História Perfect Sin - Capítulo 85


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Fifth Harmony, Selena Gomez, Troy Ogletree
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Selena Gomez, Troy Ogletree
Tags Ally, Camila, Camren, Demi, Dinah, Lauren, Lesbicas, Normani, Norminah, Romance, Selena, Semi, Trolly, Troy
Visualizações 137
Palavras 3.186
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 85 - Eighty-five


Fanfic / Fanfiction Perfect Sin - Capítulo 85 - Eighty-five


DIA DO SHOW DA DEMI...


Point Of View Karla Camila Cabello Estrabao Lovato


          Hoje é o dia do show e estou muito ansiosa, assim como Sofi. Fiquei sabendo que minha mãe e Selena foram interrompidas por Sofi, que apenas deitou na cama junto com elas e dormiu. Minha irmãzinha deve ter tido algum pesadelo, então nem deve se lembrar do que viu. Selena comentou com Lauren sobre o ocorrido e é claro que ela não se aguentou e me contou.
          Acordamos e na hora do café Demi disse que não iríamos para a aula, mas pelo visto é um costume, pois Lauren nem ficou surpresa e Taylor foi de ônibus, já que teria prova. Vamos ao ginásio para a passagem de show e ficaremos por lá. Já são quase dez horas da manhã.
          Sofi está com um vestido com estampa de corações e um tênis, com um laço vermelho na cabeça. Eu estou usando uma calça quadriculada, blusa branca larga, tênis, laço na cabeça e o meu cabelo está preso. Lauren resolveu usar um vestido branco solto, cabelo também solto e coturnos com salto grosso, juntamente com uma maquiagem de leve. Demi está usando uma calça legging, blusa com o nome da turnê e tênis. Selena está toda de preto e em sua blusa está escrito staff nas costas.
          —Selena e Sofi virão no meu carro comigo. – Demi fala já pegando seu celular e as chaves. – Camila no carro de Lauren junto com ela. – Minha namorada pega as chaves e o celular.
          Seguimos para a garagem e nos dividimos nos carros. Ligo o rádio do carro e coloco músicas de alguma playlist do meu celular. Lauren dirige com calma para fora do condomínio e segue para o ginásio. Entramos no estacionamos dessa vez, com a autorização e Lauren estaciona ao lado do carro de Demi. Descemos e seguimos de mãos dadas. Pego Sofi no colo.
          —Sel, a Dinah, a Mani e a Ally virão para o show. – Ela fala enquanto segura na mão de Selena. – Avisa que elas ficarão na área VIP.
          —Claro. – Apenas concorda, com todo o profissionalismo. – Vou aproveitar e colocar o nome de Taylor na lista.
          —A maquiadora e o figurinista já chegaram? – Entramos no ginásio e dessa vez tem poucas pessoas.
          —Eu vou verificar para você.
          —Tudo bem. – Elas trocam um breve selinho e Selena sai andando. – Bom, meninas, vocês podem andar por onde quiserem, desde que usem o crachá de que fazem parte da equipe. Selena foi buscar o dela e já deve trazer o de vocês.
          —Mamãe. – Sofi a chama e Demi a pega no colo. – Eu quero você. – Diz com toda a carência.
          —Você vai ficar pertinho do palco junto com a Mila e a Laur quando for o show. – Demi responde. – Vai poder me ver de perto.
          —Sofi, vamos no palco ouvir a passagem de som? – Minha namorada sugere e minha irmã concorda. – Vamos!
          Seguimos por um caminho e subimos uma escadinha que dá no palco. Há uma bateria, guitarra, baixo e outros instrumentos. É possível ver o quanto o ginásio é grande e que cabe muitas pessoas. Tem um homem tocando bateria e outra pessoas testando os instrumentos. Lauren me abraça por trás e Sofi fica abraçada em minha perna. Estamos encantadas por cada detalhe.
          Lauren beija minha bochecha e me arrepio.
          —Camz, você é tão linda. – Sussurra em meu ouvido. – Bem que poderíamos aproveitar um camarim vazio.
          —Você sempre está com fogo. – Brinco, falando baixo. - Siempre quieres tener sexo conmigo, mi hermosa morena.
          —Se continuar, eu te agarro aqui mesmo.
