1. Spirit Fanfics >
  2. Perfect Tease - NCT (Haechan) >
  3. Como Estamos?

História Perfect Tease - NCT (Haechan) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Enjoy!

Capítulo 8 - Como Estamos?


 

Após o meu irmão sair do quarto junto com o Hyuck soluçando em lágrimas entrei no meu quarto, eu estava na mesma situação que ele, chorando sem parar. Por mais que eu tenha ouvido toda a conversa dos dois quando estiveram dentro do meu quarto eu ainda me sinto magoada, machucada e não me sinto pronta para falar com o Haechan.

Eu não quero mais me machucar assim, preciso eliminar esse sentimento de dentro de mim. O Hyuck é um bom garoto logo ele vai encontrar uma garota sensacional e vai ter um ótimo relacionamento com ela, não precisa ser eu. Na verdade seria ótimo que fosse eu. Não consigo parar de pensar nele, ele tentou tanto me conquistar que conseguiu, e agora estou me desmanchando em lágrimas por conta do moreno.

Eu quero virar a página, esquecer que tive um quase romance com o Hyuck e seguir a vida, sem mais problemas amorosos. Deitei em minha cama, passei a mão onde o Hyuck estava sentado chorando, meu lençol estava realmente molhado das lágrimas dele, tinha uma poça enorme na minha cama, ter percebido isso apenas piorava as coisas, por que isso apenas reforça a ideia de que ele me ama de verdade. Não entendo por que uma parte do meu coração aceita com alegria o amor dele e anseia pelo mesmo enquanto o outro lado me diz apenas para esquecer o moreno.

Já confiei muito nos rapazes, quebrei a cara com todos. Não quero que seja assim com Haechan. Espero que nossa amizade voltei a ser algo comum com o tempo, por que eu não volto atrás nas minhas decisões, vou perdoa-lo sim, mas ele perdeu a chance dele. Infelizmente vai ter de aprender a conviver com isso. Fechei os olhos exausta do dia angustiante que tive e logo dormi.

Abri meus olhos e vejo que o sol nasceu, esse foi o sono mais esquisito que já tive, foi como piscar os olhos e acordar já sendo dia, não senti a noite passar, espero que todo o meu dia se passe dessa maneira até que o meu coração possa eliminar os sentimentos que tenho pelo Hyuck.

Levantei da cama, fiz absolutamente tudo no automático e fui logo em seguida tomar café na cozinha, os meninos estavam lá, apenas desejei bom dia para os dois e fui para a geladeira a procura de algum suco, sentei a mesa e comi duas torradas. Haechan me olhou pelo canto dos olhos negros belíssimos que ele possui e não me dirigiu uma palavra se quer, apenas me olhava algumas vezes.

Terminei de comer e me despedi dos garotos indo em direção a porta de saída da casa, agindo como se nada tivesse acontecido. Escuto passos me seguindo e antes que eu pudesse abrir a porta e sair de casa escuto uma voz:

- S/n, vocês precisam conversar, não deixe de dar a Hyuck a chance dele se explicar, você precisa ouvir da boca dele. Não sei qual vai ser a sua decisão depois de ouvir a verdade, seja lá qual for eu irie te apoiar. Mais por favor não faça o Hyuck esperar mais por isso, seja lá qual for o desfecho da história de vocês dois. – Mark falou e eu apenas concordei com a cabeça assim que ele concluiu e voltei a andar, dessa vez saindo de casa e indo para a faculdade.

 

Hoje eu teria poucas aulas, largaria um pouco mais cedo e iria para o estágio após isso. Assim que a última aula acabou eu não sai correndo da universidade com medo de encontrar o Haechan, ao invés disso fui para o refeitório e comprei algo para comer. Quando terminei de pagar e me dirigi ao corredor para ir ao pátio comer sentada na grama embaixo de alguma árvore, esbarrei novamente no mesmo garoto que derrubei ontem, minha nossa ele é realmente lindo.

- Me perdoe por favor, não foi a intenção fazer isso com você novamente. – falei tentando soar verdadeira apesar da minha cara de desgosto com a vida.

