melhor amigo Chanyeol, e principalmente Luhan ficarem do desespero pelo menor, já que com essa teimosia ele saia a noite pelas ruas sozinho, e fazia todos ficarem desesperados quando não o encontravam

Mas, com o passar do tempo na faculdade, todos desistiam, deixando Kyungsoo em paz

Então, um dia Baekhyun, outro melhor amigo do ômega, trouxesse uma pessoa para o meio da rodinha dos amigos, o apresentando como Kim Jongdae, seu primo, que tinha sido transferido naquela mesma semana para aquela faculdade

Mesmo com a chegada do novo alfa, Kyungsoo não via quase nada de diferente, mas ao contrário dele, o Kim pareceu ter ficado interessado em si, sendo assim, ele sempre estava o chamando para sair, comer em algum lugar ou até mesmo pedia a ajuda do ômega em alguma coisa

Com o passar do tempo o Do começou a se acostumar com a presença daquela alfa brincalhão, que sempre estava bem disposto a tentar o fazer sorrir, com isso, e muita insistência por parte do mais velho, os dois acabaram a namorar

No começo do relacionamento o menor era bem exitante em muitas coisas, já que seus antigos namoros não foram lá o paraíso, porém no momento que começaram o namoro, o Do pode conhecer alguns lados desconhecidos por si sobre o Kim

Por exemplo, como parecia uma criança com ciúmes da mãe, ele emburrava a cara e literalmente jogava um pouco de seu peso no namorado o abraçando por trás enquanto mostrava a língua para o individuo, o mais velho também era um alfa lúpus, descobriu somente quando ele entrou no cio, tinha uma presença bem forte e selvagem quando se excitava, tinha o costume de morder o Do, as vezes assustando os amigos pelas marcas que deixava, tinha tatuagens pelo corpo, era herdeiro de uma empresa famosa , e uma estranha mania de sempre que estava em casa somente ficar de cueca, não se importando se tem visitas

Quando encerraram a faculdade, o ômega teve uma surpresa quando recebeu uma música escrita pelo próprio alfa para si, e junto dela um lindo pedido de casamento, com direito a flores e um jantar a luz de velas

Se considerava um grande sortudo, pois tinha conseguido abrir seu restaurante, casado com Jongdae, que já comandava a empresa da família, o casal se marcou logo na lua de mel, e tiveram o primeiro filho, Kim Jongin, sendo que agora o ômega já carregava o segundo do casal

Agora no presente, o ex-Do se encontrava sentado numa toalha de pequinique, esperando pacientemente a volta do esposo junto do filho, já que o mais velho tinha tido a brilhante ideia de levar Jongin para andar pela floresta. O casal estava aproveitando as férias no chalé que tinham, curtindo os dias com o filho

Logo ouviu barulhos de paços atrás de si, virou a cabeça vendo sair da floresta um Jongdae sem a camisa e com Jongin sentado em seus ombros, os dois sorriam alegres, pelo visto tinham se divertido bastante pela mata, mas logo ambos estavam deitados na tolha

- Como foi a pequena caminhada? - Kyungsoo perguntou, limpando uma pequena sujeira na bochecha cheia do filho

- Omma - Exclamou alegre, se jogando no colo do ômega, com cuidado com ao fazer isso - O appa me mostrou ele se tornando um lobo, subimos em árvores, encontramos uma cachoeira aqui perto e comemos amoras - O pequeno não consegui ficar parado, não deixando sua omma limpar seu rosto sujinho direito

- Que bom que tenham curtido o passeio - Sorriu - Agora coma os lanches que deixei no cesto, não quero ninguém reclamando de fome - Rapidamente Jongin procurou a cesta

- Como ficou? - O alfa se aproximou, puxando o marido para seu colo - Não fez esforço nenhum né?

- Jongdae, eu somente fiz lanches - Revirou os olhos pela preocupação exagerada do mais velho - Te juro que não me esforcei nada - Respondeu, quando recebeu um olhar mais sério

- Fico mais tranquilo com essa resposta - Acariciou os cabelos negros do ômega - Como está nossa bebêzinha?

- Estava tranquila até agora - Passou a mão pelo ventre - Mas ela pareceu ter se animado quando Jongin e você voltaram

- Ela 'tá mexendo? - Jongin perguntou de boca cheia, se aproximando dos pais

- Não fale de boca cheia filho - Jongdae sorriu - Quer sentir sua irmãzinha?

- Eu posso omma?

- Claro - Chamou o filho para seu colo - Coloque sua orelha aqui 

- Oh - O pequeno se afastou com brusquidão, dando um grande sorriso - Eu senti algo passando por aqui, também ouço um barulho muito rápido - Exclamou animado voltando a encostar seu rosto na barriga de Kyungsoo

- Pelo visto você está conseguindo ouvir o coraçãozinha dela - O alfa passou a mão pelos cabelos castanhos e bagunçados do filho, ouvindo este rir alegre

Mesmo Jongin tendo somente 6 anos de idade, ele mostrava muitos vestígios de que seria um alfa para os pais, primeiramente era o cheiro forte e marcante que já começará a mostrar, o porte um pouco maior para sua idade e como era sempre bem protetor quando o assunto era sua omma ou sua irmã 

- Quando a Minnie vai sair da barriga da omma? - Olhou curioso para os mais velhos

- Não vai faltar muito - Kyungsoo respondeu calmo - Você vai cuidar bem da Soomin?

