História Perfectly wrong - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Shawn Mendes
Tags Shawn Mendes
Visualizações 275
Palavras 2.154
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lírica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Jantar - 1


Fanfic / Fanfiction Perfectly wrong - Capítulo 9 - Jantar - 1

"Pegue leve com meu coração, mesmo não sendo sua intenção me machucar, você está sempre acabando comigo." - Shawn Mendes.


O olhei, esperando que ele me fale aonde eu poderia me esconder. Estávamos ferrados! A voz estava abafada pela porta, então eu não sabia se era a Hailey, Aaliyah, a mãe de Shawn ou alguma outra mulher. A voz era feminina.

- Debaixo da cama! - ele murmurou rapidamente enquanto se levantava e colocava rapidamente sua cueca e sua calça. 

Em um pulo me levantei da cama como uma flash e peguei a blusa de Shawn e minha calcinha que estavam no chão, logo os vestindo rapidamente.

- SHAAAAAWN!! - a voz estava ficando mais próxima, então rapidamente fui para debaixo na cama, que continha algumas roupas que pareciam ser sujas. Que isso, Shawn?! Pensei que era mais organizado.

Ao afastar com as pontas dos meus dedos uma cueca preta - ew. Nojento! -, bati minha cabeça embaixo da cama, fazendo-me sentir uma leve e rápida dor.

- Porra! - murmurei levemente irritada.

- Está tudo bem? - Shawn sussurru. Murmurei um "Uhum".

- Shawn, por que você não foi me buscar? - a porta foi aberta. Era Aaliyah, por sorte. Meu coração se acalmou e suspirei de alívio. Ainda bem que não era a Hailey ou a mãe de Shawn. - Eu fiquei igual a uma idiota esperando você aparecer enquanto todos iam embora daquela maldita festa! - ela estava irritada. Eu também ficaria se meu irmão me esquecesse em uma festa com muitos adolescentes com hormônios.

- Eu tinha um compromisso, Aaliyah. - eu podia ver os pés de ambos. Shawn estava na ponta da cama, quase me cobrindo com suas pernas e pés. Eu podia ver os pés de Aaliyah. 

Adorei seu sapato.

- E seu compromisso era mais importante do que buscar sua irmã em uma festa? - eu poderia imaginar ela com os braços cruzados.

- Aaliyah, por favor. - certamente Shawn revirava os olhos. Poderia ser divertido assistir uma briga dos irmãos Mendes. - Eu já disse que tive que resolver uma coisa de extrema importância!

- Mas iria modificar algo se me buscasse, pelo menos? Shawn, eu liguei 15 vezes no seu celular e só caia na caixa postal. Eu até liguei 5 vezes para a Brooke, que também caiu na caixa postal. Sabe-se lá o que você estava fazendo que não atendeu minhas 15 ligações. - ela bufou. - Provavelmente naquele tempo você estaria livre já.

- Geoff veio aqui e acabei esquecendo de colocar meu celular para carregar. Não vai querer saber do que estávamos conversando também? - hashtag implicância Mendes.

- Como se Geoff fosse mais importante que eu. - murmurou, irritada. Minha garganta começou a ter uma leve cosquinha, fazendo meu nariz também sentir. Eu iria espirrar.

Não aguentei e espirrei, fazendo todos se calarem. Shawn deu um falso espirro, e em seguida se aproximou mais de onde eu estava, tampando quase por completo minha visão sobre o quarto.

- Shawn, o seu espirro ficou mais fino? - ela estava confusa quanto a isso. Prendi uma risada diante daquela situação totalmente embaraçada. - Ah, não. Não me diga que virou gay?! Eu sempre soube que você não tinha hormônios masculinos.

Segurei ainda mais a risada com minha mão tampando minha boca. 

- Aaliyah, eu não sou gay. - ele respondeu calmamente. Será?

- Acho que mamãe acha. - deu de ombros.

- O quê?

- Shawn durante não sei quanto tempo você namorou a Hailey. Depois de alguns meses, você a pediu em casamento. Fora que a comemoração de noivado foi cafona. Onde já se viu comemorar o noivado em um restaurante enfeitado de rosa claro e lilás? Agora não sei se você escolheu ou foi a Hailey sem sal. - surpreendente. Eu não sabia o que pensar. - Aquele restaurante estava parecendo que iriam revelar o sexo do bebê.

- Hailey que escolheu. Eu não escolhi nada porque eu ainda estava em turnê com o pessoal. - ele não tinha argumentos, pelo o que pareceu.

- Já imaginava isso. Mamãe irá passar aqui para me buscar junto com papai, às... 19:00. Eles querem que você se arrume porque iremos jantar fora. Aliás, todas as pessoas que trabalham no andar da mamãe vai, inclusive a Brooke, para sua felicidade. - seu tom era de brincadeira.