          Vejo que Selena se aproxima e agora ela está com uma coisa no ouvido, deve ser para se comunicar. Ela é empresária de Demi, mas nos shows ajuda a organizar.
          —O que foi, Sofi? – Pergunta para minha irmã, que ainda está abraçada em minha perna.
          —Kaki. – Me chama e sei que é como um pedido para que eu explique.
          —Sofi é tímida e aqui tem bastante pessoas. – Resumo.
          —Aqui está o crachá de vocês. – Nos entrega e colocamos no pescoço. – Sofia, se você quiser, pode me ajudar.
          —Eu quero, tia Selena. – Responde animada e segura a mão de minha sogra-madrasta.
          As duas sem do palco e fico feliz por Selena tentar distrair Sofi. Me viro para minha namorada e roubo um selinho dela.
          —Me dá um beijo. – Pede com uma voz fofa.
          Aproximamos nossos rostos e seu lábio encosta no meu. Entreabri minha boca e senti sua língua na minha. Demos início ao beijo, lento, calmo e com muitos sentimentos envolvidos. Suas mãos seguravam minha cintura, talvez de uma forma possessiva, mas não era algo que me incomodava. Minhas mãos estavam em seu pescoço, puxando seus cabelos levemente e acariciando.
          —Eu te amo. – Sussurro ao parar o beijo com alguns selinhos. Lauren me olha com as íris de seus olhos em um tom de verde mais claro.
          —Amo você, Camz. – Sorrio e lhe abraço. – Eu quero tanto fazer amor com você agora.
          —Gosto quando fazemos amor, é mais bonito. – Digo em seu ouvido. – Eres mi amor, así que eres más bella cuando hacemos el amor.
          —Então vamos fazer! – Segura minha mão e sai me puxando para fora do palco.
          Seguimos por um corredor com algumas portas, sendo a primeira porta com uma estrela escrito o nome da Demi no meio. Vamos para a última porta e entramos. Está vazio e tem um sofá e um frigobar. Caminho até a janela enquanto Lauren fecha a porta. É possível ver alguns fãs formando fila, cantando músicas e gritando por Demi, sendo que o show será de noite.
          —Não tem como trancar essa merda. – Escuto Lauren reclamar e me viro para ela. – Você vai ter que se controlar e gemer baixo.
          —É sempre assim? – Pergunto e ela me olha sem entender. – Os fãs chegam cedo para a fila. – Explico.
          —É normal. – Responde. – Uma vez minha mãe me disse que a Demi foi fazer shows no Brasil e tinha pessoas acampadas há dias no local do show. – Diz e fico surpresa. – Estavam com barracas, muita comida e garrafas de água. Prontos para ficarem na fila e pegarem um lugar perto do palco.
          —Estou louca para tirar seu vestido desde que entramos no carro. – Admito e ela me olha com desejo, talvez um pouco de surpresa. – Prefiro quando está nua.
          Lauren caminha lentamente em minha direção e puxa seu vestido, o deixando cair de seu corpo até o chão. Ela está sem sutiã e isso me dá a visão de seus seios e sua calcinha preta. Suas mãos brincam com o elástico da única peça de seu corpo, de forma sexy e já me sinto quente. Vou até ela e lhe beijo com certa pressa. A puxo e deitamos no sofá.
          —Sem tortura. – Digo.
          Paramos o beijo com selinhos e me levanto. Retiro toda a minha roupa e Lauren tira a calcinha. Deixamos nossas roupas no chão e me deito por cima dela. Beijo seu pescoço e desço lentamente até seus seios.
          —Amor. – Me chama com a voz baixa e rouca. – Você pode ser a ativa em outro momento? – Pergunta e fico sem entender. – Ativa é quem dá prazer e passiva quem recebe.
          —Tudo bem. – Passo minha língua no bico de seu seio. – Mas eu vou cobrar. Mesmo que eu nunca tenha feito, quero tentar.
          —Vai poder fazer o que quiser comigo. – Diz. – Mas, agora, eu quero você nesse sofá. – Sua voz está rouca e isso me excita, ainda mais por estar perto do meu ouvido. – Fica de quatro, Camz. – Pede.