- Sim, sim!! 

Os mais velhos riram pela animação do pequeno, quando ficaram sabendo que teriam um segundo bebê, tinham ficado meio exitantes com Jongin, achando que o filho não iria querer um irmão ou irmã que iria tirar a atenção dos pais de si, mas quando deram a notícia para ele ficaram surpresos, já que no primeiro segundo começou a questionar quando chegaria o bebê e estava ansioso para brincar com mais alguém
Jongin era realmente o que ficará mais animado com a notícia, nos primeiros três meses, o mesmo dormia no quarto dos pais e ficava grudado em Kyungsoo, o pequeno até mesmo tentava ariscar a cozinhar algum desejo do ômega junto do pai, e também foi quem ficou tentando escolher um nome para o bebê junto do casal, estava realmente ansioso para a chegada do novo membro na família

No final daquela tarde tranquila tiveram que voltar para o chalé, Jongdae tentou manter o filho acordado enquanto o dava banho, já que Jongin parecia que a qualquer momento iria fechar os olhos e cair pelo sono. Quando enfim pós o filho na cama dele foi direto para a suíte, onde ficava o quarto do casal

- Conseguiu terminar o banho? - Kyungsoo perguntou, fechando calmamente o livro que lia, e o colocando na comoda ao lado da cama

- Sim, quando eu estava terminando de secar os cabelos, o Jongin já tinha capotado - Riu, subindo na cama e engatinhando até o marido - Já tomou banho hmm? - Passou a ponta do nariz pelo pescoço do menor, sentindo o cheiro do sabonete no local

- Eu já, agora é sua vez Sr.Kim 

- Você dizendo assim parece muito sexy - Sorriu, e olhou para o marido - Mas, agora vou tomar banho - Se levantou de cima do outro e foi para o banheiro

 


                                                                 d(-w-   -w-)b

 

 

O alfa estava terminando de secar seu cabelo calmamente, quando escutou um gemido de agonia, com rapidez foi atrás do marido, estava em estado de alerta para qualquer tipo de ameaça, quando encontrou o menor choramingando na cama sentiu uma forte dor em seu peito

- Soo - Logo se encontrava perto do companheiro, verificando se encontrava qualquer tipo de ferimento - Amor, onde está doendo?

- O-os  se-eios - Lágrimas começavam a descer pelo rosto vermelho, aquilo somente deixava o mais velho ainda mais desesperado, seu ômega sentia dor e aquilo o machucava também

- Calma - Acariciou os cabelos negros de leve, então levantou o grosso moletom que o menor utilizava, sentindo um cheiro forte e adocicado, pode ver os mamilos vermelhos e inchados vazando com o leite - Soo, o que eu posso fazer?

- Dae-eh! - Fungou apertando os lençóis por entre seus dedos

Por impulso, apertou de leve o local, sentindo o corpo estremecer e o leite sair em abundância, aquilo ter aliviado minimamente Kyungsoo, mas ainda sim parecia sentir bastante dor

- Dae, tir-ira - Implorou - Po-or... fa-avor

Os leves apertos não pareciam surtir efeito, logo uma ideia se passou na cabeça do mais velho, mas talvez não devesse fazer aquilo, então ouviu outro gemido de agonia, no desespero levou a boca até o bico, chupando o local com força, mas nada exagerado

Aquilo pareceu, finalmente, ter surtido efeito sobre aquela dor que o menor sentia, já que o Kim mais novo tinha parado de chorar, tendo agora somente sua respiração acelerada e os pequenos grunhidos que ainda soltava, mas nada que agora fizesse o mais velho quase desmaiar de desespero

Jongdae bebia grandes goles, o leite chegava a escorrer por seus lábios, já que no meio do impulso ele tomava com rapidez, o gosto era maravilhoso, tanto que tinha certeza que se não estivesse com a boca ocupada ele estaria ronronando, quando notou que já havia não estava tão inchado passou para o outro lado, sentia o liquido descer quente por seu pescoço e enchendo seu estômago

Aquela era a primeira vez que o mais velho tocava nos seios do marido quando este estava grávido, já que quando era Jongin, até mesmo quando o clima esquentava e o alfa ia até o companheiro o "aliviar" ele se recusava a tirar a própria blusa

- Melhorou? - Perguntou acariciando as coxas do ômega

- Ainda não - Sussurrou, deixando o outro sem entender

- Ond.. - Foi interrompido, no momento em que o menor atacou seus lábios, na busca do beijo que estava tanto querendo naquele momento