Após ela mencionar meu nome, senti minhas bochechas queimarem lentamente. Okay, ninguém mencionou nada disso para mim hoje sobre um jantar.

- Está bem.

- Vou ligar para Brooke avisando. - merda!! Meu celular está na sala! 

- Não, não! Eu ligo pra ela depois. Deixa isso comigo. - Shawn andou até ela, logo a empurrando pra fora e fechando a porta. Seus passos foram se afastando da porta. Shawn andou até a cama. - Pode sair. - me encolhi embaixo da cama e saí com um pouco de dificuldade.

- Já disse que eu adoro sua irmã? - sentei-me na cama

- Sou bem mais legal que ela. - ele sorriu, se aproximando de mim. Seu rosto estava a centímetros do meu, permitindo sentir sua respiração contra meu rosto e ver o quanto seus lábios continuavam atraentes.

- Como pode ser tão convencido? - lhe dei um selinho rápido, fazendo-o dar outro.

- Sou de leão. - ele me deu mais um selinho, e em seguida encheu meu rosto de beijos, fazendo-me cair na cama e Shawn ficar por cima.

Entrelacei minhas pernas em sua cintura e minhas mãos rodearam seu pescoço. Enquanto eu analisava seu rosto, sentia seu olhar sob minha boca.

- Quer ir comigo para jantarmos hoje com a empresa e com minha família? - quebrou o silêncio agradável que estava entre nós.

- Não daria muito na cara?

- Não, até porque minha mãe e minha irmã sabem que ultimamente estamos andando juntos porque é uma relação profissional e temos que ver os detalhes das casas. - abri um fraco sorriso. Ele está tão fofo, que era impossível não gostar de Shawn Mendes. - Eu passo no seu apartamento às 18:40. - assenti. Não deu tempo de eu falar nada, porque Shawn juntou meus lábios nos dele em um beijo lento e doce.

Ao pararmos o beijo, Shawn mordeu levemente meu lábio inferior, fazendo-me sorrir e olhar em seus olhos, que agora suas íris estavam um pouco amarelas.

- Vamos? - saiu de cima de mim, logo estendendo a mão para mim pegá-la. Peguei sua mão e me levantei, logo vendo que eu estava com a camiseta de Shawn.

Enquanto Shawn pegava outra camiseta em seu closet e colocava por completo sua roupa, eu procurava minha camisa social. Minha saia já estava em meu quadril, juntamente com meus sapatos e sutiã. Ao achar minha camisa branca perto do banheiro - também não sei como foi parar lá -, vi que a mesma estava com os botões todo estragado.

Virei-me e caminhei até Shawn, que colocava seus coturnos clássicos.

- Temos um pequeno problema. - forcei um sorriso enquanto seus olhos se direcionaram para mim.

- Pode falar. - terminou de colocar o outro pé e se levantou, ficando em minha frente.

Ergui minha camisa para ele e forcei ainda mais um sorriso. Shawn caiu na gargalhada.

- Você pode me emprestar alguma camiseta sua ou algo assim, por favor? Prometo que te devolvo. - eu estava desesperada. Como eu iria sair daqui sem a parte de cima da minha roupa? Aliás, a Aaliyah estava aqui. Seria um total perigo, e ainda é.

- Claro, claro. - ele andou novamente até seu closet e vasculhou. - Pegue esse moletom. Irá ficar melhor em você do que em mim. E não, não precisa devolver. - Shawn andou em minha direção e me deu um moletom azul marinho e na frente escrito em letras grandes estava Youth.

- Um moletom da sua música, Shawn? - ri enquanto vestia o moletoom, que ficou um pouco grande e largo para mim. Mas concordo que ficou extremamente melhor em mim no que no próprio dono do moletom.

- Sim. - ele riu, passando a mão entre seus fios de cabelo, o deixando para trás. Eu adorava quando ele fazia isso. Era tão... Encantador esse simples ato. - Eu sei que escolhi uma boa cor. - disse enquanto andava em direção a porta. Eu o segui.

- É uma cor muito bonita mesmo. - sorri assim que o alcancei.

- Então eu passo na sua casa às 18:40. Esteja bonita. - selamos nosso lábio em um selinho demorado

- Está dizendo que não sou bonita, Mendes? - tentei ficar séria.

- Você é bonita de todas as formas, Müller. - seus lábios se esticaram em um sorriso, exibindo seus dentes estonteantes. Retribuí seu sorriso. Você como me deixar tímida.

- Obrigada, Peter Raul. - abrimos a porta e fomos caminhando para a sala. Fingi que nada aconteceu perto de Aaliyah.