          Saio de cima dela e fico na posição que ela pediu. Sei que ela gosta, mesmo que eu fique com vergonha. Sinto seu corpo próximo do meu. Uma de suas mãos está segurando meu quadril, segurando e colando em seu corpo. Sinto um carinho e em seguida um tapa. Não muito forte, mas fiquei surpresa.
          —Lolo. – A chamo e olho para ela. Seu sorriso safado é de me deixar mais excitada. – Fazer amor. – A lembro.
          Minha namorada se abaixa e sinto suas mãos separando minhas nádegas, o que me deixa ainda mais envergonhada. Sinto sua língua passar desde minha vagina até o clitóris. Gemo com isso e ela continua.
          —Amor? – Me chama ao parar o que fazia e olho para ela. – Vem aqui. – Pede e me levanto. Lauren senta no sofá e me sento em seu colo, de frente para ela e com uma perna de cada lado.
          Nos beijamos com pressa. Ela me deita no sofá e fica entre minhas pernas. Parece ter mudado de ideia. Desce seus beijos para meus seios, chupando o bico e apertando sem me machucar. Seus beijos seguem pela minha barriga e fecho meus olhos, sentindo o prazer que minha namorada me proporciona.
          Sua língua está em meu clitóris, fazendo movimentos circulares. Em seguida, começa a sugar e dá alguns beijos, alternando entre eles. Coloco uma de minhas mãos em sua cabeça, pressionando-a. Lauren me penetra e solto um gemido alto, então sua mão livre tampa minha boca.
          —Camz, controla os seus gemidos. – Para com o que estava fazendo, apenas continuando com a penetração. – A porta não tranca e aqui não deve ter isolamento.
          —Lo... – Gemo quando ela retira a mão que estava em minha boca. – Continua. – Peço.
          —O que você quer, meu amor? – Pergunta ironicamente, parando com seus movimentos e apenas a olho, sem responder. – Diga!
          —Quiero que me hagas el amor. – Respondo. – Me faça gozar para você. – Completo.
          Lauren penetra dois dedos de uma vez. Solto gemidos baixos, tentando controlar. Jogo minha cabeça para trás e deito novamente no sofá. Seus movimentos não estão muito rápido. Ouço alguns gemidos além do meu, parecem ser de minha namorada. Me apoio sobre meus cotovelos para observá-la. Lauren está se tocando e gemendo. Isso nunca havia acontecido entre nós e confesso que estou surpresa, mas mais excitada ainda. Seu olhar se encontra com o meu e seu sorriso safado surge.
          —Porra, Camz... – Geme me olhando.
          —Laaauren... – Gemo junto. – Goza comigo, amor. – Peço e suas estocadas ficam mais rápidas.
          Noto que ela tenta igualar sua masturbação conforme suas estocadas em mim. Nossos gemidos se misturam e os movimentos mais precisos. Sinto que estou perto de meu ápice e Lauren também não irá demorar muito. Ela vai mais fundo agora. Não aguento mais.
          —POR DÍOS, LO... – Gemo e chego ao meu limite. Minhas pernas parecem tremer.
          —CARALHO, CAMZ! – Ela geme e se joga no sofá, retirando seus dedos de mim.
          Estamos completamente nuas e ofegantes. Sorrio quando Lauren deita seu corpo nu por cima do meu. Trocamos um breve selinho.
          —Eu fiquei tão excitada em te ver nua e gemendo baixinho para mim, não aguentei e tive que me masturbar. – Diz e me olha. – Você é tão gostosa.
          —Eu amei te ouvir gemendo e por ter gozado junto comigo. – Confesso. – Temos que nos vestir.
          —Daqui a pouco. – Fala manhosa.
          Ficamos alguns minutos deitadas e faço carinho no cabelo da minha namorada. Ela parece cochilar em cima de mim e sorrio por tê-la.
          —KAKI. – Escuto a voz de Sofi me chamando e provavelmente ela está com Selena. – LAUR.
          —Lolo, acorda. – A sacudo e ela continua dormindo. – Lauren. – Tento novamente e nada. – Amor. – Beijo sua testa e distribuo beijos pelo seu rosto até que ela acorda. – Temos que nos vestir.
          —KAKI. – Novamente me chama. – LAUR.
          —Dormi muito? – Pergunta ao se levantar assustada e eu nego. – Merda! – Reclama.
