História Perfeita ilusão - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Lay, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Bottom Chanyeol, Chanbaek, Chankai, Chansoo, Lay, Sehun, Top Baekhyun, Top Kai, Top Kyungsoo, Xiumin
Visualizações 17
Palavras 753
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá psoas!
Perdoem os erros ortográficos.

Capítulo 3 - Recomeço


Fanfic / Fanfiction Perfeita ilusão - Capítulo 3 - Recomeço

- Kai seus olhos são tão lindos. – Falou de forma arrastada.

- Eu sei Chan. Que tal se andássemos agora? – O puxou com cuidado.

- Eu não quero! – Fez um enorme bico. – Oi lua! Oi!!! – Gritou.

- Park Chanyeol... – Sorriu sem jeito para as pessoas. – Por que não ligou pro seu namorado em?

- Namo... Que namorado?

- Ai meu Deus, você tá completamente bêbado.

- Meu namorado não mora aqui Kai... Ele é lindo sabe?...

- Ta bom Chan, vamos. – Segurou o amigo mais firme.

- Eu sempre quis saber como é te beijar. – Riu.

Jongin parou de andar após ouvir a frase. Por que o universo era tão cruel consigo?

- Bêbado é apenas isso. – Repetiu para si mesmo quando retornou a andar.

- Mas não conta pro... Ah, eu esqueci o nome dele...

- Kyungsoo.

- Não. Eu já falei que meu namorado mora...

Foi cortado pelos lábios finos do Kim. O selar foi demorado.

E se deixando levar pelo momento Jongin início um beijo profundo. O que tinha de mais em fazer isso?

Sabia muito bem o quão errado era beijar uma pessoa bêbada mas não conseguiu evitar.

Passou os braços pela cintura do maior, se aproximaram até que não sobrasse espaço entre os dois.

Após as bocas se separarem os olhos se encontraram.

Entretanto Chanyeol não se manteve acordado para falar alguma coisa sem sentido. Os efeitos do álcool terminaram e agora é só passar pelas consequências das bebidas tomadas sem pudor.

Kai sorriu e finalmente pôde chegar ao apartamento sem mais complicações.

Olhando o amigo já na cama pensou como amanhã ele não se lembrará de nada.

Por um lado se sentiu aliviado...

Pelo menos não complicaria ainda mais sua situação.

Mas por outro lado...

Seu coração entristecia por esconder novamente os sentimentos. Por que Chanyeol estava tão perto e tão longe?

   #*#*#*#*#*#*#*#*#*#*#*#*#

As lágrimas caiam sem controle algum, os soluços altos e a dor só aumentava.

- Chanyeol, não chora por favor... – Pedia com a voz já embargada.

- Vai me largar?... – Tentou não falhar.

- Eu nunca faria isso...

- Por que soo?... Ele pode superar...

- Me desculpa amor mas o Kai é meu melhor amigo... Me desculpa...

- Não. – Limpou o rosto. – Eu não vou te perdoar nunca Do Kyungsoo.

- Chan... - Suspirou. – Eu te amo...

- Mas ama mais o Jongin né? Quer saber fiquem os dois e sejam felizes. – Tirou de maneira bruta o anel tão adorado.

- Não faz isso...

Antes que pudesse evitar, a joia foi jogada pela janela ao lado do casal.

- Se eu sou tão descartável para você então tenho uma novidade... Você não é mais nada para mim também... Vai se arrepender de ter me feito de idiota, é uma promessa.

Se levantou saindo do local.

E Kyungsoo fechou os olhos se permitindo chorar também.

Nossa como doía, como seu coração estava ferido.

Magoar Chanyeol foi como arrancar um pedaço da própria alma e mesmo que nunca mais fosse o mesmo iria ser forte.

Ser forte para não quebrar o que já havia despedaçado.

      #*#*#*#*#*#*#*#*#*#*#*#*#

O garoto de cabelos vermelhos olhava o mais novo tão intensamente que poderia o picar em pedaços.

Chanyeol se contorcia de maneira tão desesperada que a cama soltava estalos uma vez ou outra.

- Que tal se aumentássemos a velocidade? – Sorriu sádico.

O pobre menino soltava alguns sons abafados pela mordaça, puxava os braços já vermelhos por tanto força contra as algemas.

- Sabe por que esta sofrendo isso Chanyeol?

O maior afirmou com a cabeça.

- Que bom... – Mexeu no controle do vibrador. – Sabe que só pertence a mim né?

Confirmou novamente.

- Bom menino... Quer que eu te deixe gozar agora?

Afirmou de maneira desesperada.

- Não sei se merece. – Se aproximou do companheiro e retirou o pano de sua boca.

- A quem pertence Park Chanyeol?

- A Você Bae... – Falou manhoso pelo estimulo.

- Não ouvi baby.

- A você Baekhyun. – Não conseguiu afirmar em tom mais firme. Os gemidos não permitiam.

- É tão bonzinho. – Acariciou as bochechas cheinhas. – Mas pelo comportamento de hoje só terá o que tanto almeja depois do meu.

Falou autoritário. Chanyeol sabia que uma ordem do Byun era dificilmente mudada ou retirada e por isso não protestou.

Libertou seu amado das algemas. – Agora fique do jeitinho que eu gosto um? Juro que depois te recompenso.


Dois amantes. Tão opostos e tão iguais. Um vilão que tirou a inocência do coração puro do amado. Conseguirá saber quem é o culpado?


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...