- Agora iremos usar o nome do meio? - debochou, fazendo-me rir.

- Se necessário, sim. - ao chegarmos na sala, Aaliyah nos olhou com seus olhos arregalados e com a sua boca aberta.

Por favor, que ela não adivinhe que estávamos fazendo coisas impróprias para a idade dela.

- Oi, Brooke. - ela se levantou do sofá e meio me cumprimentar com um abraço amigável. Retribuí seu abraço e logo ela se afastou. - Está com o perfume do irmão. - ela nos olhou desconfiada.

Aaliyah, dá para ser menos desconfiada?

- Impressão sua, Aaliyah. - sorri. Sorri de nervoso.

- Por que seu cabelo está um pouco molhado na raiz? - cutuquei Shawn em suas costas, pedindo socorro.

- Ela estava com calor e jogou água no rosto, e acabou pegando no cabelo. - de soslaio, vi que Shawn abrira um sorriso forçado.

- Mas teve que molhar quase o cabelo todo? - falou, confusa.

- Aaliyah, não faz perguntas difíceis. - Shawn sentou-se no sofá. Ele aparentava estar cansado, assim como eu.

- Está bem, está bem. - a irmã de Shawn se sentou ao lado do mesmo, pegando seu celular ao lado. - Por que você estava no quarto dele mesmo? - ela estava desconfiada, certeza.

- Isso tudo é ciúme? - Shawn perguntou com um tom de ironia em sua voz, o que fez Aaliyah revirar os olhos. Shawn me olhou rapidamente e voltou seu olhar para Aaliyah. - Ela estava com dor de barriga. - você inventa ótimas desculpas, Shawn. Ótimas!

- E está melhor agora? - ela olhou-me.

- Melhorei. - sorri sem mostrar os dentes, e ela assentiu.

- Shawn te falou do jantar hoje à noite?

- Falou. - ela lançou um olhar malicioso parano irmão, que revirou os olhos. - Você tem que me contar tudo o que aconteceu na festa, hein, mocinha. - ela riu, assentindo.

- No jantar espero sentarmos lado a lado e aí eu te conto tudo com detalhes. - pela cara da adolescente, ela havia aprontado alguma.

- Estarei esperando. - pisquei para ela, que fez um "okay" com seus dedos. - Ahn... Acho que já vou ir.

- Eu acabei de chegar. - Aaliyah disse, fazendo cara de poucos amigos.

- Já está tarde, mas prometo que vamos conversar muito no jantar de hoje. - ela assentiu, ainda um pouco triste. Eu me senti importante diante dessa ação.

- Eu te acompanho. - Shawn se levantou do sofá e me acompanhou até a porta do seu quarto de hotel. - Te vejo à noite?

- Claro.

(...)

Conferi no espelho  mais uma vez meu look para hoje à noite. Eu queria estar linda, não só porque a família Mendes iria estar lá como também para Shawn. Depois daquela transa sensacional, eu senti algo a mais por ele.

Passei meu perfume doce e forte, logo pressionei meus lábios e os soltei, vendo que meu batom nude havia ficado ótimo em meus lábios, fora que o tom da minha pele ajudava um pouco nesse aspecto.

Eu estava com uma blusa de cetim preta, que realçava meu pescoço com o pequeno pingente que havia. Minha saia era de um "couro falso" preto, que ia até no meio das minhas coxas. Eu havia colocado um salto fino na cor preta. Minha maquiagem não era preta, mas combinava bastante com o look, sendo uma maquiagem leve e elegante.

Ao pegar minha pequena bolsa preta com dourada, ouvi alguém batendo na porta. Shawn. Assim que saí para fora do meu quarto, senti um frio a barriga gostoso. Há essa altura, meu coração já estava acelerado o bastante para se ouvir a quilômetros de distância. Era algo surreal o que eu sentia.

Ao abrir a porta do meu apartamento, lá estava ele com uma blusa de botões preta e alguns detalhes em branco e com uma jaqueta de couro preta, sua típica calça jeans preta e seus coturnos clássicos pretos. Ele está muito lindo.

Seu perfume amadeirado realçava ainda mais a sua beleza naquele momento. Naquele instante, Hailey era uma mulher de sorte.

Eu teria essa mesma sorte?

- Está linda, Brooke. - Shawn sorriu, com suas bochechas coradas. Naquele instante, tive vontade de apertar suas bochechas, porém resisti.

- Obrigada. Você também está lindo, Shawn. - sorri também, um tanto quanto envergonhada.

- Então, vamos? - fechei a porta e tranquei, logo colocando a chave na minha bolsa.

- Claro.


Notas Finais


Esse jantar promete😂

Comentem o que vocês acham que vai acontecer. Eu gostaria de saber suas teorias ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...