          Nos vestimos rapidamente e tentamos ajeitar nosso cabelo, mas é em vão. Selena e Sofi entram. Minha irmãzinha corre e a pego no colo.
          —Vocês sumiram. – Sofi falam.
          —Lauren, sabe que não é para ficar fazendo essas coisas por aqui. – Selena a repreende e sinto que estou começando a ficar vermelha de vergonha. – Vamos almoçar. – Saímos de onde estamos e seguimos Selena.
          Seguimos até o refeitório e pegamos o almoço. Sofi sentou na mesa junto com Demi e Selena, que conversam animadamente com minha irmã. Lauren e eu sentamos na mesma mesa que as pessoas da banda, já que ela queria.
          Levanto para buscar um suco e derrubo minha comida no chão. Lauren me olha e começa a rir, apenas faço um biquinho e ela me beija, voltando a rir.
          —Camz. – Tenta parar de rir. – Come comigo. – Pego da sua comida e almoçamos juntas.
          —Não tem graça. – Digo.
          —Você tem que ter mais cuidado.
          —Quer que eu pegue para você? – Demi pergunta e eu nego. – Não quero ninguém com fome.
          —Mama, vou comer com a Lolo. – Respondo.
          Terminamos de almoçar e todos vão descansar um pouco, até porque é necessário fazer a digestão. Seguimos para o camarim de Demi e Sofi deita no colo da Lauren, dormindo pouco tempo depois.
          —Sel, o som já está pronto? – Pergunta.
          —Está. – Responde. – Se quiser, pode ir para o palco e testar seu microfone. – Sugere.
          Demi segue para o palco e ficamos no camarim por causa de Sofi. Selena acompanha Demi.
          —Ela parece um anjinho. – Lauren comenta ao observar Sofi.
          —Minha mãe dizia que Sofi era a mais quieta de nós duas porque eu sempre ficava procurando algo para fazer. – Digo. – Meu pai tirava fotos nossas quando dormíamos juntas na minha cama.
          Ficamos em silêncio, nada que incomoda. Sofi parece estar bastante cansada. Observo Lauren fazer carinho em minha irmã e sorrio com a cena.
          —Está sorrindo por quê? – Pergunta me olhando.
          —Você é tão fofa. – Respondo.
          —Me dá um beijo? – Pede.
          Aproximo meu rosto do seu e trocamos um selinho demorado. Sua boca entreabre e passo com minha língua até encontrar com a sua. Tomo cuidado para não acordar Sofi. Nos beijamos com toda a calma e amor do mundo, em um momento só nosso. Sofi se mexe e nos separamos sorrindo.
          —Que horas as meninas vão chegar?
          —Elas costumam chegar uns trinta minutos antes do show, ou seja, só mais tarde. – Me responde. – Acho que a Taylor deve vir junto com elas.
          —Vamos assistir alguma coisa? – Sugiro e minha namorada apenas concorda. Pego meu celular e coloco em algum filme de romance. Aumento o volume e deito minha cabeça no ombro dela. – Esse filme é muito legal. – Digo assim que começa.


[...]


          Lauren e eu ficamos assistindo filmes e depois fomos ajudar Selena em algumas coisas enquanto Demi ficou no camarim com Sofi, que continua dormindo. Ouvimos a última passagem de som da banda junto com Demi e ficou muito bom.
          Estamos no camarim, Lauren, Sofi, Selena, Demi e eu. A maquiadora e o figurinista estão arrumando Demi. É estranho ver sua mãe adotiva se trocar na frente de outras pessoas. Sua maquiagem está leve. Minha irmãzinha acorda e coça os olhos. Me olha e vem em meu colo. Beijo sua cabeça e ela ri.
          —Está com fome, filha? – Demi pergunta.
          —Um pouquinho. – Responde.
          —Sel, consegue algo para as meninas e você comer?
          —Eu não estou com fome, mas posso ver o que tem para comer. – Responde. – Vou trazer as garrafas de água e frutas para você. – Sai do camarim.
          —A mamãe está bonita, Kaki. – Sussurra para mim.
          —A mama está linda. – Comento alto.
          —Ainda falta a bota. – Demi fala.
          —As águas e frutas. – Selena entra com um carrinho e deixa no canto. – Os fãs já começaram a entrar e estão cantando algumas músicas. – Comenta. – O pessoal da produção vai pedir pizza, assim que chegar, vocês vão para o refeitório comer com eles. – Disse e apenas concordamos com a cabeça. – Agora eu vou indo porque as meninas já devem estar vindo.