- Tudo bem, não tem problema. O destino vai ficar marcando esses encontrões nossos pela faculdade se eu continuar sem coragem para te chamar para tomar um café comigo. – o rapaz respondeu e eu apenas sorri pela piada.

- Me chamo S/n, qual o seu nome? – perguntei.

- Me chamo Taeil, posso te convidar para tomar um café comigo? – Taeil perguntou.

- Eu não me sinto bem para sair com rapazes por agora... – fui interrompida.

- Não é um encontro, quero apenas tomar um café com você, não vai durar mais do que 15 minutos. Não vou te incomodar, quero apenas conhecer você melhor. Se você não aceitar eu posso esperar mais um esbarrão por algum corredor, e a cada sinal que o destino der eu vou te chamar para tomar um café até que você aceite. – Taeil falou de maneira simples.

- Não seria uma má ideia. Eu aceito tomar um café com você, vamos?

- Vamos!

Fomos juntos a cafeteria que ficava dentro do campus, em meio a caminhada conversamos sobre coisas comuns, como o que cursávamos, nossos horários de aula, estágios, namoros.

A conversa com Taeil me fez muito bem, quando chegamos a cafeteria eu já estava sorrindo bastante por conta das palhaçadas do garoto que era muito engraçado. Ainda na fila para comprarmos o nosso café o meu celular vibrou mostrando que eu tinha recebido uma mensagem.

Abri a mensagem, era de Hyuck. Ele perguntava onde eu estava e o que eu estava fazendo e se não fosse pedir muito que eu o esperasse na cafeteria para conversar com ele. Apenas respondi que não me senti à vontade para conversar sobre nós dois na faculdade e que mesmo estando na cafeteria eu iria embora em 15 minutos.

Compramos nossos cafés e fomos para a mesa, eu e Taeil voltamos a falar sobre coisas da faculdade e descobrimos que pagamos uma eletiva juntos com um dos professores mais pirados da faculdade, o papo estava definitivamente sendo a melhor amostra grátis de felicidade do meu dia, conversar com Taeil era mais do que bom, era maravilhoso. Ele imitava os professores com tamanha perfeição que eu não conseguia conter os meus risos, chamávamos tanta atenção juntos que as pessoas ao redor achavam que estávamos passando mal de tanto rir.

Ele tem uma personalidade extremamente cativante, um ótimo senso de humor e um papo muito bom. Me senti tão à vontade com ele que o sentimento de amizade cresceu no mesmo instante, agora Taeil tinha se tornado meu irmão de alma.

Levantamos e saímos da cafeteria, assim que cruzamos a porta em meio as nossas risadas altas demais vejo Haechan correndo em minha direção, meu sorriso se desfez, um enorme nervosismo tomou conta de mim e a única coisa que consegui fazer foi dar um passo para trás e segurar a ponta dos dedos de Taeil.

- Noona, te encontrei, por favor, vamos conversar hoje... – Hyuck falava quase em fôlego enquanto encarava Taeil segurando a minha mão.

- Hyuck, podemos conversar outra hora, o que acha? – perguntei desanimada.

- Noona, por favor me deixa te explicar. – falou e deu um passo em minha direção e logo Taeil se colocou em minha frente.

- Ela acabou de dizer que vai conversar com você em uma outra hora, por agora ela é minha, eu cheguei primeiro e estou no meu direito de conversar com a moça bonita. – Taeil falou e não acreditei que ele disse tais palavras.

- Acredite, não vai querer se meter entre nós dois. – Hyuck falou encarando Taeil nos olhos.  – E eu cheguei muito antes de você, cala a boca. – Haechan falou dando mais um passo à frente.

- Rapazes, não precisam fazer isso. Eu tenho estágio a essa hora de qualquer forma, vejo vocês dois depois. Taeil, já consegui seu número de telefone e posso lhe mandar mensagens ainda hoje. Hyuck, pode passar na minha casa hoje quando eu largar do estágio, vamos conversar sim, ok? Preciso ir agora. -  falei e deixei os dois para trás tentando não presenciar uma briga desnecessária.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...