Soltou um gemido em meio ao beijo, sentindo Kyungsoo descer a pequena mão por seu torso sem nenhuma vestimenta, até chegar na box que o mais velho usava, adentrando ela e apertando o pau com força

Ele já tinha conhecimento dos desejos do esposo, mas o alfa era muito exitante, já que quando descobriram sobre a segunda gravidez, o mais novo havia tido um pequeno deslize no trabalho no começo, com isso, fazendo com que a gravidez fosse de risco, e o maior tinha medo de fazer muitas coisas por conta disso

- Soo - Encerrou o ósculo - Vá dormir, vou terminar no banheiro - Começou a se afastar 

- Nananinanão - Puxou o outro - Você vai continuar bem aqui - Apontou o dedo para o outro - Vamos terminar o que começamos e você vai me foder com força - Olhou com raiva, ele tinha esse direito, fazia tempos que estava carente e o outro sempre fugia, mas daquela noite não passava

- Mas..

- Cala a boca, só abra ela para mandar eu ficar de quatro para fodermos gostoso

O maior se impressionava a cada dia com a bipolaridade do marido com a gravidez, mas deixando isso de lado, descidiu acatar o pedido/ordem do companheiro

- Abra as pernas para mim, amor - Disse baixo, vendo o outro gemer e obedecer seu pedido

Logo se acomodou entre as coxas fartas, apertando elas e subindo as mãos, até puxar o pano da cueca, a jogando em algum canto do quarto, lambeu os lábios sentindo o cheiro da lubrificação começar a ficar mais forte, assim como o cheiro doce de frutas do ômega se intensificava, atiçando mais o maior

Se abaixou mais, passando o nariz pela clavícula, indo em direção ao pescoço, onde Kyungsoo o deu passagem livre ali, lambeu o local devagar, sentindo o outro estremecer abaixo de si, logo raspou seus dentes de leve pela marca, sentindo seu ego de alfa inflar, se orgulhando da marca que tinha em seu ômega, que logo teria a companhia de outras marcas novas

- Dae... - Arranhou os braços ao lado de sua cabeça - Rápido-o.. Ah!

- Muito bem, vamos acelerar as coisas - Arrancou a própria cueca, a jogando em algum local da suíte - Vire de lado, bebê

Quando o mais novo ficou na posição que mandou, puxou o quadril e ergueu uma perna, a deixando em seu ombro, vendo perfeitamente a entrada lubrificada, expelindo a lubrificação em abundancia, mordeu o lábio inferior segurando o próprio membro, e o esfregando por entre as bandas volumosas

- Amor, não me torture agora, por favor - Choramingou

Lambeu os lábios, adorava ver seu ômega implorando por si, mas não enrolou muito, logo acarretou o pedido do outro, adentrando lentamente, grunhindo pelo aperto delicioso em seu falo e os gemidos baixos que ouvia sair dos lábios fartos 

Puxava com certa força o quadril do menor em sua direção, fazendo se afundar cada vez mais naquele local quente e apertado, logo sentiu seu cabelo castanho ser puxado com brutalidade, notando o outro o puxar para um beijo totalmente desorientado e molhado, já que estava concentrado nas estocadas, tomava cuidado para não jogar seu peso na barriga saliente do marido

- Jo-ong...Ah!... Dae - Passou as unhas curtas pelo couro cabeludo, sentindo o mais velho se arrepiar e grunhir perto de seu ouvido

Então, Kyungsoo notou o pescoço em sua frente, aproveitou a brecha e começou a chupar pela tez, assim pelo menos abafava uma boa parte de seus gemidos, já que estava sensível pela gravidez, e qualquer coisa poderia acabar gritando e chamando a atenção de Jongin que estava dormindo

Cravou os dentes no local e as unhas nos ombros alheios, sentindo sua próstata ser encontrada com força, estremecendo e arrepiando por todo o seu corpo, se sentia um grande privilegiado, tinha um belo alfa lúpus para si, aquilo fazia tanto si quanto seu lobo ronronarem manhosos e abrir as pernas para seu alfa

O outro era perfeito em tudo, desde o jeito todo carinhoso que tratava seu esposo e filho, até o jeito selvagem e insano na cama, sabia muito bem de seus limites e conhecia cada local do mais novo, conhecia cada local sensível deste, sempre o fazendo ver estrelas a cada momento prazeroso do casal

Por este motivo, notou que o ômega estava próximo de gozar, assim como também sentia que seu nó iria inchar a qualquer momento, por isso, se deitou de lado atrás do outro, o estocando naquela posição, sabendo que o menor não aguentaria outra por conta da gravidez

- Alfa-ah! - Gemeu mais alto, gozando na cama e na barriga, logo sentindo o nó do outro prender em si, sentia ser tocado em todos os seus locais sensíveis

- Soo - Chamou, passando o nariz pelos cabeços úmidos pelo esforço - Eu te amo - Beijou o ombro, abraçando-o por trás

- Eu também te amo - Sorriu, sentindo as carícias em sua barriga - Meu alfa perfeito
 


Notas Finais


Obrigaduu por lerem TvT


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...