          —Tia Selena. – Sofi a chama toda fofa e Selena se derrete a cada vez que minha irmãzinha a chama assim. – Posso ir com você? – Pergunta.
          —Claro que pode. – Responde. – Pega uma garrafinha de água para você. – Sofi desce do meu colo e pega uma garrafa que Demi entregou para ela. – Nós já voltamos. – As duas saem do local.
          O figurinista e a maquiadora saem após minha mama fazer um sinal para eles e ficamos as três sozinhas.
          —Aproveitando que estamos a sós agora. – Ela vira a cadeira e nos olha. Estou sentada no sofá de mãos dadas com minha namorada. – Onde as mocinhas estavam antes do almoço? – Pergunta e sinto que estou corando enquanto Lauren apenas sorri. – Selena e Sofi ficaram um bom tempo procurando vocês.
          —Nós entramos na última porta do corredor, que estava fazia, e fizemos amor. – Minha namorada responde e tento me esconder de vergonha.
          —Vocês sabiam que poderiam ter sido pegas por qualquer pessoa? – Levanta e fica perto de nós.
          —Eu sei, mas não conseguimos controlar nossa vontade. Nossa sorte é que ninguém nos pegou e minha mãe também disse que não pode.
          —Eu entendo que são jovens e têm os hormônios a flor da pele, mas tentem controlar. – Pede e eu a olho, apenas concordando com a cabeça. – Não quero que se metam em enrascada.
          —Vamos nos controlar, mama. – Digo. – Foi mesmo por coisa do momento.
          —Espero que isso não se repita. – Diz.
          As meninas entram no camarim junto com Selena e Sofi. Dinah e Normani estão lindas e de mãos dadas, junto com um belo sorriso. Tem uma sacola na mão da loira. Taylor e Hailee aparecem logo depois, pelo visto minha cunhada convidou a amiga.
          —Taylor me pediu para trazer a Hailee. Se importa? – Selena questiona.
          —Claro que não. – Demi responde sorrindo. – Vou aquecer a minha voz.
          —Vamos todas sair do camarim para o aquecimento vocal. – Selena fala e todas saímos.
          Seguimos para uma parte mais VIP, de frente para o palco e um pouco afastado dos fãs. Tem alguns seguranças. Pelo visto é onde ficaremos. Lauren foi ao banheiro e Dinah de aproxima de mim.
          —Chancho. – Me chama pelo apelido. – Mani e eu temos um presente para você e Lauren.
          —O que é? – Pergunto animada.
          —No jogo de verdade ou desafio eu tive que comprar um brinquedo sexual e comprei um strapon, disse que daria para vocês de presente. – Lembra. – Chegou hoje e trouxe o presente de vocês. – Fico envergonhada. – Tem uma algema também. Veio de brinde. – Entrega a sacola e pisca para mim, saindo logo em seguida.
          —Camz, o que a Dinah te deu? – Lauren pergunta ao chegar.
          —Nada demais. – Respondo. – É só uma blusa que eu pedi emprestado para ela. – Minto, pois estou pensando em algumas coisas.
          —O show já vai começar. – Selena avisa animada.
          Estamos todas olhando para o palco e o ginásio está lotado de fãs que estão gritando. Um som começa a tocar e eles gritam ainda mais, não nego que todas nós também estamos. Sofi está no colo de Selena, que olha para o palco com um sorriso bobo nos lábios.
          Demi surge no palco e a gritaria é inevitável. Ela está ainda mais linda. Abraço Lauren por trás, pois é o primeiro show que vou na minha vida e quero aproveitar ao lado dela.
          —Boa noite, Miami! – Demi fala e o público vai a loucura.
          —É A MAMÃE! – Sofi grita.
          — Eu estou muito animada para o show de hoje na cidade que eu moro. – Começa a falar e o barulho dos gritos diminui. – Estou ainda mais animada e feliz porque minhas filhas vieram assistir meu show pela primeira vez, e espero que seja a primeira de muitas. – Sorrio e Sofi grita. – Quero ver quem vai cantar junto comigo essa noite. – Uma música começa a ser tocada.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...